Thaisa Galvão

24 de janeiro de 2021 às 23:12

Pesquisa: Ibope fecha as portas e passa marca para grupo inglês [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O Ibope, que durante anos dominou o mercado de pesquisas no Brasil, passa para o comando de um grupo inglês.

A empresa brasileira, que hoje detém só a linha de pesquisas políticas, fecha as portas no final do mês e a marca Ibope passa a ser dos ingleses que já haviam comprado o braço do instituto responsável pelas pesquisas de mídia e mercado.

Leia nota de Lauro Jardim no Globo deste domingo.

24 de janeiro de 2021 às 22:58

Ex-bolsonaristas levantam o símbolo do presidente e fazem protesto em São Paulo pedindo o impeachment de Bolsonaro [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Quem diria…

Brasileiro levantando a bandeira do Brasil, que virou símbolo do bolsonarismo, para pedir o impeachment do presidente Bolsonaro?

É isso mesmo?

Foi o que aconteceu neste domingo em São Paulo, sob o comando do MBL, o Movimento Brasil Livre, que diz defender o liberalismo econômico e o republicanismo, e que defendeu ferozmente a eleição de Bolsonaro.

O jornalista natalense Nélio Júnior, que mora em São Paulo e tem o canal na internet @napaulista transmitiu ao vivo a passagem dos ex-bolsonaristas pela Avenida Paulista.

24 de janeiro de 2021 às 18:28

Governadora Fátima recebe vacinas da Oxford que nesta segunda-feira serão distribuídas com os municípios do RN [1] Comentários | Deixe seu comentário.

A governadora Fátima Bezerra foi ao aeroporto receber as 31.500 doses da vacina de Oxford que chegaram ao Rio Grande do Norte na tarde deste domingo.

“Estamos iniciando a semana renovando a esperança, recebendo essa nova remessa de vacinas”, afirmou a governadora, reforçando o que já havia informado em suas redes sociais: que toda a logística para distribuição das vacinas para os municípios nesta segunda-feira está pronta.

A vacina da Oxford será aplicada de forma integral, uma vez que o intervalo necessário entre a primeira e a segunda dose é de 12 semanas e o Ministério da Saúde garantiu o envio de outro lote da vacina da Oxford em tempo de completar a imunização.

Fátima foi ao aeroporto com a subsecretária de Planejamento e Gestão da Sesap, Lyane Ramalho, e com o secretário de Segurança, Coronel Araújo.

Do aeroporto as vacinas foram levadas para a sede da Unicat, onde serão selecionadas para serem encaminhadas ao interior e à Secretaria de Saúde de Natal.

Fotos Elisa Elsie

24 de janeiro de 2021 às 15:32

O Ministério Público X o poder do vacinador em São Miguel [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Mais denúncias vindas de São Miguel, na região Oeste do Rio Grande do Norte, sobre à vacinação.

Muitas pessoas com direito a ser vacinadas tendo que se humilhar, quase se ajoelhar, tanto ao secretário de Saúde quanto ao vice-prefeito.

“O que deveria seguir o protocolo precisa primeiro se humilhar pra o secretário ou para o vice prefeito para ter direito à vacina”, disse ao Blog um morador de São Miguel.

Que o Ministério Público continue atento ao que está acontecendo.

Politizar a vacina é crime.

24 de janeiro de 2021 às 13:58

Prefeito Álvaro Dias faz balanço da primeira etapa de vacinação em Natal [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O prefeito de Natal, Álvaro Dias, agradeceu, em suas redes sociais, a participação de todos que participaram na primeira etapa da campanha de vacinação na capital.

Segundo o prefeito, foram vacinadas quase 9 mil pessoas.

Como a Prefeitura recebeu pouco mais de 12 mil doses, Álvaro explicou ao Blog que o número citado se referiu aos que se dirigiram aos drive thrus, faltando computar os idosos institucionalizados de abrigos e dispensários, que estão sendo imunizados por equipes volantes.

E que a Secreraria de Saúde ainda tem uma quantia que irá somar às doses que receberá da Oxford/AstraZeneca.

24 de janeiro de 2021 às 13:43

Enem sem protocolos [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Domingo de Enem em todo o Brasil sem distanciamento social, sem protocolos sanitários, com estudantes no foco da transmissibilidade do coronavírus.

