Thaisa Galvão

12 de novembro de 2018 às 23:10

Raniere Barbosa passa presidência da Fecam para o presidente da Câmara de Jardim do Seridó, vereador Iron Júnior [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O presidente da Câmara Municipal de Natal, Raniere Barbosa (Avante), renunciou nesta segunda-feira à presidência da Federação de Câmaras do Rio Grande do Norte.

Ao Blog, Raniere explicou que precisava se dedicar à conclusão de seu mandato na presidência da Casa, que se encerra em dezembro.

Cuidar da transição para o vereador Paulinho Freire (PSDB), eleito para presidir a Câmara no biênio 2019/2020.

Assumiu a presidência da Fecam, o vice, vereador Iron Júnior(PSB), presidente da Câmara de Jardim do Seridó.

Iron é candidatíssimo a permanecer no cargo no próximo biênio.

Como presidente vai disputar a reeleição.

12 de novembro de 2018 às 23:00

Revista Crusoé conta como lobista dos governos do PT se transformou no melhor amigo de Bolsonaro e suplente do filho do presidente [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A revista Crusoé dessa semana traz em sua reportagem de capa a história do homem forte do governo Bolsonaro: Paulo Marinho.

Mais do que suplente do senador eleito Eduardo, filho de Bolsonaro, Paulo Marinho, que sediou em sua casa durante a campanha, reuniões e gravações, é apontado como lobista, atuando junto a governos e empresas no Rio de Janeiro.

Veja a capa da revista produzida pelos jornalistas do site O Antagonista, e trechos da reportagem sobre o amigo do presidente que poderá se revelar como ‘o problema do presidente’.

12 de novembro de 2018 às 22:35

Confirmado no BNDES, Joaquim Levy terá que abrir a caixa preta do banco sob pena de ser exonerado na primeira semana [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), sobre o papel de Joaquim Levy, confirmado na presidência do BNDES:

“A caixa-preta vai ser aberta na primeira semana! Não tenha dúvida disso. Se não abrir a caixa-preta, ele está fora, pô.”

A resposta de Bolsonaro foi dada ao site O Antagonista, que questionou o presidente eleito sobre os contratos do BNDES com os governos anteriores.

Bolsonaro disse também que quer a suspensão de todos os sigilos do BNDES.

12 de novembro de 2018 às 22:29

Caso documentos de Kerinho sejam encontrados no arquivo digital, Justiça Eleitoral terá que assumir o erro [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Caso o TSE abra o arquivo individual do candidato Kerinho (PDT), que não teve os votos computados no pleito de 7 de outubro, e venha a revelar que ele anexou toda a documentação exigida, como ele está afirmando…

O assunto vai gerar barulho maior do que o esperado.

A Justiça Eleitoral que garantiu com todas as letras que Kerinho não entregou a documentação completa, terá que se explicar e admitir que falhou, se de repente, no arquivo digital, esses documentos, de repente, forem lidos.

Eles não foram lidos pela Procuradoria Regional Eleitoral – o Ministério Público do TRE.

E não foram lidos pelo TRE.

Se de repente aparecerem, revelarão uma falha técnica inimaginável…

Nesta terça-feira completa o prazo de 5 dias determinado pelo ministro Jorge Mussi, do TSE, para a Justiça Eleitoral abrir o arquivo digital…e ler o arquivo individual de Kerinho.

Se a documentação estiver completa, os votos de Kerinho serão computados e reelegerão o deputado Beto Rosado (PP), deixando sem mandato o eleito federal Fernando Mineiro (PT).

E a Justiça Eleitoral terá que admitir o erro.

Se a documentação não estiver completa, tudo continua como está: Beto não reeleito e Mineiro deputado federal, apto a ser diplomado e empossado.

A hora é de aguardar.

12 de novembro de 2018 às 17:45

De boa: Prefeito Álvaro Dias nomeia filha da vereadora Nina Souza para cargo de adjunto na Secretaria de Administração [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O prefeito de Natal, Álvaro Dias e a vereadora Nina Souza, que na campanha andaram olhando para lados opostos – com Nina e Adjuto Dias, filho de Álvaro, disputando mandato de deputado estadual dentro do mesmo grupo – parecem ter fumado o ‘cachimbo da paz’.

