Thaisa Galvão

21 de julho de 2017 às 11:35

Agências TP Publicidade e KKI anunciam fusão [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Anunciada hoje a fusão das agências TP Publicidade e a KKI Indústria Criativa, que passarão a se chamar KKI TP Comunicação.

A agência será dirigida pelos publicitários Tertuliano Pinheiro, Clarissa Medeiros, Rayssa Saraiva e Túlio Dantas e passa a contar ainda com braço operacional na cidade de Atlanta, nos Estados Unidos.

Inicialmente a TP chegou a discutir sobre um possível projeto com a Executiva Propaganda, mas sem passar por fusão.

Na segunda-feira a agência KKI TP Comunicação será apresentada aos clientes durante café da manhã.

21 de julho de 2017 às 11:33

PF faz operação em edifício de Areia Preta [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Agentes da Polícia Federal estão no edifício Porto Salinas, em Areia Preta, em Natal.

Moradores curiosos tentando descobrir o apartamento visitado.

21 de julho de 2017 às 11:29

Prefeita Rosalba Ciarlini discute agora com o governador Robinson Faria sobre saneamento nos municípios do RN [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O governador Robinson Faria está reunido neste momento, na Governadoria, com alguns prefeitos do interior para tratar sobre a proposta de regulação dos serviços de saneamento básico nos municípios.

Entre os prefeitos está a ex-governadora Rosalba Ciarlini (PP), prefeita de Mossoró.

21 de julho de 2017 às 8:07

Corpo de Paulo Balá será velado em Natal e sepultado em Acari [1] Comentários | Deixe seu comentário.

O corpo do médico radiologista Paulo Bezerra – Paulo Balá – que morreu hoje às 5 da manhã, será velado logo mais a partir das 10 horas numa capela do Centro de Velório Morada da Paz, na rua São José, em Natal.

Depois seguirá para ser sepultado em Acari.

Os horários ainda não foram anunciados pela família.

21 de julho de 2017 às 7:56

Paulo Balá: A história do imortal acariense [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do Diário de Natal, texto reproduzido pelo acariense Jesus de Miúdo em seu blog Acari do Meu Amor.
Um registro do orgulho da cidade por ver seu filho ilustre na Academia de Letras.
Publicado em 5 de dezembro de 2008:

Dr. Paulo Bezerra
Não passará em branco nesse espaço o grande orgulho que Acari hoje sente em ter o Dr. Paulo Balá como imortal na Academia Norte-Rio-grandense de Letras, não! 

Dr. Paulo Bezerra foi eleito para preencher a cadeira número 12 deixada pelo grande Oswaldo Lamartine de Farias. Dois homens preocupados em eternizar as coisas do nosso sertão. 

A posse foi ontem. 

E eis o que o jornal Diário de Natal publicou: 

Um sertanejo Acariense na academia 
Com raízes fincadas no Seridó, o médico Paulo Bezerra passou a relatar através de cartas direcionadas ao amigo jornalista Woden Madruga, os hábitos, a religiosidade, os costumes, enfim, o cotidiano do sertanejo. 

As missivas se transformaram em um registro tão importante das particularidades do povo sertanejo que foram transformadas em obras literárias, e estas foram o seu passaporte para a Academia Norte-rio-grandense de Letras. 

Eleito por unanimidade, Paulo Balá, como é mais conhecido no mundo da literatura, será empossado na cadeira de número 12 da ANL, às 20h30 de hoje, na sede da referida instituição. 
O trabalho de registro desenvolvido pelo mais novo imortal tem fortes semelhanças com os escritos de seu antecessor na cadeira, o etnógrafo Oswaldo Lamartine. 
O patrono da vaga é Amaro Cavalcanti. O discurso de saudação será feito por Ernani Rosado, seu amigo de anos. Ele será recepcionado por Pery Lamartine, pelo padre José Mário e por Valério Mesquita, ‘‘queria que essa recepção foi feita por três seridoenses. Que seriam Pery, o padre e Iaperi Araújo. Mas Iaperi não estará em Natal, então eu misturei com um comedor de caranguejo para dar certo’’, explica entre risos. 
A literatura sempre foi uma atividade presente em sua vida, embora ele só tenha publicado a primeira obra há cerca de nove anos, Cartas dos Sertões do Seridó. O segundo livro, cujo título foi sugerido pelo seu antecessor na academia, Oswaldo Lamartine, Outras Cartas dos Sertões do Seridó, virou obra há quatro anos. 
‘‘O meu trabalho é parecido com o de Oswaldo. Ele me dizia que o que eu escrevo se assemelhava ao que ele fazia, mas com um enfoque diferente. O trabalho dele era de maior pesquisa e o meu registra os hábitos e as histórias do Seridó’’, diz o médico. ‘‘Ele dizia que gostava de mim porque eu não sou intelectual’’, risos. 
Atualmente Paulo Balá trabalha no terceiro título, que provavelmente será lançado no próximo ano e chamará Novas cartas dos Sertões do Seridó. 

‘‘Nessas cartas eu registro as tradições, as conversas do meu pai, as histórias que escutava dos mais antigos, as coisas do sertão, revelo os hábitos dos sertanejos se vestir, a religiosidade, os utensílios, as coisas do Seridó’’. 
Aos 75 anos, ele diz com orgulho que é natural de Acari, ‘‘cidade boa, é a mais limpa do Brasil, pois só tem uma rua e o vento é a favor, quando passa leva a sujeira’’, solta a brincadeira. 
Ele lembra que os costumes do sertanejo mudaram muito com o tempo, e afirma que foi por causa do progresso, ‘‘a comunicação antes era difícil, só tinha o Correio, telegrama. Hoje em dia toda bodega tem televisão, toda cabra sabe da crise dos Estados Unidos. Isso começou com o rádio de pilha, depois com o telefone e assim foi’’. 
Ele não considera o progresso uma coisa maléfica, mais ressalta que muita coisa mudou, como o sabor da carne de sol. 

‘‘Hoje trazem a carne resfriada do sul, salgam e dizem que é do sertão’’. 
Lembra também que não existe mais o costume de usar chapéu, os sinos das igrejas não tocam mais anunciando as mortes e as serestas não são mais realizadas. 
Sobre o apelido de Paulo Balá, ‘‘foi uma herança de papai que se chamava Silvino Bezerra, mas era conhecido como Silvino Balá. Ele dizia que era um apelido que colocaram nele no tempo da escola. Ele só deve ter passado uns dois anos na escola, aprendeu as primeiras letras e as quatro operações’’, afirma. 
(Hayssa Pacheco – Diário de Natal)

21 de julho de 2017 às 7:42

Morre Doutor Paulo Balá, imortal da Academia de Letras e fundador do Instituto de Radiologia do RN [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Morreu o médico radiologista, um dos fundadores do Instituto de Radiologia do RN, Paulo Bezerra.

Conhecido por Paulo Balá, o acariense autor de 4 livros intitulados “Cartas dos Sertões do Seridó”, chegou a imortal da Academia Norte-rio-grandense de Letras.

Vaqueiro, como gostava de ser chamado o poeta, dedicou sua vida de homem do interior à Fazenda Pinturas, em Acari, que comprou do meu bisavô.

‘Doutor Paulo’ lutava contra um câncer.

Deixou a mulher Zélia e os filhos Cassiano, Flávia, Micaela e Julião.

21 de julho de 2017 às 2:53

O RJ cada vez mais violento e o anúncio vazio de Temer para enganar os bestas [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Anúncio de 800 policiais para reforçar segurança no Rio de Janeiro, pelo presidente Michel Temer, foi para…enganar os bestas.

Veja a capa do Globo.