Thaisa Galvão

24 de janeiro de 2013 às 20:07

Menos de um mês depois de eleito, presidente da Câmara de Ouro Branco renuncia [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Fato raro…

Há menos de um mês na presidência da Câmara de Ouro Branco, o vereador Genildo Medeiros (PDT) renunciou ao cargo em sessão extraordinaria realizada hoje.

 

Inédito, pelo menos no Seridó.

 

Em carta lida na última sessão que presidiu, Genildo disse que deixava o cargo – continua só com o mandato – para fazer tratamento de saúde.

Em seu lugar assume o vice, vereador Fábio Severiano (PSDB), enquanto uma nova eleição, marcada para daqui a 30 dias, não acontece.

 

Nos bastidores, o que se diz é que o presidente por 24 dias, que é policial federal, queria cumprir uma gestão séria, mas viu que seria impedido por causa das pressões por cargos

 

Também se atribui o problema à falta de articulação da prefeita Fátima Araújo, do PT.

 

24 de janeiro de 2013 às 19:20

Henrique Alves e Fábio Faria fazem campanha na Bahia [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O deputado Henrique Alves (PMDB), em campanha pela presidência da Câmara, foi hoje ao estado da Bahia.

Ele e o deputado potiguar Fábio Faria (PSD), mais integrantes que deverão compor a mesa diretora da Câmara, foram recebidos pelo novo prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM).

Deputados federais baianos também participaram da reunião com a chapa favorita na eleição da Câmara.

Quem também acompanhou Henrique e Fábio hoje foi o vice-governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria.

Que vem se aproximando do PMDB de Henrique….de Garibaldi…

Henrique, Fábio e Robinson com ACM Neto e deputados

 

24 de janeiro de 2013 às 19:11

João Maia leva comitivas de 6 municípios para audiência com a governadora Rosalba [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Por essa a governadora Rosalba Ciarlini não esperava.

Esperando a chegada do deputado João Maia em seu gabinete, agora há pouco, com comitivas de Jardim do Seridó e o de Equador, eis que o aliado presidente do PR chega à Governadoria com comitivas também dos municípios de Ipueira, São Pedro, Arez e Baraúna.

Cada grupo apresentando um pleito ao governo…

E o governo se afinando para conquistar o apoio em 2014…

Rosalba recebe João Maia e aliados do interior

24 de janeiro de 2013 às 18:59

Carlos Eduardo e Rosalba: ou se unem ou a saúde derruba os dois [1] Comentários | Deixe seu comentário.

O prefeito Carlos Eduardo subiu a rampa da Governadoria pela primeira vez.

Atendeu convite da governadora Rosalba Ciarlini para afinar o discurso que vão levar, em defesa da saúde pública, para a audiência com o ministro Alexandre Padilha, no começo da próxima semana.

Há quem ache que o prefeito está fazendo gesto ao se aliar a governadora…

Mas ele sabe que, ou faz, ou se transforma no próximo alvo.

A saúde é o calo da governadora, que depois do “Fora Rosalba”, vai assistir a mais um movimento social contra sua gestão.

Dessa vez os médicos que promoveram o primeiro movimento, sairão pelas ruas da capital na ‘Marcha do Fio de Aço”, às 8h30 do sábado.

A marcha é motivada pela gravação que o presidente do Conselho Regional de Medicina fez, durante uma cirurgia no Walfredo Gurgel, mostrando que, por falta de fio específico, costurou um paciente com fio de aço.

 

Pois bem…

O prefeito sabe o perigo que corre.

E a única forma de evitar coisa, pelo menos parecida, é cuidando da saúde.

E saúde só de município, sem parceria, ou pacto, como eles chamam, com o estado, não funciona.

Então o gesto de Carlos Eduardo não é bem com a gestão de Rosalba…mas com a gestão dele.

Se a saúde não se aprumar, nada mais se apruma na gestão.

Daí o gesto.

 

“A nossa disposição é somar forças e com o município para que o atendimento na rede municipal volte ao normal o que desafogará os grandes hospitais”, disse a governadora Rosalba Ciarlini.