Pelo menos é o que revela uma publicação de hoje no Diário Oficial do Município.

Álvaro nomeou para uma vaga de adjunto na Secretaria de Administração de Natal, a filha de Nina, Maria Helena.

Segundo a publicação, Maria Helena Araújo de Souza foi nomeada para o cargo de Coordenador da Central de Veículos, símbolo DGA (adjunto), da Secretaria Municipal de Administração.

Ela substitui José Dario da Silva Filho, que foi exonerado.

Álvaro não é besta nem nada…

Não quer saber de indisposição na Câmara Municipal.

12 de novembro de 2018 às 17:19

Lisos: Servidores protestam contra decisão da Prefeitura de Jucurutu que suspende plano de cargos e salários [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Servidores da Prefeitura de Jucurutu protestaram hoje cedo contra ato do prefeito Valdir Medeiros que baixou decreto suspendendo a lei do plano de cargos, carreiras e salários da categoria.

No protesto os servidores afirmaram que o prefeito receberia os servidores hoje mas desmarcou a reunião.

Segundo os servidores, a porta do Gabinete Civil foi fechada durante o protesto para que eles não tivessem acesso.

O prefeito de Jucurutu ficou conhecido na campanha de 2016 como “o liso”.

Agora os servidores dizem que, com a suspensão do plano, lisos serão os trabalhadores.

12 de novembro de 2018 às 0:53

Na Folha, Erick Pereira diz que lidar com a oposição e com o ego dos colegas de governo serão desafios do futuro ministro Sergio Moro [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A página Tendências/Debates da Folha deste domingo teve o juiz Sergio Moro como tema.

O artigo foi assinado pelo advogado potiguar, Erick Pereira, que afirma que lidar com a oposição será um dos desafios do juiz federal que será nomeado ministro da Justiça e da Segurança Pública.

Depois do print da página da Folha, confira o artigo de Erick:

A íntegra do texto

A análise cautelosa da ida de Sergio Moro para o Ministério da Justiça mostra que não prosperam os questionamentos às suas decisões judiciais pretéritas. Se o ingresso no governo fosse premeditado, ele poderia ter sido eleito presidente da República, com expressiva votação.

Além disso, todos os atos do juiz que tiveram algum impacto eleitoral foram solidamente confirmados pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) e pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Os freios e contrapesos de nossa democracia impedem que um número tão grande de juízes, desembargadores e ministros forme um complô para determinado candidato.

Os desafios de Moro não se relacionam aos questionamentos retóricos, mas sim à obrigação de lidar com a oposição, com o ego dos colegas de governo e também de conciliar o programa do presidente eleito com a Constituição Federal, as liberdades e as garantias individuais. Sem o cargo e as prerrogativas de magistrado, ele precisará transitar pelas contradições de Brasília para viabilizar as medidas que motivaram o abandono da próspera carreira na Justiça Federal.

Por um lado, o juiz que deu um rosto à Lava Jato agrega credibilidade e respeito ao governo eleito. Ele também solidifica a proposta mais significativa de Jair Bolsonaro, que é o combate à corrupção e ao crime organizado –em consonância com os anseios da maioria do eleitorado e do sistema de Justiça, integrado por advogados, magistrados e membros do Ministério Público.

Por outro lado, a presença de um nome de reconhecida competência, certamente, deve constranger e sombrear os projetos pessoais de outros integrantes da nova administração –como ocorre em qualquer gestão, independentemente da ideologia.

Com a garantia de que terá “liberdade total”, Moro comandará uma Justiça transformada em “superministério”, com Polícia Federal (PF), Controladoria Geral da União (CGU) e Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) sob o mesmo teto. Acertada decisão.

A obra da socióloga italiana Donatella Della Porta, estudiosa da Operação Mãos Limpas (paradigma para a atuação de Sergio Moro), ensina que “um Judiciário isolado, sem nenhum suporte do poder político, não consegue fazer tudo o que é preciso” e que é necessária uma profunda reforma política “em paralelo às investigações policiais e às decisões judiciais”.

