#JornalismoSemFakeNews

3 de setembro de 2021 às 12:37

Afastada da função de adjunta da Saúde, professora-doutora Maura Sobreira pede exoneração e encaminha carta aos companheiros de defesa do SUS

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

Afastada do cargo de secretária adjunta da Saúde do Estado do Rio Grande do Norte, sob acusação de interferência em licitações, Maura Sobreira requereu sua exoneração do cargo comissionado que ocupava.

E encaminhou carta aos companheiros de trabalho.

Eis a carta:

Aos colegas da caminhada em defesa do SUS potiguar


É preciso ter esperança, mas ter esperança do verbo esperançar; porque tem gente que
tem esperança do verbo esperar. E esperança do verbo esperar não é esperança, é espera. Esperançar é se levantar, esperançar é ir atrás, esperançar é construir, esperançar é não desistir!

Esperançar é levar adiante, esperançar é juntar-se com outros para fazer de outro modo…
Paulo Freire

Sempre na perspectiva freiriana pautei minha práxis, no diálogo, na luta pela educação e sistema público de saúde, pela defesa incansável da vida. Vivenciei a maior crise sanitária da história do Sistema Único de Saúde e tive a honra de não ter me esquivado nesse processo pandêmico que atravessou a sociedade e a saúde publica mundial.

Nos meus 16 anos de atuação de gestão pública no SUS, vivemos o ineditismo de dias tão difíceis, com tantas vidas se perdendo de forma rápida no enfrentamento a um inimigo invisível.

Nesse processo, tive a oportunidade desde 2019 no governo do Rio Grande do Norte, acompanhar as importantes mudanças na condução da política de saúde estadual, inicialmente como diretora do Hospital Regional do Seridó, com o fortalecimento a regionalização, descentralização de ofertas assistenciais, qualificação dos processos de trabalho e das equipes e especialmente da integração ensino-serviço, que vem provocado mudanças estruturantes em toda a rede estadual de saúde.

Com a chegada da pandemia, nossa rotina mudou, foram meses distante de familiares, dedicados a planejamento, operacionalização e qualificação imediata de uma rede assistencial, das praticas de vigilância em saúde e toda uma cadeia logística para garantir estratégias de enfrentamento a pandemia por covid-19 eficazes e oportunas.

Muito aprendizado se teve nesse processo e muitos parceiros estiveram conosco nos momentos mais difíceis apoiando tecnicamente e nas tomadas de decisões, a exemplo da Organização Pan Americana de Saude/ OPAS, CONASS, Projetos Proadi-SUS do Ministério da Saúde e dos Hospitais de Excelência do País, UERN, UFRN, UFERSA, FIOCRUZ, COSEMS- RN, Conselho Estadual de Saúde, Prefeitos, Ministérios Públicos e diversas secretarias do governo estadual.

Diante da caminhada exitosa no enfrentamento à Pandemia na região do Seridó que se despontou rapidamente através de esforços conjuntos como pólo para atendimento a pacientes com covid-19, acolhendo demanda de várias regiões de saúde, recebi o convite do Secretário Cipriano para apoiar a estruturação de planos regionais de contingência para o enfrentamento a pandemia por covid-19 através da OPAS junto a SESAP nas 2a, 6a e 8a região de saúde. A partir da participação no Comitê de Operações de Emergências em Saúde Pública- COE como representante das regiões de saúde em em junho de 2020, pude acompanhar e verificar o esforço do governo que nas tomadas de decisões para o enfrentamento a pandemia.

Para minha surpresa em julho de 2020, fui convidada a atuar como Subsecretaria de Planejamento e Gestão da SESAP, e logo em seguida com o pedido de exoneração do Secretário Adjunto da época, fui nomeada em 01 de setembro de 2020 para função de Secretária Adjunta de Saúde Pública.

Enquanto servidora pública, desde agosto de 2009 na Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, sempre exerci minhas funções públicas com muita dedicação, compromisso, e zelo com o bem público. Nunca respondi nenhum processo administrativo, ou passei por constrangimentos ao exercício as funções públicas exercidas.

Sempre exercitei o diálogo com o controle social, e fui conselheira de saúde em diferentes esferas, espaço que sempre defendi para fortalecimento do SUS.

O diálogo com os órgãos de controle externo sempre foi uma prática constante, o que pode ser evidenciado em inúmeras atas de registros de reuniões semanais que participava com assiduidade na função de Secretária Adjunta. Nunca fui filiada a partido político, sempre foi uma opção minha a defesa do SUS de forma suprapartidária.

Durante os últimos 970 dias, pude acompanhar não como expectadora, mas de forma muito implicada e ativa, muitas mudanças importantes nas politicas públicas do Rio Grande do Norte, conduzidas por uma governadora de práticas inclusivas, de respeito e compromisso com a população que vem reconstruindo a história e resgatando a estima do povo potiguar.

É com o sentimento de dever cumprido, de não ter me esquivado de salvar vidas, como servidora pública desse estado, que solicitei meu desligamento da Secretaria de Saúde, para que possa retornar aos quadros de docentes da UERN e produzir minha defesa diante dos últimos acontecimentos, de forma desvinculada da SESAP.
Nesses termos, agradeço a todos os colegas do governo, SESAP, COSEMS, Conselho Estadual de Saúde, representantes de usuários, trabalhadores e equipes dirigentes dos serviços de saúde, colegas das universidades pela parceria na incansável defesa da vida e do SUS.

Continuarei na defesa do SUS, na Universidade, na formação de profissionais de saúde comprometidos com o sistema público de saúde, com a vida das pessoas.

Gratidão a todos,
Profa. Dra. Maura Vanessa Sobreira

Enfermeira, Sanitarista, Docente da UERN.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.