“O ministro sugeriu e nós achamos importante que as três esferas de governo atuem em conjunto com um objetivo e metas traçadas para oferecer os serviços que a população tanto precisa e reclama. Fizemos essa reunião para não chegar na próxima terça-feira apenas com um diagnóstico dos problemas, mas com sugestões objetivas e atribuições definidas para cada um a partir de um objetivo a ser atingido”, disse o prefeito.

 

O prefeito subiu a rampa com o secretário de Comunicação, Héverton de Freitas, e sentou à mesa com a governadora, os dois secretários de Saúde, Isaú Gerino e Cipriano Vasconcelos, e outros auxiliares.

Combinaram que atuarão juntos daqui pra frente.

Não tem outro jeito.

Carlos Eduardo e Héverton subindo a rampa (Fotos: Cláudio Abdon)

Os cumprimentos...

E a afinação do discurso

 

 

24 de janeiro de 2013 às 15:00

Falta de segurança faz veranistas e empreendedores abandonarem casas e terrenos no litoral norte do RN [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Quando a ponte Forte-Redinha foi inaugurada, surgiu uma nova perspectiva para o litoral norte do Rio Grande do Norte.

Com as praias a um pulo da capital, bastando atravessar a ponte, a hipótese de se fazer grandes negócios era uma realidade plantada na cabeça de investidores, e principalmente, de proprietários de casas e terrenos nas praias do lado norte.

Até morar em Muriú, Jacumã e praias vizinhas, chegou a se cogitar entre donos de belas casas.

O tempo passou, o acesso à ponte não foi concluído, a proximidade existe, mas a facilidade não é a esperada, e o pior: a falta de segurança pôs fim ao sonho de muita gente.

E mais: provocou um prejuízo inestimável a donos de casas e terrenos.

 

Os bandidos atravessaram a ponte nova, mas a segurança não os acompanhou.

Na terça-feira, depois de passar em Porto Mirim, decidi seguir viagem pela antiga estrada que liga uma praia a outra.

Passei por Muriú, Barra de Maxaranguape, Caraúbas e Maracajaú.

Confesso que no trajeto, em alguns trechos, nos sentimos, eu e meu marido, passando por cidades fantasmas.

A falta de segurança mandou embora os veranistas.

São muitas as casas de verão abandonadas…sem manutenção e sem uso.

 

Casas abandonadas (Fotos: Thaisa Galvão)

Mais abandono

 

São muitas casas postas à venda, troca, ou até para alugar. Costume de muitos verões.

Mas, pelo que a gente percebe, sem a menor perspectiva de fazer um bom, ou até um mau negócio.

Aquele negócio tão desejado com a chegada da ponte nova.

As placas de vende-se colocadas nos imóveis, dão sinal de que a oferta é antiga, mas ninguém apareceu para comprar, trocar e muito menos alugar.

 

Nenhum interessado...

Quem compraria?

 

Os terrenos, então…muitos com placas e nenhuma coragem de alguém, pelo menos, perguntar o preço.

O deserto vai tomando conta das praias sem segurança depois de muitos arrastões, assaltos, crimes…

 

O que seria investimento, virou prejuízo

 

Nem mesmo um empreendimento turístico que começou a ser construído próximo ao Cabo de São Roque, em Maxaranguape, escapou do abandono.

A obra está parada e dá pra ver que materiais como portais do prédio, já assentados, foram roubados.

Por perto, passantes dizem que aquele seria o hotel do famoso jogador inglês, David Beckham, que veio ao Rio Grande do Norte em janeiro de 2008 fazer o lançamento com pompa e circunstância.

Além do hotel com vários campos de golfe, seria construído na área um centro de treinamento que levaria o nome do inglês.

Abandono total.

E por aqui nunca mais se ouviu falar de David Beckham.

 

Obra de hotel parada...abandonada...roubada...

O que seria o hotel do jogador famoso da Inglaterra

 

Quem veraneia nas praias mais badaladas, como Jacumã, Porto Mirim e Muriú, paga o preço da insegurança. E no orçamento do verão, é obrigado a acrescentar os salários de, no mínimo, dois seguranças 24 horas.

