Thaisa Galvão

14 de abril de 2020 às 23:32

Governo se une a supermercados e lança a campanha ‘RN+Unido’ para arrecadar alimentos e doar a famílias necessitadas [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A campanha RN+Unido foi lançada nesta terça-feira (14), na Escola de Governo, em solenidade transmitida ao vivo pelas redes sociais do Governo do RN.

A identidade visual da campanha já ilustra quase 300 estabelecimentos vinculados à Associação dos Supermercados do RN (Assurn), onde foram instalados pontos de coleta depois da passagem pelo caixa.

As doações podem ser em unidades de produtos ou em cestas básicas completas que serão entregues a famílias necessitadas.

“O RN+Unido é um projeto governamental em parceria com a Assurn. O objetivo é favorecer doações à população. Montamos uma logística para a coleta, o armazenamento, a desinfecção e distribuição, além da identidade visual da campanha, da fiscalização e da transparência de todo o processo. Criamos um espaço no Portal da Transparência do Governo para publicarmos um boletim diário, sempre às 11h, com o quantitativo de doações, o acumulado e os locais onde foram doados”, explicou o controlador-geral do Estado, Pedro Lopes.

“Neste momento, a sensibilidade de empresas, instituições e pessoas físicas, que estão se engajando nas doações nos mostra o quanto a solidariedade e a união fazem toda a diferença num momento em que o mais importante é a união – seja no Poder Público, na iniciativa do empresariado e na sociedade em geral. Juntos enfrentamos esse inimigo, o coronavírus, que afeta de alguma maneira todos e todas nós”, disse a governadora Fátima Bezerra.

A Secretaria de Assistência Social, será responsável pelo cadastro de distribuição e já recebeu 12 mil pedidos de cestas básicas.

A titular da pasta, Íris Oliveira, disse que dará prioridade às comunidades quilombolas, indígenas e residentes em periferias de Natal, Grande Natal e Mossoró na primeira fase da campanha.

“O RN+Unido se soma a outros programas sociais, como Restaurante Popular e o Programa do Leite, que se mantêm neste período de pandemia”, reforçou a secretária.

“Fomos convidados pelo Governo e aceitamos participar. Vivemos uma situação de calamidade pública na saúde. Precisamos tomar providências para melhorar o quadro. E uma população com fome, mais vulnerável fica. Então conclamamos a sociedade a também ajudar, seja na compra de um pacote de feijão, sal, arroz ou outro item, ou mesmo uma cesta básica pronta”, afirmou o presidente da Assurn, Nelson Leiros.

O Ministério Público Estadual prestará apoio à logística da campanha disponibilizando veículos e motoristas para distribuição de itens, e também apoiará no planejamento e, principalmente, na fiscalização do processo.

A Cruz Vermelha acionará seus voluntários, tanto na Grande Natal quanto em Mossoró, para a logística de recebimento das doações, montagem das cestas básicas e ajuda na distribuição.

Eu A campanha conta ainda com o apoio das Forças Armadas, Defesa Civil e Conab.

PESSOAS JURÍDICAS

O Governo disponibilizou um serviço de apoio personalizado às doações por pessoas jurídicas, que podem ser combinadas pelo telefone/WhatsApp (84) 98128-1087.

As entregas poderão ser feitas direto na Escola de Governo ou serão coletadas onde o doador preferir.

Fotos Elisa Elsie

14 de abril de 2020 às 23:00

Secretário de Tributação do RN comprovou por teste rápido que sintomas de um mês atrás eram de coronavírus [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Secretário de Tributação, Carlos Eduardo Xavier testa positivo para coronavírus

O secretário de Tributação do Estado do RN, Carlos Eduardo Xavier, fez o teste rápido do coronavirus para checar se os sintomas de virose apresentados no retorno de uma viagem a Brasília, há mais de um mês, eram do vírus Covid-19.

O teste rápido verifica se a pessoa tem ou já teve a doença.

O teste de Carlos Augusto deu positivo.

Hoje ele não tem sintomas.

Por estar na linha de frente das ações do Governo ele resolveu se submeter ao procedimento.

14 de abril de 2020 às 22:38

Pai do professor da UFRN Rubens Ramos morre de coronavírus em Fortaleza [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O professor da UFRN, Rubens Ramos, que vem levantando dados sobre a propagação do coronavírus, perdeu seu pai…para o coronavírus.

Foi no domingo de Páscoa.

