Thaisa Galvão

9 de dezembro de 2011 às 0:42

Indignado, natalense denuncia que passou 6 horas para ser atendido na Central do Cidadão [7] Comentários | Deixe seu comentário.

Do leitor-cidadão Astrogildo Kléber Soares, a revolta com a redução no atendimento da Central do Cidadão:

Cara Jornalista Thaisa Galvão,
Venho através desta coluna, externar minha indignação, ante o caos que tornou-se o atendimento ao usuário, prestado pela Central do Cidadão –  Via Direta. Ao procurar esse famigerado órgão, (no dia 06.12.11) com a finalidade precípua de renovar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH),  passei exatas 06 ( seis) horas para ter concluído o epígrafado atendimento. Pagando ainda,  R$ 63,00 (sessenta e seis) reais da taxa  de renovação  de exame e,  R$ 41,00 (quarenta e um) reais pertinente a taxa  de exame  de aptidão física e mental.
Em pleno século XXI, num efervescente impulso da tecnologia e sobretudo das redes sociais, o poder público demonstra sua absoluta ineficiência, ao ofertar um serviço ao cidadão, que levou SEIS horas para concluí-lo; serviço este sem nenhuma complexidade, haja vista que resumia numa simples concessão de um documento, que necessitou apenas de realizar uma fotografia e um exame de vista, que não demandou mais de cinco minutos.
Os reclames da sociedade eram notórios, posto que as demais unidades “Central do Cidadão” localizadas no Praia Shopping, Alecrim, Cidade Alta, não estão prestando atendimento ao público e a congênere da Zona Norte está há meses sem atender segundo comentários do povo.
O cidadão precisa de, no mínimo, um serviço que  lhe dê satisfação, uma vez que para isso paga seus tributos e no caso especifíco ainda arca com o pagamento das taxas, todavia, sofre diante de uma falta de respeito.
Diante das colocações, gostaria de ver publicada no seu blog a aludida matéria……………

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*