Holiday

Thaisa Galvão

20 de março de 2019 às 14:40

Presidente Donald Trump diz que aliança extra-Otan é pouco para o Brasil [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Apesar do presidente Jair Bolsonaro afirmar que não vai falar sobre o que conversou com o presidente Donald Trump no almoço fechado desta terça-feira, na Casa Branca, as informações começam a ser divulgadas.

E o que foi divulgado como aliança extra-Otan com o Brasil, poderá culminar na entrada do Brasil na Organização do Tratado do Atlântico Norte.

Segundo a Folha, na tarde desta quarta-feira, o presidente dos Estados Unidos afirmou que vai trabalhar para fazer do Brasil um membro pleno da Otan.

Durante o almoço, segundo relataram participantes à Folha, Trump disse que achava a classificação como um aliado prioritário extra-OTAN muito pouco para o Brasil.

20 de março de 2019 às 14:30

Altos preços de passagens aéreas em Natal será tema de audiência proposta por Paulinho Freire [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A polêmica em torno das passagens aéreas caríssimas para quem viaja, de Natal ou para Natal, será assunto de audiência pública promovida pelo presidente da Câmara, vereador Paulinho Freire (PSDB).

A proposta de Paulinho foi subscrita pela vice-presidente da Casa, vereadora Nina Souza (PDT), e está marcada para o dia 15 de abril,às 10 horas.

“Por que Natal é hoje o destino mais caro do país?” será o tema da audiência.

“Desde que foram noticiados tais dados na imprensa, fiquei preocupado com o assunto que interfere diretamente no desenvolvimento da atividade do turismo aqui”, explicou.

Na semana passada o site ‘Agora eu Voo’, especializado em barganhas de viagens, editado pelo jornalista Octávio Santiago, publicou um levantamento sobre viagens compradas para o mês de abril, revelando que os voos saindo de João Pessoa em vez de Natal, representavam uma economia de 22,5%.

O senador Jean-Paul Prates também já havia postado em suas redes sociais, que em apenas uma viagem que fez a Brasília, saindo de João Pessoa, e não de Natal, economizou mil reais.

20 de março de 2019 às 9:10

O chilique do chanceler [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Da Folha:

Ernesto Araújo teve chilique por participação de Eduardo Bolsonaro em encontro com Trump

Chanceler não participou da reunião entre os presidentes no Salão Oval da Casa Branca

Patrícia Campos Mello

WASHINGTON

O chanceler Ernesto Araújo teve um chilique na frente de outros ministros por causa da participação do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) no encontro privado entre os presidentes Jair Bolsonaro (Brasil) e Donald Trump (EUA) nesta terça-feira (19).

Araújo não participou da reunião privada entre os dois líderes realizada no Salão Oval da Casa Branca, em Washington.

Segundo pessoas que estavam presentes no momento descreveram à Folha, Araújo ficou especialmente irritado após ler o blog da jornalista Míriam Leitão, do jornal O Globo.

No texto, ela afirma que o Itamaraty saiu rebaixado com ida de Eduardo para o encontro com Trump e diz que, se Araújo tivesse “alguma fibra”, ele pediria para deixar o cargo.

A percepção dos presentes foi de que o ministro às vezes tem comportamento instável. O ministro da Economia, Paulo Guedes, tentou acalmá-lo.

Como o secretário de Estado dos EUA (cargo equivalente ao de ministro das Relações Exteriores), Mike Pompeo, não estava presente no encontro, não seria esperado que Araújo estivesse. Pompeo estava em viagem no exterior e não participou em nenhum momento da visita de Bolsonaro aos EUA.

Trump, como Bolsonaro, valoriza os laços familiares e costuma incluir sua filha Ivanka em eventos às vezes reservados apenas para autoridades.

Após o encontro, Eduardo Bolsonaro disse que o próprio Trump o chamou para participar da reunião.

Mas Araújo teria sentido que seus esforços na organização da visita, considerada bem-sucedida pelo entorno do presidente, não teriam sido valorizados.

