Thaisa Galvão

9 de outubro de 2020 às 19:03

Propaganda eleitoral: Álvaro desafia concorrência a passar pelo que ele passou para atender milhares de natalenses infectados com covid [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Começou.

A campanha já está no rádio e na televisão, e durante todo o dia, vendo e ouvindo, vem a pergunta:

Até onde o eleitor está disposto a levar carão de candidato?

Ou a ouvir candidato fazer graça?

E promessa?

Promessa faz tempo que ninguém aguenta e associa sempre a mentira.

Mas o tempo é bem curto, nem dá pra falar tanto.

No primeiro dia de programa eleitoral, o candidato Afrânio Miranda (Podemos) não apareceu.

Só não acredito que tenha faltado câmera e computador para o dono das Miranda Computações fazer um videozinho de 24 segundos.

O pouco tempo só permitiu ao Coronel Hélio (PRTB) recitar o bordão de Bolsonaro: “Brasil acima de tudo, Deus acima de todos”.

Há quem prefira dizer que Deus está ‘entre’ todos, mas aí é outra história.

Também com pouco tempo, 20 segundos, Kelps Lima (SD) fez uma chamada para o ‘Kelpflix’, formato que criou lembrando o Netflix, onde ele conta as histórias da vida dele em vários episódios.

O delegado Sérgio Leocádio repetiu trecho do debate da Band onde ele chama o prefeito Álvaro Dias de criminoso e mostra uma algema, sugerindo que é para prendê-lo.

Beto (PV) virou figurinha carimbada das eleições majoritárias. É sempre candidato a prefeito, governador, prefeito de novo. Um dia, quem sabe, os projetos que apresenta para o executivo possam se realizar no legislativo.

Coronel Azevedo fez um rápido histórico de sua vida. “Sou policial militar. Sou Bolsonaro”. Só não disse que era deputado.

Os Fernandos, Freitas (PCdoB) e Pinto (Novo), ficaram no mais do mesmo…chamaram pouca atenção.

O programa de Hermano Morais (PSB) deu leveza ao bloco de 10 minutos da propaganda eleitoral que foi ao ar na TV às 13h30.

O tempo foi pouco mas apostou no formato, na vibe de quem aproveita as oportunidades que a internet oferece. Se destacou no formato leve.

Nevinha Valentim (PSOL) se apresentou com os outros 3 que fazem o coletivo Do Sol. Uma novidade ainda na política. Quatro representam um, mas ela é a inscrita como candidata. Os outros vão ali batendo esteira para tentar agregar votos à chapa. No legislativo já tem candidato a vereador com um candidato e dois batedores de esteira.

A escolha da deputada federal Natália Bonavides (PT) como apresentadora do candidato Senador Jean (PT) foi uma grande sacada. Além de comunicar bem no vídeo, seria uma candidata a prefeita hoje na segunda colocação. Iria para o segundo turno com o prefeito Álvaro Dias como apontavam as pesquisas realizadas antes de anunciar que não seria candidata. A apresentadora tem mais voto do que o candidato, aí resta saber se vai agregar. A escolha foi inteligente. Jean se apresentou. É bom de vídeo, não é chato, não foi agressivo nem fez gracinha. Está fazendo sua estreia na ‘pedição’ de votos.

O prefeito-candidato Álvaro Dias (PSDB) se apresentou como prefeito. Prefeito que enfrentou o ponto alto da pandemia do coronavírus tendo que instalar hospital de campanha, centrais de atendimento, ampliar horários de atendimento em UPAS, aplicar testes…e ao contrário da maioria dos candidatos adversários, não pôde ficar em casa em quarentena. Mesmo com a derrubada do decreto baixado por ele, proibindo aglomerações na campanha, explicou o que o levou a tomar essa decisão e desafiou os concorrentes a passar pelo que passou. O programa do prefeito chamou atenção, não por promessas – o povo não aguenta – mas por mostrar feitos, resultados.

9 de outubro de 2020 às 2:21

Propaganda no rádio e TV começa nesta sexta sem a presença dos candidatos a vereador nos programas de 10 minutos [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A sexta-feira começa com ouvintes e telespectadores já engolindo uma enxurrada de mensagens políticas e pedidos de votos.

É o início da propaganda eleitoral que terá dois blocos de 10 minutos cada um no rádio e na TV, além de 70 minutos de inserções diárias na programação, até 12 de novembro, 3 dias antes do pleito.

Os 70 minutos espalhados na programação, tanto no rádio quanto na TV, vão beneficiar quem tem mais tempo na propaganda, como é o caso, em Natal, do prefeito Álvaro Dias.

Detalhe que o Blog já adiantou: os candidatos a vereador foram eliminados do programa eleitoral.

Misturados entre os beneficiados com o tempo, os candidatos com pouco tempo na propaganda deverão sumir.

Confira os horários:


Rádio: das 7h às 7h10 e de 12h às 12h10;
TV: das 13h às 13h10 e das 20h30 às 20h40.

Detalhe: os candidatos a prefeito aparecerão todos oa dias, não valendo mais aquele rodízio com vereador em um dia e prefeito no outro/