#JornalismoSemFakeNews

6 de outubro de 2021 às 16:06

Cenários de pesquisa para Senado no RN apontam que ministros Rogério e Fábio não teriam chance de vitória

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

Pesquisa do instituto Perfil que não esconde o nome do ex-senador Garibaldi Filho, aponta a liderança dele na disputa pela vaga do Senado no Rio Grande do Norte.

Em 3 cenários projetados, Garibaldi está em primeiro lugar.

Confira:

O cenário a seguir mostra uma disputa até então inimaginável. Com Garibaldi na liderança, o primo Carlos Eduardo Alves iria enfrentá-lo?

Se sim, causando mais racha na já bem dividida família Alves, Carlos ficaria na segunda colocação e com uma diferença considerável.

Esse cenário mostra todo mundo junto e misturado, com os ministros Fábio Faria e Rogério Marinho, o senador Jean Paul e o empresário Haroldo Azevedo.

O segundo cenário já não contou com Carlos Eduardo e selecionou um dos ministros.

Rogério Marinho, bem atrás de Garibaldi.

O cenário 3, troca Rogério por Fábio Faria, ou seis por meia dúzia, já que a posição de um é quase a posição do outro.

O apoio de Bolsonaro a um candidato a senador no Rio Grande do Norte não garantirá a eleição de um senador, como atesta esta e outras pesquisas já divulgadas.

Resumindo a pesquisa para o Senado…

Garibaldi lidera. E como aliado da governadora Fátima Bezerra, poderá ali na frente compor com o senador Jean Paul, do grupo da governadora, e que na pesquisa aparece depois dos ministros. Jean teria fôlego para ultrapassar Rogério e Fábio em uma composição que poderia ser de suplente de Garibaldi.

Carlos Eduardo Alves disputando o Senado, apostaria em uma briga familiar, com risco alto de perder para o primo.

Carlos apostaria, entrando na disputa pelo Senado, que Garibaldi seria pré-candidato a deputado, e não senador, no caso do deputado Walter Alves compor a chapa, como vice, da governadora Fátima.

E que ele poderia ser o senador da chapa de Fátima.

Porém, a conta que ele não faz é que, no grupo da governadora Fátima Bezerra, que sempre combateu oligarquia, não cabe toda a família Alves.

Se tem Garibaldi, e consequentemente Walter, não cabe Carlos Eduardo Alves, não cabe Henrique Alves…

Em caso de Garibaldi disputar cadeira de deputado federal, quem seria o senador da chapa de Fátima?

Há quem aposte em um nome forte que ainda estaria reunindo apoios…

A esperar.

As festas de Natal e Ano Novo dirão muito sobre a formação das chapas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.