Thaisa Galvão

2 de outubro de 2020 às 1:25

Terceiro bloco do debate da Band teve até o ‘cocozinho do cahorrinho’ [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O jurídico do debate entre os pré-candidatos a prefeito de Natal promovido pela Band decidiu não dar continuidade à briga pessoal entre os pré-candidatos Fernando Pinto (Novo) e Kelps Lima (SD) e não concedeu direito de resposta pedido por Pinto no bloco anterior.

Mas concedeu a Kelps, que em vez de falar sobre ter cvometido crime, como o acusou Pinto no bloco anterior, preferiu falar de mudanças nas linhas de ônibus da zona Norte.

A grita foi grande e ele foi questionado por vários outros pré-candidatos por ter ‘fugido’ do tema do direito de resposta concedido.

Mais um bloco com perguntas entre pré-candidatos.

O “tamo junto” dos pré-candidatos Senador Jean (PT) e Fernando Freitas (PCdoB) ficou claro.

PT e PCdoB são unidos na gestão estadual.

Coronel Azevedo (PSC) questionou a ausência do prefeito Álvaro Dias (PSDB) e citou um nome até então esquecido pelos pré-candidatos: o ex-deputado Henrique Alves.

“Tamo junto” também entre os pré-candidatos Kelps Lima e Afrânio Miranda (Podemos).

Tão bonitinhos defendendo maior atenção aos animais.

Gostei.

Afrânio falou até no ‘cocozinho’ do cachorrinho….ôhhh…

“Tamo junto com Bolsonaro”…foi o debate entre Sérgio Leocádio (PSL) e Fernando Pinto.

Pinto falou em milhares de mortos, se referindo à pandemia, mas disse que os políticos matam mais.

Leocádio chamou Álvaro de ‘frouxo’ por não ter ido ao debate.

Fernando Pinto disse que é pernambucano e foi adotado pelo Rio Grande do Norte. “O Leão do Norte chegou”, disse se referindo a ele mesmo.

“Sua linha coincide com a minha” – frase do pré-candidato Hermano Morais (PSB) em debate com o Senador Jean (PT).

Hermano por algum tempo foi cogitado a estar no lugar onde está Jean, como candidato com apoio da governadora Fátima Bezerra (PT).

“Os grandes empresários devem mais de um bilhão à Prefeitura de Natal”, foi o que disse a pré-candidata Rosália Fernandes (PSTU), que não concorda que o prefeito tem que ser alinhado com o presidente Bolsonaro, que não apoia os servidores públicos.

Coronel Azevedo lembrou que foi o primeiro a apoiar Bolsonaro em Natal.

Vai disputar o voto bolsonarista com mais dois: o Coronel Hélio e o delegado Sérgio Leocádio.

-Candidata Rosália, a senhora vai escolher quem para perguntar?

-Vixe…foi a resposta da pré-candidata que pediu ajuda aos universitários.

O Senador Jean criticou os adversários que ficaram disputando quem é mais de direita do que o outro e questionou a indignação de alguns por alguns temas, que não se manifestam, por exemplo, nas acusações de desvios que envolvem o nome da primeira-dama do Brasil.

Jean e o Professor Carlos Alberto ainda travaram um debate sobre planilhas de tarifas de transporte público.

O professor disse que o senador lhe copiou.

O senador disse que o professor só entende o que está na planilha, e não sabe o que está dentro da caixa preta.

O bloco acabou sem muitas emoções, como o eleitor-telespectador gosta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.