Ou então, trocar o conforto de uma casa grande e arejada com redes na varanda, por um chalé miúdo dentro de um condomínio com muro alto, cerca elétrica, câmeras, sensores…segurança.

Confesso que deu pena presenciar o abandono e constatar que as placas de vende-se afixadas em muitas casas, não surtirão nenhum efeito.

E que sobrará aos contribuintes que nunca deixaram de pagar seus impostos, o prejuízo de perder a sua casa de verão, ou o seu terreno guardado como investimento.

O cenário de abandono, em alguns trechos, dá medo.

Ainda mais quando a gente se depara com um carro jogado à beira-mar, com sinais de que foi incendiado.

Certamente para apagar vestígios de um crime qualquer.

 

Cenário de medo

 

 

24 de janeiro de 2013 às 14:56

Pastor natalense diz que Crivella está licenciado da igreja para atuar na política [2] Comentários | Deixe seu comentário.

Membro da Ordem dos Pastores de Natal, Roberto Santos liga para esclarecer, depois de ler notícia sobre a posição do ministro Crivella sobre a importação de camarão, quando o Blog denomina o ministro de Pastor.

Roberto Santos explica que Crivella é pastor licenciado da igreja, por estar cumprindo o cargo de ministro.

Está fora da igreja, e atuando na política, diz o pastor potiguar.

Que comparou a importação de camarão à importação de automóveis, lembrando que nesse caso o Brasil foi beneficiado…

 

24 de janeiro de 2013 às 13:40

Governo e bancada devem tentar impedir que ministro autorize importação de camarão [1] Comentários | Deixe seu comentário.

A chegada de um ministro a Natal, sempre festejada pela classe política, bem que poderia ter outro tom durante a visita do ministro da Pesca, Marcelo Crivella.

A bancada federal potiguar e a governadora Rosalba Ciarlini, poderiam aproveitar a chegada do ministro-pastor, amanhã, para fazer pressão.

Desconhecedor total e absoluto do tema que comanda no governo federal, o ministro que ganhou o cargo por ser político – e religioso – está prestes a concretizar uma ação que deverá prejudicar a carcinicultura brasileira.

Crivella, que apoiou, mas não elegeu, Celso Russomano para a Prefeitura de São Paulo, tenta pagar a conta a uma

empresa de camarão que teria patrocinado a campanha…comprometendo a carcinicultura do Brasil.

O ministro-pastor que não entende nada de pesca, quer autorizar a importação de camarão argentino para o país.

Carcinicultores garantem que o camarão argentino, sem o programa de fiscalização ambiental implantado no Brasil, deverá chegar por aqui trazendo uma média de 200 tipos de vírus.

Mesmo assim, o pastor Crivella quer importar…

E com isso, beneficiar a tal empresa que teria bancado a campanha de Russomano, que passaria a comprar o produto por um precinho bem camarada, mesmo não repassando o benefício ao consumir, que ainda ganharia a possibilidade de ser contaminado.

A história é essa.

 

O presidente da Associação Brasileira de Criadores de Camarão, o potiguar Itamar Rocha, já conversou com o ministro-pastor sobre o assunto, mas ele se mostrou irredutível.

Afinal de contas, precisa pagar a conta que o candidato derrotado não consegue pagar.

A ministra da Casa Civil, Idelli Salvati, que já foi da Pesca, garantiu à deputada Sandra Rosado que o governo não iria permitir a importação.

 

É o Rio Grande do Norte quem tem que gritar para evitar a marmota, e a oportunidade é essa.

Amanhã, antes de inaugurar uma colônia de pescadores em Tibau, Crivella assina convênios com o governo do Estado e com a Prefeitura de Pedra Grande, para implantação do Projeto Velas ao Vento…

E bem que a bancada poderia acompanhar o ministro cobrando insistentemente…

 

No sábado, o pastor Crivella participa do Grito da Pesca em Rio do Fogo.

E bem que o Grito poderia ser dado pelos carcinicultores do RN e pelos deputados, senadores, governadora…ministro da Previdência Garibaldi Filho…

*

O ministro da Pesca que trabalha para acabar com a pesca de camarão no Brasil, pode até justificar o fator preço, e tentar vender o ‘peixe’ argentino mais barato do que o do Brasil…

Mas aí essa seria uma questão de interesse da iniciativa privada.

