#JornalismoSemFakeNews

20 de outubro de 2018 às 4:42

Quando o que vale é ganhar eleição, ataques de adversários não poupam nem a memória de adolescente assassinado

[2] Comentários | Deixe seu comentário.

Faltando 8 dias para o pleito do segundo turno, a ordem agora na campanha do candidato a governador Carlos Eduardo Alves é desconstruir a candidatura da senadora Fátima Bezerra.

E o tom de ataques sobe quando o alvo é o deputado federal eleito mais votado, Benes Leocádio (PTC).

Para isso atingem o deputado eleito e sua família, quando os ataques usam e abusam da imagem do filho de Benes, adolescente assassinado aos 16 anos durante um assalto.

Não importa se os ataques ferem ainda mais o coração da mãe que perdeu o filho…

No momento, pelo que se acompanha, para quem não gostou da posição de Leocádio que passou a apoiar Fátima Bezerra, não interessa se a família se sente agredida pelo uso da imagem do filho que se foi…

O que vale é juntar votos.

E Benes virou alvo fácil por declarar que, na Câmara, vai lutar para aprovar a redução da maioridade penal.

Como a senadora Fátima já se posicionou contra a redução da maioridade, acusam Benes de apoiar quem não tem um discurso alinhado com o seu.

Hipocrisia achar que aliados tem que pensar igual…

E consultando um passado bem recente é fácil identificar aliados fortes com pensamentos distintos e até contraditórios.

Veja essa postagem do deputado federal Walter Alves, do MDB:

Walter se mostrou desalinhado com o presidente da República Michel Temer, do mesmo MDB, que tinha loucura para aprovar a reforma da Previdência.

Sem falar que o senador Garibaldi Filho, também do MDB e pai de Walter, foi ministro da Previdência, e mais do que nunca sabia da necessidade de uma reforma.

A comparação é só para comprovar que as diferenças existem entre aliadíssimos.

E elas são naturais.

A hipocrisia reina, e bondade no coração tem passado longe quando o objetivo é ganhar uma eleição.

Aliás, em nome do poder, muita gente fecha os olhos e não teme as lições de Deus…

No grupo de amigos de Benes Júnior, todos eleitores, muita revolta com a exposição desnecessária do menino querido que foi, e continua sendo vítima da violência…

2 respostas para “Quando o que vale é ganhar eleição, ataques de adversários não poupam nem a memória de adolescente assassinado”

  1. Cássia Floquet disse:

    É um verdadeiro vale tudo..

  2. Edu disse:

    Eu particularmente não sou de grupo A ou zB nem tão pouco desconstruir porem votei no benes e fiquei extremamente decepcionado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.