Thaisa Galvão

5 de março de 2020 às 16:05

Inframérica diz que governadora do RN e prefeito de São Gonçalo não tem nada a ver com decisão de devolver aeroporto [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O Consórcio Inframérica, que vai devolver à União a gestão do aeroporto de São Gonçalo do Amarante, comunicou à governadora Fátima Bezerra e ao prefeito de São Gonçalo do Amarante, Paulinho Emídio, que eles não tem nada a ver com a devolução.

E não tem mesmo.

Os pais do aeroporto que o Rio Grande do Norte não precisava, são outros.

Alguns na foto abaixo:

Eis a nota emitida pelo governo do Estado:

Nota

Inframérica isenta Governo do RN por quebra de contrato com a União

A governadora Fátima Bezerra foi comunicada oficialmente esta manhã sobre a decisão unilateral do grupo Inframérica em devolver ao Governo Federal a responsabilidade pela operação do aeroporto de São Gonçalo do Amarante.

Em reunião entre o Governo, o prefeito de São Gonçalo, Paulo Emídio, o vice-presidente do grupo, Jean Dedjeian, isentou o Governo do Estado e a Prefeitura de São Gonçalo do Amarante da responsabilidade perante a decisão e assegurou que a empresa continuará operando normalmente o aeroporto, sem qualquer prejuízo aos serviços e empregos, até que seja feita nova licitação pelo Ministério da Infraestrutura e a empresa vencedora assuma.

O grupo alega que vem tendo prejuízos por questões contratuais e a rigidez do marco regulatório da aviação civil que não permitem ajustes no contrato de concessão.

Alega também que os estudos de projeções de embarque e desembarque feitos no período da concessão, em 2011, não se consolidaram. Jean Dedjeian reconhece os esforços do Governo do RN para o crescimento e valorização da atividade turística e econômica no Estado.

O Governo do Rio Grande do Norte lamenta a decisão da empresa Inframérica e ressalta que o Estado não tem gerenciamento sobre o transporte aeroviário, competência exclusiva da União. Entretanto o Governo do Estado, preocupado com a questão econômica, vai se reunir no início da próxima semana com o Ministério da Infraestutura e a Anac para tratar do assunto.

A governadora lembra que por parte do Governo do Estado foram tomadas medidas de incentivo à atividade turística e econômica como o novo Programa de Estímulo ao Desenvolvimento Industrial (Proedi), a nova política de redução do ICMS de querosene de aviação, a iluminação do acesso ao aeroporto, atração de novos voos nacionais e internacionais – medidas que projetam um aumento de 15% no número de voos para o Rio Grande do Norte em 2020.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*