O governo jamais poderia trabalhar contra a produção local.

Deixasse para os empresários, donos de restaurantes…vivendas da vida.

 

*

Os carcinicultores têm dois canais para levar o ‘Grito da pesca do Camarão’ até a mesa da presidente Dilma Rousseff: o ministro Garibaldi, que quando governador incentivou a carcinicultura, e o deputado Henrique Alves, candidato a presidente da Câmara.

Nas visitas que tem feito a estados do Brasil, em campanha para chegar à presidência, Henrique tem ouvido cobranças de ações do governo federal em relação aos estados.

Bem que a cobrança da bancada potiguar poderia ser essa: o Grito da Pesca ao contrário.

24 de janeiro de 2013 às 13:25

Leitor questiona sobre repasse de verbas públicas a produtores rurais de Macau [0] Comentários | Deixe seu comentário.

De um leitor do Blog, entendido do assunto, ao ler declaração do prefeito de Macau, Kerginaldo Pinto, afirmando que a prefeitura não recebeu um centavo a partir do decreto do governo que incluiu o município na lista dos que estão em estado de emergência por causa da seca.

 

“Os produtores rurais de Macau não receberam benefícios a partir do decreto de emergência, tais como bolsa estiagem e quebra de safra?”

 

Com a palavra…

24 de janeiro de 2013 às 12:45

Prefeito de Macau garante que, com decreto de emergência, município não recebeu um centavo [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O prefeito Kerginaldo Pinto esclareceu ao Blog que Macau, que estava incluída na lista de municípios sob decreto de emergência por causa da seca, não chegou a receber um centavo do governo federal por causa do decreto.

E que a decisão de incluir Macau na lista de 139 municípios em estado de emergência, não foi da prefeitura local, e sim do governo do Estado, que não ouviu o prefeito antes do ato administrativo.

“Não temos o que devolver. Macau nunca esteve em calamidade. Nossa área rural é de apenas 5%, o que não justificava naquela ocasião a cidade ser incluída na lista dos 139 municípios do decreto de emergência

do governo”, disse Kerginaldo.

 

E sobre o investimento com o carnaval, Kerginaldo reforçou que a Prefeitura, que vai investir 4 milhões com o carnaval, espera um retorno para o município em torno de R$ 20 milhões.

 

“Estamos investindo este ano R$ 4 milhões para a festa de momo acontecer. Isso não é custo, mas investimento para cidade e a população, pois a quantidade de visitantes é tanta que passamos de uma população de 30 mil habitantes para 300 mil foliões, que devem injetar em média cerca de R$ 20 milhões na economia local. Além da folia do carnaval, o evento tem grande papel na economia da cidade, milhares de pessoas esperam fevereiro chegar, porque tem na festa uma oportunidade de renda extra a cada ano. Oportunidades que chegam junto com a festa de momo para ambulantes e proprietários de imóveis que alugam suas casas no período. A rede hoteleira, bares, restaurantes, supermercados e ainda o comércio de bebidas e vestuário também desfrutam no carnaval de considerável aquecimento nas vendas”, disse o prefeito.

 

24 de janeiro de 2013 às 12:26

Em entrevista à Folha, ministro Garibaldi anuncia que haverá ‘mudança na pensão’ [2] Comentários | Deixe seu comentário.

Da editoria ‘Mercado’, na Folha de S. Paulo de hoje:

Desoneração custará R$ 16 bi ao Tesouro

Valor será repassado ao INSS para compensar perda da contribuição de 20% sobre a folha de salários de alguns setores

Ministro da Previdência reafirma mudança na pensão, mas descarta ação do governo para alterar a aposentadoria

PAULO MUZZOLON – EDITOR-ADJUNTO DE “MERCADO”

*

O impacto da desoneração da folha de pagamentos nas contas previdenciárias será de R$ 16 bilhões neste ano.

