Holiday

Thaisa Galvão

11 de março de 2013 às 21:21

Em vez de julgar mandado de segurança, ministro do STF pede informações ao CNJ sobre processo do Quinto Constitucional [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal, acaba de despachar sobre o mandado de segurança impetrado pelo advogado Glauber Rêgo, contra a decisão do Conselho Nacional de Justiça, que suspendeu o processo de nomeação para o cargo de desembargador do Tribunal de Justiça do RN.

O ministro optou por não tomar decisão ainda sobre o MS.

Ele pediu que o conselheiro do CNJ que decidiu pela suspensão do processo, Jéfferson Kravchychyn, lhe enviasse, num prazo de 10 dias, informações sobre o caso, para só aí ele apreciar o pedido de liminar por parte do advogado de Gláuber, Alberto Pavie.

 

O fato do ministro ter pedido informações à parte contrária desagrada a parte interessada no mandado de segurança.

 

11 de março de 2013 às 15:48

Henrique aciona DNIT e Advocacia da União e pede agilidade em ações para conclusão das obras do aeroporto [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O presidente da Câmara, deputado Henrique Alves, e o secretário de Desenvolvimento do Estado, Rogério Marinho, visitaram as obras do aeroporto de São Gonçalo do Amarante.

Foram recebidos pelo superintendente do consórcio Inframerica, Ibernon Martins, e pelo prefeito de São Gonçalo, Jaime Calado.

Henrique quis saber como está o andamento das obras.

Como disse ontem ao Blog, vai cobrar do governo federal que o prazo prometido a ele, de inaugurar o novo aeroporto em abril do próximo ano, seja cumprido.

Foi informado de entraves em obras de acesso, como o viaduto que será construído no trecho conhecido como ‘gancho’, na divisa entre a zona norte de Natal e São Gonçalo.

Do canteiro de obras ele ligou para o presidente do DNIT, Paulo Sérgio Passos, cobrando as obras.

 

Também telefonou para o advogado Geral da União, Luís Inácio Lucena Adams, pedindo que agilize a assinatura de um convênio entre o governo e a Caixa Econômica, que está tramitando na Secretaria do Tesouro Nacional, para que as obras sejam autorizadas.

 

Apenas agilizei decisão da AGU sobre liminar obtida pelo governo do Estado com a ministra do STF, Carmen Lúcia, retirando o Rio Grande do Norte do CAUC (Cadastro Único de Convênio) com a Caixa para os acessos ao aeroporto. Como havia decisão a cumprir do Supremo, fiz o correto meio de campo para acelerar obtenção de recursos importantes e urgentes“, explicou Henrique ao Blog.

 

No canteiro do aeroporto, o presidente da Câmara falou da importância do aeroporto para que projetos como as Zonas de Processamento de Exportação (ZPE´s), uma delas em Macaíba, na mesma região do aeroporto, saiam do papel.

 

“O Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) é outro projeto que precisa da nossa união, governo e bancada federal, para viabilizarmos sua execução”, disse o presidente da Câmara. 

Mais para governador em 2014…do que para deputado reeleito.

Jaime Calado, Henrique Alves, Rogério Marinho e Ibernon Martins (Foto: Canindé Soares)

 

 

 

11 de março de 2013 às 12:05

Justiça Federal do RN lamenta morte de desembargador da 5ª Região do TRF [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A Justiça Federal emitiu hoje, nota de pesar pela morte, neste domingo, do desembargador Paulo de Tasso Benevides Gadelha.

Eis a nota:

 

A Justiça Federal do Rio Grande do Norte lamenta, profundamente o falecimento do Desembargador Federal emérito do Tribunal Regional Federal da 5ª Região, Paulo de Tasso Benevides Gadelha, ocorrido ontem. O jurista partiu deixando muitas lições, homem culto, profissional dedicado a causa do fazer justiça. 

No discurso de posse, ao ingressar no Tribunal Federal, ele citou o também jurista Alcides Carneiro, onde dizia: “Foi juiz. Se absolveu por compaixão, não condenou por fraqueza”. Essa frase aplica-se integralmente ao Desembargador Paulo Gadelha. 

Autor de dez livros, trouxe sua valorosa contribuição para o estudo do Direito. 

Neste momento da sua partida, a Justiça Federal do Rio Grande do Norte homenageia o homem simples, o jurista dedicado, o cidadão que exerceu o cargo de deputado estadual da Paraíba. A família do Desembargador Federal emérito a solidariedade e as orações de fortalecimento nesse momento de tristeza e dor.

