Thaisa Galvão

29 de setembro de 2020 às 23:53

Governo avisa só um dia antes que a partir desta quarta-feira mais de 5 milhões de pessoas não receberão mais auxílio emergencial [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Como o que é bom dura pouco, e quando a esmola é grande o pobre desconfia, quase metade dos brasileiros que não são cadastrados no Bolsa Família, mas que receberam auxílio emergencial, não vão mais receber.

São 5,7 milhões de brasileiros que não vão receber as novas parcelas de 300 reais do auxílio que começam a ser pagas nesta quarta-feira.

Detalhe: O governo federal só informou nesta terça-feira e o pagamento de mais uma parcela começa a ser paga nesta quarta-feira.

Previsão de confusão nas agências da Caixa a partir desta quarta-feira.

O governo justifica que cruzou dados e descobriu pessoas fora dos critérios iniciais e das regras mais restritas da nova fase.

Só que essas pessoas vinham recebendo.

Já entre os beneficiários do Bolsa Família, 3 milhões de pessoas também foram excluídos do auxílio sob justificativa que o Bolsa Família voltou a ser mais vantajoso.

O problema é que não combinaram com os russos.

O auxílio emergencial, como vinha sendo pago, rendeu índices altos de popularidade ao presidente Bolsonaro.

Mais de 4 milhões de famílias tiveram como única renda, em agosto, o auxílio emergencial, segundo estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, o Ipea.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.