O número equivale a quase 40% do deficit de R$ 40,5 bilhões em 2012, ano em que a Previdência deixou de arrecadar R$ 1,8 bilhão com desonerações setoriais, feitas pelo governo para tentar estimular a economia. As empresas deixam de pagar os 20% de contribuição sobre a folha de salários, em troca de uma alíquota de 1% a 2% sobre o faturamento bruto.

O custo previsto desse incentivo em 2013 foi antecipado à Folha pelo ministro Garibaldi Alves e ultrapassa o previsto pelo governo em setembro (R$ 13 bilhões).

Quinze setores foram desonerados em 2012, 25 começaram a ser beneficiados em 1º de janeiro e mais dois entrarão na medida em abril.

Embora declare preocupação com o deficit previdenciário, Garibaldi espera que a medida não impacte diretamente os cofres da Previdência, já que o Tesouro cobre a diferença na arrecadação -o primeiro repasse, de R$ 1,8 bilhão, foi em dezembro.

Ele ainda apontou as mudanças em estudo na concessão da pensão por morte para segurados do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) e disse que o governo não vai estimular propostas que alterem a aposentadoria.

Leia, abaixo, os principais trechos da entrevista, concedida à Folha por telefone.

*

Folha – Quais são os planos da Previdência para este ano?

Garibaldi Alves – Temos nos preocupado com a sustentabilidade do Regime Geral da Previdência Social [RGPS, o regime dos contribuintes do INSS]. Teremos, progressivamente, um maior número de idosos. No nosso regime, quatro pessoas na atividade devem pagar o benefício de uma inativa, mas isso está diminuindo.

Há deficit porque a Constituinte decidiu que a União banque a aposentadoria rural. Quem vive no campo tem direito a um benefício que é muito inexpressivo do ponto de vista da contribuição.

Em 2012, tivemos R$ 24,5 bilhões de superavit no regime urbano, ante deficit de R$ 65 bilhões no rural, dando um deficit total de R$ 40,5 bilhões.

O outro regime, que tem 950 mil aposentados dos serviços público e militar, teve deficit de R$ 60 bilhões em 2011 [dados de 2012 não estão fechados].

Por isso consideramos um avanço o Funpresp [Fundo de Previdência Complementar dos Servidores Públicos Federais]. Trouxe um ato de Justiça, porque o funcionário público passou a ter o teto de aposentadoria do trabalhador do setor privado, que é hoje R$ 4.159.

*

Como diminuir o deficit?

Quanto ao setor rural, não há como se ter uma correção, a não ser a população rural ir migrando para as cidades.

O problema são as pensões. O governo está esperando o melhor momento para tentar corrigir isso. Temos um anteprojeto para estabelecer uma carência de contribuição para a pensão. Se um idoso faz uma contribuição ao INSS e no outro dia morre, ele deixa a mesma pensão daquele que contribuiu por vários anos.

O Brasil tem regras para o benefício que destoam de quase todos os países. A pensão é vitalícia mesmo para viúvas ou viúvos jovens, que continuam recebendo mesmo que se casem ou após os filhos se tornarem adultos.

Mas o anteprojeto não está acabado. Haverá discussão interna e, claro, no Congresso. Mas teria que haver uma carência, que é de dois a cinco anos na maioria dos países.

No caso da viúva jovem, ela receberia a pensão por um tempo determinado. Há uma sensibilidade de que é preciso acelerar isso. Nossa legislação é muito concessiva.

Mudanças na aposentadoria entram nesse anteprojeto?

Não. Temos que nos preparar para a eventualidade de um debate que até agora não aconteceu no Congresso. Há projetos que acabam com o fator previdenciário, mas não dá para acabar com o índice sem uma alternativa.

Para a transição para o presente, uma alternativa seria o fator 85/95. Para o futuro, a idade mínima.

Só Brasil, Equador, Irã e Grécia não têm idade mínima para aposentadoria. E aí acontecem as aposentadorias aos 53 anos.

*

Mas o Congresso não parece disposto a discutir isso.

O Congresso embalou no final de 2012. Quando se começou a aprofundar o debate, ele foi deixado para o reinício dos trabalhos, e teve um amortecimento.

O governo não vai tomar iniciativa no debate, porque teme incentivar algo que venha a redundar na pura e simples extinção do fator.

