Thaisa Galvão

6 de maio de 2020 às 21:12

Morre em João Pessoa médico Solon Pereira que atendia no RN onde recebeu homenagem de companheiro do Hospital Santa Catarina [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Morreu nesta quarta-feira, em João Pessoa, onde morava, o médico Solon Pereira Lopes Ferreira.

Doutor Solon estava internado desde o final da semana passada em um hospital de João Pessoa, com o vírus covid-19.

Na Paraíba ele era funcionário da Junta Médica do Detran.

No Rio Grande do Norte ele atendia no Hospital Santa Catarina, na zona Norte, e em Parnamirim.

O médico teria se contaminado ao entubar um paciente no hospital em Natal, onde amigos e companheiros de trabalho lhe renderam homenagem de despedida.

Como morava na Paraíba, entrará para as estatísticas da covid do estado vizinho.

6 de maio de 2020 às 20:15

Reitor eleito do IFRN vai recorrer ao STJ [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Vem aí mais um capítulo da novela do IFRN.

O reitor temporário Josué Moreira reassume, de acordo com decisão do TRF-5.

E o reitor eleito, José Arnóbio, que havia sido nomeado de acordo com decisão da Justiça Federal do Rio Grande do Norte, entra com novo recurso.

O próximo palanque será o Superior Tribunal de Justiça – STJ.

6 de maio de 2020 às 19:48

Tribunal Regional derruba decisão da Justiça Federal do RN e mantém reitor temporário do IFRN no cargo [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O Tribunal Regional Federal da 5ª Região, em Recife, determinou que o professor Josué Moreira, volte a ocupar o cargo de reitor do IFRN.

Com isso desfaz o efeito da nomeação e posse do reitor eleito José Arnóbio, que assumiria hoje de acordo com nomeação em edição extra do Diário Oficial da União.

Confira a decisão:

6 de maio de 2020 às 17:44

“Planta Natal” garante plantio de quase 600 mudas em abril [0] Comentários | Deixe seu comentário.


O programa Planta Natal espalhou pela capital potiguar 583 novas mudas de árvores no último mês, entre os dias 30 de março e 29 de abril. A Prefeitura de Natal já ultrapassou a marca de 4.000 novas mudas. O objetivo da gestão é plantar 20 mil espécies vegetais nativas no município.

As espécies plantadas no último mês são Aroeira, Pata de Vaca, Oiti, Craibeira, Palmeira Rubra, Graviola, Umbu Cajá, Ipês, Jucás. Os plantios ocorreram em diversas áreas da cidade e estão avançando por todas as regiões, sobretudo, nos principais corredores urbanos. A avenida Hermes da Fonseca recebeu o plantio mais recente.

As equipes também já fizeram o trabalho de ampliação da área verde de Natal na BR-101, Conjunto Leningrado, Bairro Guarapes, Cidade da Esperança, Avenida Roberto Freire, Bairro Nazaré. Além do serviço de plantio, o programa também realizou a demarcação das mudas com pneus nas áreas verdes para facilitar a manutenção, lembrando que todos os pneus já possuem furos para evitar o acúmulo de água e evitar a proliferação de mosquitos transmissores de arboviroses; Também implementou a instalação de Garajaus e tutores (que são estruturas utilizadas para proteger as mudas em seus estágios iniciais de crescimento).

“Essa é uma marca bem expressiva que nos deixa muito satisfeitos. Natal só tem a ganhar com essa política ambiental. São ganhos estéticos para a cidade e ganhos em saúde para a população, já que a ampliação do número de árvores diminui a poluição, contribui para a melhoria do ar respirado pelos cidadãos e minimiza o impacto da radiação solar”, destaca a Diretora do Departamento de Ação Sócio-Ambiental da Semurb, Danielle Mafra, coordenadora do programa.

Os pneus e os materiais utilizados nesse preparo foram doados e repassados pela Companhia de Serviços Urbanos de Natal (Urbana); pela própria Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb) e pela Cooperativa Cocamar.

A sociedade civil também pode contribuir para o Planta Natal avançar ainda mais. A participação pode ser na questão da adoção de áreas verdes, quando o cidadão ou empresas podem procurar a Prefeitura para ficarem responsáveis pelos cuidados das áreas que receberam o plantio, bem como quem tiver interesse pode ajudar com a doação de garajaus e tutores.

“Nesse caso, a população pode descartar os cabos de vassoura de forma separada do restante dos resíduos domésticos que as equipes da Urbana já estão orientadas a recolher esse material e repassar para o Planta Natal”, aponta Danielle Mafra.

