Thaisa Galvão

23 de outubro de 2017 às 8:29

PCdoB não aprovou criação de teto salarial pelo vice-governador Fábio Dantas [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O vice-governador Fábio Dantas e seu partido, o PCdoB, parece não falarem mais a mesma linguagem.

Num encontro no final de semana, os comunistas desaprovaram, entre as medidas apresentadas por Fábio na interinidade do Governo do Estado, a criação de um teto salarial com base no salário do governador, hoje de 21 mil reais.

Servidores ou aposentados com salários mais altos estão gritando.

Quando apresentou a proposta, já entregue à Assembleia Legislativa, Fábio Dantas explicou que o teto não terá efeito retroativo, e hoje, quem ganha mais Fo que o governador, vai continuar ganhando.

Sem clima no PCdoB, Fábio deverá mudar de partido.

O Solidariedade, do deputado Kelps Lima, adversário ferrenho do Governo Robinson Faria, é o caminho mais provável para Fábio e a mulher, deputada Cristiane Dantas, também do PCdoB.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.