Qual o impacto da desoneração da folha de pagamentos nas contas da Previdência?

A desoneração implica uma renúncia fiscal para o governo. Na Previdência, o impacto tende a ser nulo. A lei previu que a União compensará o RGPS no valor da renúncia decorrente da desoneração. Em dezembro, foi iniciada a compensação, com a transferência de R$ 1,8 bilhão referente a 2012.

*

Quais outros setores irão entrar na desoneração?

Não temos uma resposta. O que sabemos é que, pelo nosso cálculo, para 2013, vamos ter R$ 16 bilhões [de repasse do Tesouro como compensação da renúncia].

A própria resposta dessa desoneração não acontece de imediato. Essa medida do governo deve acelerar o crescimento econômico, que terá um impacto positivo sobre o mercado de trabalho. E o aumento real do salário mínimo em 2013 será menor que o ocorrido em 2012.

*

A Previdência gastou R$ 6,5 bilhões nos 12 meses encerrados em novembro em benefícios concedidos pela Justiça. Para este ano, prevê valor similar. Como diminuir o volume de processos e resolver o problema administrativamente?

Em números absolutos o INSS é a instituição que possui o maior número de processos tramitando na Justiça Federal. Isso se justifica pelo fato de ser o órgão que possui o maior número de relações jurídicas com os brasileiros.

Porém, se formos estabelecer uma proporção entre o total de processos e os milhões de beneficiários da Previdência, constataremos que o índice de litigiosidade do INSS é bem menor do que várias empresas. A cada dez benefícios concedidos no país, apenas um é pela via judicial.

Investimos numa análise mais célere dos benefícios, bem como no julgamento dos recursos [administrativos].

Mas há um problema de cultura e de um certo temor do segurado, que não vê como válido recorrer de forma administrativa. Na medida em que isso for julgado com mais celeridade, ele tende a acreditar que isso se esgote administrativamente.

A intenção é ainda a Procuradoria Federal atuar nos recursos administrativos, de modo a fazer acordos que propiciem o reconhecimento do direito pleiteado pelos segurados. Em 2012 firmamos 100 mil acordos na Justiça.

Clique na imagem para visualizar melhor

 

RAIO-X

Nome
Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN)

Idade
66 anos

Cargo
ministro da Previdência Social desde 2011

Carreira
Foi quatro vezes deputado estadual do Rio Grande do Norte, uma vez prefeito de Natal, duas governador do Estado e três vezes senador, sendo a última eleição em 2010. Foi presidente do Senado em 2008

24 de janeiro de 2013 às 12:14

Idema: sai Gustavo Szilagyi, entra Jamir Fernandes [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A assessoria de imprensa do governo envia release à imprensa, informando que o diretor-geral do Idema,  geógrafo Gustavo Szilagyi,  entregou a carta com o pedido de exoneração à governadora Rosalba Ciarlini.

Justifica que vai retornar às atividades acadêmicas de ensino e pesquisa.

Huummm…

Gustavo é professor da UnP e no segundo semestre começará a cursar um doutorado em Gestão Costeira.

Assumirá a direção-geral do Idema o engenheiro agrônomo Jamir Fernandes, atual diretor técnico do órgão.

A posse de Jamir será no início da próxima semana.

24 de janeiro de 2013 às 10:21

Cancelados shows de hoje no Cirquinho em Pirangi [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Cancelados os shows programados para hoje no Cirquinho, na praia de Pirangi.

Subiriam ao palco hoje a banda Forró do Bom, Banda 5% e o cantor André Luvi.

Quem já comprou ingresso poderá pedir reembolso na bilheteria da Arena do Circo da Folia e nas lojas Stalker do CCAB Petrópolis e Claro do shopping Cidade Jardim, das 14h às 21h de hoje.

Outra opção é trocar por um ingresso de “pista” para os shows de sábado na Arena do Circo: Diogo Nogueira, Ricardo Chaves e Bateria da Mangueira.

24 de janeiro de 2013 às 9:18

Operação Hígia: tudo pronto para o julgamento [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Com o processo concluído, e sem filas para julgamentos na Justiça Federal do Rio Grande do Norte, os envolvidos na Operação Hígia poderão ser julgados muito em breve.