Aos 82 anos de idade, o Coronel do Exército, engenheiro militar Rubson Barreto Ramos, aumentou a estatística do Ceará já que morava em Fortaleza.

Aos amigos o professor enviou a seguinte mensagem:

Caros amigos

A quem não pude avisar antes devido a velocidade dos fatos.
Meu pai, 82 anos, que mora em Fortaleza, foi internado com dificuldade respiratória no sábado às 14h, diagnosticado com pneumonia grave com suspeita de covid, ficou em enfermaria covid com cateter nasal, mas com evolução do quadro foi levado para UTI e entubado às 21h.

Foi medicado com um coquetel covid que tem sido dado em Fortaleza (inclui cloroquina, sem meu conhecimento, que causa infarto), e morreu no domingo de páscoa às 17h com parada cardíaca.

Foi enterrado em caixão lacrado, sem velório, apenas com 10 parentes presentes na segunda, ontem, 11h.

Vim a Fortaleza de carro com urgência na manhã de domingo, pois não havia vôos no sábado (nem domingo) e ficarei aqui essa semana e retorno a Natal quando tiver resolvido algumas obrigações familiares.

Foi tudo tão rápido que a gente fica sem saber até em que dia está.

Eu, minha mãe e toda minha família agradecemos antecipadamente todas manifestações apresentadas.

Obg!

Em 1995, Professor Rubens com o pai e o 1º filho Vítor, 1º neto do Coronel Rubson Barreto Ramos

14 de abril de 2020 às 20:00

Apoiado pela sociedade pelas ações de combate ao coronavírus, ministro da Saúde pode perder o cargo porque não passa a mão na cabeça do chefe [1] Comentários | Deixe seu comentário.

E o Brasil segue assim…

Diante de uma crise mundial, com 200 pessoas morrendo em um dia no Brasil, como aconteceu nesta terça-feira, o ministro da Saúde tem que agradar ao…presidente.

Que se dane a população.

Luiz Henrique Mandetta pode ser exonerado porque não acha engraçado bolsonaro botar a população do país em risco como vem fazendo.

Pode perder o emprego porque não bate palmas para um chefe que anda na contramão do mundo…

Brasil que segue.

Segue?

14 de abril de 2020 às 19:52

Governador do Pará recebe teste positivo de coronavírus e pede para a população ficar em casa [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Segundo governador de estado brasileiro revela nesta terça-feira que está com coronavírus.

Depois de Wilson Witzel, do Rio de Janeiro, agora foi Helder Barbalho, do Pará, que informou o resultado positivo do teste.

O governador pediu para a população do Pará ficar em casa.

14 de abril de 2020 às 18:02

Governador do Rio recebe teste positivo de coronavírus depois de prorrogar decreto e reforçar que as pessoas tem que continuar em casa [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, informou que contraiu o vírus Covid-19

Há dois dias Witzel prorrogou para 30 de dezembro a validade das medidas de combate à propagação do coronavírus.

Serão mantidos o fechamento de escolas, creches e faculdades públicas e privadas, e suspensos quaisquer tipo de eventos. Também os cinemas e teatros vão permanecer fechados, assim como os espaços de lazer e comércio, com exceção daqueles que prestam serviços essenciais, desde que obedeçam medidas de segurança, como a de evitar aglomerações.

Pouco antes de postar que seu teste deu positivo para coronavírus, Witzel postou que a pandemia estava regredindo, mas reforçou a necessidade de se ficar em casa.

14 de abril de 2020 às 15:23

Vice Mourão critica entrevista de Mandetta mas sabe que articulação para exonerar ministro é mais antiga [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, nesta terça-feira em seu twitter, sobre o ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta:

Mourão sabe que o motivo não foi a entrevista do Fantástico, até porque o Fantástico foi ao ar depois de da conversa vazada entre o ministro da Cidadania Ônyx Lorenzoni e o deputado Osmar Terra, para o repórter Caio Junqueira, da CNN.

Ele sabe que a entrevista do Fantástico pode ter sido o que o governo queria para exonerar o ministro da Saúde.

A falsidade reina…os interesses também.

14 de abril de 2020 às 14:55

Vídeo da CNN: Governistas criticam entrevista de Mandetta ao Fantástico mas derrubada do ministro vem sendo articulada desde antes do programa da Globo [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A exoneração do ministro da Saúde virou favas contadas dentro do bolsonarismo, com todos justificando a saída do auxiliar, hoje o mais importante do governo federal, com a entrevista concedida ao Fantástico.

