SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio lateral3(240x200)'ORDER BY RAND() LIMIT 0,1;
  • julho 2015
    S T Q Q S S D
    « jun    
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    2728293031  
  • SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio lateral(240x200)'ORDER BY RAND() LIMIT 0,1;
  • @thaisagalvao

    • SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio lateral2(240x200)'ORDER BY RAND() LIMIT 0,1;
      • Swit Sport

      Eita que não para não.

      Mais presos e mais outra linha de corrupção.

      Agora no setor elétrico. O Eletrolão!

      Do G1-Paraná:

      PF deflagra a 16ª fase da Operação Lava Jato e cumpre 30 mandados

      Operação ocorre em Brasília, RJ, Niterói, SP e Barueri; são 30 mandados. Diretor-presidente licenciado da Eletronuclear foi preso no Rio de Janeiro

      Por Adriana Justi

      A 16ª fase da Operação Lava Jato foi deflagrada pela Polícia Federal (PF) na madrugada desta terça-feira (28) em Brasília, Rio de Janeiro, Niterói (RJ), São Paulo e Barueri (SP). São cumpridos dois mandados de prisão temporária, além de 23 mandados de busca e apreensão e cinco de condução coercitiva, quando a pessoa é obrigada a prestar depoimento. A operação foi batizada de “Radioatividade”.

      Um dos presos é o diretor-presidente licenciado da Eletronuclear, Othon Luiz Pinheiro da Silva, que foi detido no Rio de Janeiro. Ele foi afastado do cargo em abril deste ano, quando surgiram denúncias de pagamento de propina a dirigentes da empresa, que é uma subsidiária da Eletrobras.

      O outro detido é Flávio David Barra, executivo da Andrade Gutierrez. Ele foi preso no Rio de Janeiro. Procurada pelo G1, a empresa ainda não se pronunciou.

      A prisão temporária tem prazo de cinco dias e pode ser prorrogada pelo mesmo período ou convertida em preventiva, que é quando o investigado fica preso à disposição da Justiça sem prazo pré-determinado. Os presos serão levados para a Superintendência da PF em Curitiba.

      O foco das investigações desta fase, segundo a PF, são contratos firmados por empresas já mencionadas na Operação Lava Jato com a Eletronuclear, cujo controle acionário é da União. A empresa foi criada em 1997 para operar e construir usinas termonucleares e responde hoje pela geração de cerca de 3% da energia elétrica consumida no país.

      Ainda de acordo com a PF, a formação de cartel, o prévio ajustamento de licitações nas obras de Angra 3 e o pagamento indevido de vantagens financeiras a empregados da estatal são os objetos de apuração da atual fase.

      Angra 3 será a terceira usina nuclear do país e está em construção na praia de Itaorna, em Angra dos Reis (RJ). Ela terá potência de 1.405 megawatts (MW) e gerará energia suficiente para abastecer Brasília e Belo Horizonte por um ano.

      Delações 

      Em abril deste ano, o ex-presidente da Camargo Corrêa, Dalton Avancini, afirmou em depoimento de delação premiada que houve “promessa” de pagamento de propina ao PMDB e a dirigentes da Eletronuclear nas obras da usina nuclear Angra 3. As informações foram obtidas pelo Jornal Nacional.

      Avancini deixou a prisão em 30 de março para cumprir prisão domiciliar, após firmar acordo de delação premiada com a Justiça, homologado pelo juiz federal Sérgio Moro, responsável pelas investigações da Lava Jato na primeira instância.

      Segundo Avancini, a Camargo Corrêa foi informada em agosto de 2014 de que havia “compromissos” de pagamento de propina equivalente a 1% dos contratos das obras da usina ao PMDB e aos diretores da Eletronuclear. Somados, os contratos de Angra 3 chegam a R$ 3 bilhões, de acordo com o executivo. À época, o PMDB negou as acusações de recebimento de propina.

