Thaisa Galvão

6 de fevereiro de 2020 às 12:50

Alvo de operação da PF, atual chefe da Funasa no RN já foi alvo de investigação por nepotismo cruzado envolvendo o atual presidente do TRT no RN [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Apesar de queridinho do chefe da Casa Civil Ônix Lorenzoni, o diretor da Funasa no RN, Pablo Tatim tem história antiga no Rio Grande do Norte.

Ele foi demitido da Casa Civil do governo Bolsonaro, por denúncia de nepotismo cruzado quando esteve no Ministério do Trabalho.

Tatim foi empregado no gabinete do desembargador do TRT do Rio Grande do Norte, Bento Herculano, agora presidente do Tribunal, enquanto a mulher do desembargador foi nomeada para o ministério.

Tatim foi exonerado do Ministério do Trabalho e nomeado no gabinete de Bento, e a mulher de Bento assumiu a vaga de Tatim no Ministério.

Sobre o assunto, nepotismo cruzado X viagens pagas com dinheiro público, a Tribuna do Norte publicou reportagem em novembro de 2018.

CLIQUE AQUI e confira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*