Thaisa Galvão

5 de maio de 2021 às 19:10

Fábio Wajngarten e Ernesto Araújo são os depoimentos mais aguardados da próxima semana na CPI da Covid [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Depois do depoimento do ex-ministro Nelson Teich na CPI dfa Covid, nesta quarta-feira, novas convocações foram aprovadas no Senado.

Foram convocados Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan; Nísia Trindade, presidente da Fiocruz; o secretário de Saúde de Amazonas, Marcelus Campelo; o representantes da União Química, laboratório que produz a vacina russa Sputnik V no Brsail, e da Pfizer.

O cronograma de depoimentos anunciado para a próxima semana é o seguinte:

Terça-feira (11) – O ex-secretário de Comunicação Fábio Wajngarten e os representantes da Pfizer Carlos Murillo e Marta Diéz

Quarta-feira (12) – Nísia Trindade (Fiocruz) e Dimas Covas (Butantan)

Quinta-feira (13) – Ernesto Araújo e representante da União Química, Fernando de Castro

Os depoimentos mais aguardados, e certamente mais polêmicos, serão os de Fábio Wajngarten e o de Ernesto Araújo.

Wajngarten considerou, em entrevista à revista Veja, a gestão do ex-ministro Eduardo Pazuello incompetente.

Ernesto Araújo é apontado como aliado do presidente Bolsonaro no caso da negação, pelo governo, à compra de vacinas.

5 de maio de 2021 às 19:03

Segundo ex-ministro a depor na CPI da Covid, Nelson Teich disse que deixou o governo por divergir com Bolsonaro em relação ao uso da cloroquina [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Segundo ex-ministro da Saúde a prestar depoimento na CPI da Covid, o médico Nelson Teich, que ficou apenas 28 dias no Ministério, disse nesta quarta-feira que deixou o governo por divergências com o presidente Bolsonaro.

“As razões da minha saída do ministério são públicas, elas se devem basicamente a constatação de que eu não teria autonomia e liderança que imaginava indispensáveis ao exercício do cargo. Essa falta de autonomia ficou mais evidente em relação às divergências com o governo quanto à eficácia e extensão do uso do medicamento cloroquina para o tratamento da Covid-19, enquanto minha convicção pessoal, baseada nos estudos, que naquele momento não existia evidência de sua eficácia para liberar”, explicou o ex-ministro.

“O pedido específico de demissão foi pelo desejo do governo de ampliação do uso de cloroquina. Esse era o problema pontual. Mas isso refletia uma falta de autonomia e uma falta de liderança”, ressaltou Teich.

Teich disse que não sabia nada sobre a produção de cloroquina pelo Exército.

Sobre a desmontagem de hospitais de campanha antes da segunda onda da pandemia, disse que “faltou algum planejamento nessa saída” e que o ideal seria que os hospitais pudessem ser reativados em caso de necessidade.

O ex-ministro afirmou ainda em seu depoimento que considera um erro buscar o controle da infecção por meio da chamada “imunidade de rebanho” por contágios, onde a transmissão da doença seria pequena devido à imunidade desenvolvida pela população através do contato com o vírus.

“Essa tese de imunidade de rebanho onde você adquire a imunidade através do contato, e não da vacina, isso é um erro. A imunidade você vai ter através da vacina e não através de pessoas sendo infectadas. Então, isso aí não é um conceito correto”, disse o ex-ministro.

5 de maio de 2021 às 18:52

Potigás encerra sexta-feira inscrições para o edital ‘Natural como fazer o bem’ [0] Comentários | Deixe seu comentário.

As inscrições do edital “Natural como fazer o bem” da Potigás, seguem até esta sexta-feira, 7.

Os interessados devem ler o edital e se inscrever no site www.potigas.com.br/natural

Serão aceitos projetos a serem desenvolvidos no ano de 2021, nas áreas de cultura, esporte, saúde, assistência social e meio ambiente.

