Thaisa Galvão

28 de março de 2020 às 20:32

Dividindo live com Léo Souza, Luciano Huck pede à população de Poço Branco para respeitar a quarentena [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Um pré-candidato a presidente da República e um pré-candidato a prefeito de um pequena cidade do Rio Grande do Norte.

Luciano Huck e Léo Souza trabalham juntos.

Luciano, o pré-candidato a presidente, como apresentador do Caldeirão do Huck, maior audiência da TV nas tardes de sábado.

Léo, o pré-candidato a prefeito de Poço Branco, trabalha no Rio de Janeiro e integra a equipe do Caldeirão.

De quarentena, os dois dividiram uma live e mandaram recado para os “poçobranquenses”.

Fiquem em casa.

28 de março de 2020 às 14:23

Órgãos de controle do RN emitem nota conjunta reforçando a importância de ficar em casa e só ouvir “a voz lúcida da comunidade científica mundial” [0] Comentários | Deixe seu comentário.

No Rio Grande do Norte, MPF, MP/RN, JF/RN, TJ, TRT, MPT, TCE e DPE se posicionam pela manutenção das medidas de isolamento domiciliar.

E neste sábado emitiram nota conjunta.

NOTA


O Ministério Público Federal (MPF) no Rio Grande do Norte, o Ministério Público Estadual (MP/RN), a Justiça Federal (Seção Judiciária no Rio Grande do Norte), o Tribunal de Justiça do estado (TJ/RN), a Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Norte, o Tribunal de Contas do Estado (TCE/RN), o Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (TRT/RN) e o Ministério Público do Trabalho no Rio Grande do Norte (MPT/RN) vêm a público reforçar a importância da manutenção das medidas de prevenção, recomendadas pela comunidade científica de saúde, para conter o avanço do novo coronavírus (COVID-19) no RN.

Deve-se observar que a Organização Mundial de Saúde, OMS, ainda não revogou as recomendações de isolamento domiciliar, medida cuja eficácia contra a nova pandemia foi testada e aprovada em diversos países que tentam debelar a doença.

As medidas impostas pelos Decretos Estaduais nº 29.541, de 20 de março de 2020, e nº 29.556, de 24 de março de 2020 são embasadas em argumentos médicos e científicos, e seguem prática reconhecida por outros países no enfrentamento da pandemia.

Enquanto tais medidas não forem cumpridas fielmente pela população, parece inevitável que os já assustadores registros de mais de 3 mil infectados e 90 óbitos (conforme números do Ministério da Saúde) continuem a crescer. É o que indicam as projeções de diversos estudos científicos nacionais e internacionais.

As consequências para aqueles que não adotaram o isolamento domiciliar preventivo são catastróficas, com número de contágio e mortes em crescimento exponencial.

As limitações ditadas por especialistas sanitários pretendem evitar, no Brasil, o que infelizmente já se confirmou em países como China, Itália e Estados Unidos: a dizimação em massa de pessoas acometidas pela doença. No mundo, já são mais de 530 mil infectados e mais de 24 mil mortes, segundo a OMS.

Destaca-se, portanto, que este não é o momento para formação de grupos de pessoas nas ruas ou multidões.
Não foi à toa a drástica redução, no intervalo de apenas quatro dias, do número de pessoas que se compreende como aglomeração, nos termos dos dois decretos estaduais editados: de mais de 50 (art. 17 do Decreto nº 29.541/2020) para mais 20 pessoas (art. 1º do Decreto nº 29.556/2020).

É importante reforçar que mesmo para os estabelecimentos autorizados a funcionar (mercados, supermercados, farmácias, drogarias e similares, além das indústrias) são exigidas medidas de proteção aos funcionários, clientes e colaboradores.

É necessário o distanciamento de 1,5 m entre cada pessoa e adoção, quando possível, do sistema de escala, com alteração de jornadas e revezamento de turnos, tudo para reduzir o fluxo e a aglomeração de pessoas (art. 6º do Decreto nº 29.556/2020).

O MPF, MP/RN, TJ/RN, JF/RN, TRT/RN, MPT/RN, TCE/RN e DPE/RN permanecem atuantes e atentos à defesa dos direitos e preservação da vida dos cidadãos potiguares. Cumpram-se os decretos estaduais.

O momento recomenda ouvir a voz lúcida da comunidade científica mundial: fiquem em casa para preservação de vidas.

28 de março de 2020 às 13:09

Secretaria de Segurança acata portaria do Ministério Público e vai prender e multar quem estiver nas ruas incitando o fim da quarentena [8] Comentários | Deixe seu comentário.

Quem descumprir o decreto do Governo do Rio Grande do Norte, referente à quarentena, poderá sofrer penalidades.

Algumas pessoas foram às ruas de Natal na manhã deste sábado, em carreata precedida de uma aglomeração na Praça da Árvore, em Mirassol, para estimular a população a voltar à normalidade a partir de segunda-feira.

O Governo está comunicando à população que é imperativo o cumprimento do decreto estadual n. 29.541/2020 que define medidas restritivas temporárias, de importância internacional, para o enfrentamento ao Covid-19.

Para o Governo, o movimento de hoje nas ruas incita “de forma irresponsável” o retorno das pessoas às ruas e a abertura do comércio em geral.

Nas redes sociais há grupos mobilizando-se para movimentações similares a partir da segunda-feira (30).

 

“Diante do perigo iminente à saúde das pessoas, temos a destacar que o Governo do Estado do Rio Grande do Norte fará cumprir, em parceria com as forças municipais e demais órgãos, as determinações em vigor. Neste contexto, alertamos que a participação em carreatas e similares em desobediência às normas de enfrentamento da Covid-19 constitui ofensa ao disposto no art. 268 do Código Penal, que sanciona com multa e detenção aqueles que infringirem determinação do poder público destinada a impedir a introdução ou a propagação de doença contagiosa. A multa diária prevista pode ser de até R$ 50 mil”, diz a determinação do Estado.