Já Nestor Forster, diplomata que serve na embaixada e é próximo do chanceler, teria reforçado suas credenciais para ser o próximo embaixador em Washington após sua participação na organização da visita, considerada muito eficiente. Ele tem o apoio do guru do bolsonarismo, Olavo de Carvalho, para ocupar o cargo.

20 de março de 2019 às 9:01

Secretário Rogério Marinho não vê problema em deputado receber emenda para apoiar reforma [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Da Folha de hoje:

Por reforma, secretário da Previdência critica ‘demonização da política’ e defende negociação com Congresso

Painel

Hora do exorcismo

Às vésperas de levar à Câmara o projeto que muda a aposentadoria dos militares, disparando o gatilho para a tramitação da reforma da Previdência, o secretário especial da área, Rogério Marinho, faz aceno explícito ao Congresso. “Está havendo uma satanização da política. A política com ‘P’ maiúsculo precisa voltar ao centro do debate”, diz. “Não há problema em o parlamentar buscar recursos para o seu estado, para a sua cidade. A emenda está na lei, é assim em qualquer lugar do mundo.”

Minha parte

A fala de Marinho integra esforço de alas do governo para melhorar as relações da administração Jair Bolsonaro com o Parlamento e viabilizar a formação de uma base, facilitando o debate sobre a reforma.

20 de março de 2019 às 8:46

A assessoria de Agripino Maia ao presidente do Senado [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Para quem acha que, sem mandato, o ex-senador José Agripino Maia (DEM) está fora da política, veja nota da coluna de Andreza Matais, no Estadão de ontem:

Presidente do DEM no Rio Grande do Norte, ex-presidente da executiva nacional do partido, Agripino tanto transita bem no Senado quanto na Câmara, já que as duas Casas são presididas pelo DEM: Davi Alcolumbre no Senado e Rodrigo Maia na Câmara.

20 de março de 2019 às 8:45

Para Bolsonaro, OCDE é desejo antigo do Brasil [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O presidente Jair Bolsonaro, ao encerrar a visita aos Estados Unidos na noite desta terça-feira, falou sobre as negociações para obter apoio americano à pretensão do Brasil de entrar na Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

“OCDE já é um desejo há algum tempo da classe empresarial improdutiva brasileira, então ele realmente disse que estão prontos a nos apoiar e fazer com que o Brasil mude o patamar da economia”.

20 de março de 2019 às 8:44

OCDE: Pedido para Brasil entrar no “clube dos países ricos” foi feito em 2017 por Michel Temer [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O Brasil oficializou o pedido de entrada na OCDE em maio de 2017, no governo de Michel Temer.

Além de obter o apoio de países europeus, o Brasil tem de cumprir uma série de requisitos da organização para ingressar no chamado “clube dos países ricos”, como iniciativas que buscam o controle fiscal.

Nos últimos anos, o Brasil vem tentando se enquadrar nas recomendações da organização.

Estabelecida em 1961, a OCDE agrupa países com economias com elevados PIB per capita e Índice de Desenvolvimento Humano, considerados desenvolvidos.

Atualmente, 36 países integram a organização:

Alemanha, Austrália, Áustria, Bélgica, Canadá, Chile, Coreia do Sul, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estados Unidos, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Irlanda, Islândia, Israel, Itália, Japão, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, México, Noruega, Nova Zelândia, Polônia, Portugal, Reino Unido, República Tcheca, Suécia, Suíça e Turquia.

20 de março de 2019 às 7:44

Brasil será aliado Extra-Otan dos Estados Unidos: veja o que significa [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Passada a visita do presidente Jair Bolsonaro aos Estados Unidos, o que se discute…

Que o Brasil pode se tornar aliado prioritário extra-Otan.

Saiba o que isso significa, segundo publicou o G1:

Após encontro de Donald Trump com Jair Bolsonaro, o Brasil pode ter acesso preferencial a equipamentos militares norte-americanos. No entanto, a medida dificilmente evoluirá para um ingresso do país na Otan, dizem professores.

Ser um aliado prioritário extra-Otan aproxima militarmente o Brasil dos Estados Unidos.