A transformação significativa de nosso sistema corrompido, caso implementada a contento, facilitará outras operações e ajudará a tirar o país de rumos adversos. Ao passo em que o ministro da Justiça puder implementar uma agenda anticorrupção e anticrime organizado e desmontar o mecanismo de perpetuação da impunidade, o protótipo consagrado pela Lava Jato será aperfeiçoado e seus avanços, consolidados.

O sucesso dessa agenda dependerá, inevitavelmente, do respeito à Constituição Federal, às leis e aos valores do Estado de Direito. Qualquer desvio só tem o condão de aumentar o ambiente de estímulo a ilegalidades. Urge, portanto, afastar as sombras de um Estado policial que relativiza direitos fundamentais e criminaliza o direito de defesa sob o pretexto de combater o crime.

Algumas medidas sugeridas pelo Ministério Público, como o uso de prova ilícita, o dolo eventual, o teste de integridade e o domínio do fato, merecem ser debatidas amplamente e com transparência. Nenhuma norma legítima dá ao Estado o poder de ser arbitrário.

Soluções extremistas abalam a segurança jurídica, o equilíbrio das instituições e a estabilidade política. Ao futuro ministro Sergio Moro, símbolo maior do combate à corrupção, devemos empenhar nossa confiança e otimismo, desde que, apenas e tão somente, seus atos se deem sob a égide da ordem constitucional.

Erick Wilson Pereira

Doutor em direito constitucional pela PUC-SP e presidente da Comissão Especial de Direito Eleitoral da OAB nacional

11 de novembro de 2018 às 13:59

TRE não contou votos que beneficiariam Beto Rosado porque candidatura de Kerinho foi indeferida por ‘falta de documentos’ [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Por que o TRE não computou os votos do candidato Kerinho (PDT), que disputou mandato de deputado federal no Rio Grande do Norte, gerando essa polêmica judicial, botando em questionamento o mandato do federal eleito Fernando Mineiro (PT)?

A polêmica criou a expectativa de assumir com votos de legenda do deputado federal Beto Rosado (PP), que somaria à sua votação e da coligação, os votos de Kerinho.

O TRE garante que o candidato Kerinho não juntou os documentos necessários para a candidatura, tanto que seu registro de candidatura foi indeferido.

O indeferimento pelo TRE teve também como base o parecer da Parecer da PRE – Procuradoria Regional Eleitoral ressaltando que ‘não foram juntados os documentos imprescindíveis para o registro da candidatura’.

11 de novembro de 2018 às 12:24

Mineiro ou Beto? Justiça decidirá quem vai compor a bancada do RN na Câmara dos Deputados [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A polêmica contagem dos votos do candidato a deputado federal Kerinho (PDT) continua na pauta.

Ele garante que ao registrar sua candidatura no TRE do Rio Grande do Norte apresentou toda a documentação exigida.

Porém, a surpresa nas apurações quando seus votos não foram computados, mudando o resultado das urnas.

Foram 8.990 que se tivessem sido computados, teriam sido suficientes para reeleger, com voto de legenda, usando a soma da coligação formada pelo PDT, MDB, DEM, PP e Podemos, o deputado federal Beto Rosado (PP).

Sem contar os votos de Kerinho, os votos da legenda não foram suficientes para fazer mais um deputado além de Walter Alves (MDB), e o eleito foi Fernando Mineiro, do PT.

Mineiro foi o terceiro federal mais votado, com 98.070 votos.

Beto foi o oitavo, com 71.092.

Teve 742 mais votos do que Fábio Faria (PSD), que entrou na oitava e última vaga, mesmo com menos votos do que Beto.

Caso os 8.990 votos de Kerinho sejam computados, beneficiarão Beto, que não terá mais votos do que Mineiro, o terceiro…

Mas levando em consideração a coligação, Beto ficaria, sim, na frente dos votos de Mineiro.

Coisas da legislação eleitoral capaz de tirar o mandato do 3º mais votado para diplomar e dar posse ao 8º.

Culpa deles, os políticos, que fazem reformas políticas que nem mesmo eles entendem.

Mas o deputado Fernando Mineiro não acredita em reviravolta no resultado das urnas.

“O Ministério Público Eleitoral e o TRE, à unanimidade, indeferiram a candidatura (de Kerinho) justamente por ele não ter cumprido as exigências no prazo legal”, declarou Mineiro, lembrando que a candidatura de Kerinho foi indeferida antes mesmo do pleito.