Em virtude da pandemia, os proponentes devem atentar para o cumprimento da legislação em vigor.

Depois das inscrições, os projetos seguem para análise de uma comissão interna, além de habilitação jurídica, fiscal e trabalhista, de caráter eliminatório.

A seleção final será baseada na qualidade técnica do projeto, atendimento aos interesses da comunidade, viabilidade financeira e condições de sustentabilidade, além da potencialidade de consolidação da imagem da Potigás.

O resultado final do edital deve ser divulgado até o dia 31 de maio.

5 de maio de 2021 às 18:42

Prefeitura de Natal amplia tipos de comorbidades e começa a aplicar imunizante da Pfizer nesta quinta-feira [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A Prefeitura de Natal vai dar início à vacinação com o imunizante da Pfizer, destinada às pessoas com idades de 55 a 59 anos do seguinte grupo de comorbidades.

Serão vacinadas pessoas com deficiências permanentes cadastradas no Benefício de Prestação Continuada (BPC) e com doenças cardiovasculares e hipertensão arterial sistêmica.

O local de vacinação para o imunizante Pfizer será exclusivo no ginásio do SESI, das 8h às 16h.

A SMS Natal vai disponibilizar na sala de vacinação um intérprete de libras. As pessoas com deficiências permanentes que não possuem cadastro no BPC serão contemplados de acordo com a comorbidade, obedecendo o critério da idade.

“Como a vacina da Pfizer exige uma logística de armazenamento diferente, sendo necessária sala de refrigeração no próprio local onde a vacina será aplicada, escolhemos o ginásio do Sesi, nosso importante parceiro nessa jornada. O ginásio do Sesi também conta com acessibilidade”, explica o secretário de Saúde de Natal, George Antunes.

De acordo com o Plano Nacional de Imunização, são consideradas doenças cardiovasculares:

Insuficiência cardíaca, Cor-pulmonale e Hipertensão pulmonar, Cardiopatia hipertensiva, Síndromes coronarianas, Valvopatias, Miocardiopatias e Pericardiopatias, Doenças da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas, Arritmias cardíacas, Cardiopatias congênitas no adulto, Próteses valvares e Dispositivos cardíacos implantados; hipertensão arterial sistêmica (Hipertensão Arterial Resistente – HAR, Hipertensão arterial estágio 3, Hipertensão arterial estágios 1 e 2 com lesão em órgão alvo e ou comorbidade).

A vacinação para esse público com idade de 55 a 59 anos inicia nesta quinta-feira (06) e segue até dia 12.

DOCUMENTAÇÃO

Pessoas com deficiências permanentes (55 a 59 anos)

Apresentar comprovação de que faz parte do BPC – Benefício de Prestação Continuada, além de cartão de vacina, comprovante de residência de Natal e documento com foto.

Doenças Cardiovasculares ( 55 a 59 anos)

Devem levar cópia do laudo médico detalhado com CID – Cadastro Internacional das Doenças, exames comprobatórios e receituários ou cadastro no HIPERDIA ou cadastro no PROSUS, além de cartão de vacina, comprovante de residência de Natal e documento com foto.

5 de maio de 2021 às 17:32

Escritor Paulo Coelho diz que no cenário de morte de Paulo Gustavo constam assassinos [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O escritor Paulo Coelho, com mais de 18 milhões de seguidores no Twitter, mesmo sem citar nome, atirou na testa do presidente Jair Bolsonaro ao comentar a morte do ator Paulo Gustavo, mais uma vítima de covid no Brasil.

Coelho não economizou no ataque.

E disse que no cenário de morte do ator, constam ‘assassinos’.

5 de maio de 2021 às 17:25

Com os mesmos padrinhos fortes de 2019, Adriana Magalhães deverá ser nomeada mais uma vez por Bolsonaro para segundo mandato como juíza efetiva do TRE/RN [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A qdvogada e juíza do TRE, Adriana Magalhães Faustino tem tudo para exercer mais um mandato de 2 anos no Tribunal Regional Eleitoral do RN.