 

Ao entrar nessa classificação, o Brasil consegue:

-Tornar-se comprador preferencial de equipamentos e tecnologia militares dos EUA;

-Participar de leilões organizados pelo Pentágono para vender produtos militares;

-Ganhar prioridade para promover treinamentos militares com as Forças Armadas norte-americanas.

Ao todo, 29 países integram a Otan e outros 17 receberam a classificação de Exta-Otan do governo norte-americano.

Confira na arte abaixo.

 

 

O que é a Otan – Organização do Tratado do Atlântico Norte

Com sede em Bruxelas, na Bélgica,a Otan é uma aliança militar intergovernamental criada após o final da Segunda Guerra Mundial no contexto da bipolaridade formada entre os Estados Unidos e a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, no período da Guerra Fria.

O objetivo da aliança é baseado em três pilares:

-A defesa coletiva dos Estados membros (ou seja, os Estados concordam em se unir contra ameaças externas caso algum dos países participantes da organização seja atacado);

-Impedir o revigoramento do militarismo nacionalista na Europa, através de uma forte presença norte-americana no continente;

-Encorajar a integração política europeia.

19 de março de 2019 às 15:15

Depois de encontro fechado Bolsonaro e Donald Trump fazem declaração à imprensa [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Os presidentes Jair Bolsonaro e Donald Trum fazem declarações à imprensa logo depois do encontro fechado na Casa Branca.

Acompanhe:

 

CLIQUE AQUI

 

 

19 de março de 2019 às 15:10

Em vez de ministro de Relações exteriores, presidente levao o filho para encontro com Donald Trump [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O ministro de Relações Exteriores do Brasil, Ernesto Araújo, ficou de fora do encontro do presidente Jair Bolsonaro com o presidente Donald Trump, na Casa Branca, no começo da tarde.

No lugar do ministro, acompanhou o presidente brasileiro, seu filho, o deputado federal Eduardo Bolsonaro.

O encontro aconteceu no Salão Oval, o centro do poder na Casa Branca, a portas a fechadas com presença apenas de dois tradutores.

19 de março de 2019 às 15:02

Em dia de visita à Casa Branca, Bolsonaro tem que se explicar à emissora preferida do presidente Donaldo Trump [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do Globo

 

Favorita de Trump, Fox News fez perguntas incômodas a Bolsonaro nos EUA

Para emissora conservadora, ‘nunca alguém emulou tanto’ o presidente americano

 

Seguindo as preferências do americano Donald Trump, o presidente Jair Bolsonaro escolheu a Fox News para conceder entrevista exclusiva durante sua visita a Washington, nos EUA. A emissora conservadora, embora fortemente ligada ao chefe da Casa Branca, fez questionamentos sensíveis ao brasileiro, incluindo sobre o caso da vereadora Marielle Franco.

Chamando Bolsonaro de “Trump dos Trópicos”, a bancada da Fox News disse que “nunca ninguém emulou tanto o presidente Trump quanto o presidente do Brasil”, mencionando o estilo de suas postagens em redes sociais.

O presidente foi questionado sobre a postagem de uma cena escatológica filmada em um bloco, e respondeu que  queria “mostrar o que o carnaval está virando”.

A emissora também afirmou que Bolsonaro “já defendeu a violência contra brasileiros LGBTQ”, relembrando quando o presidente disse: “Prefiro que um filho meu morra num acidente do que apareça com um bigodudo por aí. Para mim ele vai ter morrido mesmo”.

 

Foram destacadas, ainda, as acusações de laços entre a família Bolsonaro e policiais militares ligados às milícias, além da foto do presidente com Elcio de Queiroz, um dos acusados de matar a vereadora Marielle Franco.

A Fox News é o meio de comunicação favorito de Trump, que mantém uma tensa relação com a imprensa desde a sua posse, em janeiro de 2017. Ele frequentemente ataca outros veículos tradicionais da mídia, acusando-os de “espalhar notícias falsas” e de atuarem como “inimigos do povo americano”.

 

Além disso, o presidente já barrou de suas entrevistas jornalistas de veículos renomados, entre eles repórteres de “New York Times”, “Los Angeles Times”, CNN e  “Politico”, enquanto mantém uma relação de proximidade com a Fox News.