A poucos minutos da abertura dos portões, na UnP da avenida Roberto Freire, em Natal, os candidatos se aglomeravam na fila.

24 de janeiro de 2021 às 13:40

O “Show” de marketing do ministro Pazuello [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Apontando as falhas do Ministério da Saúde ao ministro das Comunicações Fábio Faria, o ministro Eduardo Pazuello contratou ‘Markinhos Show’ para cuidar da sua própria comunicação.

Mas, pelo jeito, deu erro…

Como mostra o jornalista Ricardo Kotsho em seu canal no YouTube e na coluna no UOL:

De terno e carregando uma grande mochila nas costas, ele já circulava há tempos pelos bastidores do Ministério da Saúde, mas esta semana foi nomeado como assessor especial de Eduardo Pazuello, o ministro general da Saúde, com salário de R$ 13.623, fora as benfeitorias. . O personal marqueteiro Marcos Eraldo Arnoud, mais conhecido pelo nome artístico de “Markinhos Show”, estreou oficialmente nesta função na noite desta sexta-feira, ao organizar o espetáculo armado na base aérea do Galeão para recepcionar vacinas da AstraZeneca/Oxford vindas da Índia para a Fiocruz.

Com canhões de luz apontados para a pista e caminhões-tanque do Corpo de Bombeiros jogando jatos d´água sobre o avião, a apoteose ficou para o discurso do general, ao lado do chanceler Ernesto Araújo e do embaixador da Índia no Brasil, diante de um batalhão de fotógrafos e cinegrafistas, enquanto as vacinas eram descarregadas. Só faltou uma banda militar para abrilhantar o evento O lote de 2 milhões de doses mal daria para vacinar uma cidade como Campinas, mas o show montado por Markinhos lembrou a chegada triunfal da seleção brasileira depois de ganhar uma Copa do Mundo. Afinal, eram as primeiras vacinas que o Ministério da Saúde conseguiu trazer, uma semana depois de começar a vacinação no Brasil, com os 6 milhões de doses da Coronavac, a vacina do Instituto Butantan, de São Paulo, desenvolvida em parceria com a Sinovac, da China.

Ao ver pela TV o governador João Doria posando para fotos ao lado da primeira pessoa vacinada no Brasil, a enfermeira Mônica Calazans, logo após a aprovação pela Anvisa no domingo passado, Pazuello e seu personal marqueteiro correram para também entrar no ar ao vivo e denunciar a jogada de marketing. Perto do show montado no Galeão, no entanto, a celebração de Doria, que sempre foi o grande marqueteiro dele mesmo, até pareceu discreta. Pazuello e “Markinhos Show” se conheceram no governo de Roraima, onde o general foi secretário da Fazenda, quando o marqueteiro era o secretário de Comunicação. Apanhando da imprensa como cachorro magro, dia sim e no outro também, o general importou o personal marqueteiro para virar o jogo e não saiu mais da televisão, falando todos os dias para explicar o que estava fazendo no Ministério da Saúde para combater a pandemia, que segundo o presidente Bolsonaro “já estava no finalzinho”. No currículo de “Markinhos Show”, publicado em seu site “Venda para o Cérebro”, ele se define como palestrante motivacional, master coach, analista em neuromarketing, especialista em marketing, SEO, hipnólogo, mentalista, practicioner em PNL (?), músico, empreendedor e especialista em marketing político”.

Ufa! Não é pouca coisa. Foi dele a ideia de adesivar um avião para buscar vacinas na Índia com o slogan “Brasil imunizado – Uma só nação”, que não saiu do Recife, e do evento marcado para o Palácio do Planalto, no dia 19, para abrir o Programa Nacional de Vacinação”, que acabou cancelado. Laçado às pressas para prestigiar o evento, um anônimo motorista fantasiado de “Zé Gotinha” ficou perdido no meio de tantas autoridades civis e militares, sem conseguir enxergar aonde estava pisando.

Escoltadas por um cortejo de carros da Polícia Federal, as vacinas seguiram viagem em três caminhões frigoríficos rumo à Fiocruz, em Manguinhos, onde seriam embaladas e etiquetadas. Já era quase meia-noite. “Marquinhos Show” pensou em tudo. Vida que segue.