Justiça Federal do Rio Grande do Norte

 

11 de março de 2013 às 11:44

Fafá Rosado no PMDB (?) [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Dos bastidores de Mossoró:

O que se diz é que a ex-prefeita, Fafá Rosado, iria trocar o DEM pelo PMDB para ser candidata à deputada estadual.

O marido, deputado Leonardo Nogueira, do DEM, não disputaria reeleição.

Tentei contato com o deputado que…pra variar…não atende telefone.

 

11 de março de 2013 às 11:16

Ministério Público entra com ação para garantir autonomia à Defensoria Pública [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do site do Ministério Público Estadual:

 

MP pede na Justiça real autonomia da Defensoria Pública 

Além de melhor estrutura e concurso, Ação requer declaração de inconstitucionalidade de lei que criou o órgão e o coloca subordinado à Chefe do Executivo

 

O Ministério Público Estadual, por intermédio do Núcleo de Controle Externo da Atividade Policial (Nucap), ajuizou a Ação Civil Pública n° 0801315-44.2013.8.20.0001, que tramita perante a 5ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Natal e busca conferir autonomia funcional, administrativa e orçamentária para a Defensoria Pública-Geral do Rio Grande do Norte.

O MPRN quer assegurar condições para a realização de concurso público para o provimento de cargos vagos de Defensor, no sentido de estruturar a Defensoria para garantir assistência jurídica, entre outros, às pessoas necessitadas presas ou investigadas criminalmente em procedimentos policiais.

A Ação está fundamentada no princípio da dignidade da pessoa humana e no direito fundamental à assistência jurídica integral e gratuita, previstos na Constituição Federal, e pleiteia, inclusive, que a Defensoria Pública atue em regime de plantão, como já fazem o Poder Judiciário, Ministério Público Estadual e Polícias Civil e Militar, fora dos dias e horários normais de funcionamento.

Na ação, o Ministério Público pede, em caráter de liminar, que a Defensoria Pública designe, de imediato, defensores do quadro atual da instituição para acompanhar os plantões judiciários, inclusive no período noturno, pelo menos da capital do Estado, e, no prazo de três meses, em todos os plantões regionalizados do interior do Estado, estabelecidos pelo Tribunal de Justiça.

Que também realize, no prazo de 120 dias, concurso público para provimento de todos os cargos vagos de Defensor Público Substituto. Que providencie, na elaboração da proposta orçamentária do exercício financeiro 2014 e dos anos seguintes, a previsão de recursos suficientes aos gastos de pessoal levando em conta o futuro provimento dos novos concursados. Que o Estado respeite a autonomia da Defensoria Pública.

Pede também que o Estado seja condenado a disponibilizar através da Defensoria serviço permanente de assistência jurídica integral e gratuita a pessoas investigadas em procedimentos policiais civis e militares presas ou não; disponibilizar também através da Defensoria, assistência jurídica no sistema carcerário estadual, com visitas periódicas e constantes; disponibilizar em todos os estabelecimentos policiais, penitenciários e de internação de adolescentes, instalações adequadas ao atendimento jurídico dos presos e internos por parte de Defensores Públicos; e requer ainda que o Juízo, no exercício do controle difuso de constitucionalidade, declare a inconstitucionalidade da Lei Complementar Estadual n° 251, de 7 de julho de 2004, que coloca a Defensoria Pública do Estado como um órgão com autonomia, mas diretamente subordinado ao Governador do Estado.

11 de março de 2013 às 11:08

Justiça Eleitoral não vê irregularidade em nomeação da filha do ex-vereador Chico da Prefeitura [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O juiz eleitoral da comarca de Mossoró, Pedro Cordeiro, considerou improcedente a denúncia do Ministério Público sobre a nomeação, para uma diretoria do Detran, de Rafaela Rocha, filha do ex-vereador Chico da Prefeitura (DEM).

Na denúncia, o MP alegava que a nomeação de Rafaela teria ocorrido em troca do apoio do então vereador à candidatura da prefeita Cláudia Regina, também do DEM, como Chico.

A defesa alegou que a nomeação ocorreu antes do processo eleitoral. 

 

Eis a sentença do juiz.

 

Decido

Inicialmente comporta analisar a preliminar de decadência do direito de representação aventada pelos Procuradores de Rosalba Ciarlini.