Na contramão, frequentemente concede entrevistas exclusivas à emissora e nelas faz anúncios sobre o governo.

No ano passado, Trump escolheu a ex-âncora e correspondente da Fox News Heather Nauert, de 48 anos, para ocupar o cargo de embaixadora dos EUA na ONU. Depois de ter se tornado uma personalidade da televisão americana quando comandava o programa “Fox and Friends” — ao qual o presidente costuma assistir —, ela já era, desde abril de 2017, porta-voz do Departamento de Estado, apesar da sua pequena experiência em política externa.

Apesar de Bolsonaro ser um declarado fã de Trump, a emissora não se absteve de fazer algumas perguntas incômodas ao presidente brasileiro.

Durante a entrevista com a repórter Shannon Bream, Bolsonaro foi questionado sobre o caso Marielle, comentando fotografia em que aparece ao lado de Queiroz:

 

— Sou um capitão do Exército brasileiro, e parte dos oficiais da polícia do Rio de Janeiro é de grandes amigos meus. Por coincidência, um desses suspeitos de ter matado a Marielle não era na verdade vizinho meu, mas morava do outro lado de uma outra rua [do condomínio] — disse. — Mas a mídia sempre me criticou e estabeleceu uma conexão. Nunca vi aquele homem no meu condomínio.

 

O presidente voltou a repetir, durante a entrevista, que o seu filho mais novo, Jair Renan Bolsonaro, lhe disse ter “namorado todas as meninas do condomínio” e que, por isso, não se lembrava da filha do sargento reformado da PM, Ronnie Lessa, o segundo acusado pelo assassinato de Marielle.

A Divisão de Homicídios da capital fluminense confirmou que os dois tiveram um envolvimento amoroso.

Em resposta às críticas da emissora, que chamou seus comentários sobre a comunidade LGBT de  “incompatíveis com os valores americanos”, Bolsonaro disse que se tratavam de “comentários fora de contexto”.

Usou a fórmula usada por Trump para criticar a imprensa — atribuindo culpa às “fake news” ou “notícias falsas” supostamente reproduzidas por grandes veículos.

 

— Se eu fosse tudo isso, eu não seria eleito presidente. Há um grande número de notícias falsas, mas a população aprendeu a usar redes sociais e pessoas não mais acreditam nem confiam na imprensa tradicional — afirmou. — Não tenho nada contra homossexuais nem contra mulheres e não sou xenófobo, mas quero ter minha casa em ordem. A definição de família para mim é uma só, aquela da Bíblia. Se você quer se envolver numa relação homossexual, vá adiante, mas não podemos deixar o governo levar isso para a sala de aula e ensinar isso para crianças de cinco anos.

 

Outro tópico de alta sensibilidade foi o jantar da comitiva de Bolsonaro com Steve Bannon, ex-chefe de campanha de Trump e hoje inimigo do presidente americano, no início da visita a Washington.

O brasileiro respondeu que seu filho, o deputado Eduardo Bolsonaro, tem mais proximidade com o estrategista e que “não está lá para causar desconforto”.

19 de março de 2019 às 14:33

Deputado Coronel Azevedo afirma que não vai deixar o PSL nem ser candidato a prefeito [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O deputado estadual Coronel Azevedo disse ao Blog que não tem nenhum interesse em deixar o PSL.

Também não está nos seus planos ser candidato a prefeito de Natal.

“Vou cumprir meu mandato de deputado”, declarou Azevedo, que confirmou a conversa com o presidente nacional do PSC, Pastor Everaldo, quando ele esteve em Natal na semana passada.

O deputado disse que foi convidado pelo Pastor para se filiar ao PSC, mas não agora, e sim bem antes da campanha, quando ele ainda não havia se filiado ao PSL.

19 de março de 2019 às 14:32

Coronel Azevedo diz que foi boicotado pelo PSL no evento onde até ‘assessor de deputado’ falou [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Apesar de dizer que pretende se manter no PSL, partido pelo qual se elegeu deputado estadual, o Coronel Azevedo confirmou que há divergências entre ele e o deputado federal General Girão.

