Thaisa Galvão

14 de março de 2013 às 22:46

Na luta contra a política do BNB, acariense fura barreira presidecial e entrega carta a Dilma [8] Comentários | Deixe seu comentário.

A luta dos produtores rurais nordestinos contra a política do Banco do Nordeste, ganhou uma representante guerreira: a médica veterinária acariense Joana D’arc Pires.

Darquinha, como conheci na infância a colega de classe da minha irmã.

No último dia 12, num evento no sertão de Alagoas com a presença da presidente da República, ela pulou um alambrado, furou a barreira de segurança de Dilma Rousseff e chegou perto da presidente para lhe entregar uma carta de protesto.

 

“Presidenta, uma mulher nordestina quer lhe falar”, era o título da carta, que denunciava à presidente “as torturantes dívidas contraídas pelos produtores rurais junto ao Banco do Nordeste, que há tempos perdeu a sua função social de fomentar o desenvolvimento da nossa região e transformou-se num verdadeiro verdugo dos sofridos produtores”.

 

Na carta, a acariense que junto à família é produtora rural, falou da incapacidade da classe em honrar compromissos junto ao banco, da ameaça de perder as terras, e da consequência mais drástica por parte dos que acabam entrando em depressão: o suicídio.

Foi o que aconteceu…com o pai dela.

A mãe, hoje com 76 anos, teme perder a terra onde produz…e mora.

Darquinha foi a Alagoas com o marido Diógenes, também veterinário, e com produtores rurais de Acari, Currais Novos, Serra Negra e Caicó.

Foram mais de 20 horas de ônibus seguindo um cenário de seca de doer nos olhos e no coração.

Se a carta de Joana D’arc teve efeito ou não, o fato é que nesta quarta-feira Dilma anunciou que o Conselho Monetário Nacional vai avaliar o perdão da dívida de agricultores atingidos pela seca no Nordeste.

Dilma e Joana D'arc (Fotos:Roberto Stuckert Filho/PR)

A presidente recebeu a guerreira defensora dos produtores rurais

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*