Thaisa Galvão

7 de outubro de 2020 às 3:39

Debates na TV foram cancelados pelas redes nacionais e não pelas emissoras de Natal como candidatos tem divulgado [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Tudo bem que a política é um fato local…

Mas achar que as emissoras de televisão não vão realizar debates eleitorais em Natal a pedido do prefeito e candidato à reeleição é um misto de desinformação com vontade de plantar fake news.

O que está acontecendo?

A TV Globo, que sempre fez debates em todas as capitais, divulgou comunicado às assessorias de candidatos afirmando que só fará debate no primeiro turno na capital onde os partidos aceitarem a realização com apenas 4 candidatos.

Mais precisamente os 4 primeiros segundo a pesquisa do Ibope.

A emissora alega as restrições impostas pela pandemia.

Vamos combinar que um candidato na quinta colocação não vai aceitar ficar fora do debate.

Nem o sexto, sétimo…

Portanto, zero possibilidade de debate em uma capital como Natal com 14 candidatos a prefeito.

A decisão não passou pelo prefeito Álvaro Dias, sequer pela afiliada, que seguindo as regras da TV Globo, também não vai fazer as entrevistas de estúdio que costumeiramente fazia nas eleições municipais e estaduais.

A TV Ponta Negra também não atendeu pedido do prefeito Álvaro Dias para não realizar debate no primeiro turno.

O SBT anunciou a decisão de não realizar debates ainda em setembro e também justificou a pandemia.

A Record, que faria seu debate no dia 6 de novembro, também cancelou.

Não foi a TV Tropical de Natal.

O motivo é o mesmo alegado por todas as emissoras, que consideram impossível conciliar os protocolos de biossegurança em razão do Covid, o número de candidatos  e o formato do programa.

Já para o segundo turno, as emissoras de TV planejam, sim, a realização de debates.

Com apenas dois candidatos ficará mais fácil, menos arriscado.

A CNN Brasil, que não tem afiliada no Rio Grande do Norte, também cancelou o debate pré-anunciado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.