Há poucos dias o Blog publicou que o PSL estava pequeno para os dois parlamentares.

Azevedo ressaltou o clima ruim dentro do PSL, referindo-se ao “PSL Day”, evento realizado pelo partido onde ele foi impedido de falar.

“Até assessor falou”, disse Coronel Azevedo, que discursou por 18 minutos mesmo sem estar programado para se pronunciar.

“Eu sou deputado, como não posso falar e um assessor pode?”, questionou o deputado.

Coronel Azevedo relembrou que se elegeu deputado estadual disputando a vaga com mais outros 15 candidatos, ressaltando que o PSL apoiou 16 candidaturas, ao contrário do General Girão, que foi eleito com apoio do partido, mas era o único candidato a deputado federal pelo PSL no Rio Grande do Norte.

19 de março de 2019 às 8:48

Cid Arruda nomeado para a Arsep [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Já com a indicação aprovada pela Assembleia Legislativa, o ex-prefeito de Nova Cruz, Cid Arruda, foi nomeado.

Ele vai ser diretor Autárquico da Agência Reguladora de Serviços Públicos do Rio Grande do Norte (ARSEP).

19 de março de 2019 às 8:42

Jean-Paul Prates apresenta projeto para uso social de valores recuperados pela lava-jato [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Da coluna Painel, na Folha:

Preto no branco

Em meio à polêmica sobre a fundação que a Lava Jato de Curitiba tentou criar, o senador Jean Paul Prates (PT-RN) decidiu apresentar projeto que garantiria a destinação de valores recuperados em delações, leniências e acordos com autoridades estrangeiras ao Fundo Social do pré-sal.

19 de março de 2019 às 7:40

Ex-governador Beto Richa é preso pela terceira vez [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O ex-governador do Paraná Beto Richa (PSDB) voltou a ser preso hoje cedo em Curitiba.

Ele estava no apartamento onde mora.

A prisão é preventiva, por tempo indeterminado e a suspeita contra Beto Richa é de corrupção.

Esta já é a terceira vez que o ex-governador é preso.

18 de março de 2019 às 15:49

Guru de Bolsonaro diz que todos os jornalistas ‘são viciados em drogas’ [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Quando um presidente tem como guru um escritor, corre o risco de sua gestão não passar de uma obra de ficção.

É assim com o presidente brasileiro Jair Bolsonaro, que tem quase como porta-voz o escritor Olavo de Carvalho.

Carvalho já chamou o vice-presidente Hamilton Mourão de “idiota”, os militares de “bando de cagões”, e ontem, em Washington (EUA), ao lado de Bolsonaro, disse que “todos os jornalistas são viciados em drogas”.

Comunista arrependido, Carvalho, hoje um dos principais representantes do conservadorismo no Brasil, já estava nos Estados Unidos aguardando a chegada de Bolsonaro, e no sábado à noite declarou que o presidente está de mãos amarradas por militares próximos com “mentalidade golpista” e advertiu sobre a necessidade de uma mudança de rumo para o governo não acabar daqui a seis meses.

“Se tudo continuar como está, já está mal. Não precisa mudar nada para ficar mal. É só continuar assim. Mais seis meses, acabou”, declarou o guru fazendo previsões e alertas para Bolsonaro, sobre a presença de militares no governo.

“Ele não escolheu 200 generais. Foram 200 generais que o escolheram. Esse pessoal quer restaurar o regime de 1964 sob um aspecto democrático. Eles estão governando e usando o Bolsonaro como camisinha“, declarou o escritor ao jornal Valor Econômico.

Quando fala em militares, logo se refere ao vice-presidente Hamilton Mourão, como o grande adversário do Governo.

“Não digo que seja realidade, mas o que eles querem. O Mourão disse isso. Que voltaram ao poder pela via democrática. Se não é um golpe, é uma mentalidade golpista”, atacou o guru de Bolsonaro, que pelo que tem dito, parece estar sendo a voz do presidente contra os militares com patentes acima de Capitão.

*

O escritor Olavo de Carvalho foi questionado pelo jornal Valor Econômico se conversaria com Bolsonaro sobre essas declarações, no jantar deste domingo.

