Thaisa Galvão

1 de julho de 2013 às 23:46

Prêmio Congresso em Foco: do RN, só Fátima Bezerra é lembrada por 16 dos 167 votantes [2] Comentários | Deixe seu comentário.

Como faz todo ano, o site Congresso em Foco lança a edição 2013 do Prêmio Congresso em Foco.

Onde os 167 profissionais de imprensa que fazem a cobertura jornalística do Congresso apontam, por meio de votação, os melhores representantes da população no Parlamento.

E ao contrário de anos anteriores, o Rio Grande do Norte anda mal das pernas.

Apesar da boa representatividade em Brasília, com deputados e senadores potiguares se destacando, os nossos parlamentares passaram longe dos olhos dos jornalistas.

Nem mesmo os dois deputados que integram a mesa diretora da Câmara (o presidente Henrique Alves e o segundo vice-presidente, Fábio Faria) foram citados…

Do RN, só a deputada Fátima Bezerra, destacada no quesito Educação, que obteve 16 citações…

Acompanhe abaixo os parlamentares indicados e entre no site CONGRESSO EM FOCO para votar e checar os resultados.

Conheça os indicados:

 

Veja quais foram os dez senadores mais votados pelos jornalistas e quantos votos cada um deles recebeu:

Randolfe Rodrigues (Psol-AP) 76

Pedro Taques (PDT-MT) 65

Cristovam Buarque (PDT-DF) 60

Pedro Simon (PMDB-RS) 49

Eduardo Suplicy (PT-SP) 42

Paulo Paim (PT-RS) 37

Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) 33

Ana Amélia (PP-RS) 42

Rodrigo Rollemberg (PSB-DF) 29

Walter Pinheiro (PT-BA) 15

*

Veja quais foram os deputados selecionados pelos jornalistas e quantos votos cada um teve:

Chico Alencar (Psol-RJ) 75

Jean Wyllys (Psol-RJ) 59

Reguffe (PDT-DF) 48

Alessandro Molon (PT-RJ) 45

Ivan Valente (Psol-SP) 36

Luiza Erundina (PSB-SP) 35

Miro Teixeira (PDT-RJ) 27

Domingos Dutra (PT-MA) 23

Manuela D’Ávila (PCdoB-RS) 19

Beto Albuquerque (PSB-RS) 14

Carlos Sampaio (PSDB-SP) 13

Henrique Fontana (PT-RS) 13

Jandira Feghali (PCdoB-RJ) 12

Mara Gabrilli (PSDB-SP) 11

Ronaldo Caiado (DEM-GO) 11

Nilmário Miranda (PT-MG) 7

Benedita da Silva (PT-RJ) 6

Fernando Ferro (PT-PE) 6

Jerônimo Goergen (PP-RS) 6

Arlindo Chinaglia (PT-SP) 5

Glauber Braga (PSB-RJ) 5

Paulo Rubem Santiago (PDT-PE) 5

Paulo Teixeira (PT-SP) 5

Tiririca (PP-SP) 5

*

Veja quem são os parlamentares do futuro, onde foram selecionados os melhores deputados e senadores com menos de 45 anos de idade:

