Thaisa Galvão

5 de março de 2021 às 22:01

Novo decreto do prefeito Álvaro Dias deverá estar alinhado com as recomendações do Governo do Estado [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Terminou por volta das 21h a reunião do prefeito de Natal, Álvaro Dias, com integrantes do comitê científico.

O prefeito estava na Prefeitura e parte do comitê por videoconferência.

O que ficou definido até o momento: o prefeito vai baixar novo decreto com medidas restritivas parecidas com as recomendadas pelo decreto da governadora Fátima Bezerra.

Até o momento o documento não estava concluído, mas deverá ser fechado para publicação neste sábado.

5 de março de 2021 às 21:51

Centro Covid do Cemure em Natal estará aberto no sábado e domingo [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O Centro de Atendimento para Enfrentamento a Covid-19 localizado no Centro Municipal de Referência em Educação (Cemure), vai funcionar neste sábado e domingo, das 8h às 16h.

Para serem atendidos, os pacientes terão que apresentar comprovante de residência em Natal e documento de identificação com foto.

No final de semana passado foram maid de 400 atendimentos.

São atendidos nos Centros Covid casos leves suspeitos da doença como tosse, febre ou dor de cabeça. Sintomas graves, como falta de ar, devem buscar atendimento nas Unidades de Pronto Atendimento (UPA) que funcionam 24h por dia.

O Cemure fica localizado na avenida Coronel Estevam, 397, bairro Nossa Sra. de Nazaré, zona Oeste da capital.

5 de março de 2021 às 19:32

Veto do governo federal a patrocínios culturais é uma convocação do Planalto aos artistas para atuarem contra medidas restritivas nos estados [0] Comentários | Deixe seu comentário.

De um governo sem cultura, o toque de recolher para uma possível ajuda ao setor que tem sofrido desde o início da pandemia.

Por não reconhecer o trabalho de artistas, produtores de eventos e criadores, o governo Bolsonaro, através da Secretaria Nacional de Fomento e Incentivo à Cultura, suspendeu patrocínio oficial a projetos culturais com público em estados com medidas de restrição.

Quando o governo federal define que não apoiará a cultura em estados que cuidam de suas populações, que decretam medidas de isolamento diante do alto índice de mortes, deixa bem claro que está convocando o setor artístico, cultural e de eventos, para uma briga contra os estados…

O governo federal, com isso, busca aliados em prol da aglomeração, da falta de cuidados, do aumento de casos de covid e consequentemente, de mortes.

Os eventos culturais provaram que deram certo de forma online e o patrocínio seria mais do que justo.

A portaria publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira diz que propostas culturais que envolvam interação presencial com o público só serão analisadas se estiver em um estado ou município sem restrição de circulação, toque de recolher, lockdown ou outras ações que impeçam a execução do projeto.

A portaria pode até parecer que é cuidadosa em relação à transmissibilidade do coronavírus, mas deixa claro que se trata de busca de aliados contra medidas restritivas, quendo diz que “pode ser revista dependendo da manutenção ou não das medidas restritivas nos entes da federação”.

Tipo assim…se o governo do estado relaxar, tem patrocínio.

Parte dos estados, o Distrito Federal e as maiores capitais estão com medidas restritivas para tentar barrar o avanço da pandemia.

Na Câmara Federal, 5 projetos de decretos legislativos foram protocolados só nesta sexta-feira, para cancelar a portaria.

Os deputados argumentam nos projetos que a medida do Palácio do Planalto visa acabar com o fomento e o estímulo às atividades culturais no país.

5 de março de 2021 às 18:57

Confira os detalhes do decreto do Governo do RN que amplia toque de recolher no estado [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Publicado em edição extraordinária o decreto baixado nesta sexta-feira pela governadora Fátima Bezerra, que amplia as medidas de isolamento e o toque de recolher no Rio Grande do Norte.

Confira os detalhes do decreto:

Para os municípios, o governo faz recomendações, daí a conversa anterior da governadora Fátima Bezerra com prefeitos.

A expectativa é em torno da Prefeitura de Natal, que tem tomado medidas próprias, não alinhadas com o Estado.

Confira as recomendações:

5 de março de 2021 às 18:05

Donos de hotéis, bares e restaurantes criticam decreto do governo anunciado no dia em que mais de 70 pessoas disputavam 17 vagas de UTI em todo o RN [1] Comentários | Deixe seu comentário.

O sindicato que reúne empresários de hoteis, restaurantes e bares, emitiu nesta sexta-feira, nota de apoio ao prefeito de Natal, Álvaro Dias, por não ter decretado “lockdow”.

A nota é uma forma de criticar o decreto do governo do Estado, que amplia em duas horas o toque de recolher no Estado, e aplica a todo o domingo o funcionamento apenas de serviços essenciais.

Ao mesmo tempo que criticam o governo, tentam convencer o prefeito a não ampliar as medidas de isolamento na capital, não acatando o decreto do governo.

“Nosso sindicato é defensor de que haja uma fiscalização completa e que aqueles estabelecimentos que estejam descumprindo as regras e protocolos vigentes sejam punidos de acordo com o rigor da lei”, diz trecho da nota.

“Não se pode prejudicar ainda mais setores como hospedagem, alimentação e eventos que há um ano são duramente penalizados pelas consequências da pandemia da Covid-19”, diz a nota, contrariando o decreto baixado diante de um colapso nas redes pública e privada da saúde no Rio Grande do Norte, onde nesta sexta-feira mais de 70 pessoas lutavam por uma vaga de UTI.

Entre hospitais públicos e privados, era possível contar apenas 17 vagas, que através do serviço de regulação, iria encaixar os primeiros da fila.

