#JornalismoSemFakeNews

28 de janeiro de 2021 às 13:09

Defesa de Kerinho e Beto tenta desmoralizar TRE/RN para tentar convencer TSE a considerar válidos votos anulados duas vezes

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

Parece que o ex-candidato a deputado federal Kericlis Alves, o deputado Beto Rosado e o time de grandes e caros advogados querem mesmo desmoralizar juízes e desembargadores do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte.

E fica a dúvida levantada ontem à noite pelo Blog: por que o TRE não retotalizou nesta quarta-feira, como anunciado, o resultado da eleição para deputado federal em 2018, deixando para hoje?

Por que a totalização de uma eleição completa se dá em duas, três horas, e a retotalização de uma eleição proporcional tem que começar em um dia e continuar no dia seguinte?

A estratégia é empurrar com a barriga para atrasar a diplomação e dar tempo de Beto Rosado tentar uma salvação junto ao TSE.

Resta saber se o TSE vai considerar legais os votos de Kerinho.

Se $im, vai liberar geral e abrir uma jurisprudência talvez exclusiva do Rio Grande do Norte.

E quem quiser ser candidato não precisa mais abrir mão de cargo público, perder salário…

Tudo liberado.

Vergonha.

Explicando: ontem a coligação da qual Kericlis e Beto faziam parte entrou com um embargo suspensivo para impedir a retotalização.

A juíza Erika Paiva não acatou, porééém, o TRE não retotalizou.

Hoje foi Kerinho que entrou com o mesmo embargo.

Ou melhor, Beto.

Caberá à juíza Erika Paiva julgar novamente.

Não dá para adiantar o voto dela, mas como se trata do mesmo assunto e como ela já julgou ontem, imagina-se que vai repetir o posicionamento, já que os votos de Kerinho deixaram de existir.

É só manobra local para convencer o TSE a considerar válidos os votos anulados já por duas vezes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.