Aí voltando à contagem dos votos…

Logo que terminou a apuração, tanto o advogado de Kerinho quanto a defesa da coligação da qual Beto Rosado fez perto, começou a questionar judicialmente os votos do candidato do PDT.

No TRE a explicação: Kerinho não entregou a documentação completa ao registrar a candidatura.

Ao Blog, Kerinho disse hoje que entregou tudo, um dia antes de terminar o prazo.

“Entreguei tudo o que um candidato precisa entregar. Certidões, diplomas, afastamento de cargo”, disse o candidato, afirmando que a ele foi cobrado o diploma da faculdade de Ciências Contábeis.

“Eles queriam a prova e ela está lá, é só eles abrirem”.

Kerinho se refere ao arquivo digital com toda a documentação.

E foi esse arquivo que a defesa da coligação pediu para o TRE apresentar, que virou o centro da polêmica.

Porque o TRE negou o pedido e não abriu o arquivo criptografado que só a justiça eleitoral tem acesso.

Com a negativa do TRE, a defesa recorreu ao TSE e a novidade é que o ministro Jorge Mussi deu um prazo de 5 dias para o TRE abrir a caixa preta da eleição e apresentar o arquivo com a documentação entregue por Kerinho no momento do registro de candidatura.

Os 5 dias (o documento não falou em dias úteis) termina na terça-feira, dia 13.

Se do arquivo individual constarem todos os documentos do candidato Kerinho, os votos serão computados e o deputado Beto será reeleito, tirando da bancada eleita o deputado estadual Fernando Mineiro.

Mas aí, se a documentação tiver completa fica a perguntinha ‘besta’:

Por que cargas d’água os votos do candidato não foram computados?

Outra pergunta besta ao TRE: por que não abrir o arquivo individual para apresentar a documentação entregue pelo candidato Kerinho?

O prazo tá correndo…

E até terça-feira o resultado do terceiro turno das eleições do Rio Grande do Norte deverá ser conhecido.

“Estou muito feliz porque o ministro acatou o pedido para o TRE ler o material que foi entregue. Eles queriam provas, as provas estão lá e eles não abriram. Estou torcendo muito porque fiz uma campanha justa e honesta, fiz uma campanha limpa”, declarou ao Blog o candidato Kerinho, como é conhecido Kericlis Alves Ribeiro, que já foi vereador e presidente da Câmara do município de São José de Mipibu.

Mineiro também segue tranquilo aguardando o resultado.

“Não existe nenhuma jurisprudência que o favoreça, ao contrário. Estou confiante e certo que o TSE julgará à luz da legislação e não por interferência política”, afirmou Mineiro.

11 de novembro de 2018 às 11:14

Ceará é o único estado do Brasil a vender suas potencialidades turísticas no concorrido Salão do Automóvel [0] Comentários | Deixe seu comentário.

No Salão do Automóvel que acontece a cada dois anos em São Paulo, e que foi aberto na quinta-feira e seguirá até domingo, 18, estão sendo lançadas novidades como o Chevrolet Bolt, o Nissan Leaf, Renault Zoe, Fiat Fastback, Volkswagen T-Cross e Ford Territory….

E só o Ceará entre os estados brasileiros se destaca como único a ‘lançar’ suas potencialidades turísticas.

No evento que reúne milhares de pessoas de todo o país que vão a São Paulo, o Turismo cearense foi atrás desse público que viaja.

E montou um estande com a cara e o jeito do Ceará.

Bem que nosso RN poderia estar aí…

Veja o estande cearense:

11 de novembro de 2018 às 9:09

Bolsonaro e seus furos de reportagem nos canais próprios de comunicação que marcarão o jornalismo brasileiro no próximo governo [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O presidente eleito Jair Bolsonaro tem deixado muito claro.

Vai priorizar os seus próprios veículos de comunicação para fazer anúncios oficiais, mandar recados, dar respostas, notícias em primeira mão.

Os furos de reportagem serão sempre dele.

No Twitter para a comunicação mais rápida, no Facebook/Youtube para as análises e conversas mais longas com a população, no Instagram para os vídeos mais curtos.