A confirmação foi dada pela secretaria da Justiça Federal ao repórter Paulo Nascimento, do Novo Jornal.

Tanto os réus quanto o Ministério Público Federal no RN já entregaram suas alegações finais – defesa e acusação – referentes ao processo, e desde o dia 15 passado o processo aguarda para ser julgado.

Segundo o NJ, no dia 21 de maio, o Ministério Público Federal pediu a condenação de 13 réus e absolvição de Genarte de Medeiros Brito Júnior, então servidor da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap).

Também pediu a concessão de delação premiada para Jane Alves, por ter acrescentado ao processo, “esclarecimentos importantes”, e a retirada do processo do ex-marido dela, Anderson Miguel, que foi assassinado.

Serão julgados Lauro Maia (advogado e filho da ex-governadora Wilma de Faria), João Henrique Lins Bahia Neto (ex-secretário adjunto de Esporte), Rosa Maria D’Apresentação Caldas Simonetti (procuradora do Estado), Jane Alves de Oliveira Miguel da Silva (empresária), Edmilson Pereira de Assis (empresário), Francinildo Rodrigues de Castro (servidor público), Francisco Alves de Sousa Filho (Administrador da EST Engenharia), Herbeth Florentino Gabriel (Emvipol), Luciano de Sousa (funcionário da Líder Limpeza Urbana LTDA), Maria Eleonora Lopes D’Albuquerque Castim (ex-Coordenadora da Secretaria de Saúde), Mauro Bezerra da Silva (dono da Líder Limpeza Urbana LTDA), Marco Antônio França de Oliveira (servidor público), e Ulisses Fernandes de Barros (funcionário da Emvipol).

24 de janeiro de 2013 às 8:57

João Maia leva prefeitos de Jardim do Seridó e Equador para audiência com a governadora [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Marcada para às 17 horas a audiência do deputado federal João Maia (PR) com a governadora Rosalba Ciarlini.

João, aliado que garantiu que não há rompimento à vista com o governo, levará para o encontro os prefeitos de Jardim do Seridó, Padre Jocimar, e de Equador, Noeide Sabino.

 

Padre Jocimar vai pedir à governadora, uma estrada asfaltada de 3,5 km, ligando Jardim ao Povoado Currais Novos, uma das maiores comunidades rurais do município.
A prefeita Noeide Sabino vai pedir a Rosalba que lhe garanta a construção da adutora Parelhas/Equador, para tentar acabar de vez com o problema de falta d’água na cidade.
Na comitiva de Jardim, também estarão com Padre Jocimar e o deputado João Maia, o vereador e presidente do PR, Zé da Noite, e o empresário Daniel Lúcio, dono de uma facção de confecções que emprega 50 pessoas em uma comunidade rural.
Na comitiva de Equador, além da prefeita, subirá a rampa da Governadoria o presidente do PR local, empresário Djalma Patrício.

24 de janeiro de 2013 às 8:47

Carlos Eduardo sobe a rampa hoje para reunião com Rosalba [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Sugerida pela governadora Rosalba Ciarlini para amanhã (sexta), a conversa prévia entre a chefe do executivo estadual e o prefeito Carlos Eduardo acontecerá hoje à tarde.

Às 15 horas, Carlos subirá a rampa da Governadoria pela primeira vez depois de eleito.

Os dois vão afinar o discurso que levarão ao ministro da Saúde, Alexandre Padilha, no encontro da próxima semana, em Brasília.

Na pauta, a gestão compartilhada para tirar Natal e o Rio Grande do Norte da crise.

 

24 de janeiro de 2013 às 8:39

PSDB não desiste de Henrique [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A imprensa tem divulgado que o PSDB não apóia em massa a candidatura a presidente da Câmara do deputado potiguar Henrique Alves, do PMDB, apesar do comando tucano ter declarado votar no peemedebista.

Mas, há quem aposte o contrário, como diz Ilimar Franco, no Globo de hoje.