Balela.

Mentira.

Mais uma.

A exoneração de Mandetta é tudo o que o bolsonarismo sempre quis desde que o ministro da Saúde ganhou pontos com a sociedade, sempre olhando para baixo e vendo a popularidade do chefão desabar.

A exoneração de Mandetta vem sendo discutida dentro do Palácio do Planalto como comprovou o jornalista Caio Junqueira, da CNN Brasil, que flagrou uma conversa de 14 minutos entre o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, e o deputado federal e ex-ministro Osmar Terra (MDB-RS), na quinta-feira.

Portanto, 3 dias antes do Fantástico ir ao ar com a entrevista de Mandetta.

Só relembrando, confira de novo o tom da conversa contada na CNN sobre os bastidores da troca de comando no Ministério da Saúde.

Vídeo de QUINTA-FEIRA, 3 dias antes do Fantástico

14 de abril de 2020 às 12:42

Delegada e ex-secretária de Segurança Sheila Freitas vai disputar vaga na Câmara de Natal [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Delegada da Polícia Civil, ex-secretária estadual de Segurança, recém-desincompatibilizada da Secretaria de Segurança de Natal, Sheila Freitas vai entrar para a política.

E não será em Campo Grande, no Oeste, sua origem.

Sheila vai ser candidata a a vereadora em Natal.

Ela é filiada ao PSD do ex-governador Robinson Faria.

14 de abril de 2020 às 12:26

Morre o advogado e jornalista Hemetério Gurgel [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Morreu no início da manhã desta segunda-feira, aos 84 anos, o amigo Hemetério Gurgel.

Advogado e jornalista, primeiro colunista social de rádio, na Rádio Cabugi, primeiro colunista social da Tribuna do Norte – assinava como Gil Braz – foi meu colega de trabalho no Jornal de Hoje, quando eu era editora geral e ele colunista.

Escrevia sobre tudo, apesar de ter começado com a proposta de falar de gastronomia.

Logo assumiu o tom político, publicando denúncias em forma de conversas de restaurantes, onde ele sempre ouvia, mas quando se virava para saber quem estava falando…as pessoas já tinham ido embora.

Era a marca dele.

Hemetério escrevia aos sábados e enviava uma coluna gigante, com textos que quase ultrapassavam o tamanho da página, e que me dava um trabalho danado passar o olho em todos os textos…

Ultimamente vinha falando com frequência com Hemetério, e por felizes e frequentes erros de Hemetério.

Eu já atendia assim: “Ligou de novo pra mim, sou Thaisa Galvão”…e conversávamos um pouco a cada vez, depois de boas risadas.

Em seus tratamentos, Hemetério tinha uma massagista com um nome parecido com o meu, e sempre me ligava dizendo assim: “Pode vir”.

Se atrapalhava na agenda do telefone e terminava me ligando.

Foi bom porque não perdi o contato com Hemetério depois de um último encontro, num almoço com Denise e Arnaldo Gaspar num sábado no Hotel Ocean Palace.

Há tempos ele vinha em tratamento, fazia hemodiálise, e no sábado teve uma parada cardíaca e foi internado no Hospital Rio Grande.

Ontem foi para o São Lucas e hoje cedo partiu.

Deixo meu abraço para Marizinha Gurgel, a Princesa Azul de Hemetério Gurgel.

O corpo de Hemetério será sepultado às 17 horas.

Amigos sempre juntos: Hemetério e Marizinha e Arnaldo Gaspar e Denise

14 de abril de 2020 às 10:28

Partidos começam a discutir adiamento de eleições para 15 de novermbro [0] Comentários | Deixe seu comentário.

As eleições municipais deste ano poderão voltar a ter a data de antigamente para todos os pleitos: 15 de novembro.

O feriado da Proclamação da República poderá ser a data do primeiro turno das eleições, ficando o segundo para 6 de dezembro.

O adiamento começa a ser estudado caso a pandemia não arrefeça até o final de junho.

Nesse caso, as convenções partidárias, programadas para julho, ocorreriam em agosto.

O adiamento está sendo discutido por 9 partidos de centro-direita: MDB, PSDB, DEM, PSD, Republicanos, PL, PP, Solidariedade e Avante.

Enquanto o final de junho não chegar, fica mantido o atual calendário da justiça eleitoral.

