#JornalismoSemFakeNews

6 de setembro de 2018 às 7:39

Apontado pela PF como recebedor de propina da Odebrecht, Temer grava vídeo respondendo a Geraldo Alckmin

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

Temer responde!

Alvo de todos os candidatos a presidente da República – menos Meirelles – o presidente Michel Temer arranjou um tempinho na agenda de fim de governo para responder.

E respondeu ao presidenciável Geraldo Alckmin.

Temer vai ter que reservar disposição de defesa para quando deixar o Governo, daqui a pouco mais de 3 meses.

Ontem mesmo, mais uma denúncia envolveu o presidente impopular da República: um relatório da Polícia Federal encaminhado ao Supremo Tribunal Federal apontou indícios de que o presidente recebeu propina de quase um milhão e meio de reais da empresa Odebrecht.

Diz o relatório da PF:

*

“Michel Miguel Elias Temer recebeu, em razão da função, por intermédío de João Baptista Lima Filho, em São Paulo/SP, R$ 500.000,00 em 19/03/2014, R$ 500.000,00 em 20/03/2014 e R$ 438.000,00 em 21/03/2014, totalizando R$ 1.438.000,00, decorrentes da solicitação dirigida por Moreira Franco a executivos da Odebrecht, além de ser o possível destinatário dos valores recebidos por José Yunes em 04/09/2014, em seu escritório de advocacia, fatos que, somados ao invariável emprego de dinheiro em espécie e de pessoas interpostas, espelham as condutas insculpidas no artigo 317 (corrupção passiva) do Código Penal e no artigo 1° da lei 9.613/98 (lavagem de dinheiro”.

A defesa de Temer, claro, negou tudo.

Mas por falar em defesa, veja a defesa dele às denúncias de Geraldo Alckmin.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.