#JornalismoSemFakeNews

12 de agosto de 2018 às 21:26

Coordenador da campanha de Flávio Rocha se considera pé frio como Mick Jagger e declara apoio a Bolsonaro

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

Amigo do empresário Flávio Rocha, o dono da rede de lojas Centauro, Sebastião Bonfim Filho, que percorreu o Brasil tentando viabilizar a candidatura de Flávio, e agora declarou apoio a Jair Bolsonaro (PSL), disse que se considera o símbolo da falta de sorte na política.

“Sou o Mick Jagger da política”, disse Bonfim, se referindo à fama de pé frio do cantor da banda Rolling Stones.

E explicou porque…

Em 2017 organizou um jantar em sua casa para aproximar o então prefeito de celebridades e reforçar uma possível candidatura a presidente.

Pouco tempo depois Doria desistiu da presidência e decidiu disputar o governo de São Paulo.

Depois tentou viabilizar a candidatura de Flávio Rocha e até virou coordenador da campanha.

Mas o projeto teve vida curta, e assim como Doria, Flávio não levou a candidatura adiante.

Agora o empresário pé frio vai apoiar Bolsonaro.

Resta saber se ele quer mesmo a vitória do candidato ou se quer tirá-lo do páreo também.

Em entrevista ao Estado de S. Paulo, Bonfim disse que o nome de Bolsonaro veio por eliminação.

Marina Silva “tem essência de esquerda” e foi cortada…

Geraldo Alckmin, segundo o empresário, “aderiu a tudo que sou contra”…

Sobre João Amoêdo: “não gosto do modelo do Novo”…

Restaram Jair Bolsonaro e Álvaro Dias (Pode) e Bomfim resolveu ficar com Bolsonaro, com mais chance de vencer.

“Ele é um fenômeno eleitoral. Um capitão chegar à presidência é a mesma coisa que, na ótica civil, o torneiro mecânico chegar lá”, disse Sebastião Bonfim ao jornal.

Aí diante da fama de pé-frio fica a dúvida: é Bolsonaro mesmo que ele quer ver na presidência da República?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.