      A Eletronuclear e o então presidente da empresa, Othon Luiz Pinheiro, disseram em abril que as acusações eram infundadas, que a empresa age sempre em total transparência e que o Tribunal de Contas da União aprovou a preparação das propostas de preços em Angra 3. Uma comissão interna de fiscalização apura as denúncias e uma empresa de investigações foi contratada “para garantir a transparência e independência dos trabalhos”, segundo nota da estatal.

      15ª fase

      A 15ª etapa da operação foi batizada de Conexão Mônaco e prendeu ex-diretor da área Internacional da Petrobras Jorge Luiz Zelada. Ele está detido na carceragem da Superintendência da PF, em Curitiba. Quatro mandados de busca e apreensão também foram cumpridos.

      A fase teve como foco o recebimento de vantagens ilícitas na diretoria da Petrobras. De acordo com a PF e o Ministério Público Federal (MPF), Zelada fez transferências bancárias para a China e para Mônaco. Foram € 11 milhões para Mônaco e outro US$ 1 milhão para a China. O dinheiro em Mônaco já estava bloqueado desde março deste ano.

      O ex-diretor é suspeito de envolvimento no esquema bilionário de corrupção, desvio e lavagem de dinheiro na Petrobras. Segundo o MPF, ele atuou no esquema desde quando atuava na gerência da empresa, quando na diretoria da área internacional.

      Zelada foi sucessor de Nestor Cerveró – já condenado a cinco anos de prisão pelo crime de lavagem de dinheiro – no cargo e atuou entre 2008 e 2012 na estatal.

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 0,1;
      • Proviagens 80 dias
      28
      jul

      Adjunto da Secretaria de Desenvolvimento, Orlando Gadelha tem sinal verde para permanecer no cargo com o novo titular Flávio Azevedo.

      Porém, Gadelha tem intenção mesmo de deixar o Governo.

      E a ele não interessaria nem mesmo a Secretaria de Administração ou Secretaria Executiva, que já teriam sido ofertadas…

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 1,1;
      • Home Angels

      Apesar de combinar que permaneceria no Governo até o final do mês, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Paulo Cordeiro, que ainda não foi exonerado, já foi embora de Natal.

      Entregou o apartamento que estava morando e voltou para o Paraná (#partxiu).

      Na Sedec, o adjunto Orlando Gadelha aguarda uma conversa com o governador Robinson Faria para dizer que sua intenção é deixar o governo.

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 2,1;
      • Loja D`Ámis

      Servidores do governo federal no Ruo Grande do Norte, que aprovaram, na semana passada, a realização de uma greve, paralisam as atividades hoje em Natal.

      O Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Federal do Rio Grande do Norte (Sintsef/RN) comanda uma assembleia logo mais às 9h30 na frente do Ministério da Saúde, na Av Rodrigues Alves.

      Participam do movimento servidores da Funasa, Ministério da Saúde, civis dos órgãos militares, Ibama, Incra, Iphan, técnico- administrativos da Polícia Rodoviária Federal, Dnocs…

       já estão em greve servidores federais da educação e da seguridade social. Todos contra “a fraca proposta do governo de oferecer reajuste de apenas 21,3% dividido em 4 anos”. 
      O reajuste proposto pelo governo federal pouco cobre a inflação no período, que tem previsão de acumular 20,7% até 2019.

       

      Os servidores querem aumento de 27,3% de forma imediata. Enquanto as negociações não avançam em Brasília o movimento grevista vai ganhando força em todo o país. 

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 3,1;
      • Banner Top Car

      E o movimento Revolta do Busão, que na semana passada foi às ruas de Natal em protesto contra o aumento nas tarifas de ônibus, fazem novo protesto nesta terça-feira.

      Eles vão às ruas a partir das 17 horas e  a caminhada em direção ao Midway, sairá do ponto final do circular da UFRN, em Mirassol, próximo ao Via Direta.

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 4,1;
      • Reviver

      O governador Robinson Faria sancionou há pouco a lei complementar de número 540 de 2015 que inclui o município de Ielmo Marinho na da Região Metropolitana.

      A lei é de autoria do deputado José Dias.

