#JornalismoSemFakeNews

3 de setembro de 2021 às 10:48

Controlador do Estado faz balanço da CPI da Covid e diz que os 3 contratos analisados até agora já revelaram economia de mais de 2 milhões por parte do governo

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do Controlador Geral do Estado, Pedro Lopes, fazendo um resumo sobre a CPI da Covid, aberta na Assembleia Legislativa para apurar os gastos da gestão Fátima Bezerra com a saúde durante a pandemia.

Sobre a CPI da Covid até o momento…

Na CPI da Covid na Assembleia Legislativa estamos concluindo as inquisições sobre 3, dos 13, contratos, e absolutamente nada foi levantado de irregular, porque nada tem.

O Governo seguiu os ritos, não houve favorecimento, fez a contratação mais econômica, os produtos foram entregues na qualidade e especificação pactuada.

Só para se ter uma ideia, nesses 3 contratos analisados, o preço médio de mercado das compras era de R$ 5,3 milhões, mas com a adoção das boas e transparentes práticas administrativas o Governo adquiriu por R$ 2,9 milhões, obtendo uma economia de R$ 2,3 milhões, certa de 45 %.

Assim, só vem restando à oposição debater e recomendar melhor organização administrativa.

Precisaria de uma CPI para isso?????

De fato o Governo Fátima Bezerra encontrou a administração de cabeça para baixo, não foi à toa estarmos em janeiro de 2019 com 4 folhas em atraso e mais de R$ 500 milhões em dívidas com fornecedores e bancos.

Desde então o Governo vem atuando para melhorar os seus controles administrativos, o que passou por um fortalecimento das áreas de gestão, controle interno e contabilidade.

Vem revisando suas rotinas administrativas, expedindo normas e realizando frequentes reuniões de trabalho para orientação e dirimir dúvidas dos servidores sobre execução.

O Governo em 2019 firmou parceria com a UFRN e IFRN para importar seus sistemas de registros e controles administrativos, o SIPAC e SUAP, visando aperfeiçoar gerencialmente as compras, licitações, contratos, estoques, patrimônio, folha de pagamento, controle de diárias, etc.

Tudo está em desenvolvimento e em 2022 vários módulos já estarão em operação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.