Randolfe Rodrigues (Psol-AP) 48

Jean Wyllys (Psol-RJ) 41

Reguffe (PDT-DF) 37

Manuela D’Ávila (PCdoB-RS) 31

*

Parlamentares que se destacaram em defesa da Democracia

Chico Alencar (Psol-RJ) 30

Randolfe Rodrigues (Psol-AP) 30

Pedro Simon (PMDB-RS) 28

Pedro Taques (PDT-MT) 25

*

Defesa da Seguridade Social

Paulo Paim (PT-RS) 66

Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP) 11

Darcísio Perondi (PMDB-RS) 11

Chico Alencar (Psol-RJ) 10

*

Defesa dos Consumidores

Rodrigo Rollemberg (PSB-DF) 23

Reguffe (PDT-DF) 16

Ivan Valente (Psol-SP) 11

Paulo Paim (PT-RS) 10

*

Defesa do Desenvolvimento Econômico

Francisco Dornelles (PP-RJ) 26

Aloysio Nunes (PSDB-SP) 16

Delcídio Amaral (PT-MS) 10

Armando Monteiro (PTB-PE) 9

*

Defesa da Gestão Pública

Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) 16

Pedro Taques (PDT-MT) 16

Randolfe Rodrigues (Psol-AP) 10

Alessandro Molon (PT-RJ) 8

Chico Alencar (Psol-RJ) 8

*

Combate ao Crime Organizado

Pedro Taques (PDT-MT) 39

Alessandro Molon (PT-RJ) 8

Fernando Francischini (PEN-PR) 8

Luiz Couto (PT-PB) 6

*

Defesa da Educação

Cristovam Buarque (PDT-DF) 104

Fátima Bezerra (PT-RN) 16

Ana Amélia (PP-RS) 9

Ivan Valente (Psol-SP) 9

1 de julho de 2013 às 20:21

Depois de editorial do Estadão, Câmara deve reacender debate sobre PEC37 [0] Comentários | Deixe seu comentário.

De Felipe Patury, na Época Online:

 

OUTRA PEC DA IMPUNIDADE? Projeto que fixa prazo aos inquéritos do MP deve entrar em pauta

 

O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), pretende mexer mais uma vez no vespeiro da finada PEC 37, aquela que proibia o Ministério Público de conduzir investigações. Alves prometeu pôr em pauta um projeto da deputada Marina Santanna (PT-GO) que institui dois tipos de inquérito: o policial, presidido por delegados, e o penal, por promotores e procuradores. O projeto também fixa prazo para a conclusão dos inquéritos do MP.

*

 

Mas a ressurreição da PEC37 não acontece só na cabeça do presidente da Câmara.

Quem leu o jornal Estadão neste domingo se deparou com um editorial em defesa da chamada “PEC da Impunidade”.

Eis:

 

A rejeição da PEC 37

EDITORIAL DO ESTADÃO
Executivo e o Legislativo estão dando respostas irrefletidas a algumas das reivindicações levadas às ruas pelas manifestações dos últimos dias. A rejeição da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) n.° 37 pela Câmara dos Deputados, é exemplo disso. Até o início das manifestações, a aprovação dessa PEC – que proibia explicitamente o Ministério Publico (MP) de realizar investigações criminais e executar diligências, reforçando a competência exclusiva das polícias judiciarias – era dada como certa. Para tentar aplacar os protestos, a Câmara mudou de entendimento e derrubou a PEC por 430 votos contra 9. A Mesa da Câmara chegou a anunciar que a votação seria adiada para agosto, mas o presidente Henrique Alves- (PMDB-RN) voltou atrás, fazendo um apelo pela rejeição, alegando que ao povo brasileiro quer cada vez mais combate à corrupção.
No plano político, a decisão primou pelo oportunismo. No plano técnico, ela terá efeitos desastrosos. Alegando que os promotores e procuradores têm exorbitado de suas competências, os delegados das Policias Civil e Federal argumentavam que a PEC 37 redefinia as competências das duas categorias, evitando conflitos funcionais. Temendo perder poder e prestígio institucional, os MPs federal e estaduais alegaram que    a aprovação da PEC 37 comprometeria a autonomia, da instituição, impedindo-a de “combater a impunidade” O lobby dos promotores foi mais forte que o dos delegados e o marketing político prevaleceu sobre a racionalidade jurídica.
Essa disputa corporativa dura 25 anos. Ela começou quando promotores e procuradores, depois de terem pressionado a Assembleia Constituinte a definir o MP como “instituição permanente, essencial a função jurisdicional do Estado”, incumbida “da defesa da ordem jurídica e do regime democrático”, passaram a se comportar como se pertencessem a um Poder tão autônomo e soberano quanto o Judiciário, o Executivo e o Legislativo. Sentindo-se independentes, muitos promotores colocaram suas prerrogativas a serviço de ideologias, partidos e movimentos sociais. Vários macularam a imagem de governantes e promoveram perseguições políticas, com base em denúncias infundadas. E alguns até chegaram a usar suas prerrogativas para pressionar o Executivo a formular políticas públicas, como se tivessem mandato parlamentar,
A PEC 37 foi uma reação das Polícias Civil e Federal contra esses abusos. E, ao contrário do que dizem promotores e procuradores, ela apenas estabelecia de forma mais precisa o que já consta da Constituição. Embora atribua competências específicas ao MP, como patrocinar com exclusividade ações penais públicas, impetrar açao civil pública e exercer o controle externo, a Constituição não faz menção às prerrogativas dos promotores e procuradores em matéria de investigação criminal. Invocando a tese de que quem pode o mais também pode o menos, a categoria alegou que, se tem exclusividade na proposição de ações penais públicas, implicitamente detém competência para fazer investigações criminais. A interpretação é enviesada.
Se a Assembleia Constituinte não incluiu a investigação criminal na lista de competências específicas do MP, enunciada pelo artigo 129, é porque não quis dar ao MP uma força institucional que pusesse em risco as garantias processuais dos cidadãos. Afinal, o MP é parte nas ações judiciais. Por isso, não faz sentido que, nos inquéritos criminais, os promotores e procuradores sejam simultaneamente acusadores e condutores da investigação. Isso desequilibra o devido processo legal, na medida em que a outra parte – a defesa não pode investigar nem promover diligências. Além do mais, a Constituição é clara ao afirmar que cabe às Polícias Civil e Federal exercer a função de polícia judiciária – e, por tabela, presidir inquéritos criminais.
Como se vê, a PEC 37 em nada impediria o MP de coibir a corrupção e a impunidade. A emenda foi rejeitada porque, assustados com os protestos em todo o País, os parlamentares estão agindo precipitadamente para dar respostas ao clamor das ruas.