        

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 5,1;
      • Parnamirim  Crescendo com agente

      Secretário adjunto de Segurança do Estado, Caio Bezerra, que foi ao Rio de Janeiro buscar o ex-governador Fernando Freire, também participou da coletiva encerrada agora há pouco na Escola de Governo, no Centro Administrativo.

      Ele reafirmou que a prisão foi efetuada por uma equipe do setor de Inteligência da Secretaria de Segurança do Rio de Janeiro a partir de denúncia, e que, na viagem do Rio para Natal, todos os procedimentos de segurança foram realizados no posto da Polícia Federal, no aeroporto do Galeão.

      Segundo Caio Bezerra, o ex-governador se submeteu a exame se corpo delito, ainda na capital carioca.

      No aeroporto, o ex-governador pediu para manter contato com a família.

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 6,1;

      Na entrevista coletiva que acontece agora na Escola de Governo, a secretária de Segurança, Kalina Leite, disse que o contato com o secretário do Rio de Janeiro foi fundamental para a prisão do ex-governador Fernando Freire.

      Segundo Kalina, a pasta da Segurança Pública carioca não mediu esforços para buscar Fernando Freire.

      Segundo Kalina, há 3 meses Freire estava morando no Recreio dos Bandeirantes, mas ia constantemente à zona Sul para se encontrar com o filho.

      Os dois iam sempre a uma agência bancária.

      No sábado o filho do ex-governador saía de uma agência e caminhava em direção à praia, em Copacabana, quando os dois foram abordados.

        

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 7,1;
      • DNA Center

      O ex-governador Fernando Freire está preso por 4 condenações en primeira instância.

      Em todos os casos ainda pode recorrer.

      “Ainda não existe condenação irrecorrível”, afirmou o procurador geral de justiça, Rinaldo Reis.

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 8,1;

       
      Na coletiva que acontece neste momento na Escola de Governo, o procurador geral do Ministérii Público, Rinaldo Reis, disse que há mais de um ano existe mandado de prisão em desfavor do ex-governador Fernando Freire, e que desde o ano passado já havia diligências empreendidas por secretarias de Segurança do RN, do Rio de Janeiro, Distrito Federal e pela Polícia Federal.

      “Chegamos a montar campanas em Brasília”, disse Rinaldo afirmando que há duas semanas a Secretaria de Segurança do RN foi informada que o ex-governador havia sido localizado.

      “É, na verdade, um esforço que ae empreendia há muito mais de um ano para que o ex-governador fosse preso dando cumprimento a 4 mandados de prisão em virtude de ações em que ele já havia sido condenado em primeira instância aqui na Justiça do Rio Grande do Norte”, afirmou Reis.

      Segundo Rinaldo a prisão foi necessária porque desde o ano passado ele passou a não ser mais encontrado para receber notificações.

      “Não foi tão fácil chegar a ele porque ele não estava dando pistas”, disse Rinaldo, explicando que nem mesmo compras em cartões de crédito ele fazia.

      Segundo Reis, Freire tinha 3 condenações relativas ao escândalo conhecido como Máfia dos Gafanhotos, onde ele, na qualidade de vice-governador, repassava gratificações para pessoas que sequer sabiam que estavam na lista.

      A quarta condenação se refere à American Distribuidora de combustíveis, onde Freire havia concedido um incentivo ilegal para uma empresa do RN, além de pagamentos indevidos a agentes públicos.

      Diante de tantas perguntas, o procurador Rinaldo Reis brincou e disse que os jornalistas poderiam fazer perguntas à secretária Kalina Leite.

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 9,1;

      Começou a coletiva para repassar informações sobre a prisão do ex-governador Fernando Freire.

      Estão na Escola de Governo, a titular da Sesed, Kalina Leite, o procurador de Justiça, Rinaldo Reis e o comandante geral da PM, Coronel Ângelo.

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 0,1;
      • Proviagens 80 dias
      27
      jul

      Acidente chama atenção em Capim Macio

      27 de julho de 2015 às 14:45 — Comente aqui

      Em Capim Macio, na rua por trás da UnP da avenida Engenheiro Roberto Freire.

