#JornalismoSemFakeNews

3 de novembro de 2021 às 0:46

Missa e atendimento no Espaço Acolhedor marcaram dia de finados no cemitério Vila Memorial, na zona Norte de Natal

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

Foi grande o movimento no Cemitério Vila Memorial, na zona Norte de Natal nesta terça-feira.

As equipes de atendimento psicológico foram reforçadas com a instalação do ‘Espaço Acolhedor’, com profissionais especializados na psicologia do luto.

A programação do dia de finados foi aberta com uma missa celebrada pelo Monsenhor Lucas Batista. “Desde do século XIII, a Igreja rememora a partida dos irmãos falecidos, mas considero que hoje é um Dia de Finados especial, pois estamos retomando as celebrações presenciais nestes espaços, que foram suspensas em razão da pandemia”, disse o padre.

“Queremos levar uma palavra de esperança a muitas pessoas que perderam seus entes queridos por diversos motivos, e mais ainda para os que foram vítimas da Covid-19, muitos deles não deram sequer para se despedir, em razão da observância das regras de distanciamento”, afirmou o celebrante.

“Preparamos tudo com muito zelo e pensamos em programação com celebrações religiosas, música e feira de adoção de animais para transformar a visita em um momento de paz. Essas iniciativas deixam o ambiente com uma atmosfera de aconchego e traz um certo conforto”, ressalta a gerente executiva administrativa e financeira, Alessandra Vila.

Espaço Acolhedor

O espaço foi criado para amparar as pessoas que não tiveram condições de trabalhar as emoções provocadas pelo luto, em razão da ocorrência de perdas difíceis durante a pandemia.

“Apesar de termos como nossa missão acolher as pessoas que buscam os serviços cemiteriais e funerários, esse ano nossa preocupação foi maior, pois muitos de nós fomos impedidos de realizar os rituais de despedidas, e isso gera um efeito negativo no processo de luto. Para algumas pessoas as emoções podem ser mais intensas, por causa dessa lacuna”, explica a psicóloga, Milena Câmara.

De acordo com decreto estadual vigente publicado no Diário Oficial, os visitantes estavam obrigados a usar máscaras no interior do cemitério, fazer a higienização das mãos com álcool 70% e apresentar o cartão de vacinação. “Quem estava sem portar o cartão de vacinação, disponibilizamos uma equipe para acessar o RN Mais Vacina e baixar o comprovante. Nosso objetivo com essa ação é garantir que os visitantes possam ir aos cemitérios em segurança visitar seus entes”, acrescentou Milena Câmara.

Fotos Danny Nunes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.