 

24 de janeiro de 2013 às 8:34

Redução na conta de energia começa a valer hoje [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A interferência do ex-presidente Lula na gestão da presidente Dilma, e uma remota possibilidade dele voltar à política, mudaram o tom dos pronunciamentos da presidente.

Ontem, ao anunciar o desconto que o governo dará nas contas de energia, a presidente passou o tempo todo na telinha da TV, se defendendo.

Fez um discurso na defesa o tempo inteiro. E defendia atacando quem acha isso, que é do contra, que fez isso..

Ou seja, críticas ao retrovisor.

E o retrovisor dela é Lula.

Muito sutilmente, mas Dilma apontou a arma para seu antecessor.

E para mostrar que é boa de mira, deu um desconto em cima do desconto.

A redução que seria de 16% para consumidores residenciais, passa a ser de 18%.

No caso das indústrias, o desconto passa dos 28% previstos anteriormente para 32%.

 

A redução do custo da eletricidade já entra em vigor hoje.

 

24 de janeiro de 2013 às 8:21

Carlos Eduardo entre os prefeitos que querem importar médicos da Europa [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Depois dos médicos terceirizados na Prefeitura, via cooperativas, a saúde municipal de Natal poderá preencher as vagas em hospitais e postos de saúde com profissionais gringos, importados de Portugal e Espanha.

O prefeito Carlos Eduardo é um dos defensores da ideia que já está em análise pelo governo federal, e já tem apoio de mais prefeitos de capitais.

Eis nota do Globo de hoje:

 

Do Blog – Certamente que na discussão sobre importação de profissionais da saúde, os prefeitos ainda não chegaram no quesito ‘salários’. Europeus, apesar da crise, principalmente nos dois países citados, vivem a realidade do Euro. Quase 3 vezes mais valorizado do que o nosso Real.

E das duas uma: ou vai se importar médico recém-formado, sem experiência e sem perspectiva de vida em seu país, ou vai se pagar muito bem e acima do que se paga a médicos ‘da casa’.

Uma crise atrás da outra…

Mas que seria bom…ah, seria…

 

24 de janeiro de 2013 às 6:03

Lançamento nacional da Campanha da Fraternidade 2013 será em Natal [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB,  e Arcebispo de Aparecida (SP), Dom Raymundo Damasceno Assis virá a Natal em fevereiro.

Participará na capital potiguar, do lançamento nacional das comemorações pelos 50 anos da Campanha da Fraternidade.

Também estarão presentes o Núncio Apostólico no Brasil, conhecido como Embaixador do Vaticano para o Brasil, Dom Giovanni d’Aniello, e o presidente da Comissão Episcopal para a Juventude, da CNBB, Dom Eduardo Pinheiro.

A comitiva estará no Rio Grande do Norte no dias 14 e 15 de fevereiro.

Na tarde do dia 14, com os bispos das dioceses do Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco e Alagoas, as autoridades católicas visitarão a comunidade Timbó, em Nísia Floresta.

Lugar onde, na quaresma de 1962, foi realizada a primeira Campanha da Fraternidade no Brasil.

No dia 15, os católicos participarão do Seminário “Igreja: fundamento da fraternidade”, que acontecerá no Centro de Convenções de Natal, das 8h30 às 17h30.

Será na abertura do Seminário que a Campanha da Fraternidade de 2013 será lançada, tendo como tema: “Fraternidade e Juventude”.

O Padre Fábio de Melo, mais Dunga e Eliana Ribeiro, da Comunidade Canção Nova, confirmaram participação no Seminário.

Os ingressos para o Seminário serão vendidos ao preço de 30 reais na Paulinas Livraria, e no Centro Pastoral Pio X, no subsolo da Catedral Metropolitana de Natal.

24 de janeiro de 2013 às 1:49

Chapa de Gilton Sampaio e Lúcio Ney será registrada nesta quinta [2] Comentários | Deixe seu comentário.

Pré-candidato a reitor e vice-reitor da Uern, os professores Gilton Sampaio e Lúcio Ney vão registrar sua chapa.

O registro que oficializará a candidatura será feito nesta quinta-feira, às 10 horas, na sala da Comissão Eleitoral, no prédio da Reitoria.