Holiday

Thaisa Galvão

28 de junho de 2017 às 1:02

A delação premiada de Michel Temer [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Finalmente…

O presidente Michel Temer fez um pronunciamento ou uma delação premiada?

O discurso nervoso de Temer, que seria para se defender, foi para atacar.
Acompanhe:

Notícia do site O Antagonista sugere que Temer indicou que o procurador geral da República, Rodrigo Janot ‘levou dinheiro da JBS para fazer um acordo de delação extremamente benevolente com os irmãos Batista’.
Numa referência aos termos “trôpego” e “embriaguez”, utilizados pelo presidente, o site diz que esta foi a senha para insinuar que o procurador é alcoólatra.

27 de junho de 2017 às 18:10

Paulinho Freire deverá ser eleito amanhã o próximo presidente da Câmara [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Vinte e seis vereadores de Natal estão reunidos neste momento discutindo a eleição antecipada da mesa diretora da Câmara, que deverá acontecer amanhã.

Já é tido como consenso que o próximo presidente da Casa será o vereador Paulinho Freire (SD).

27 de junho de 2017 às 16:27

Em pronunciamento Temer diz que não há provas e denúncia contra ele é ficção [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do G1 sobre o pronunciamento do presidente Michel Temer:
Temer vê ‘infâmia’, afirma que não há provas e diz que denúncia é ‘ficção’
Ao lado de aliados, presidente fez pronunciamento no Planalto para se defender de denúncia de corrupção contra ele apresentada nesta segunda-feira ao STF pelo procurador-geral da República

O presidente Michel Temer afirmou na tarde desta terça-feira (27) que não há provas concretas na denúncia por corrupção passiva contra ele apresentada nesta segunda (26) ao STF pela Procuradoria Geral da República. Segundo ele, a peça acusatória é uma “ficção”.
Foi a primeira fala de Temer desde que a denúncia foi apresentada, na noite desta segunda. Ele fez o pronunciamento no Salão Leste do Palácio do Planalto. O presidente chegou ao local acompanhado de diversos ministros e parlamentares da base aliada, que se postaram de pé ao lado do presidente em sinal de apoio.

“Somos vítimas dessa infâmia de natureza política. […] Fui denunciado por corrupção passiva sem jamais ter recebido valores. Onde estão as provas concretas de recebimento desses valores? Inexistem”, afirmou o presidente.

Na denúncia, Rodrigo Janot afirmou que as provas de que Temer recebeu dinheiro de propina são “abundantes”. Antes da denúncia, em um relatório elaborado após as investigações, a Polícia Federal afirmou que as provas colhidas no inquérito indicam “com vigor” que Temer praticou corrupção.

“Criaram uma trama de novela. Digo sem medo de errar que a denúncia é uma ficção. […] Tentaram imputar a mim um ato criminoso e não conseguiram porque não existe, juridica ou politicamente”, complementou.

Em outro momento do pronunciamento, Temer se disse tranquilo, do ponto de vista jurídico. Isso porque, para ele, não há fundamentos que embasem a denúncia.

“Não me impressiono muitas vezes com o fundamento ou até com a falta de fundamento jurídico. Sei quando uma matéria é substanciosa, quando tem fundamento jurídico e quando não tem. Então, sob o foco jurídico, minha preocupação é mínima”, afirmou o presidente. Segundo ele, acrescentou-se ao direito penal “uma nova categoria: a denúncia por ilação”.

Além da denúncia por corrupção, Temer e Rocha Loures são investigados em inquérito por obstrução de justiça e organização criminosa. Por isso, existe a possibilidade de que, nos próximos dias, ambos sejam alvos de duas novas denúncias da PGR.

No pronunciamento, o presidente criticou o eventual fatiamento da denúncia. Para Temer, a estratégia de Rodrigo Janot visa “paralisar o país”.

“Ainda se fatiam as denúncias para provocar fatos semanais. Querem paralisar o país, querem paralisar o governo”, criticou Temer.

Ao finalizar o discurso, Michel Temer disse que não permitirá que o acusem de crimes. “Não fugirei das batalhas. Nem da guerra que temos pela frente”.
A acusação formal contra ele foi enviada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao Supremo Tribunal Federal (STF) na noite de segunda-feira (26), por volta das 20h. No mesmo dia, Temer se reuniu a portas fechadas com ministros e aliados políticos até pouco depois das 23h.