6 de maio de 2020 às 17:02

Lula não se livra de condenação no caso do sítio de Atibaia mas ação ainda cabe recurso [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do Globo:

Em julgamento virtual, a 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4a Região (TRF-4) manteve condenação do ex-presidente Lula no caso do sítio de Atibaia (SP) a 17 anos de prisão.

Por unanimidade, os desembargadores negaram os recursos apresentados pela defesa do petista.

Na última petição apresentada ontem à noite, os advogados de Lula solicitaram suspensão do julgamento virtual com base no depoimento do ex-ministro Sergio Moro do no último sábado (2).

A defesa alegou que a oitiva de Moro era um novo acontecimento relacionado ao processo de suspeição do ex-juiz da Lava-Jato, que aguarda julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF).

Os integrantes da 8ª Turma também negaram o pedido dos advogados para que a sessão virtual fosse cancelada. Os advogados solicitaram que o julgamento do caso só acontecesse presencialmente para que a defesa pudesse participar, No julgamento virtual acontece apenas o depósito dos votos dos desembargadores, sem a participação dos advogados.

No entanto, ainda cabe recurso nesse caso.

“Vamos esperara publicação dos votos e decidir o recuso que apresentaremos contra essa condenação injusta”, disse Cristiano Zanin Martins, advogado de Lula.

6 de maio de 2020 às 16:32

Juíza federal do RN obriga Bolsonaro a assinar nomeação de reitor eleito do IFRN e publicar em edição extra do Diário Oficial da União [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A Presidência da República teve que publicar uma edição extra do Diário Oficial da União com a nomeação do professor José Arnóbio Araújo como reitor do IFRN.

Eleito em dezembro, ele chegou a perder o cargo para uma indicação política ligada ao presidente bolsonaro.

Decisão da juíza federal Gisele Leite, do RN, determinou a revogação da posse do professor Josué Moreira e a posse do eleito.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
DECRETO DE 6 DE MAIO DE 2020
O PRESIDENTE DA REPÚBLICA , no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, caput, inciso XXV, da Constituição, e em estrito cumprimento à decisão proferida pelo Juízo
da 4ª Vara Federal da Seção Judiciária do Estado do Rio Grande do Norte no âmbito da Ação Popular nº 0802570-66.2020.4.05.8400/RN resolve:
N O M EA R ,
JOSÉ ARNÓBIO DE ARAÚJO FILHO, Professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte, para exercer o cargo de Reitor do referido
Instituto.
Brasília, 6 de maio de 2020; 199º da Independência e 132º da República.
JAIR MESSIAS BOLSONARO
Abraham Bragança de Vasconcellos Weintraub

Na frente da reitoria do IFRN, estudantes começam a chegar para acompanhar a posse protocolar do reitor eleito.

6 de maio de 2020 às 15:20

Trabalhando em Messias Targino, deputado João Maia compra briga com gigantes da tecnologia mundial para garantir receita para o Brasil [0] Comentários | Deixe seu comentário.

No trabalho remoto da Câmara e se dividindo entre Natal e Messias Targino, cumprindo quarentena de muito trabalho, o deputado João Maia achou de comprar uma briga com os gigantes da tecnologia mundial…

Tudo em defesa da garantia de receita para o Brasil.

A coluna Radar, da revista Veja, mostrou a briga em favor do Brasil.

6 de maio de 2020 às 13:34

Juíza federal Gisele Leite não acata recurso da AGU e manda reitor eleito do IFRN José Arnóbio Araújo tomar posse até às 16 horas de hoje [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A juiza da 4ª Vara da Justiça Federal no RN, Gisele Leite, determinou que o professor José Arnóbio, eleito reitor do IFRN no pleito de dezembro passado, tomasse posse no cargo ainda nesta quarta-feira.

A juíza já havia determinado na sexta-feira, mas a Advocacia Geral da União entrou com pedido de adiamento, em defesa do peofessor Josué Moreira, nomeado reitor temporário pelo Ministério da Educação, por escolha do deputado federal General Girão e ordem da Presidência da República, mesmo o professor Josué não tendo participado das eleições.

A nova decisão determina, além da suspensão da nomeação de Josué Moreira, a posse de José Arnóbio Araújo até às 16 horas desta quarta-feira.

6 de maio de 2020 às 9:03

A vergonha de Regina Duarte: Fica ou não fica? [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Ficou.

