Thaisa Galvão

15 de maio de 2020 às 18:03

Nelson Teich não quis passar segunda vergonha [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Caso não tivesse pedido demissão, o médico oncologista Nelson Teich, que passou 28 dias rodopiando feito tonto no Ministério da Saúde, passaria vergonha de novo nesta sexta-feira.

Mais uma vez assistiu Bolsonaro sambando em cima do Ministério da Saúde, ao afirmar logo cedo que a partir de hoje o governo iria  recomendar o uso de cloroquina logo no início do tratamento de pacientes da covid-19.

Durou 15 minutos a conversa de Nelson Teich e Bolsonaro.

Só o tempo de dizer um tchau…e o resto que o Brasil inteiro gostaria de saber.

Foi informado apenas que o general Eduardo Pazzuelo, número dois da Saúde, assumiria de forma interina, porém, tendo de “falar a sua língua”.

O número dois é militar. Fica mais fácil.

Não tem nome a zelar como médico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.