Nesta terça, a habitual reunião pela manhã no gabinete presidencial com assessores e ministros próximos não foi realizada. Temer permaneceu durante a manhã no Palácio do Jaburu, residência oficial da Vice-Presidência, local onde reside.

É a primeira vez na história do Brasil que um presidente da República foi denunciado por corrupção durante o exercício do mandato.

27 de junho de 2017 às 16:15

Senadores do Conselho de Ética assinam recurso para desarquivar pedido de cassação de Aécio Neves [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Os senadores Lasier Martins (PSD-RS), José Pimentel (PT-CE), João Capiberibe (PSB-AP), Antonio Carlos Valadares (PSB-SE) e Pedro Chaves (PSC-MS), assinaram recurso para desarquivar pedido de cassação do senador afastado Aécio Neves (PSDB).

Os cinco integram o Conselho de Ética do Senado.
Também apoiam o recurso os suplentes do Conselho de Ética,  senadoras Regina Sousa (PT-PI), Ângela Portela (PDT-RR) e Vanessa Grazziotin (PC do B-AM).
O recurso contra a decisão monocrática do presidente do Conselho, ssenador João Alberto (PMDB-MA), será apreciado pelo plenário do colegiado. 

27 de junho de 2017 às 15:37

Pronunciamento de Michel Temer está sendo aguardado [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Está sendo esperado o pronunciamento do presidente Michel Temer que estava marcado para às 15h.

Temer quer se defender publicamente da denúncia apresentada ontem pelo procurador geral da República, Rodrigo Janot.
A denúncia apresentada ao Supremo Tribunal Federal acusa o presidente da República de ter praticado crime de corrupção.

27 de junho de 2017 às 4:14

Fátima Bezerra: “Se a Câmara livrar a cara do presidente será um suicídio político” [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Da senadora Fátima Bezerra (PT) sobre a denúncia da PGR contra o presidente Michel Temer (PMDB):

“Além de ser taxado como golpista e contra os trabalhadores, o presidente da República conseguiu algo inédito no Brasil. Temer conseguiu, em menos de um ano de mandato, organizar uma quadrilha criminosa, fazer obstrução da justiça e ser o primeiro presidente no exercício do mandato a ser denunciado por corrupção. Vale lembrar que essa denúncia parte do próprio Ministério Público e da Polícia Federal”, afirmou Fátima.
“A situação chegou num ponto insustentável , o povo brasileiro espera que a Câmara dos Deputados acolha a denúncia da PGR. Se a Câmara livrar a cara do presidente da República, será um suicídio político, com consequências dramáticas para o Brasil”, concluiu a senadora

26 de junho de 2017 às 23:41

Deputados viram necessários no caso Michel Temer [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A Câmara Federal é que terá que autorizar a continuidade do processo contra o presidente Michel Temer (PMDB).

Só aí, caso a Câmara aprove, é que o STF decidirá se o presidente vira réu ou não. 

Para a denúncia ser aprovada, são necessários 342 votos favoráveis.

É aí que mora o perigo.

O histórico de deputados necessários…todo mundo já conhece.
CLIQUE AQUI e saiba quais serãos os próximos passos da denúncia.

26 de junho de 2017 às 23:24

Michel Temer entra para a história como o 1º presidente denunciado por corrupção em pleno exercício do cargo [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Pronto.

Michel Temer (PMDB) entra para a história do Brasil, não como o grande presidente da transição como ele alardeou quando assumiu, mas como o primeiro presidente da República denunciado por corrupção.
Hoje o procurador geral da República, Rodrigo Janot, apresentou ao Supremo Tribunal Federal, denúncia contra Temer por corrupção passiva.
Agora o STF vai acionar a Câmara.

Os deputados é que vão decidir se autorizam ou não o prosseguimento da denúncia.

Temer é investigado no caso de pagamento de propina da JBS.
Janot apresentou denúncia contra o presidente e o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR).

Na denúncia, o procurador pede a condenação e a perda do mandato de Michel Temer.

26 de junho de 2017 às 9:59

Palocci é condenado a 12 anos de prisão [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O juiz Sérgio Moro condenou hoje o ex-ministro Antonio Palocci (PT) a 12 anos, 2 meses e 20 dias de prisão.

