Thaisa Galvão

7 de maio de 2021 às 16:49

Tratamento precoce perde espaço na internet e médica aponta censura da CPI da Covid [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Depois de várias plataformas serem derrubadas na internet por propaganda de medicamentos sem eficácia, mas dito eficientes para cura da covid, mais duas decisões chamam atenção em Natal.

O juiz da 4ª Vara da Fazenda Pública Cícero Macedo proibiu a prefeitura de Natal de fazer propaganda da Ivermectina como preventivo no combate a covid.

O magistrado também determinou que o município retire o remédio do protocolo de tratamento da secretaria de Saúde.

Macedo não proibiu a distribuição do remédio gratuitamente, mas faz uma ressalva: o médico que preescrever terá que se responsabilizar pelos efeitos do remédio e o próprio paciente também precisa estar ciente das consequências de tomar a medicação.

Outro ocorrido diz respeito a uma postagem derrubada do instagram da médica infectologista Roberta Lacerda, que aponta como culpados, integrantes da força tarefa da CPI da Covid. Ela adiantou que não só a postagem, mas a conta deverá ser excluída.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.