Ela, que encerra o mandato, foi a mais votada entre os nomes apresentados ao Tribunal de Justiça para formação de uma lista tríplice a ser encaminhada ao Palácio do Planalto para escolha do presidente Jair Bolsonaro do membro efetivo do TRE/RN referente à classe jurista.

Adriana foi a mais votada, e foi seguida, pela ordem, dos advogados Daniel Cabral Mariz Maia e Felipe Maciel Pinheiro Barros.

Adriana tomou posse como menbro efetivo do TRE em 3 de junho de 2019.

Nomeada em 2019 pelo presidente, Adriana Magalhães segue com a mesma força junto a Bolsonaro, como os ministros Rogério Marinho e Fábio Faria.

5 de maio de 2021 às 17:04

Governadora Fátima nomeia a promotora Elaine Cardoso como primeira procuradora geral de Justiça do RN [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A governadora Fátima Bezerra nomeou nesta quarta-feira a promotora de Justiça Elaine Cardoso de Matos Novais Teixeira, como procuradora Geral de Justiça.

Elaine será a primeira mulher a liderar o Ministério Público do Rio Grande do Norte.

A governadora acatou a indicação de procuradores e promotores de Justiça do RN e nomeou a promotora para o mandato de dois anos à frente da instituição.

A posse está marcada para o dia 18 de junho.

O ato de assinatura da nomeação contou com a presença do atual procurador geral Eudo Rodrigues Leite; da presidente da Associação do Ministério Público do RN, Juliana Limeira, e do vice-governador Antenor Roberto.

Também estiveram presentes o procurador-geral do Estado, Luiz Antônio Marinho, a titular de Assistência Social, Iris Oliveira, a secretária das Mulheres, Eveline Guerra, e a assessora jurídica do Gabinete Civil, Luciana Daltro.

“Estou honrada e feliz. Inicialmente, agradeço novamente aos colegas procuradores e promotores de Justiça pela confiança em mim depositada. Também agradeço à governadora Fátima Bezerra por ter mantido a tradição de nomear para esse tão importante cargo o membro do MPRN indicado e mais votado pela instituição. E à população potiguar, direciono a seguinte mensagem: o MPRN é seu parceiro. Estamos sempre abertos ao diálogo e atuando em prol do cumprimento das leis e da Justiça. Conte conosco”, falou Elaine Cardoso.

5 de maio de 2021 às 9:30

Deputado Getúlio Rêgo é escolhido presidente da Comissão de Saúde da AL [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Definido o presidente da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte.

Será o deputado Getúlio Rêgo (DEM).

5 de maio de 2021 às 8:12

Sujeito Oculto: Operação que apura desvios em Paraú prende o marido da prefeita e um funcionário da Prefeitura [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do portal do Ministério Público fo RN, ainda sobre a operação Sujeito Oculto, deflagrada nesta quarta-feira no município de Paraú, e que cumpre mandados de prisão e de busca e apreensão.

Os mandados foram cumpridos na sede da Prefeitura de Paraú; nas Secretarias de Educação, de Agricultura e Pesca, de Saúde, de Assistência Social, e de Obras, Urbanismo e Transporte; em um posto de combustíveis; na sede de uma construtora e ainda nas residências dos investigados.

O principal investigado na operação é o empresário Antônio Vicente Eufrásio Peixoto, marido da atual prefeita do Município, Maria Olímpia, do PP:

De acordo com o que já foi apurado pelo MPRN, ele contratou máquinas através de acordo verbal, sem licitação e documento formal, com pagamentos efetuados por terceiros e através de vales-combustíveis quitados pelo erário municipal. Vicente Eufrásio foi preso preventivamente.

Para cometer os supostos delitos, Vicente Eufrásio contava com o apoio de Antônio Leodecio Fonseca, servidor da Prefeitura de Paraú responsável pela autorização de “ordens de combustíveis”. Leodecio Fonseca também foi preso preventivamente.