Se ele vai precisar da mídia oficial, ali na frente se saberá.

Mas, por enquanto, vai seguindo o baile com a sua própria “Rede Globo”.

Bolsonaro – ou seu filho Carlos, vereador no Rio de Janeiro, que pensa e cuida de suas redes sociais – tem consciência que tem na mão um sistema de comunicação, e não se cansa de usar.

Dúvida zero que ele vai abolir os pronunciamentos em cadeia de emissoras de TV em vésperas de datas ou anúncios oficiais como faz Michel Temer e como fizeram Dilma, Lula, FHC, Itamar, Collor, Sarney…

Bolsonaro deverá usar preferencialmente suas redes sociais.

E sabe que falando ali, como quiser e quanto tempo quiser, e sem gastar um real, o que disser terá repercussão na mídia tradicional, incluindo, claro, a Rede Globo.

Boicotar a rede de comunicação de Bolsonaro significará boicotar o noticiário oficial do Brasil.

As lives (ao vivo) que ele tem feito no Facebook, postadas em seguida no Youtube, são reproduzidas – em parte – nas emissoras de TV.

E repercutidas em blogs, portais, revistas, jornais impressos…

No Twitter Bolsonaro só segue 240 perfis, mas é seguido por mais de 2 milhões e 300 mil…

No Instagram tem 7 milhões e 200 mil de seguidores…

Na página do Facebook, mais de 8 milhões de curtidas…

No canal do Youtube, mais de 2 milhões de inscritos.

Com os milhões de seguidores (vale ressaltar que nem sempre o número de seguidores de uma rede se soma ao de outra, porque muitas pessoas seguem todas as redes), Bolsonaro segue com voz própria, ao ponto de boicotar veículos de comunicação nas coletivas a que se submete, como fez com os impressos O Globo, Folha e Estadão, e grava na íntegra, para depois publicar, as entrevistas que concede às emissoras de TV, como postou no Facebook/Youtube a íntegra dessa entrevista a um repórter da Record.

A intenção é revelar o bastidor e evitar que, numa edição, seu pensamento seja distorcido.

Nas entrevistas concedidas, a câmera exclusiva do presidente eleito estará sempre presente.

E falará mais alto do que as câmeras e microfones da imprensa oficial.

E se a mídia oficial não gostar…e decidir atacar o presidente…terá resposta oficial urgente.

Depois da derrocada da mídia impressa, apesar da sobrevida dos mais fortes, o governo Bolsonaro poderá ser marcado por mais mudanças no jornalismo brasileiro.

Com larga vantagem para a internet e seus diversos canais de comunicação.

Ao vivo, gravado, escrito ou apenas fotografado.

É a hora da mudança naquilo que se chamava antigamente de “imprensa escrita, falada e televisada”.

10 de novembro de 2018 às 9:47

Candidato a prefeito de Guamaré é transferido para o São Lucas e motorista faz duas cirurgias no Walfredo Gurgel [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Vítima de acidente de trânsito ontem à noite, o candidato a prefeito nas eleições suplementares de Guamaré, Adriano Diógenes (MDB), que foi atendido no Hospital Santa Catarina, na zona Norte de Natal, foi transferido ainda à noite para o São Lucas, onde se encontra e passa bem.

No acidente que envolveu 3 carros na BR-406, em Ceará-Mirim, um homem morreu e outros dois ficaram feridos.

O motorista de Adriano, Vânio Morais, foi socorrido para o Walfredo Gurgel onde se submeteu a duas cirurgias ortopédicas.

O homem que morreu foi identificado como Severino Batista de Oliveira, de 53 anos.

Deputado Hermano Morais acompanhou o atendimento do candidato no Santa Catarina

10 de novembro de 2018 às 7:07

Namorada do deputado mais votado e nora do presidente eleito é adepta do ‘tiro esportivo’ [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Na sessão Gente da revista Veja, a nora do presidente eleito Jair Bolsonaro:

10 de novembro de 2018 às 6:06

Presidente eleito acena com reforma da Previdência e diz que brasileiro tem direitos trabalhistas mas não tem emprego [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Na transmissão ao vivo pelo facebook, nesta sexta-feira, o presidente eleito Jair Bolsonaro falou sobre direitos trabalhistas e sobre Previdência.

