Thaisa Galvão

15 de agosto de 2019 às 16:23

O suspeito desempate na escolha da lista tríplice do TRT [2] Comentários | Deixe seu comentário.

Faltou a velha e tradicional “suspeição” na hora da escolha da lista tríplice para indicação do futuro desembargador do TRT-21 no Rio Grande do Norte.

Depois do advogado Marcelo Barros escolhido como primeiro da lista, foi a hora de votar o segundo nome.

Deu empate (4X4) entre o segundo e o terceiro da lista sêxtupla, Eduardo Rocha e Marisa Almeida.

O voto de Minerva foi do presidente do Tribunal, Bento Herculano, que optou pelo nome de Marisa.

Bento foi casado com Marisa.

Os dois tem uma filha.

No primeiro voto, 8 desembargadores votaram em Marcelo Barros.

Só Bento votou em Eduardo Rocha.

No segundo, Bento eliminou Eduardo.

2 respostas para “O suspeito desempate na escolha da lista tríplice do TRT”

  1. Terezinha Medeiros disse:

    O Presidente do TRT arquitetou e orquestrou muito bem para retirar Eduardo Rocha da disputa da eleição do quinto constitucional do TRT, e favorecer sua ex-esposa, agindo de forma fria e calculista sem o menor respeito aos princípios constitucionais da RAZOABILIDADE e IMPESSOALIDADE, votou em Eduardo para justificar a punhalada que tinha preparado para dar na segunda e terceira rodada, seria mais prudente não ter votado, mas apunhalar pelas costas, sem o mínimo de critério tão somente para atender seus interesses, muito estranho que um Presidente tenha esse tipo de atitudes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*