      O C4 Citroen subiu na carroceria da pic up Frontier.

      O acidente que não deixou feridos, aconteceu entre meio-dia e 13 horas.

        

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 1,1;
      • Home Angels

      Do delegado de Polícia Civil, Fábio Augusto Leite, se referindo ao delegado encolvido no caso Ipern e ao ex-governador do RN, que já se encontra custodiado no Quartel Geral da Polícia Militar, em Natal:

        

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 2,1;
      • Loja D`Ámis

      O pedido do ex-governador Fernando Freire, para ir ao hospital, não foi atendido.

      Ele já está no Quartel da Polícia Militar e informação que chega ao Blog diz que ele receberá atendimento médico quando necessário.

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 3,1;
      • Banner Top Car

      Quando desembarcou no aeroporto de São Gonçalo, o ex-governador Fernando Freire saiu acompanhado de policiais federais.

      Ele levava nas mãos um saco de remédios.

      Fonte do Blog afirmou que eles deixaram o aeroporto falando em ir ao hospital.

      Os policiais o acompanham.

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 4,1;
      • Reviver

      Acompanhado do secretário adjunto de Segurança, Caio Bezerra, e do chefe do setor de Inteligência, o ex-governador Fernando Freire viajou do Rio a Natal na última fila do avião e os três foram os últimos a deixarem a aeronave.
      FF vestia camisa xadrez, não estava algemado, não conversou, não comeu e aparentava tranquilidade.

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 5,1;
      • Parnamirim  Crescendo com agente

      Já está em Natal o ex-governador Fernando Freire.

      Ele desceu do avião da TAM, saiu pelo terminal de cargas em um carro direto para uma viatura do Corpo de Bombeiros.

      Chovia no aeroporto de São Gonçalo.

        

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 6,1;

      De Kennedy Diniz, direto da Hermes da Fonseca, em Natal.

       
         

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 7,1;
      • DNA Center

      Com base na aprovação pela Câmara dos Deputados, do Orçamento Impositivo, onde o governo é obrigado a repassar as emendas dos parlamentares incluídas no orçamento  da União, a ex-deputada Sandra Rosado pediu socorro ao ministro Henrique Alves, que presidia a Câmara quando a medida foi aprovada.
      Sandra quer contar com o prestígio de Henrique, agora como ministro, para liberar junto ao governo Dilma Rousseff a emenda assinada por ela ao Orçamento de 2015, no valor de R$ 312 mil reais, para construção do Oratório de Santa Luzia.

      O apelo de Sandra foi feito a Henrique na sexta-feira durante reunião do ministro do Tutismo com o bispo Dom Mariano, o padre Flávio e o padre Walter.

      Também participaram da reunião os vereadores Alex Moacir e Izabel Montenegro, ambos do PMDB e a ex-deputada Larissa Rosado (PSB).

        

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 8,1;

      Da Veja Online:

      Planalto pedirá apoio de Estados em julgamento no TCU

      Estratégia é apoiar-se no temor de alguns governadores ante as chances de reprovação das pedaladas – que podem provocar questionamentos semelhantes nos Estados

