Thaisa Galvão

23 de fevereiro de 2012 às 16:35

31 dias depois de assumir o cargo, diretor do presídio de Alcaçuz pede demissão [2] Comentários | Deixe seu comentário.

Exatamente um mês e um dia depois de ter assumido a direção da Penitenciária de Alcaçuz, o coronel Zacarias Mendonça pediu para sair.

Motivo alegado: incompatibilidade com o cargo.

“Eu não me adaptei”, disse Mendonça ao Blog. “É como você ser um repórter que faz cobertura policial e de repente mandam você cobrir moda. Você se sente um peixe fora d’água”, justificou o policial, antes lotado em batalhão operacional, especialista em Educação Policial.

“A rotina de lá é completamente diferente da que eu tinha. E eu quando fui disse ao comandante (Coronel Araújo) que iria, mas se não me adaptasse pediria pra sair.

 

Perguntei ao coronel Zacarias Mendonça se o real motivo de sua saída não seria a promessa não cumprida pelo governo, de estruturar melhor o presídio para evitar as fugas constantes.

“Se eu fosse reclamar de estrutura eu nem estaria mais na Polícia. Eu sei que todo governo tem suas deficiências”, afirmou o policial, que aguarda agora ser designado para outro setor. “Estou esperando o comandante me designar”, disse Mendonça, que foi substituído, interinamente pelo vice-diretor do presídio, Major Assis Santos.

 

Perguntei a coronel Mendonça quanto tempo tinha significado para ele estes 31 dias à frente do presídio de Alcaçuz.

“Valeu por uns 4 meses. A preocupação é constante, você passa o dia todo preocupado e os presos passam o dia todinho só pensando em fugir. Eu me sinto aliviado”, finalizou o ex-diretor.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*