Não procede a alegação.

Como se vê, após a promulgação da Lei nº 12.034/2009, passou a constar na Lei das Eleições expressamente que a representação fundada no art. 73 poderá ser ajuizada até a data da diplomação (art. 73, §12, Lei 9.504/97).

Não há, pois, como conhecer da sobredita alegação.

*

Passo a analisar o mérito.

Verifico no presente caso não haver necessidade de dilação probatória.

É que a matéria de fundo da Representação, a nomeação de Rafaela Nogueira, filha do então vereador Chico da Prefeitura, para cargo no Executivo Estadual encontra-se suficientemente comprovada (documento de fls. 15 e 22), não tendo sido contestado pela Defesa dos Representados, configurando-se, pois, fato incontroverso.

Vejo, entretanto, não haver irregularidade em tal nomeação em relação à legislação eleitoral, apta a demandar a condenação dos Representados pela prática de conduta vedada constante do art. 73, inciso V, da Lei Eleitoral.

*

Conforme previsto no sobredito dispositivo:

Art. 73. São proibidas aos agentes públicos, servidores ou não, as seguintes condutas tendentes a afetar a igualdade de oportunidades entre candidatos nos pleitos eleitorais:

[…]

V – nomear, contratar ou de qualquer forma admitir, demitir sem justa causa, suprimir ou readaptar vantagens ou por outros meios dificultar ou impedir o exercício funcional e, ainda, ex officio, remover, transferir ou exonerar servidor público, na circunscrição do pleito, nos três meses que o antecedem e até a posse dos eleitos, sob pena de nulidade de pleno direito, ressalvados:

a) a nomeação ou exoneração de cargos em comissão e designação ou dispensa de funções de confiança; (grifei)

[…]

Observa-se quanto aos fatos descritos na Inicial dois aspectos que o descaracterizam como atípico em relação à conduta vedada prevista no art. 73, inciso V:

Primeiro: o dispositivo professa que a vedação se dá em relação à nomeação que ocorre ¿na circunscrição do pleito” .

Ora, a nomeação de Rafaela Nogueira se deu no âmbito do Governo do Estado do Rio Grande do Norte e, portanto, não abarcada pela vedação ali prevista, posto que, em eleições municipais, a circunscrição é o município, no caso, Mossoró.

Não incide, pois, a alegada vedação, não havendo, por conseguinte, que se falar em prática de conduta vedada.

Segundo: ainda que assim não fosse, observando a ressalva contida na alínea “a” do mencionado dispositivo, verifica-se que a vedação não existe quanto ¿à nomeação ou exoneração de cargos em comissão e designação de funções de confiança” .

Como se vê da Portaria constante dos autos às fls. 15 e fls. 22, trazida mesmo pelo Ministério Público Eleitoral junto com a peça inaugural, a nomeação de Rafaela Nogueira da Rocha se deu para exercer o ¿cargo de provimento em comissão de Coordenador Financeiro do Departamento Estadual de Trânsito – DETRAN” , estando, pois, abrangida pela ressalva constante da alínea “a” , inciso IV, art. 73, da Lei Eleitoral, o que também enseja a descaracterização do fato para fins de incidência da vedação legal.

De modo que, pelos motivos e fundamentos apontados, constato que o fato objeto da presente demanda, evidentemente, não configura a conduta vedada prevista no art. 73, inciso V, da Lei Eleitoral.

Considero, dessa forma, não haver necessidade de alargamento da instrução processual para a realização de diligências – leia-se audiência para oitiva de testemunhas – quando o fato em si não configura ilícito passível de apuração em sede de representação eleitoral.

*

Quanto ao alegado desvio de finalidade e ausência de critério técnico para a sobredita nomeação, considero não ser matéria afeita à jurisdição eleitoral, devendo ser o fato investigado e, caso necessário, processado perante a Justiça Comum Estadual.

Por fim, em relação à possibilidade de existência de abuso de poder político, compreendo não ser a representação o meio processual adequado para sua apreciação, existindo outros instrumentos previstos na legislação processual eleitoral aptos à sua apuração como tal, tais como a AIJE, o RCED e a AIME.

*

Pelo exposto, julgo IMPROCEDENTE a representação formulada pelo Ministério Público Eleitoral em face de Cláudia Regina Freire de Azevedo, Wellington de Carvalho Costa Filho e Rosalba Ciarlini Rosado, por considerar que o fato em apuração, à evidência, não se enquadra na hipótese de conduta vedada prevista no art. 73, inciso V, da Lei Eleitoral.