“Vou lá para comer”, disse educadamente…

Sobre a crise no Ministério da Educação, se mostrou distante dos episódios envolvendo o ministro Ricardo Vélez Rodríguez, dizendo que só esteve com ele duas vezes:

“Uma para cumprimentá-lo e outra para mandá-lo enfiar o ministério no cu”

Simples assim…

Apesar de conceder entrevistas a jornalistas, não para de fazer críticas à imprensa, seguindo a linha do presidente da República.

“O sonho dos jornalistas é exercer influência no governo. Acham que eu sou igual a eles? Isso é muito vil, é muito miserável para um homem como eu”.

Ohhh…

“Eu quero mudar o destino da cultura brasileira por décadas ou séculos à frente. Estou tentando formar uma geração de intelectuais sérios, que vão formar outras gerações de intelectuais sérios. Eu sou Olavo de Carvalho, sou escritor, não preciso de governo, de cargos no governo”…

Ohhh…

18 de março de 2019 às 15:44

Paulinho Emídio confirma nomeação de Vagner Araújo para equipe da Prefeitura [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O prefeito de São Gonçalo do Amarante/RN, Paulinho Emídio, anunciou o ex-secretário de Estado, Vagner Araújo, como titular da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo.

Vagner coordenou o plano de investimentos do Banco Mundial no estado nos últimos dois anos.

“A vinda de Vagner para nossa equipe era pretensão desde o início do nosso mandato. Sem dúvida, é um grande reforço para o nosso time, que vai ajudar no trabalho que estamos desenvolvendo em São Gonçalo. Isso mostra que nosso foco é realmente atacar os problemas sociais do município pela via da geração de emprego e renda com educação e desenvolvimento econômico sustentável e inclusivo”, afirmou o prefeito.

“São Gonçalo está se tornando um polo de desenvolvimento importante. Localização estratégica, presença do aeroporto e de suas externalidades e uma diversificação econômica que vai do agronegócio à mineração passando pela indústria, comércio, turismo, logística e atividade imobiliária entre outras. É o município que mais cresce no RN. E esse crescimento precisa ser planejado para acontecer de forma estruturada, positiva”, destacou Vagner.

18 de março de 2019 às 15:14

Toinho Silveira fará noite de homenagens na quinta-feira [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O colunista Toinho Silveira fará entrega, na quinta-feira, do Prêmio Noilde Ramalho, Medalha ao Mérito Djalma Marinho e Troféu Cidade Cultural.

A solenidade terá início às 19h30 no auditório da Fiern, e integram a programação da 15ª edição do Troféu Cultura, marcado para 2 de abril no Teatro Riachuelo.

“Os artistas são sempre os protagonistas da festa. Mas sempre é bom lembrar quem está por trás de muitas ações e projetos culturais, sem falar no desenvolvimento educacional que é também uma maneira de formar plateia”, justificou Toinho Silveira.

O Prêmio Noilde Ramalho será entregue a escolas, educadores e instituições que atuam na Educação como Sebrae e Senai.

Receberão a Medalha Djalma Marinho, além de empresas e empresários, o presidente da Fiern, Amaro Sales, o produtor cultural Amaury Júnior, a educadora Cláudia Santa Rosa, o presidente da Fecomercio, Marcelo Queiroz, e o ex-governador Robinson Faria.

O Troféu Cidade Cultural será entregue a algumas prefeituras como Mossoró, São Gonçalo e Assu.

18 de março de 2019 às 15:01

Valéria Gurgel cria espaço para debutantes, daminhas e formandas infantis [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A empresária Valéria Gurgel, especializada no mercado de noivas, inaugura na quarta-feira a ‘Valéria Gurgel Debuteen’.

O novo espaço foi criado para atender ao público teen e kids, com modelos de vestidos de festas para debutantes, daminhas e formandas do ABC.

Será a primeira loja potiguar a trabalhar exclusivamente com um público entre 10 e 19 anos.

O novo espaço irá funcionar na avenida Campos Sales, com aluguel e venda de vestidos.