O MPRN levantou que a possível atuação do grupo criminoso é permanente, desde o ano de 2018 até a presente data. A licitação da Prefeitura de Paraú para aquisição de combustíveis é de R$ 252.963,69. Mesmo assim, a empresa vencedora recebeu da Prefeitura entre os anos de 2019 e 2021 a quantia de R$1.298.689,16.

Dados da quebra de sigilo bancário e fiscal de Vicente Eufrásio apontam que ele teve movimentação financeira superior a 712% a 1377% da sua renda líquida no período de 2016 a 2020.

O empresário Antônio Vicente Eufrásio Peixoto encontra-se, atualmente, inelegível, em razão de ter suas contas reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado do RN e, também, por uma condenação no Tribunal Regional Federal da 5ª Região, em uma Ação de Improbidade Administrativa. Por esse motivo, ele ficou impossibilitado de concorrer a cargos eletivos e tomar posse em cargos públicos. Na investigação, o MPRN detectou que ele atua no dia a dia da administração, havendo elementos que indicam a configuração do delito de usurpação do exercício de função pública.

Com o material apreendido na operação Sujeito Oculto, o MPRN irá aprofundar as investigações e apurar se há envolvimento de outras pessoas no esquema de desvio de dinheiro público.

*

Do Blog: Como presidente da Câmara de Paraú, Vicente Eufrásio foi confenado a restitir valores aos cofres públicos e perdeu os direitos políticos.

5 de maio de 2021 às 6:55

Sem comprovar irregularidades, MPF arquiva processo que investigava governo do Ceará por compra de respiradores [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do G1, sobre a polêmica das compras de respiradores por governos no Nordeste:

Processo que investiga compra de respiradores pelo governo do Ceará é arquivado pelo MPF


Segundo o MPF, as investigações não constataram irregularidades que se configurem ato de improbidade administrativa

O Ministério Público Federal (MPF) decidiu nesta segunda-feira (3) arquivar o procedimento instaurado para apurar supostas irregularidades na aquisição de respiradores pelo governo do estado do Ceará por meio de contratos com a empresa China Meheco Corporation.

Segundo o MPF, as investigações não constataram irregularidades que se configurem ato de improbidade administrativa no inquérito instaurado pela Polícia Federal. Também não foram encontrados indícios de malversação de recursos públicos e de materialidade de crimes.

O arquivamento do inquérito foi homologado pela 5ª Câmara de Coordenação e Revisão do MPF.

O motivo do processo era investigar a compra de 700 respiradores feita pelo Governo do Estado a um custo de US$ 23 mil cada, com valor total de US$ 16,1 milhões – cerca de R$ 82,2 milhões de reais. A aquisição de testes rápidos para detecção da Covid-19 também estava em apuração.

5 de maio de 2021 às 6:43

Sujeito Oculto: Operação do MP cumpre mandados de prisão e busca e apreensão por crimes praticados na Prefeitura de Paraú [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Operação Sujeito Oculto foi deflagrada nesta quarta-feira (5), em seis cidades potiguares

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) deflagrou nesta quarta-feira (5) a operação Sujeito Oculto para apurar um suposto esquema de desvio de dinheiro público na Prefeitura de Paraú.

A operação investiga possíveis crimes de estelionato contra a administração pública, peculato, contratação direta indevida, associação criminosa, desobediência à decisão judicial sobre suspensão de direito e lavagem de dinheiro.

Com o apoio da Polícia Militar, a operação Sujeito Oculto cumpre dois mandados de prisão preventiva e 15 mandados de busca e apreensão nas cidades de Paraú, Natal, Mossoró, Ipanguaçu, Parnamirim e Assu. Ao todo, participam da ação 16 promotores de Justiça, 24 servidores do MPRN e ainda 68 policiais militares.