1 de julho de 2013 às 19:57

Ministro Gilmar Mendes diz que não cabe ao governo tratar sobre plebiscito: “Só o Congresso Nacional” [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Do ministro do STF, Gilmar Mendes, depois de ouvir da presidente do TSE, ministra Cármen Lúcia, que havia recebido uma carta da presidente Dilma Rousseff, entregue pelo ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, consultando sobre prazo de realização de um plebiscito.

 

“A mim parece que o Executivo não tem papel nessa matéria. É o próprio Congresso Nacional, só o Congresso Nacional, não há sequer iniciativa popular. As coisas estão mal organizadas. Era preciso que o próprio Congresso Nacional, e não o ministro da Justiça ou a presidente da República, fizessem essa consulta.  É preciso que as coisas sejam orientadas pela pauta da legalidade, pela pauta da Constitucionalidade”.

 

A ministra Cármen Lúcia respondeu que o TSE está preocupado com a legalidade e em cumprir a Constituição, e que pode ser necessária a convocação de sessão durante o recesso.

1 de julho de 2013 às 19:45

De Dilma aos jornalistas na Granja do Torto: Dilma: “Meu governo é Padrão Felipão” [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Depois de um pequeno pronunciamento feito há pouco na Granja do Torto, onde reuniu ministros, a presidente Dilma Rousseff responde perguntas de jornalistas.

E o Blog reproduz o twitter da jornalista Kelly Matos, da Rádio Gaúcha, que acompanha as declarações da presidente.