Proceda-se o Cartório Eleitoral à extração de cópias para envio à Promotoria do Patrimônio Público da Comarca de Mossoró conforme requerido pela Representante na peça inaugural, para a adoção das providências que entender cabíveis.

Com o trânsito em julgado, arquivem-se, com baixa.

11 de março de 2013 às 10:50

Henrique se nega a falar sobre candidatura em 2014 [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Na coletiva que concedeu agora há pouco, o presidente da Câmara, Henrique Alves, foi questionado, claro, sobre uma possível candidatura ao governo no próximo ano.

Afinal de contas, o discurso dele, na noite de homenagens, foi recheado de promessas administrativas, assinadas pelo Palácio do Planalto.

Duplicação da Reta Tabajara, duplicação da BR 304, retirada dos tanques da Petrobras de Santos Reis, aeroporto inaugurado em abril de 2014…

Às perguntas, o deputado respondeu repetindo o discurso da noite de sexta:

A candidatura este ano é do Rio Grande do Norte, e sobre política só fala em 2014.

 

11 de março de 2013 às 10:45

Rosalba recebe a imprensa para detalhar convênio com Ministério da Justiça [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Antes de embarcar para Brasília, a governadora Rosalba Ciarlini concederá entrevista coletiva à imprensa.

Vai falar sobre o convênio com o Ministério da Justiça, para implantação, no Rio Grande do Norte, do programa ‘Brasil mais seguro’.

Em contato com o Blog, a governadora se mostrou otimista em relação ao programa.

Levando em consideração que o RN é o segundo estado do Nordeste ‘mais seguro’, a possibilidade do programa ser um sucesso é ainda maior.

Coletiva marcada para às 14h30 na Governadoria.

11 de março de 2013 às 10:44

Henrique volta a cobrar fim do modelo centralizador do governo e Rosalba cancela visita ao aeroporto [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Huummm…

O que terá rolado?

O deputado-presidente da Câmara, Henrique Alves, deu entrevista coletiva há pouco na sede do PMDB.

Detalhou o que havia falado no seu discurso, na noite de sexta-feira, sobre o que prometeu em obras federais para o Rio Grande do Norte, e voltou a dar recado ao chefe da Casa Civil, Carlos Augusto Rosado, quando declarou que espera mudança no modelo de gestão do governo, para manter a parceria com o PMDB.

O modelo a que ele se refere é de centralização por parte do chefe da Casa Civil.

Henrique, na entrevista, reafirmou que o prazo para essa mudança é abril.

Agora, mês que vem.

 

Coincidência, ou não, a governadora Rosalba Ciarlini, que iria acompanhar Henrique agora, neste momento, numa visita às obras do aeroporto de São Gonçalo do Amarante…cancelou sua ida.

No seu lugar, vai o secretário de Desenvolvimento Econômico, Rogério Marinho.

 

A assessoria da governadora justifica que a governadora teve que cancelar a vista para resolver questões urgentes, já que embarca hoje para Brasília.

Está em casa.

 

Mais tarde, se houve algum…huuummm…Rosalba discutirá com Henrique, já que viaja com ele no avião da FAB, logo mais às 16 horas.

 

11 de março de 2013 às 9:11

Aos 92 anos, morre Wilson Fittipaldi [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Morreu na madrugada de hoje, no Rio de Janeiro, Wilson Fittipaldi.

Pai dos ex-pilotos Emerson e Wilsinho Fittipaldi, e avô de Christian Fittipaldi, ele tinha 92 anos e estava internado no Hospital Copa D’Or, onde deu entrada com problemas respiratórios.

A família preferiu não divulgar a causa da morte.

A notícia da morte foi publicada por Emerson em seu Instagram.

11 de março de 2013 às 8:32

Cardeais fazem última reunião oficial antes do início do conclave [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Décima congregação geral começou às 9h30 (hora local) no Vaticano. Eleição do próximo Papa começa nesta terça-feira

Juliana Cardilli

Do G1, no Vaticano

 

Os cardeais da Igreja Católica que estão em Roma iniciaram às 9h30 (5h30 no horário de Brasília) desta segunda-feira (11) a última congregação geral antes do início do conclave que elegerá o novo Papa. Durante toda a semana passada, os cardeais fizeram reuniões para discutir temas da Igreja e decidir detalhes sobre o conclave – como a data de seu início. A reunião desta manhã, a décima, será a última. Depois dela, os cardeais só irão se reunir novamente de maneira oficial durante a missa “pro eligendo romano pontífice”, que abrirá o primeiro dia do conclave.