 

A Secretaria de Segurança orientou as forças das Polícias Militar e Civil para o cumprimento das medidas impostas.

A Secretaria trabalha em alinhamento à portaria do Ministério Público, que instaurou procedimento preparatório para apurar as providências tomadas pelo Poder Público para o caso de descumprimento das determinações em vigor.

28 de março de 2020 às 12:54

Juíza do Rio de Janeiro acata ação do MPF e proíbe propaganda do governo Bolsonaro que estimularia população a acabar quarentena [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Despacho da juíza federal do Rio de Janeiro, Laura Bastos Carvalho, acatando ação do Ministério Público Federal, proíbe a propaganda – ou contrapropaganda – do governo federal, estimulando a população que o Brasil não pode parar.

E ainda estipula multa diária de 100 mil reais em caso de descumprimento.

A estratégia de comunicação do vereador carioca Carlos Bolsonaro – Carluxo – falhou.

Confira a decisão da juíza.

Propaganda – COVID19 – Decisão liminar

28 de março de 2020 às 12:16

Apesar dos cuidados estabelecidos pela Semsur, frequentadores se aglomeram na feira do Alecrim [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A feira livre do Alecrim acontece neste sábado…

E a aglomeração de pessoas também.

Houve fiscalização por parte da Semsur sim, houve medidas adotadas como o distanciamento entre as bancas e a proibição de feirantes acima de 60 anos, sim…

Mas os frequentadores se aglomeraram, sim.

Foto G1RN
Reprodução InterTV Cabugi

28 de março de 2020 às 12:10

Vídeo: O exemplo do prefeito de Florianópolis [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Para quem acha que quarentena não faz efeito na redução de casos de coronavírus…

Confira o pronunciamento do prefeito de Florianópolis.

Bem que poderia ser seguido pelo ocupante do maior cargo político do país, Jair Bolsonaro:

28 de março de 2020 às 1:28

Grupo Riachuelo produz mais de 40 mil itens para doar a hospitais que recebem pacientes com coronavírus [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do portal Mercado&Consumo:

Buscando contribuir com o atual cenário de saúde púbica do Brasil, a Riachuelo irá produzir e doar aos órgãos públicos novos itens hospitalares como máscaras, toucas e jalecos médicos.

Esta é a segunda onda de doações da varejista, que já fabricou e doou doze mil aventais hospitalares para pacientes, que foram entregues as Secretarias de Saúde do Estado e da Cidade de São Paulo e Rio Grande do Norte.

Após conversas com a Anvisa, para o atendimento a todas as especificações técnicas do órgão regulador, a nova produção de itens será em parceria com as indústrias têxteis Vicunha, Coteminas e Berry, que ofereceram mais de seis mil metros de tecidos para a confecção das peças.

Ao todo, serão mais de quarenta mil equipamentos de proteção individual (EPI’s) para distribuição a diversos estados necessitados.

A fabricação será feita em colaboração com oficinas credenciadas da Riachuelo, que já prestam serviços à varejista.

O objetivo da parceria entre elas é fomentar a economia dos microempreendedores que dependem dos serviços para se manterem ativos no mercado, no presente cenário de emergência sanitária e econômica.

Além das doações, visando a segurança de todos os seus colaboradores e clientes, a Riachuelo suspendeu, desde a última semana as atividades de seus dois parques fabris – depois da produção dos aventais hospitalares -, fechou todas as mais de 320 lojas espalhadas pelo Brasil e disponibilizou sistema de home office aos seus funcionários.

28 de março de 2020 às 1:05

Hospital de Campanha instalado no antigo hotel Parque da Costeira começa a receber camas [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Os serviços para instalação do Hospital de Campanha, pela Prefeitura de Natal, no prédio do antigo Hotel Parque da Costeira, na Via Costeira, já começam a dar resultados.

Os serviços de higienização e os ajustes nos sistemas elétricos e hidráulicos estão adiantados e as primeiras camas, doadas pelo Hospital Infantil Varela Santiago, começaram a chegar.

A unidade provisória terá capacidade inicial de 109 leitos com possibilidade de ampliação para 500, caso haja necessidade.

Nesta sexta-feira o prefeito Álvaro Dias foi conferir os serviços.

28 de março de 2020 às 0:53

Depois do Príncipe Charles, agora é a Rainha Elizabeth com coronavírus na família mais nobre do mundo [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Os tabloides britânicos desta sexta-feira noticiaram: a rainha Elizabeth II fez teste do coronavírus e o exame deu positivo.

O comunicado do Palácio de Buckingham foi feito logo depois que o primeiro-ministro Boris Johnson revelou que seu teste havia dado positivo.

É que a rainha mantém reuniões semanais com Johnson.

“O HMQ também testou positivo e está atualmente se auto-isolando no Castelo de Windsor. A rainha entrou em contato com a PM no dia 11 de março e está seguindo todos os conselhos adequados em relação ao seu bem-estar”, comunicou o Palácio.

O vírus Covid-19 já tinha batido à porta do endereço mais nobre do mundo.

Na quarta-feira foi anunciado que o príncipe Charles, o herdeiro do trono britânico, havia contraído o vírus.

Ele está isolado em uma propriedade real na Escócia.

Diante da possibilidade de contrair coronavírus, a rainha Elizabeth, aos 93 anos, fez aulas para aprender a se comunicar pela internet e, por meio de plataformas como Skype e Facetime.

E ela vai utilizar videoconferências para conversar com familiares.