Sobre Previdência fez referências à proposta do governo Temer que chegou a ser aprovado em uma comissão da Câmara no ano passado, e acenou que, o que está parado vai andar.

“Tem que se rever alguma coisa? Tem. O que eu tenho falado é que eu gostaria de dar mais direitos para todo mundo, quem não gosta de dar mais direitos para todo mundo? Mas o Brasil, como está, está chegando no limite da questão orçamentária porque quase tudo é despesa obrigatória. Na questão previdenciária, as despesas têm crescido assustadoramente”.

*

Sobre direitos trabalhistas

“É difícil abrir negócio no Brasil. Aqui no Brasil, o país dos direitos, tem direito para tudo, só não tem emprego. Já vai a esquerda dizer ‘ele quer acabar com direito trabalhista’. Antes que vocês falem besteira, este pessoal da esquerda e alguns órgãos da imprensa também, dizer que os direitos trabalhistas estão lá na Constituição, está cheio de direito lá, só os militares que não têm ali. Tem uns 30 direitos e não tem como tirar”.

*

“Não vou dar murro em ponta de faca, é cláusula pétrea. Mas você tem tanto direito e você não tem emprego. É muito simples isso daí”.

10 de novembro de 2018 às 5:51

Para Bolsonaro, no Ministério da Justiça o juiz Sérgio Moro vai ampliar combate à corrupção no Brasil: “Moro vai pegar vocês” [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Para o presidente eleito Jair Bolsonaro, o que o juiz Sérgio Moro fez como magistrado para acabar com a corrupção no Brasil, é café pequeno em relação ao que ele pode fazer como ministro da Justiça.

Ele se pronunciou sobre o assunto no Facebook, em mais uma das suas transmissões ao vivo.

“O Sérgio Moro vai pegar vocês, abra teu olho, hein? Ele lá, agora, ao contrário do que uns estão falando aí, ele pescava com varinha. Agora, vai pescar com rede de arrastão de 500 metros. E nós queremos isso, o povo quer isso”.

10 de novembro de 2018 às 5:44

Bolsonaro diz que ministro da Educação terá perfil conservador e que próximo Enem não abordará linguagem gay: “Quem ensina sexo é papai e mamãe” [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do presidente eleito Jair Bolsonaro, no Facebook, sobre o Enem, criticando a formalização de uma questão da prova de Linguagem, que abordou o pajubá, conjunto de expressões associadas aos gays e aos travestis.

“Esta prova do Enem – vão falar que eu estou implicando, pelo amor de Deus –, este tema da linguagem particular daquelas pessoas, o que temos a ver com isso, meu Deus do céu? Quando a gente vai ver a tradução daquelas palavras, um absurdo, um absurdo! Vai obrigar a molecada a se interessar por isso agora para o Enem do ano que vem?”.

*

“Queremos que na escola a molecada aprenda algo que no futuro lhe dê liberdade, que ele possa ganhar o pão com trabalho, não fique com essas questões menores que a gente vê por aí de ideologia de gênero. Qual a importância disso? Vai ser feliz, cara! Se você quer se feliz com outro homem, vai ser feliz! Se você é mulher e quer ser feliz com outra mulher, vai ser feliz”.

*

“Mas não fiquem perturbando isso nas escolas, obrigando a criançada a estudar besteira que não vai levar a lugar nenhum. Quem ensina sexo é papai e mamãe, pronto e acabou”.

*

Bolsonaro disse ainda, na transmissão, que está escolhendo o ministro da Educação e que ele terá um perfil de alguém com “autoridade” e que entenda que o Brasil é um país “conservador”.

9 de novembro de 2018 às 21:02

CBN estreia programa jurídico com João Ferreira, Erick Pereira e Herval Sampaio [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Editor do site Jurinews, o jornalista João Ferreira, se junta ao advogado Erick Pereira e ao juiz e presidente da Amarn (Associação de Magistrados do RN), Herval Sampaio, para botar no ar na CBN Natal, o programa ‘Questão de Justiça’.

O programa que será semanal estreia neste sábado, das 10 às 11 horas, com debates e entrevistas

O presidente eleito do Tribuna de Justiça João Rebouças e o advogado Cristiano Barros são os convidados do primeiro programa.