14 de abril de 2020 às 9:23

Governo trabalha para derrubar no Senado o projeto aprovado na Câmara que garante socorro a estados e municípios [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Estados e municípios não se animem.

O plano de recuperação aprovado na noite desta segunda-feira na Câmara vai ser derrubado no Senado, a partir de acordos com o governo.

E se passar, deverá ser vetado por bolsonaro, por orientação do ministro Paulo Guedes.

Mas, para evitar mais um desgaste no Planalto, a intenção é derrubar a boa nova para estados e municípios logo no Senado.

Até porque se o Senado aprovar e bolsonaro vetar, o veto poderá ser derrubado no Senado.

14 de abril de 2020 às 1:34

bolsonaro discute nomes para substituir Henrique Mandetta em plena pandemia [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta já tem vários possíveis substitutos na titularidade do Ministério da Saúde.

Alem do deputado federal Osmar Terra, estão na mesa se bomsonaro os nomes do virologista Paolo Zanotto, do anestesiologista

Luciano Azevedo, da oncologista Nise Yamaguchi e do médico e contraalmirante Antonio Barra Torres, presidente da Anvisa.

14 de abril de 2020 às 1:01

Vereadores da Comissão de Saúde visitam obras do Hospital de Campanha de Natal [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Os vereadores da Comissão de Saúde da Câmara de Natal visitaram nesta segunda-feira as obras do Hospital de Campanha da Prefeitura de Natal, que está sendo implantado no prédio onde funcionou o Hotel Parque da Costeira.

“Tivemos uma impressão muito positiva porque estamos saindo na frente com qualidade de estrutura superior à de outras cidades”, afirmou o presidente da Comissão, vereador Fernando Lucena (PT).

Os leitos clínicos e de UTI para iniciar o atendimento efetivo a pacientes infectados com o coronavírus deverão chegar em até 20 dias.

Os vereadores acenaram com a possibilidade de direcionar recursos de emendas para o Executivo.

Foto Mara Rochele

 

14 de abril de 2020 às 0:49

Governo do RN reduz alíquota do ICMS para setor hoteleiro [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O Governo do RN decidiu reduzir em 12% a carga tributária da base do cálculo do ICMS incidente nas operações com energia elétrica da rede hoteleira potiguar.

“Proteger a saúde da população do nosso Estado tem sido nossa prioridade. Mas, não podemos esquecer que a pandemia afeta a saúde financeira de diversos setores e um dos mais prejudicados é a rede hoteleira. Portanto, a redução de tributos nesse momento é uma solução temporária, mas extremamente necessária para que possamos diminuir os prejuízos”, afirmou a governadora Fátima Bezerra.

Outro benefício que o Governo concede ao setor produtivo do Rio Grande do Norte por meio deste decreto é a prorrogação, para o dia 31 de maio de 2020, do prazo para o envio do Informativo Fiscal previsto no artigo 590 do Regulamento do Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (RICMS) aprovado pelo Decreto Estadual nº 13.640, de 13 de novembro de 1997.

14 de abril de 2020 às 0:45

Senadora Zenaide diz que PEC do Orçamento de Guerra vai proteger bancos e este não é o momento [0] Comentários | Deixe seu comentário.

“Na verdade, o que essa PEC vai fazer é proteger bancos, e agora não é a hora para isso”.

A declaração é da senadora Zenaide Maia (Pros-RN), durante o debate sobre a Proposta de Emenda à Constituição 10/2020, a “PEC do Orçamento de Guerra”, na sessão remota do Senado, desta segunda-feira (13).

A senadora considera que a PEC sendo aprovada vai proteger bancos, e não a população.

Na opinião de Zenaide, a proposta coloca um volume grande de recursos para uma intervenção emergencial do Banco Central na economia, mas o texto não contempla a “economia real”, mas privilegia o sistema financeiro, sem oferecer garantias reais para micro e pequenas empresas ou para seus trabalhadores.

Além disso, Zenaide questiona se a proposta pode oferecer alguma vantagem aos pequenos investidores, já que a maioria deles opta por títulos conservadores, como poupança e CDB.

O debate sobre a PEC continua e a proposta deverá ser votada na quarta-feira, dia 15.

14 de abril de 2020 às 0:11

Em sessão virtual, Câmara aprova projeto que repõe a estados e municípios perdas com ICMS e ISS [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A Câmara dos Deputados aprovou nesta segunda-feira (13) um projeto que recompõe durante seis meses as perdas de estados e municípios com a arrecadação do ICMS, estadual e com o ISS, municipal.