24 de janeiro de 2021 às 13:29

Pazuello bota culpa nas falhas do Ministério da Saúde no ministro Fábio Faria [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Fortalecido no xadrez da reforma que o presidente Jair Bolsonaro fará na sua equipe depois das eleições para presidentes da Câmara e do Senado, o ministro da Saúde Eduardo Pazuello deu um cacete no ‘coleguinha’ Fábio Faria, das Comunicações.

Disse que a culpa por todas as falhas na pasta da Saúde é dele e do secretário de comunicação, Fábio Wajngarten.

Culpa dos Fábios.

A nota é de Lauro Jardim, no Globo deste domingo.

24 de janeiro de 2021 às 13:20

Reforma de Bolsonaro tira poder de Paulo Guedes, desautoriza convite para Alcolumbre ser ministro e fortalece o potiguar Rogério Marinho [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do Globo de hoje, os militares no alvo do Centrão, o desmantelamento do ministério de Paulo Guedes e o fortalecimento do potiguar Rogério Marinho.

A reportagem do jornal O Globo deste domingo deixa claro que o fogo amigo para rifar o ministro Rogério Marinho, do Desenvolvimento Regional, não deu certo.

Mostra que, quem imagina ter o poder junto ao Palácio do Planalto, merece tanta desconfiança do chefe do poder quanto os demais que integram o time do governo.

Segundo o que foi apurado pelos repórteres Natália Portinarine Gustavo Maia, Rogério segue fortalecido no cargo.

Afinal, e essa é uma visão do Blog, e não do Globo, é Rogério que tem dado visibilidade ao presidente Jair Bolsonaro onde ele não tinha: a região Nordeste.

E mais: não tem se envolvido nas futricas que tomam conta das redes sociais dos auxiliares do governo, dos filhos do presidente e do próprio presidente.

Segundo a reportagem do Globo, é certeza consolidada entre interlocutores de Bolsonaro que o atual presidente do Senado, Davi Alcolumbre, não será ministro de nada, apesar do próprio ter espalhado que tinha sido convidado para ser ministro no lugar de Rogério.

O Globo só não diz quem convidou Alcolumbre, se Bolsonaro ou algum ministro louco para tirar Rogério da frente.

Faltou essa pergunta ao senador.

A estratégia não colou e o presidente ainda disse que não quer o senador como ministro por ele estar “muito desgastado”.

Coisa que o interlocutor não notou.

Segundo O Globo, os partidos do Centrão que hoje sentam no colo de Bolsonaro, querem desmilitarizar a Casa Civil e a articulação política, tirando Braga Netto e Luiz Eduardo Ramos.

Ramos é amigo pessoal de Bolsonaro, resta saber se terá mais força do que o Centrão guloso que quer tudo, menos o Ministério da Saúde, foco das atenções.

O medo da exposição pelos partidos encalacrados em questões de governos anteriores, fortalece o general da saúde, que se desgasta junto à sociedade pela incompetência para ocupar a pasta na pandemia, deixando o Brasil na lista dos países que não atuaram para minimizar os efeitos do vírus.

O Centrão acha que os militares não são bons interlocutores.

Talvez porque não tenham jogo de cintura para comprar apoios de deputados e senadores, mas isso não é uma avaliação do Globo, mas do Blog.

Segundo o jornal, o ex-prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM-BA), e o ex-presidente do Tribunal de Contas União (TCU) e ex-ministro das Relações Institucionais do governo Lula, José Múcio Monteiro, foram cogitados a assumir cargos, mas rejeitaram a hipótese.

Pelo que apurou o jornal, o ministro militar da Marinha, que comanda a pasta de Minas e Energia, Bento Albuquerque, está fritado desde o apagão no Amapá.

Apesar de se relacionar mal com outros países e das futricas nas redes sociais, Ernesto Araújo, militar na pasta de Relações Exteriores, não deverá cair.

Onyx Lorenzoni (DEM) já vem sendo previsto como fora do Ministério da Cidadania, podendo ir para outra pasta. Não deve cair do governo.

O Centrão guloso também quer o Ministério do Turismo.

O futriquento Paulo Guedes, do grupo que atua para derrubar o ministro Rogério Marinho, deve perder poder com a reforma que será anunciada depois de eleitos os novos presidentes da Câmara e do Senado, no dia 1º de fevereiro.

O Ministério da Economia, comandado por Guedes, deverá ser dividido com a recriação do Ministério da Indústria e Comércio, e já tem até nome cotado: do deputado do PP de São Paulo, Marcos Pereira, que ocupou essa pasta no governo Michel Temer, e que nos últimos dias trocou o grupo de Rodrigo Maia pelo de Bolsonaro na disputa pela presidência da Câmara. O voto poderá lhe garantir o Ministério.

