#JornalismoSemFakeNews

6 de agosto de 2021 às 11:43

Voto impresso: Presidente da Câmara Arthur Lira poderá tentar minimizar derrota de Bolsonaro

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

O que parece ser uma derrota para o presidente Bolsonaro, pode revelar a obediência do presidente da Câmara, Arthur Lira.

Na noite desta quinta-feira a Comissão do Voto Impresso derrubou, por 23 votos a 11, a proposta mirabolante de Bolsonaro que retrocede o processo eleitoral instituindo a volta da contagem manual dos votos.

De acordo com o parecer do relator Filipe Barros (PSL), a apuração que Bolsonaro quer mas não passou na Comissão, “dar-se-á exclusivamente de forma manual”.

E ainda há quem diga que a contagem permanecerá eletrônica, ficando a nomenclatura “auditável” para uma possível necessidade de conferência.

O golpe está aí, cai quem quer.

Segundo o relator do projeto de Bia Kicis (PSL), – ela – “a apuração, será feita por meio de contagem de cada um dos registros impressos de voto, em contagem pública nas seções eleitorais, com a presença de eleitores e fiscais de partido”.

Sabe aquelas eleições antigas? Um pra tu, dois pra mim? Isso…

Às autoridades eleitorais estaduais caberia apenas a “totalizaçao dos votos apurados pelos mesários.

O presidente da comissão, Paulo Eduardo Martins (PSC-PR), designou Junior Mano (PL-CE) para redigir um novo parecer vencedor que poderá ser votado ainda hoje.

Ontem se dizia que, mesmo derrotada, Arthur Lira poderia, em vez de arquivar, colocar o projeto em votação no plenário.

Para agradar a Bolsonaro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.