#JornalismoSemFakeNews

6 de novembro de 2021 às 7:33

Decisão judicial que assegura devolução de dinheiro usado para salvar vidas desmonta tese da oposição de que o governo ‘roubou’

[0] Comentários | Deixe seu comentário.

Nota do Governo do Estado que reforça a tese de que o Governo do Rio Grande do Norte vem lutando para ter de volta o dinheiro que investiu para salvar vidas, no início da pandemia, quando ninguém sabia o que fazer nem em que apostar.

A aposta do governo potiguar, que resultou em um calote, virou assunto principal da oposição, que criou como verdade, um calote dado, em vez de um calote tomado.

A oposição à governadora Fátima Bezerra costuma dizer, com todas as letras, que o governo ‘desviou’, ‘roubou’…

A decisão judicial anunciada nesta sexta-feira reforça a tese do calote tomado, e de medidas judiciais adotadas para ter o dinheiro público de volta às contas do Estado.

Eis a nota enviada:

Nota

O Governo do Estado obteve decisão liminar favorável em Ação Civil Pública para assegurar a devolução dos recursos públicos utilizados como pagamento dos 30 (trinta) respiradores adquiridos em conjunto com os demais estados do Nordeste.

A decisão vem se somar ao conjunto de medidas que o Estado tem adotado para restituição dos valores despendidos na referida compra.

No auge da pandemia, quando todas as nações do mundo buscavam desesperadamente adquirir ventiladores pulmonares, essenciais para sobrevivência de infectados pelo coronavírus nos hospitais, o Estado do Rio Grande do Norte aderiu à contratação conjunta destes equipamentos numa tentativa de garantir o direito aos cidadãos potiguares de lutar pela vida.

“A Procuradoria Geral do Estado vem atuando diligentemente em seu papel constitucional, empreendendo todos os esforços para reaver os recursos estaduais indevidamente desviados do nosso Estado”, afirmou o Procurador-geral Dr.  Luiz Antônio Marinho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.