Palocci responde pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.
Delator da lava jato, o ex-gerente da área internacional da Petrobras Eduardo Costa Vaz Musa também foi condenado.

A pena dele é de 2 anos no regime aberto.
Já Branislav Kontic, ex-assessor de Palocci, foi absolvido por falta de prova.

26 de junho de 2017 às 7:58

Deputado que defender Temer enfrentará fúria de eleitores em suas bases [0] Comentários | Deixe seu comentário.

De Ricardo Noblat, no Globo de hoje:

Mesmo sendo aliado do Governo, e se utilizando da máxima política de que segue seu partido, o deputado que decidir defender o presidente Michel Temer na Câmara enfrentará dificuldades para se reeleger em suas bases.

A população vem dando seus recados nas redes sociais e nos números de pesquisas.

O presidente só é queridinho de 7% dos brasileiros.

Talvez o percentual ligado diretamente ao Palácio do Planalto.

Ou seja, detentores de cargos e benefícios em todo o país e seus familiares e agregados.

Dos que não querem nem ver a cara do presidente, já são quase 70%.

26 de junho de 2017 às 7:28

Janot deve apresentar denúncia hoje certo de que Michel Temer cometeu crime de corrupção [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Da manchete de hoje do jornal O Globo:


25 de junho de 2017 às 16:46

Após cirurgia no coração, PM morre em Mossoró [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Morreu hoje no Hospital Wilson Rosado, em Mossoró, o policial militar Ednaldo Fernandes,que atuava no policiamento rodoviário do município.
Ontem o policial passou mal e se submeteu a uma cirurgia cardíaca.
O governador Robinson Faria determinou que a cirurgia de emergência fosse feita com custos para o Estado.

Ednaldo estava trabalhando na madrugada de sábado wuando passou mal e foi socorrido pelos colegas.

Ao chegar ao hospital os médicos diagnosticaram infarto.

A família fez uma campanha urgente na internet para arrecadar dinheiro para a cirurgia, quando o governador tomou conhecimento e autorizou o procedimento.
Médicos saíram de Natal para atender o policial em Mossoró.

A cirurgia foi considerada um sucesso mas o policial não resistiu.

25 de junho de 2017 às 15:17

Let’s Pipa: Réveillon com ingresso a 1.400 deverá ter Anita como atração [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do Globo de hoje:

25 de junho de 2017 às 12:51

Boato do domingo [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Da onda de boatos do domingo no cenário potiguar: um acidente grave com o governador Robinson Faria.

O assunto não passou do zap-zap de grupos.

O Blog entrou em contato com o governador que está em casa se preparando para uma viagem de trabalho.

25 de junho de 2017 às 12:30

A viagem sem rumo do presidente [0] Comentários | Deixe seu comentário.

De Elio Gaspari, no Globo de hoje:

25 de junho de 2017 às 0:45

Temer é o presidente mais impopular do Brasil depois de Sarney em tempos de hiperinflação [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Não foi à toa que o presidente Michel Temer foi ignorado pelos governos da Rússia e da Noruega na viagem que fez, sem sucesso e com muito mico, aos dois países.

Temer chegou ao exterior com a mesma imagem que tem hoje no Brasil: péssima.
Números do instituto Datafolha divulgados neste sábado indicaram que somente 7% da população brasileira considera o governo Temer ótimo ou bom.

Somente o então presidente José Sarney, do mesmo PMDB de Temer ficou abaixo desse patamar, com 5%.

O registro foi de setembro de 1989, durante  a hiperinflação.
Segundo o Datafolha, 69% dos brasileiros acham o governo Temer ruim ou péssimo.

Já 23% consideram regular.

Tipo…nem fede nem cheira.

25 de junho de 2017 às 0:32

Ministro nega mas quer trocar comando da PF para livrar a pele de Michel Temer [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do ministro da Justiça, Torquato Jardim, chateado porque a imprensa vazou o plano dele de trocar o comando da Polícia Federal depois que a PF comprovou o diálogo sem edição entre o presidente Michel Temer e o delator Joesley Batista, enlameando de vez o presidente:
“O noticiário que está aí é, para usar o termo moderno, uma pós-verdade e não corresponde à realidade, não constrói afabilidade e em nada ajuda na boa condução dos interesses públicos”, disse. 
“Não há nomes, há instituições. Não estamos preocupados com personalidades, mas comprometidos com instituições”, acrescentou.
O ministro-protetor do presidente não diz a verdade quando fala que não está preocupado com personalidades.

