Thaisa Galvão

11 de outubro de 2020 às 5:06

Candidato que não abre mão de uma campanha aglomeradora não tem ideia de quantas vidas perdidas está ignorando [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Lembrando aos candidatos, qualquer um, de qualquer cidade do Rio Grande do Norte, que não abrem mão de uma campanha aglomeradora.

O Brasil já passa de 150 mil mortes por covid e não está livre de uma segunda onda – (Deus nos livre).

Sabe o que significa isso?

A mesma coisa que eliminar, de uma vez só, as populações dos municípios de Macaíba, Ceará-Mirim e Jardim do Seridó.

Grave!

No Rio Grande do Norte foram registradas 2.416 mortes…

Para os candidatos que não estão nem aí para as vítimas da covid, sabem o que significa?

A mesma coisa que eliminar toda a cidade de Taboleiro Grande…

Ou de Timbaúba dos Batista…

Ou de Monte das Gameleiras…

Ou de Galinhos…

Ou de Ipueira…

Ou ainda de Viçosa.

Aí há quem ignore essa situação e diga que morre mais gente por outros motivos do que por covid.

Pura ignorância.

Porque aí, juntando as mortes por outras causas às mortes por covid, teremos uma soma, e não uma substituição.

Os candidatos que não fazem a conta da covid não está preparado para ser nada.

Apenas candidato.

Sem voto, de preferência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.