      O Palácio do Planalto deflagra nesta semana um movimento em busca de apoio para tentar dissipar a crise e garantir fôlego político à presidente Dilma Rousseff. Um dos principais pontos dessa estratégia é a aproximação com os governadores. Em conversas reservadas, ministros do Tribunal de Contas da União (TCU) admitem que a possível rejeição do balanço de 2014 apresentado por Dilma preocupa não apenas a Presidência, mas também os Estados.
      O motivo da apreensão dos governadores é que, se o TCU reprovar as contas do governo federal em agosto, haverá brechas para questionamentos semelhantes nos Estados. Com o ambiente político conturbado e manifestações de rua programadas para o próximo mês contra “tudo o que está aí”, o temor é que haja um “efeito cascata” da rejeição de contas, primeiro passo para a abertura de impeachment.
      Ciente das dificuldades dos Estados, o Planalto espera contar com o apoio dos governadores. Um levantamento produzido pelo Planalto mostra que ao menos dezessete governadores praticaram, em maior ou menor grau, operações idênticas às manobras no Orçamento conhecidas como “pedaladas fiscais”, atrasando repasses de recursos a bancos públicos para conseguir cumprir programas sociais.
      Diante desse quadro, se o TCU der parecer contrário à prestação de contas de Dilma – cenário que, embora inédito, é considerado hoje o mais provável -, criará precedentes que podem ser usados pelas Cortes estaduais. Integrantes dos tribunais de contas dos Estados têm conversado com ministros do TCU para manifestar essa preocupação. Na lista dos governadores que estão com dificuldades para atingir a meta fiscal estão o de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), e o de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB). Mesmo sendo de oposição, eles enxergam com simpatia o movimento de Dilma em busca de sustentação.
      A pressão dos governadores sobre o TCU, uma corte de contas com forte vínculos políticos, seria uma arma importante para o Planalto. O governo não revela quais Estados enfrentam problemas para cumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal para não se indispor com os governadores. “Estamos apostando no convencimento dos ministros do TCU”, disse o ministro-chefe da Advocacia Geral da União, Luís Inácio Adams. “Temos uma crise, sim, mas não é institucional.”
      Na quinta-feira, a presidente se reunirá com os governadores. A articulação de Dilma tem o objetivo de criar um pacto de união capaz de enfrentar a crise. Com a iniciativa, ela espera se contrapor ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que rompeu com o governo e pode levar adiante pedidos de impeachment. No caso do governo federal, se a rejeição do balanço de Dilma for confirmada, o relatório segue para a Comissão Mista de Orçamento do Congresso e, depois, tem de ser votado pelos plenários da Câmara e do Senado, que podem abrir processo de impeachment contra a presidente por crime de responsabilidade. Nos Estados, a competência para o julgamento é das Assembleias Legislativas. Embora o tema do encontro entre Dilma e os governadores não seja a prestação de contas, o Planalto avalia que o cenário de incertezas batendo à porta dos Estados contribui para o apoio à presidente, apesar de desavenças partidárias.
      Sem briga – Dilma não mencionou as manobras orçamentárias cometidas por Estados ao apresentar sua defesa no TCU, contestando a ponderação de que as “pedaladas” infringiram a Lei de Responsabilidade Fiscal. O plano era esse, mas, com a popularidade em baixa, ela desautorizou a estratégia, sob a alegação de que não é hora de criar atrito com os governadores. Nessa temporada de crise, na esteira de denúncias de corrupção na Petrobrás e prisões da Operação Lava Jato, Dilma solicitará aos governadores que mobilizem suas bancadas no Congresso assim que terminar o recesso, em agosto, para aprovar a reforma do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).
      Também pedirá ajuda para aprovar o projeto que revê as desonerações da folha de pagamento das empresas, visto como “prioritário” para o ajuste fiscal. Há muitas críticas no Congresso às propostas, mesmo na base aliada, e tudo vem se agravando em meio à instabilidade política e dificuldades econômicas. Foi o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva quem aconselhou Dilma a chamar os governadores para conversar, até os da oposição.
      Lula sugeriu ainda reunir os prefeitos, que, a seu ver, podem criar uma rede para divulgar suas ações. Dilma resistiu o quanto pôde, sob o argumento de que todos cobrarão pendências impagáveis nesse momento, como o aval do Tesouro para liberação de dinheiro. Apesar de não ter recursos nem paciência para ouvir queixas, ela resolveu driblar a fase do “pires na mão” para angariar apoio. Agora, falta marcar o café com os prefeitos.
      (Com Estadão Conteúdo)

      SELECT * FROM `wp_bannerize_b` WHERE `trash` = '0' AND (`maximpressions` = 0 OR `impressions` < `maximpressions`) AND ( (`start_date` < NOW() OR `start_date` = '0000-00-00 00:00:00' ) AND (`end_date` > NOW() OR `end_date` = '0000-00-00 00:00:00') ) AND `group` = 'anuncio meio(630x90)' ORDER BY `sorter` ASC LIMIT 9,1;
      Carregar mais...