O presidente Bolsonaro andou dizendo a aliados que não pretende demitir Regina Duarte do cargo de secretária nacional da Cultura.

Oi?

Queria só fazer uma ‘vergoinha‘ a ela como castigo por ela ter tido medo do coronavírus e ter ido viver em quarentena no Rio de Janeiro.

Agora…para Regina Duarte ficar…tá pedindo para passar vergonha.

Aí o problema será só dela.

Daqui a pouco será exonerada.

Teve só a melhora da morte agora.

6 de maio de 2020 às 8:10

Governo começa a pagar a conta do Centrão e nomeia indicado do PP para o DNOCS [0] Comentários | Deixe seu comentário.

As negociações de jair Bolsonaro com o Centrão – aqueles partidos que sempre estiveram por perto do MDB, do PT ou seja de qual P for…desde que esteja governando…já começaram a render frutos.

Mudança no DNOCS: o novo diretor geral é indicado do PP.

É o ex-diretor do Procon de Pernambuco, Fernando Marcondes Leão, que apesar de ser indicado pelo PP é filiado ao Avante.

Segundo a revista Crusoé, que noticiou a novidade no DNOCS, vem mais nomeação com DNA dos sempre governistas do Centrão até a sexta-feira.

6 de maio de 2020 às 7:42

Ministério da Saúde chuta que pico da pandemia será em maio ou em junho ou em julho [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O Ministério da Saúde ainda não sabe informar quando, efetivamente, ocorrerá o pico dos casos de contaminação e mortes pela covid-19 nos cinco Estados mais afetados pela doença no país:  São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará, Pernambuco e Amazonas.

Pode ser que dependa do tamanho das domingueiras em Brasília.

Ou do tamanho dos movimentos diários do cercadinho de Brasília.

Ou dos tamanhos das filas em agências da Caixa Econômica em todo o Brasil.

Ou das festinhas de amigos em casa.

Tudo imprevisível, daí o Ministério da Saúde não conseguir prever nada.

“Ainda não dá pra dizer quando chegaria o pico da crise. O isolamento social reduz a curva de casos. Ainda não sabemos em que data exata isso ocorrerá. O que posso dizer é que será entre maio, junho e julho, não tenho dúvida”, disse o secretário de vigilância em saúde do Ministério da Saúde, Wanderson de Oliveira.

6 de maio de 2020 às 7:29

Depois da vergonha nacional, Prefeitura de Maxaranguape revoga decreto do ‘liberou geral’ [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Foi vergonhoso o libera geral do município de Maxaranguape, que rendeu até notícia em telejornal da TV Globo.

Tipo…vergonha nacional.

Aí o prefeito Luís Eduardo revogou, depois de recomendação do Ministério Público, ou / o decreto que autorizava a reabertura de bares, restaurantes, quiosques, academias de ginásticas e até passeios de quadriciclos e buggys.

O decreto do prefeito contrariava as determinações do Governo do RN no combate ao coronavírus no estado.

6 de maio de 2020 às 7:05

Juiz da lava-jato do Rio de Janeiro está internado com coronavírus [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O juiz federal Marcelo Bretas, o homem da lava-jato no Rio de Janeiro, está internado desde a segunda-feira com sintomas de coronavírus.

A Casa de Saúde São José confirmou que o magistrado está se submetendo a exames e que seu quadro de saúde é considerado estável.

Bretas falou com o colunista Guilherme Amado, da Revista Época.

“Estou bem. Estava tratando em casa, mas foi preciso internar. Os quartos aqui são adaptados, semi-UTI, caso haja necessidade”.

“A Casa de Saúde São José confirma que o juiz Marcelo Bretas está em atendimento na unidade desde ontem (segunda-feira) para a realização de exames, com quadro de saúde estável. Não há autorização da família para mais detalhes sobre o quadro clínico”, diz o comunicado emitido pelo hospital na tarde desta terça-feira.

6 de maio de 2020 às 5:09

Ceará evita o termo ‘lockdown’ mas arrocha medidas de isolamento e proíbe até circulação de veículos em Fortaleza [0] Comentários | Deixe seu comentário.

As medidas de isolamento social endureceram no Ceará, enquanto no Rio Grande do Norte a governadora Fátima Bezerra e o prefeito da capital, Álvaro Dias, são criticados por tentarem reduzir o número de pessoas infectadas com o coronavírus.

O governador do Ceará Camilo Santana, e o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, até evitaram usar o termo “lockdown”, como se define o confinamento total nas cidades, mas, em Fortaleza, a partir de sexta-feira (8), fica “vedada a circulação de pessoas” em locais ou espaços públicos “salvo quando em deslocamentos imprescindíveis para acessar as atividades essenciais”.