No Rio Grande do Norte cada cez mais pessoas estão morrendo sem fôlego por não conseguirem o atendimento em UTI, independente de ter um cartão do SUS ou um plano privado de saúde.

Além da nota, empresários do setor convocaram trabalhadores de hotéis, bares e restaurantes para um protesto anunciado para a noite desta sexta-feira em Ponta Negra.

5 de março de 2021 às 17:17

STTU anuncia operações nas pontes de acesso à zona Norte para acelerar viagens de ônibus e questiona paralisação desta sexta-feira [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Nova demanda da Prefeitura de Natal para tentar acelerar o fluxo do transporte coletivo de Natal, e diminuir o tempo de passageiros dentro de ônibus.

Nos horários de pico, pela manhã e no final da tarde/começo da noite, uma operação foi montada para as duas pontes que dão acesso à zona Norte, para onde as viagens levam mais tempo.

Pela manhã, na ponte de Igapó, uma faixa será exclusiva para ônibus no sentido zona Norte-Centro.

No final da parte a faixa exclusiva será no sentido zona Norte.

A ponte Newton Navarro – ponte nova – será exclusiva de manhã para quem sai da zona Norte, e exclusiva no final da tarde para que volta para a zona Norte.

Vinte e cinco agentes de mobilidade serão deslocados para a operação.

A STTU emitiu nota sobre a mobilização feita nesta sexta-feira pelo sindicato dos motoristas de ônibus, que decidiu atrapalhar ainda mais a vida dos cidadãos que dependem do transporte público.

Comandado pelo ex-vereador Júnior Rodoviário, o movimento represou ônibus que circulavam pelo Baldo, no centro de Natal, ignorando as pessoas que estavam nos veículos e o risco que elas corriam.

Eis a nota:

Nota

A STTU informa que as medidas anunciadas nesta quinta-feira com relação ao incremento de viagens nos chamados horários de pico do sistema de transporte público não alteram em nada a jornada de trabalho dos operadores do sistema, já que se trata de um remanejamento.

A Secretaria espera que o presidente do Sintro tenha a sensibilidade que o momento exige no sentido de não realizar novas paralisações do sistema que causam transtornos e prejuízos para os usuários do sistema.

5 de março de 2021 às 14:18

Governo amplia medidas restritivas e toque de recolher no RN fechará serviços não essenciais da noite de sábado até a manhã da 2ª feira [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A coletiva da governadora Fátima Bezerra, que anunciou medidas mais restritivas no Rio Grande do Norte a partir deste sábado, começou com o secretário de Saúde, Cipriano Maia, afirmando que a situação no sistema de saúde pública no Estado é de “extrema gravidade”.

E a governadora anunciou: o toque de recolher em todo o RN, que vem acontecendo entre 10 da noite e 5 da manhã do dia seguinte, passa a começar às 8 da noite.

Com um detalhe: no sábado o toque de recolher começa às 8 da noite e vai até 6 da manhã da segunda-feira.

No horário do toque de recolher, que inclui o domingo íntegral, poderão funcionar serviços considerados essenciais como farmácias, supermercados, unidades de saúde, postos de combustíveis….

A governadora disse que conversou com prefeitos antes de estudar o decreto, entre eles o prefeito de Natal, Álvaro Dias.

A governadora pediu ao prefeito da capital o cumprimento do decreto estadual.

Ela não falou se ele confirmou.

Governo e prefeitura tem divergido na pandemia: um fecha escola e o abre, um decreta um horário, o outro decreta outro horário…

O toque de recolher no final de semana, com restaurantea fechados no domingo, vai gerar uma gritaria bem alta….

5 de março de 2021 às 10:08

Quase 2 mil mortes por dia e Bolsonaro pergunta: “Vão ficar chorando até quando?” [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Quase duas mil pessoas morrendo por dia no Brasil, e o presidente Bolsonaro, que nunca fez nada para acelerar o processo de vacinação e evitar tantas mortes, faz a seguinte pergunta:

“Vão ficar chorando até quando?”

O presidente subestima o choro de quem perdeu pai, mãe, irmão, filho, e em muitos casos quase a família inteira.

Ele criticou mais uma vez as medidas de isolamento social no país e disse que os problemas precisam ser enfrentados pela população.

“Nós temos que enfrentar os nossos problemas, chega de frescura e de mimimi. Vão ficar chorando até quando? Temos de enfrentar os problemas. Respeitar, obviamente, os mais idosos, aqueles que têm doenças, comorbidades, mas onde vai parar o Brasil se nós pararmos?”.

O carão dado por Bolsonaro aos brasileiros foi no município goiano de São Simão, ao lado dos ministros Tarcísio Gomes de Freitas e Fábio Faria, que bateram palmas para a falta de respeito do chefe com a vida da população.

Como num surto de realidade ele até tentou mudar o tom…

“Respeitar, obviamente, os mais idosos, aqueles que têm doença, comorbidade, mas onde vai parar o Brasil se nós pararmos?”.

Alguém esqueceu de contar a Bolsonaro sobre os altos índices de internamento de jovens e saudáveis nessa fase da pandemia.

Não são mais só os idosos e doentes.

No discurso infeliz, como infelizes tem sido seus discursos, ele reclamou dos “idiotas” que perguntam se ele não vai comprar vacina.

E diz aonde tem a vacina.

Oi?

5 de março de 2021 às 8:00

Minuto da Câmara – prestando contas [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O voucher educação foi um dos projetos aprovados pela Câmara Municipal de Natal.

Veja detalhes no Minuto da Câmara.