 

Kelly Matos @kellymatos – Dilma respondendo às perguntas de jornalista agora.
Kelly Matos @kellymatos – ATENÇÃO Dilma sobre plebiscito: “Basicamente diz respeito ao financiamento das campanhas e ao padrão de voto, se é proporcional, misto”.
Kelly Matos @kellymatos – Dilma “É uma mensagem de sugestão” e explica que não vai formular as perguntas porque cabe ao Congresso.
Kelly Matos @kellymatos – ATENÇÃO Dilma sobre Datafolha “Eu nunca comentei pesquisa. Nem de cima, nem de baixo. É um retrato do momento. Tem que respeitar”.
Kelly Matos@kellymatos – Dilma sobre juros: “São Duas coisas que não se pode falar. Pesquisa e juros”.
Kelly Matos@kellymatos – Dilma sobre mudanças na equipe econômica: “Não está ‘avista’ nenhuma”.
Kelly Matos@kellymatos – Dilma: “Não vai haver hipótese de reduzir gasto social nesse país”
Kelly Matos @kellymatos – Dilma sobre cortar cargos: “Eu não farei demagogia”.
Kelly Matos @kellymatos – Dilma: “MEU GOVERNO É PADRÃO FELIPÃO”.

1 de julho de 2013 às 19:40

Dilma enviará amanhã ao Congresso a proposta de plebiscito [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Na Granja do Torto, a presidente Dilma Rousseff conversa neste momento com jornalistas.

Antes, fez um pequeno pronunciamento.

A repórter da Rádio Gaúcha, Kelly Matos, transmite ao vivo pelo twitter.

E o Blog reproduz…

 

Kelly Matos @kellymatos – Presidente Dilma começa a falar com jornalistas aqui na Granja do Torto.
Kelly Matos @kellymatos – “É uma reunião baseada nos cinco pactos”, afirma Dilma sobre a reunião ministerial.
Kelly Matos @kellymatos – “Manifestações trouxeram mudanças importantes no quadro político brasileiro”, diz Dilma.
Kelly Matos ‏@kellymatos – “O centro dessa reunião é também a questão da reforma política e tudo que nós vimos ocorrer nas manifestações”, diz Dilma.
Kelly Matos  ‏@kellymatos – “Optamos por plebiscito porque achamos que é importante esse respeito à população”, diz Dilma.
Kelly Matos@kellymatos – Dilma: “Na mensagem que as ruas deram, uma questão fica clara: a importância da questão urbana.”
Kelly Matos ‏@kellymatos – Dilma:”Não há como supor que qualquer redução tarifaria possa sair de outro bolso, que não o nosso. Ou como contribuintes ou como usuários”.
Kelly Matos@kellymatos – Dilma fala em desonerações e subsídios ao transporte público e um “programa mais robusto” com governadores e prefeitos.
Kelly Matos ‏@kellymatos – Dilma fala em saúde e cita programa de contratação de médicos. Explica que prioridade é para brasileiros, mas também contratar estrangeiros.
Kelly Matos ‏@kellymatos – Na área da educação, Dilma fala em aumentar recursos em “investimento” e “custeio”.
Kelly Matos‏@kellymatos – ATENÇÃO: Dilma anuncia que amanhã vai enviar proposta de plebiscito ao Congresso.
Kelly Matos @kellymatos – Dilma afirma que entregou hoje à ministra Carmen Lúcia, presidente do TSE, consulta sobre prazos e informações para realizar plebiscito.
Kelly Matos @kellymatos – Presidente Dilma fala sobre grupos de trabalho criados no governo para cada área dos cinco pactos: saúde, educação, mobilidade, etc
Kelly Matos ‏@kellymatos – Dilma Rousseff começa a falar sobre realização da Copa e os investimentos [1/3 foi em estádios, segundo ela].

 

 

1 de julho de 2013 às 18:56

Queda de energia impede circulação do Jornal de Hoje nesta segunda-feira [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Por falta de energia elétrica a edição do Jornal de Hoje não circula nesta segunda-feira.

Eis a nota emitida pela direção do vespertino:

 

Nota

 

Pela primeira vez em 15 anos de existência, O JORNAL DE HOJE não circulará nesta segunda-feira (1), devido à falta de energia elétrica em nossas instalações (redação e oficinas), durante toda a manhã.

Apesar de ter sido acionada, a Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern) não conseguiu contornar o problema, tão menos informou a previsão de restabelecimento de energia.