9 de novembro de 2018 às 20:46

Ministério Público atribui redução no número de acidentes no RN às campanhas educativas do Detran [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A agência Executiva Propaganda apresentou ao Ministério Público a nova campanha educativa do Detran intitulada “A pressa passa, as consequências ficam”.

“Os números com acidentes no trânsito estão reduzindo constantemente e um fator decisivo são as campanhas educativas”, constatou a promotora de justiça, Danielle Veras, que conheceu a nova campanha do Detran.

“A campanha é muito feliz porque, além de impactante, ela realmente consegue transmitir ao espectador como é grave a desobediência às regras do trânsito, as consequências advindas de descumprimento. Ela faz com que o público pense, reflita e perceba que não vale a pena a pressa, que ela pode ter um alto custo a sua vida, a sua dignidade relacionada a sua saúde”, concluiu a promotora.

“Os resultados obtidos com as últimas campanhas desenvolvidas pelo Detran-RN comprovam a importância de se manter uma divulgação permanente com caráter educativo. Com essa nova campanha focada na prevenção aos acidentes de trânsito envolvendo motociclistas, acreditamos que os números de vítimas podem reduzir ainda mais, salvando vidas e conscientizando a população”, ressaltou o promotor de Justiça e coordenador jurídico do MPRN, Oscar Hugo de Souza Ramos.

Na nova campanha as atenções estão voltadas para os motociclistas, que integram o mais alto índice de acidentes de trânsito.

Os números do Walfredo Gurgel mostram que entre os anos de 2016 e 2017, o número de pessoas acidentadas com motos caiu de 8.729 para 8.010, indicando uma redução de 719 ocorrências, o que significa uma economia à saúde pública do Estado.

“Nos baseamos em cinco argumentos para a construção do conceito da nova campanha do Detran/RN. O conceito “A pressa passa, as consequências ficam” foi criado a partir de um dito popular, forte impacto, fácil absorção, sintetiza o efeito causa e consequência de forma criativa e didática, além de abranger para o público alvo que pilota todos os tipos de motos, seja 50cc até acima de 500cc”, explicou o diretor da Executiva Propaganda, publicitário Odemar Neto.

“Muito importante este trabalho conjunto nesses quatro anos com o MPRN, só temos que agradecer pelas orientações e pelo projeto Vidas no Trânsito que abraçamos e incluímos em toda campanha, assim temos como medir juntos o bom resultado da mídia investida com retorno de redução de acidentes e mortes, além de economia financeira neste item específico na saúde”, afirmou Odemar.

9 de novembro de 2018 às 19:37

Entrevista: Deputado eleito Allyson Bezerra começa a preparar mandato para a próxima legislatura [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Eleito deputado estadual quando se dizia que ele preparava o nome para ser candidato a vereador em Mossoró daqui a dois anos, Allyson Bezerra (SD) já está montando o gabinete e preparando o mandato que será iniciado no dia 1º de fevereiro.

Na Assembleia, o mais jovem parlamentar da próxima legislatura, comporá a bancada do Solidariedade, que contará com ele, com o presidente do partido Kelps Lima, e com a deputada Cristiane Dantas, que migrará do PPL pelo qual se elegeu, e o qual não atingiu a cláusula de barreira, para o Solidariedade.

Na entrevista que nos concedeu no Jornal da Noite, na 95MaisFM, Allyson falou de sua campanha e de como se elegeu um dos 24 parlamentares que tomarão posse em fevereiro.

Confira a entrevista:

9 de novembro de 2018 às 17:53

OSB: Aldo Medeiros e Rossana Fonseca lançam a Chapa 30 [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Candidato presidente da OAB do RN, o advogado Aldo Medeiros lançou a Chapa 30 nesta quinta-feira.

O evento encheu o salão do Espaço América, em Natal, para conhecer todos os membros e as 30 propostas da chapa “Atitude OAB”.

“Vamos ter no Rio Grande do Norte uma OAB moderna, independente, que valoriza a mulher, interiorizada, transparente e atuante para os advogados”, ressaltou o candidato, que compôs chapa com a vice Rossana Fonseca.

  • novembro 2018
    S T Q Q S S D
    « out    
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    2627282930