 
Segundo o Vaticano, diversos cardeais se inscreveram para poder falar aos colegas na reunião desta manhã. Até o último sábado (9), mais de 100 intervenções já haviam sido feitas. Participam das congregações os cardeais eleitores – que são 115, todos com menos de 80 anos até a data de início da Sé Vacante, iniciada no dia 28 de fevereiro, com a saída de Bento XVI – e outros mais velhos, que podem atuar nesse período antes da eleição como

 

Na tarde desta segunda, às 17h30 (13h30 no horário de Brasília), será realizado na Capela Paulina, dentro do Vaticano, o juramento das pessoas que irão trabalhar de alguma forma na área onde será realizada o conclave – funcionários do Vaticano que trabalharão na segurança, alimentação e auxílio aos cardeais, tanto material quanto espiritual. Os cardeais terão padres à disposição para confissão, assim como médicos. O juramento será feito perante o cardeal camerlengo, o italiano Tarcisio Bertone.

Na manhã de terça-feira (12), serão realizados os primeiros ritos do conclave. A partir das 7h (3h no horário de Brasília), os cardeais começam a se transferir para a Casa Santa Marta, onde ficarão hospedados. Cada um terá seu quarto – os aposentos foram definidos por um sorteio.

Às 10h (6h no horário de Brasília), será realizada na Basílica de São Pedro a missa inaugural do conclave. Ela será aberta a todos e presidida pelo cardeal decano, o italiano Angelo Sodano.

No primeiro dia de conclave, está prevista apenas uma votação. Segundo o Vaticano, os cardeais devem seguir às 15h45 (11h45 no horário de Brasília) para o palácio apostólico. Depois, às 16h30 (12h30 no horário de Brasília), seguirão em procissão da Capela Paulina para a Capela Sistina. Às 16h45 (12h45 no horário de Brasília), já na Capela Sistina, será feito o juramento, seguido do fechamento da capela e saída das pessoas que não participarão do conclave. Em seguida, começam as votações.

 

O cronograma prevê que os cardeais concluam os trabalhos às 19h15 (15h15 no horário de Brasília), retornando para a Casa Santa Marta às 19h30 (13h no horário de Brasília). Às 20h (16h no horário de Brasília), será servido o jantar.

No dia seguinte, o café da manha será servido entre 6h30 e 7h30 (2h30 e 3h30 no horário de Brasília). Às 7h45 (3h no horário de Brasília), os cardeais irão para o palácio apostólico, onde das 8h15 as 9h15 (4h15 e 5h15 no horário de Brasília) será celebrada a Santa Missa na Capela Paulina.

Às 9h30 (5h30 no horário de Brasília), os cardeais seguem para a Capela Sistina e começa o primeiro escrutínio, como são chamadas as votações. Às 12h30 (8h30 no horário de Brasília) está prevista a volta para a Casa Santa Marta, com o almoço às 13h (9h no horário de Brasília).

Durante a tarde, às 16h (12h no horário de Brasília), eles voltam novamente para a Capela Sistina para as votações da tarde. Os trabalhos devem seguir até 19h15 (15h15 no horário de Brasília), como no primeiro dia.

 

Segundo o Vaticano, serão feitas duas votações pela manhã e duas à tarde, até um dos candidatos conseguir mais de dois terços dos votos. As cédulas serão queimadas apenas uma vez por período, e espera-se que a fumaça seja expelida pela chaminé da Capela Sistina às 12h e às 19h (8h e 15h no horário de Brasília).

Caso as votações se prolonguem, e não se resolvam nos primeiros quatro dias, estão previstos intervalos para reflexão e oração dos cardeais. Segundo o Vaticano, podem ocorrer até 34 votações, compreendendo 11 dias. Se ninguém conseguir dois terços dos votos, os cardeais passam a poder votar apenas nos dois mais votados anteriormente – e esses dois deixam de poder votar.