Às 11h30, foi esgotada qualquer viabilidade de nossa equipe jornalística preparar a edição de hoje. Lamentamos profundamente o incidente e reafirmamos sempre nosso compromisso de levar a você as notícias atuais que os outros só publicarão amanhã.

A Direção

1 de julho de 2013 às 18:52

Empresários do RN vão à bancada do RN pedir fim de multa extra sobre FGTS [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Um grupo de empresários potiguares estará amanhã em Brasília para entregar à bancada do Rio Grande do Norte um documento que pede o voto a favor do Projeto de Lei Complementar 200/2012, de autoria do Senador Renato Casagrande (PSB/ES), que extingue a cobrança adicional de 10% sobre a multa do FGTS, devida pelos empregadores em caso de dispensa sem justa causa.

 

Hoje, além da multa de 40% sobre o valor do FGTS que o trabalhador recebe, o empregador ainda paga uma multa de 10%, que foi instituída no governo FHC, e que tinha como objetivo, compensar as perdas do FGTS relativas aos períodos dos Planos Collor e Verão.

Para os empresários, a dívida já foi sanada com a arrecadação de 2012.

 

Diretor da Fecomércio, Denerval de Sá representa o presidente Marcelo Queiroz e chega a Brasília acompanhado dos empresários Augusto Vaz (vice-presidente da CDL-Natal); Edmilson Marques da Silva (presidente da Associação dos Supermercados); Manoel Etelvino de Medeiros (Nordestão); e pelos consultores do Nordestão, André Felipe Menezes e Daniel Mendonça.

A carta que será entregue aos membros da bancada federal do RN é assinada pelo presidente da Fecomércio RN, Marcelo Fernandes de Queiroz; pelo presidente da Fiern, Amaro Sales; pelo presidente da Faern, José Álvares Vieira; pelo presidente da Fetronor, Eudo Laranjeiras; e pelo presidente da FCDL, Marcelo Rosado.

1 de julho de 2013 às 13:10

Com base em entendimento do MP, prefeito nega direito a creche e transporte a menores de 5 anos em Elói de Souza [0] Comentários | Deixe seu comentário.

No mês de março passado, este Blog noticiou que crianças da zona rural do município de Elói de Souza não tiveram direito a creche, por causa do número pequeno de interessados.

O prefeito Kerginaldo Medeiros (PMDB), que garantiu ao Blog que prima pela Educação do município que administra, apresentou como solução, transportar os pequenininhos em um ônibus (sem cinto de segurança), para a creche da cidade.

As mães, claro, não aceitaram, e acionaram o Ministério Público.

 

 

Três meses depois, sai o entendimento da Promotoria de Tangará, comarca à qual pertence Elói de Souza.

E o “entendimento” da Promotoria é de que o prefeito Kerginaldo tem razão.

De posse do “entendimento” do MP, o prefeito anunciou às mães de crianças pequenas que os filhos delas não têm direito à creche, e nem mesmo ao transporte escolar.

O “entendimento” do Ministério Público chegou à zona rural de Elói de Souza como uma “decisão”.

Decisão que tem que ser tomada – ainda – pelo juiz da comarca.

 

E o Blog repete aqui, o que publicou em março passado.

O artigo 53 do Estatuto da Criança e do Adolescente, que trata do direito à Educação.

 

ECA – Lei nº 8.069 de 13 de Julho de 1990

Art. 53. A criança e o adolescente têm direito à educação, visando ao pleno desenvolvimento de sua pessoa, preparo para o exercício da cidadania e qualificação para o trabalho, assegurando-se-lhes:

 

I – igualdade de condições para o acesso e permanência na escola;

 

II – direito de ser respeitado por seus educadores;

 

III – direito de contestar critérios avaliativos, podendo recorrer às instâncias escolares superiores;

 

IV – direito de organização e participação em entidades estudantis;

 

V – acesso à escola pública e gratuita próxima de sua residência.

 

Parágrafo único. É direito dos pais ou responsáveis ter ciência do processo pedagógico, bem como participar da definição das propostas educacionais.

