Thaisa Galvão

26 de julho de 2018 às 9:06

G7 mantém vaga de Senado aberta e poderá receber o Capitão Styvenson em um dos partidos [1] Comentários | Deixe seu comentário.

O G7, grupo formado por 7 partidos, emitiu nota hoje afirmando que a chapa completa, com candidaturas a governador, vice, senador e deputados federais e estaduais será concluída no último dia do prazo estipulado pela justiça eleitoral para realização de convenções.

A chapa aberta ainda, com vaga, inclusive, de senador, poderá receber a possível pré-candidatura do Capitão Styvenson Valentim, que ainda não definiu se vai para a disputa e por qual legenda.

Caso decida pelo G7, Styvenson poderá se filiar a um dos partidos que assinam a nota abaixo.

Eis a nota:

*

Os Partidos: Patriota, PSC, PSDC, PSL, PV, PPL e Solidariedade estão em fase final da construção de uma aliança para as eleições de 2018, através da coligação Renova RN.

Esta aliança vem sendo construída longe das estruturas da política tradicional do Rio Grande do Norte e pelo nosso absoluto repúdio aos partidos que estão se rendendo à troca de apoios políticos por cargos, que vem ocorrendo atualmente na pré-campanha ao Governo do Estado.

Nossos partidos comungam do desejo de modernização e moralização da política do Estado e, mesmo com diferenças ideológicas e de posicionamento no cenário nacional, reconhecem a necessidade de união para o combatermos os velhos vícios da política local.

Já apresentamos os nomes de Breno Queiroga e Sérgio Leocádio para os cargos de governador e vice-governador, e Magnólia Figueiredo para o Senado, tendo como primeiro suplente o professor Rivaldo Fernandes.

Até o dia 05 de agosto apresentaremos os demais nomes da chapa majoritária.

Montando um time diferente, sem máculas no passado, apresentaremos candidatos que realmente pensam no Rio Grande do Norte, não deixando a sociedade norte-rio-grandense sem opção de voto.

Kelps Lima – Solidariedade

Renato Fernandes – PSC

Luís Gomes – Patriota

Bertone Marinho – PV

Raul Azevedo – PPL

Odair Diniz – PSDC

Carlos Eduardo Almeida – PSL

Uma resposta para “G7 mantém vaga de Senado aberta e poderá receber o Capitão Styvenson em um dos partidos”

  1. Cidadão potiguar disse:

    A pesquisa encomendada pela FIERN ao instituto Certus parece ter um erro comprometedor: no registro junto ao TSE, no campo da metodologia, há indicação de que seriam entrevistas 1.410 pessoas, espalhadas por 40 municípios – deveria cobrir ao menos 60 municípios para correr menos risco de criar distorções ante a realidade verificável -, sendo que o arquivo anexo no mesmo registro, referente à distribuição das entrevistas, na verdade, ele apresenta tão somente uma amostra de 300 pessoas. Sugiro que você verifique essa questão, pois só há duas hipóteses: ou se anexou um arquivo errado – neste caso, no mínimo, deveria-se dar uma explicação pública a respeito – ou o instituto, caso o arquivo seja correto, pode ter cometido fraude ou contra o contratante ao cobrar por uma amostra de 1.410 pessoas e realizar apenas 300 entrevistas. Seja qual for o fato, merece ser noticiado antes que sejam divulgados os números, o que está previsto para ocorrer no início da próxima semana. Ademais, é preciso que o instituto corrija inclusive o registro no site do TSE, o que, por força do art. 2° da resolução n° 23.549/17, impõe a recontagem do prazo de cinco dias para publicação do resultado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.