 

11 de março de 2013 às 8:29

5 brasileiros no Conclave para escolha do novo Papa [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Cinco brasileiros irão participar do conclave: o arcebispo emérito de São Paulo, Dom Claudio Hummes, de 78 anos, Dom João Braz de Aviz, de 65, o arcebispo de São Paulo, Dom Odilo Pedro Scherer, de 63, Dom Geraldo Majella Agnelo, cardeal arcebispo emérito de Salvador, e o arcebispo de Aparecida e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Raymundo Damasceno.
Neste domingo, alguns cardeais celebraram missas nas igrejas das quais são titulares em Roma. Dom Odilo celebrou uma missa às 10h30 na Igreja de Santo André no Quirinal, acompanhada por dezenas de jornalistas.

 

Realizada no quarto domingo do período da Quaresma, que precede a Páscoa, o assunto geral dos textos lidos e também do sermão feito por Dom Odilo foi a misericórdia e a reconciliação com Deus. O cardeal brasileiro estava sereno e tranquilo, e sorriu em muitos momentos da missa – mesmo a celebração tendo sido filmada e fotografada.

“Tem muita gente que vive como se Deus não existisse ou não tivesse importância”, afirmou durante o sermão que durou 22 minutos. “Convido a orar para a Igreja fazer bem sua missão nesse tempo. Seguramente um tempo difícil, mas também alegre”.

 

Por Juliana Cardilli

Do G1, no Vaticano

 

 

11 de março de 2013 às 7:15

Ministro Garibaldi Filho em Roraima [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O ministro Garibaldi Filho estará hoje no município de Alto Alegre, em Roraima.

Vai inaugurar uma agência própria da Previdência Social.

Solenidade agendada para às 11h45.

 

11 de março de 2013 às 6:24

Lista tríplice secreta no STJ [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Eita…

Será que a definição de uma lista tríplice para escolha de um ministro do Superior Tribunal de Justiça, vai acabar…na Justiça?

É que, assim como aconteceu em Natal, na escolha da lista tríplice para escolha do desembargador do Tribunal de Justiça, a votação foi…secreta.

Sessão aberta, mas votação em off.

Os ministros elegeram, para a lista de 3, os procuradores de Justiça Rogério Schietti Machado Cruz (Distrito Federal) e Mauro Henrique Renner (Rio Grande do Sul) e o subprocurador-geral da República Francisco Xavier Pinheiro Filho (Ministério Público Federal).

Francisco Xavier é potiguar.

11 de março de 2013 às 0:38

Motofest reúne 2.500 motociclistas de todo país em Currais Novos [1] Comentários | Deixe seu comentário.

O deputado estadual Ezequiel Ferreira de Souza voltou de Currais Novos, neste domingo, encantado com o resultado de mais uma edição do Motofest, realizado naquele município.

Segundo Ezequiel, foram 2.500 inscritos, representando 400 clubes de todo o Brasil.

O evento foi aberto no sábado à noite. 

Ezequiel participou da solenidade ao lado do prefeito Vilton Cunha.

Ezequiel, prefeito Vilton Cunha, e ex-prefeito José Lins

11 de março de 2013 às 0:15

O discurso mais difícil da vice-prefeita Wilma de Faria [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Dos muitos discursos que fez em toda sua vida, o deste domingo deve ter sido o mais difícil para a vice-prefeita de Natal, ex-prefeita e ex-governadora, Wilma de Faria.

No discurso de despedida da mãe, dona Sally Faria, que morreu na madrugada, enquanto dormia, Wilma falou da relação pessoal-política com a mãe, da família sempre unida em torno dela, e lembrou do sofrimento com a partida da tia Maria, companheira de dona Sally, há exato um mês.

 

A vice-prefeita falou dos muitos amigos que a mãe conquistou, do trabalho social que desenvolveu ao longo da vida, e da relação de dona Sally com a irmã Maria, que se foi no dia 10 de fevereiro.

“Achei que a senhora, apesar de toda dor da separação, iria superar. Pensei que iria ficar muito tempo aqui comigo, conosco. Mas Deus fez o que a senhora pediu: te deu a morte”, disse Wilma aos prantos.  

 

 “A senhora merece todas as homenagens dos filhos e de todos que lhe conheceram, pela grande mulher que é. Sou privilegiada por ter uma mãe como você”. 

*

E as homenagens continuaram em família.

Ainda na missa, a fala emocionada do neto Morton Luís, e já no cemitério, a música e o violão do bisneto Rafael, que tocou e cantou “Como é grande o meu amor por você”, música preferida de dona Sally Faria.