Está sim.

Está preocupado em livrar o presidente Michel Temer da lava jato.

E como o presidente está cada vez mais encalacrado, a ordem é melar a operação a partir da Polícia Federal.

Não é à toa que Temer tem o menor índice de popularidade de um presidente nos últimos 28 anos.

24 de junho de 2017 às 8:10

Todas as gafes de Temer na viagem-mico que só rendeu vexames ao Brasil  [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A viagem do predidente Michel Temer a Rússia e Noruega foi um desastre.

Temer foi literalmente ignorado, falou besteira – ecoado pelo ministro Sarney Filho – levou carão e voltou pra casa de mãos abanando e com a conta no vermelho.

Hoje o jornal O Globo publica reportagem intitulada “Todas as gafes do predidente”.

Leia:





24 de junho de 2017 às 1:40

Contrato do governo com Camarões: entre a expectativa e a realidade [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Ainda sobre o contrato com o Governo do Estado, o restaurante Camarões se pronunciou.
Nota
Diante de recentes notas publicadas na mídia local e copartilhadas em redes sociais, vimos esclarecer:

 

Para eventos em geral, sejam eles familiares ou corportativos, para órgãos públicos ou privados, administrados por particulares ou por agências de turismo, ou seja, para quem quer que seja, o Camarões oferece a possibilidade de realização de pacotes, cobrando por eles, de forma absolutamente indistinta, exatamente os mesmos valores.

 

Para o Gabinete Civil do Governador do Rio Grande do Norte foi enviado extamente tal proposta de pacote, que vencedora, originou um contrato de fornecimento de reições, assinado em maio de 2016. Diferentemente do que algumas notas puderam sugerir, os pagamentos são realizados não como uma “mensalidade”, mas somente após cada refeição efetivamente servida.
Ao longo desses 13 meses de contrato recebemos o total acumulado de R$ 18.727,60 do Governo do Estado. 
Foram refeições devidamente contabilizadas, prestadas a pessoas autorizadas pelo órgão.

 

Em 28 anos de existência, jamais foi firmado qualquer contrato ou realizado qualquer ato escuso que pudesse gerar dúvida acerca da lisura do Camarões. 

Nos orgulhamos de sempre termos trabalhado de forma honesta, honrando nossos valores como pessoas e como empresa.
*
Do Blog: Se em 13 meses foram gastos 18 mil, a média é de quase 1.400 reais por mês.

O que não significa gasto mensal, como declarou o restaurante.
Lembrando que as refeições são servidas a autoridades recebidas pelo governador ou durante reuniões na Governadoria.
Vale ressaltar que uma média de 1.800 se fosse paga por mês, seria bem mais em conta do que as feiras pagas com o dinheiro do contribuinte para governadores e suas famílias desde sempre e até a gestão anterior.
Vale lembrar ainda que o cálculo de 40 refeições por dia foi um cálculo feito pelo jornal Tribuna do Norte.

Não é um cálculo feito pelo governo, tampouco pelo Camarões, e não foi publicado no Diário Oficial.
No contrato entre governo e restaurante, há a previsão de um teto e nenhuma obrigação de gastar esse teto.

23 de junho de 2017 às 20:38

Laudo da PF reforça que Joesley e Michel Temer trataram de manter silêncio de Eduardo Cunha [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Pronto.

Tudo o que o presidente Michel Temer não queria.

Depois de levar um carão de ministra da Noruega, pedindo para ele, como chefe de estado, acabar com a corrupção no Brasil (piada?), o laudo da Polícia Federal comprovou que não houve edição na gravação do delator Joesley Batista com o presidente.
A perícia da PF também confirmou que o diálogo foi gravado por um dos aparelhos entregues por Joesley à polícia.

Portanto, fica o que foi dito:

Joesley disse que continuava dando dinheiro a Eduardo Cunha para o peemedebista se manter em silêncio, e Temer disse que ele continuasse fazendo os repasses.

E pronto.