#JornalismoSemFakeNews

20 de novembro de 2018 às 20:29

Parecer do analista de sistema Arnóbio Medeiros revelou o que o TSE comprovou: documentos de Kerinho foram anexados ao registro de candidatura

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

Quando começou a requerer à justiça eleitoral a contagem dos votos do candidato a deputado federal Kerinho (PDT), o deputado federal não reeleito, Beto Rosado (PP), contratou os serviços do analista de sistema Arnóbio Medeiros.

Queria um parecer de Tecnologia da Informação (TI) para comparar com o arquivo individual de Kerinho, registrado no TSE.

O parecer de Arnóbio afirmava que o registro de candidatura de Kerinho contava com toda a documentação exigida.

Ao Blog Arnóbio explicou que criou um arquivo com toda a documentação exigida pelo TSE e o ‘tamanho’ era exatamente o mesmo do que estava arquivado.

“Só não tinha como comprovar que eram os mesmos documentos porque o arquivo do TSE é criptografado”, explicou Arnóbio, que a cada documento que retirava, era notória a diferença entre os arquivos do analista de sistema e do TSE.

O parecer do profissional de TI, favorável a Beto Rosado, não foi suficiente para provar que os documentos de Kerinho estavam completos no registro de candidatura, mas foi fundamental para o TSE decidir pela abertura do arquivo.

Aberto o arquivo, ficou comprovado que o parecer do arquivo criado pelo analista Arnóbio Medeiros, era equivalente ao do TSE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.