Perde força Paulo Guedes.

Perde palavra Bolsonaro, que se elegeu prometendo reduzir miniatérios e até agora só tem aumentado.

Além do Ministério da Ecomomia se dividir com o da Indústria, o Centrão guloso quer mais: a recriação do Ministério do Planejamento, tirando mais poder de Paulo Guedes e criando mais ministério.

24 de janeiro de 2021 às 11:55

Governo do RN recebe neste domingo lote de 31 mil vacinas Oxford/AstraZeneca [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Está previsto para pousar às 16 horas deste domingo no aeroporto de São Gonçalo do Amarante, o voo que trará para o Rio Grande do Norte o segundo lote de vacinas contra a Covid-19.

O Estado vai receber 31.500 doses do imunizante produzido pela Oxford/AstraZeneca, para atender mais uma parcela dos profissionais de saúde que ainda não foi vacinada/

A governadora Fátima Bezerra vai receber o carregamento e encaminhar aos municípios como fez com as vacinas Coronavac do instituto Butantan.

24 de janeiro de 2021 às 10:13

Com publicação do Acórdão, Mineiro já pode ser convocado pelo TRE para ser diplomado e tomar posse com atraso de 2 anos [1] Comentários | Deixe seu comentário.

A semana começará nesta segunda-feira com uma expectativa: a convocação de Fernando Mineiro, pelo Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte, para ser diplomado e empossado deputado federal, o que deveria ter ocorrido em 1º de janeiro de 2019.

Mineiro vai ocupar a vaga que sempre foi dele.

Tenho lido que Mineiro ganhou a disputa judicial e vai ocupar a vaga de Beto Rosado na Câmara.

O julgamento do caso deixou bem claro que Beto é que ocupou a vaga de Mineiro.

Confira o Acórdão:

24 de janeiro de 2021 às 2:36

São Miguel: Familiares de bioquímico denunciam que ele foi impedido de ser vacinado e só conseguiu a imunização após denúncia ao Ministério Público [0] Comentários | Deixe seu comentário.

E continuam as denúncias sobre vacinação…

Em São Miguel, no Oeste do Rio Grande do Norte, o secretário de Saúde foi denunciado ao Ministério Público por uso político da vacina.

A família de um bioquímico de 74 anos, que em seu laboratório atende pessoas de vários municípios, levou ao MP o fato do profissional em atuação e com muitas comorbidades, ter sido obrigado a buscar, pessoalmente com o secretário, sua assinatura para ser vacinado.

Depois da denúncia ao MP o bioquímico recebeu a dose da vacina.

Abaixo trechos da denúncia feita ao Ministério Público de São Miguel.

24 de janeiro de 2021 às 2:20

Em Caicó e Apodi, deputado João Maia confere como emendas de seu mandato podem melhorar a vida da população [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O deputado federal João Maia tem aproveitado o recesso da Câmara para ir a municípios do interior, visitado prefeitos aliados e discutido sobre projetos que ele, como parlamentar, possa colaborar.

Em Caicó nesta sexta-feira, onde o PL elegeu o vice Toinho Santiago, João esteve com ele e o prefeito Doutor Tadeu, o presidente da Câmara Ivanildo e o vereador Alisson.

A situação do matadouro e do açougue público de Caicó chamou atenção do deputado que discutiu com o executivo sobre a implantação do Centro Comercial, Industrial e de Serviços do Seridó.

“Com a execução de todas essas ações, através da participação integral do meu mandato, estamos dimensionando a geração de emprego e renda para toda a região do Seridó”, justificou João Maia.

O deputado também visitou o bairro João Paulo II, onde nem a rua principal tem pavimentação, prometendo a destinação de recursos de suas emendas.

Neste sábado o deputado João Maia continuou com as visitas em Apodi, onde ele e a esposa, prefeita Shirley, de Messias Targino, foram recebidos pelo vice-prefeito Neilton Diógenes, o presidente da Câmara, Júnior Souza e outros vereadores.

“Visitamos também o local onde está sendo estudada a construção da sede própria da UBS da Lagoa Seca”, disse o deputado, lembrando que destinou emendas para a Secreraria de Saúde.