Thaisa Galvão

18 de fevereiro de 2020 às 7:20

Greve de petroleiros é considerada abusiva e ilegal e ministro do TST autoriza demissões por justa causa [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O ministro Ives Gandra da Silva Martins Filho, do Tribunal Superior do Trabalho (TST), atendeu nesta segunda-feira (17) a pedido da Petrobras e considerou abusiva e ilegal a greve dos petroleiros, que dura 17 dias.

Ele autorizou ainda que a estatal tome “medidas administrativas cabíveis”, como corte de salários, sanções disciplinares e demissão por justa causa.

A decisão afirma que a greve não pode permanecer nos moldes que está, mas não proíbe paralisações – o STF e o TST tinham autorizado o movimento com 90% trabalhando. Segundo a Petrobras, a decisão impede qualquer movimento, mas juristas entendem que o direito é constitucional e que a decisão não proibiu.

O julgamento definitivo da questão no TST está marcado para 9 de março.

*Da TV Globo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.