O decreto também estabelece “controle de veículos particulares em vias públicas, salvo deslocamentos devidamente justificados, bem como veículos de serviços essenciais em funcionamento”.

Mais de 700 pessoas já morreram no Ceará e mais de 11 mil pessoas foram infectadas.

Além do Ceará, 17 estados e o Distrito Federal anunciaram nesta semana a ampliação do isolamento social no mês de maio para tentar conter o avanço do coronavírus.

Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Pará, Paraíba , Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rondônia , Santa Catarina, São Paulo, Piauí e Sergipe também estenderam as restrições de acesso a escolas, comércio e outros locais públicos.

6 de maio de 2020 às 4:58

Regina Duarte: De ‘namoradinha do Brasil’ à ‘noiva de Bolsonaro’ e humilhada pelo governo [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Como o Blog postou ainda na madrugada da terça-feira, a nomeação do maestro Dante Montovani para mais uma vez comandar a Funarte, era o começo da queda da secretária nacional de Cultura, a atriz Regina Duarte.

Mantovani, nome do astrólogo Olavo de Carvalho, era presidente da Funarte e foi exonerado por Regina, quando assumiu a Secretaria.

De quarentena no Rio de Janeiro, trabalhando no sistema home office, a ex-global desagradou o presidente, que se apresentou como “noivo” dela quando quis integrá-la ao governo.

Um áudio de uma conversa entre Regina Duarte e uma assessora mostra que a queda dela foi desenhada à sua revelia a partir da nomeação de Mantovani.

Confira o áudio publicado pela revista Crusoé.

Regina iria almoçar com Bolsonaro nesta quarta-feira.

Resta saber se de máscara e com um frasco de álcool em gel na mão, já que ela vinha tomando todos os cuidados em sua quarentena.

*

Passado o pandemônio na Cultura, o chefe da Casa Civil, general Braga Netto, revogou a nomeação de Mantovani.

6 de maio de 2020 às 4:36

Segunda gestão de Mantovani na Funarte teve o tempo só de dar uma entrevista à revista Veja [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O maestro Dante Mantovani não comentou nas suas redes sociais sobre o cargo que teve e que só deu tempo de dar uma entrevista à revista Veja…para cair.
Mal foi nomeado, postou a volta à presidência da Funarte, mostrou o print do Diário Oficial…
Depois caiu.
Mas não falou nada.
De repente se a queda de Regina Duarte for maior do que a dele…Mantovani volta e assume a Funarte pela terceira vez.

6 de maio de 2020 às 4:11

600 mortes em 24 horas…e o Planalto discute mudança na Polícia Federal e almoço com Regina Duarte [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Brasil tem 600 mortes em 24 horas.

E as providências discutidas no Palácio do Planalto são as seguintes:

A troca do superintendente da Polícia Federal no Rio de Janeiro.

A nomeação-revogação do maestro que define rock como coisa do demônio.

A manchete da Folha que desagradou o Planalto.

O cala-boca aos jornalistas.

O apoio à empresária surtada que aos gritos humilhou os enfermeiros que arriscam a própria vida para salvar a dos outros.

O fim da quarentena de Regina Duarte e um almoço com a Namoradinha do Brasil.

O apoio do Centrão para desqualificar o depoimento de Sérgio Moro.

E…certamente…o tom da mobilização aglomeradora do próximo domingo em Brasília.

6 de maio de 2020 às 3:55

Celso de Mello dá 72 horas para Planalto entregar gravação de reunião onde Bolsonaro teria feito ameaças para trocar PF no Rio de Janeiro [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O ministro do STF Celso de Mello deu um prazo de 72 horas, a contar desta terça-feira, para o governo federal entregar as gravações de reunião citada em depoimento do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro.

A reunião, segundo o depoimento, aconteceu no dia 22 de abril, entre o presidente Jair Bolsonaro, o vice, Hamilton Mourão, e ministros, e a interferência do Planalto na Polícia Federal teria sido o tom do debate.

O procurador da República, Augusto Aras, recomendou que os ministros Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo), Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional) e Walter Braga Netto (Casa Civil), além da deputada Carla Zambelli (PSL-SP), fossem ouvidos, e o STF já autorizou o depoimento dos 4.