O objetivo da proposta é reduzir os efeitos na economia da crise do coronavírus.

O texto segue para o Senado.

Pela proposta, Estados serão compensados pela queda no ICMS, que é responsável por parte considerável da arrecadação estadual.

No caso dos municípios e do Distrito Federal, a União irá compensar o ISS, um dos principais tributos recolhidos pelas prefeituras.

Os repasses da União, segundo o texto, serão feitos entre maio e outubro deste ano.

De acordo com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), esse período acompanha a projeção da crise no país feita pelo Ministério da Saúde.

Os recursos deverão ser aplicados exclusivamente em ações para o combate à pandemia de coronavírus.

O texto também prevê a suspensão das dívidas de estados e municípios com o BNDES e a Caixa Econômica Federal entre março e dezembro de 2020.

O impacto total do projeto de lei é estimado em R$ 89,6 bilhões nas contas públicas.

*

O texto aprovado não agradou ao Palácio do Planalto que não queria vincular a compensação à queda do recolhimento de ICMS e o ISS. Para o ministro Paulo Guedes, a recomposição integral das perdas seria um “cheque em branco” para estados mais ricos.

O presidente da Câmara Rodrigo Maia partiu em defesa de estados e municípios. “Ou nós vamos de forma emergencial garantir o valor nominal da arrecadação de estados e municípios ou eles vão ficar inviabilizados de atender a população no máximo em 30, 60 dias, dependendo da situação de cada estado”, disse Maia.

 

Fonte: G1 (Por Fernanda Calgaro, Elisa Clavery e Luiz Felipe Barbiéri, G1 e TV Globo — Brasília)

14 de abril de 2020 às 0:09

Renegociação de dívidas e linha de crédito de 50 bi para estados e municípios focaram de fora do projeto aprovado na Câmara [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O que acabou ficando de fora, depois de muita polêmica virtual, do projeto que recompõe perdas de estados e municípios, aprovado nesta segunda-feira na Câmara:

A renegociação das dívidas dos estados com a União no longo prazo….

E a ideia de abrir linhas de crédito da ordem de R$ 50 bilhões para os estados no curto prazo exigindo apenas como contrapartida que não fosse dado reajuste nos salários de servidores no período.

Os dois pontos polemizaram, Governo X Congresso, e foram retirados do projeto.

*

O texto discutido nesta segunda-feira na Câmara inicialmente era mais amplo. Batizado de Plano Mansueto, em referência ao seu autor, o secretário do Tesouro, Mansueto Almeida, o projeto foi apresentado no ano passado e instituía um programa de renegociação das dívidas dos estados em dificuldade financeira.

Diante da crise do coronavírus, a discussão sobre a necessidade de socorrer os estados foi retomada.

 

Fonte: G1 (Por Fernanda Calgaro, Elisa Clavery e Luiz Felipe Barbiéri, G1 e TV Globo — Brasília)

14 de abril de 2020 às 0:07

Como a União vai compensar perdas de estados e municípios [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Como vai ser a compensação da União aos estados e municípios?

O projeto prevê uma compensação da União na queda da arrecadação de ICMS e ISS por seis meses – entregues entre maio e outubro de 2020, porém referentes às quedas dos meses de abril a setembro de 2020.

A compensação será nominal – isto é, sem correção inflacionária – e terá como base a queda nos meses de abril a setembro de 2020, comparados ao mesmo período do ano anterior.

Em relação ao ICMS, recolhido pelos estados, a divisão será feita da seguinte forma:

75% serão destinados aos estados;

25% serão repassados aos municípios, sendo que a divisão será feita com base na participação de cada município na receita do ICMS do estado nos mesmos meses de 2019.

Recebimento

Os recursos devem ser pagos pela União até o último dia útil do mês subsequente.

Por exemplo: a queda da arrecadação de abril de 2020 poderá ser entregue até o último dia de maio.

Para receber, estados e municípios terão que comprovar a queda da arrecadação ao Ministério da Economia em até 15 dias após o encerramento de cada mês.

Se não comprovarem a tempo, nos meses de abril, maio e junho, receberão uma antecipação do auxílio de 10% da arrecadação dos impostos referentes aos meses de 2019.

 

Fonte: G1 (Por Fernanda Calgaro, Elisa Clavery e Luiz Felipe Barbiéri, G1 e TV Globo — Brasília)