Thaisa Galvão

30 de janeiro de 2020 às 11:59

Retrato atual do INSS: Idoso de mais de 100 anos viaja 40 km e não é atendido em Currais Novos [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Retrato do INSS no Governo Bolsonaro, depois da reforma da Previdência.

Depois de viajar 40 quilômetros de Florânia a Currais Novos para ser atendido, como agendado, Seu José Eleotério de Morais, que tem MAIS de 100 ANOS, teve que voltar para casa sem fazer a perícia.

O sistema estava fora do ar.

O idoso solicitou um acréscimo ao qual tem direito, de 25% sobre seus vencimentos como aposentado por invalidez, para pagar despesas com a saúde debilitada.

O INSS marcou a perícia e exigiu a presença do idoso mesmo sabendo que ele não mora na cidade.

O procedimento foi remarcado para o dia 14 de fevereiro, novamente com a exigência da presença de Seu José Eleotério.

O caso do idoso de Florânia é apenas um dos milhares que retratam o caos no atual modelo do INSS, onde a população nem consegue fazer perícia e muito menos se aposentar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*