A gravação solicitada por Celso de Mello refere-se ao trecho do depoimento em que Moro afirma que na reunião do conselho de ministros para apresentar o programa econômico Pró-Brasil, o presidente cobrou a substituição do superintendente da PF do Rio de Janeiro e do ex-diretor geral Alexandre Valeixo, além relatórios de inteligência e informação da PF.

Na mesma reunião, o presidente disse que, se não pudesse trocar o superintendente da PF do Rio de Janeiro, poderia então trocar o diretor-geral e o próprio ministro da Justiça.

Essas reuniões eram gravadas e tinham participação de todos os ministros e servidores da assessoria do Planalto.

Bora ver agora se esse vídeo vai aparecer…

6 de maio de 2020 às 3:45

Projeto de ajuda a estados e municípios não para de rodar entre Câmara e Senado e governadores e prefeitos não conseguem ver a cor do dinheiro [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Vai passar a pandemia – se Deus quiser – e o Congresso não define a ajuda do Governo a estados e municípios.

Nos estados a população cobra dos governadores o que deputados e senadores juntos, se organizam para que o governo federal não dê.

É bem isso.

O tal do Orçamento de Guerra foi aprovado na Câmara, foi para o Senado, voltou para a Câmara e agora volta para o Senado.

Significa que alguém está empurrando com a barriga enquanto 27 governadores, principalmente os de estados mais pobres, e milhares de prefeitos, acompanham o aumento no números de casos de coronavírus, fazem planos para atendimento de pacientes, e o dinheiro prometido, e ao qual esperam há bastante tempo, não para de passear entre a Câmara e o Senado.

Uma guerra mesmo, como foi batizado o tal orçamento.

O pacote de medidas prevê repasses diretos de R$ 60 bilhões, mas o custo total estimado do programa é de cerca de R$ 120 bilhões para a União.

Como os deputados fizeram mudanças no texto dos senadores, o projeto volta ao Senado, ao qual caberá a palavra final.

A ideia é amenizar as perdas com queda de arrecadação de impostos, decorrentes das medidas de contenção do vírus, como o fechamento temporário de lojas e empresas.

*

Para receberem os recursos, governos locais – estados e municípios – ficarão proibidos de reajustar salários de servidores públicos até 31 de dezembro de 2021.

Exceção até então para profissionais das áreas de saúde e de segurança pública.

Mas o projeto que está voltando para o Senado inclui também policiais federais, policiais legislativos, técnicos e peritos criminais, agentes socioeducativos, profissionais de limpeza pública e assistência social envolvidos no enfrentamento da doença e trabalhadores da educação pública.

 

O G1 fez um resumo do projeto aprovado pela Câmara:

O programa estabelece:

R$ 60 bilhões de repasses da União a estados e municípios para financiar ações de enfrentamento ao coronavírus;

cerca de R$ 50,5 bilhões de economia estimada com a suspensão de obrigações previdenciárias e do pagamento de dívidas com a União e bancos, como BNDES e Caixa;

R$ 10,6 bilhões de economia potencial com a renegociação de contratos com organismos internacionais;

medidas adicionais de simplificação da gestão orçamentária e contratual para enfrentamento à pandemia.

Critérios de divisão do dinheiro:

O projeto estabelece que, dos R$ 60 bilhões previstos em repasses diretos para estados e municípios, R$ 10 bilhões sejam destinados a ações na área da saúde e assistência social:

Desses, R$ 7 bilhões serão repassados aos estados. O critério de divisão será uma fórmula que considera a incidência da Covid-2019 (40% de peso) e população (60% de peso);

Os outros R$ 3 bilhões são destinados aos municípios. O critério de distribuição será o tamanho da população.

O rateio dos outros R$ 50 bilhões obedecerá ao seguinte cálculo:

60% com os estados (R$ 30 bilhões);

40% com os municípios (R$ 20 bilhões).

O critério de divisão de recursos para estados e municípios, definido pelos senadores, desagradou a alguns parlamentares – em especial os do Sudeste, onde os estados, proporcionalmente, receberão menos.

6 de maio de 2020 às 3:30

Promoção com gosto de afastamento [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A promoção oferecida ao superintendente da Polícia Federal no Rio de Janeiro não é uma promoção.

Foi a forma encontrada para retirar o superintendente nomeado ainda pelo então ministro Sergio Moro, de investigações desinteressantes aos olhos do Palácio do Planalto.

Promover às vezes é uma forma de afastar quem você não pode demitir.

Sair da superintendência do Rio de Janeiro para ser o Zero Dois da PF, interessa mais ao Planalto do que ao nomeado.