#JornalismoSemFakeNews

5 de março de 2018 às 9:38

Carne Fraca: Nova fase da operação manda prender 11 pessoas

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do G1:

O ex-diretor-presidente global da BRF Brasil Foods Pedro de Andrade Faria foi preso hoje cedo em São Paulo, na 3ª fase da Operação Carne Fraca.

Outras 10 pessoas relacionadas à empresa são alvo de prisão temporária.

Ao todo são 27 mandados de condução coercitiva e 53 de busca e apreensão.

Os primeiros presos foram Pedro Faria, o ex-diretor e ex-vice-presidente Hélio Rubens Mendes dos Santos Júnior e o gerente jurídico Luciano Bauer Wienke .

Os alvos de mandados de prisão temporária dessa fase trabalham ou já atuaram na BRF.

 

Veja a lista

André Luís Baldissera

Décio Luiz Goldoni

Fabiana Rassweiller de Souza

Fabianne Baldo

Harissa Silvério el Ghoz Frausto

Hélio Rubens Mendes dos Santos Júnior

Luciano Bauer Wienke

Luiz Augusto Fossati

Natacha Camilotti Mascarello

Pedro De Andrade Faria

Tatiane Cristina Alviero

 

Nesta nova fase da Carne Fraca batizada de Operação Trapaça, foram expedidas 91 ordens judiciais no Paraná, em Santa Catarina, no Rio Grande do Sul, em Goiás e em São Paulo.

O objetivo das fraudes era burlar o Serviço de Inspeção Federal (SIF/MAPA) para impedir que o Mapa fiscalizasse a qualidade do processo industrial da BRF.

Os investigados podem responder, de acordo com a PF, por crimes como falsidade documental, estelionato qualificado e formação de quadrilha ou bando, além de crimes contra a saúde pública.

A BRF é uma das maiores companhias de alimentos do mundo e detém as marcas Sadia, Perdigão, Batavo, Elegê, Qualy, BRF Food Services, entre outras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.