 

*

Diante do artigo, é necessário repetir que em Elói de Souza a educação anda longe de ser prioridade.

E digo mais porque:

Nas escolas da zona rural, crianças de primeiro, segundo e terceiro ano, estudam na mesma sala, com a mesma professora.

Pode até ser bom para os menores, que adiantam o aprendizado, mesmo ultrapassando o que determina o Ministério da Educação.

Mas, os maiores estão sempre em retrocesso.

 

Os alunos do quarto e quinto ano também só têm uma sala e uma professora.

 

Na semana passada, na comunidade de Lagoa dos Novilhos, a fechadura da porta da sala do primeiro ao terceiro ano se quebrou…e a Prefeitura não resolveu o “problemão”.

Resultado: do primeiro ao quinto, estudando a mesma coisa.

 

Atenção Delegacia do MEC, em Natal, isso pode?

 

1 de julho de 2013 às 12:55

Deputados João Maia e Ezequiel Ferreira no São Pedro de Brejinho [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A prefeita Ivete, do município de Brejinho, recebeu seus aliados na noite deste domingo para o “Arraial do Brejo”, que além das apresentações de quadrilhas, contou com a animação das bandas Farra de Rico e Forró Acho Bom, e do cantor Léo, a ‘Fera do Forró’.

Estiveram no palanque o deputado federal João Maia (PR) e o estadual Ezequiel Ferreira de Souza.

Com João Maia, a presidente do PR Mulher, Shirley Targino e o candidato a deputado, José Vieira.

Festa de São Pedro rendeu homenagem a Luiz Gonzaga

Com direito a discurso, o deputado João Maia...

...e o deputado Ezequiel Ferreira

 

1 de julho de 2013 às 11:39

Violência: criminosos incendeiam mendigo em plena luz da manhã [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Da Tribuna do Norte Online:

 

Criminosos ateiam fogo em mendigo na Roberto Freire

 

Um morador de rua, ainda não identificado, foi alvo de um atentado no início da manhã desta segunda-feira (1º). Criminosos  atearam fogo no mendigo que estava deitado na calçada da avenida Roberto Freire, em Capim Macio.

Segundo o tenente Rafael Soares, do 5º Batalhão da Polícia Militar, o homem foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel e Urgência (Samu), mas o oficial não soube informar o estado de saúde da vítima.

Alguns jovens que bebiam na conveniência de um posto de combustíveis nas proximidades de onde ocorreu o crime e acionaram tanto o Samu quanto a PM. O universitário Pedro César estava com os amigos na conveniência e disse que não viu como aconteceu o atentado. “Quando olhamos, o homem estava pegando fogo e agonizando. Liguei na ambulância na hora”, contou.

Os policiais do 5º Batalhão foram até o local, mas também não conseguiram identificar os responsáveis pelo atentado.

*

Atualizando:  O morador de rua que foi alvo de um atentado no ínicio da manhã desta segunda-feira (1º) na avenida Roberto Freire, zona Sul de Natal, está com 80% da região do corpo queimada. No momento, o homem está em estado gravíssimo no Hospital Walfredo Gurgel, onde passou por um procedimento cirúrgico chamado desbridamento.

Após o método cirúrgico, ele foi transferido para o setor de Pós-operatório do hospital e está em observação. Até o momento, a polícia não sabe informar quem foi o autor do crime que ateou fogo no mendigo deitado na calçada da avenida.  A investigação do caso será repassada automaticamente para a Polícia Civil.

1 de julho de 2013 às 10:42

Tese de doutorado da médica Gioconda Leão será publicada em periódico internacional [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Diretora do Laboratório DNA Center, a médica Gioconda Leão, terá publicada sua tese de doutorado em um periódico internacional.

Com o tema “Análise do gene HFE C282Y, H63D e S65D em pacientes com hiperferritinemia do Nordeste do Brasil”, a tese foi aceita pelo Journal of Clinical Laboratory Analysis, veículo que divulga importantes trabalhos na área de análises clínicas laboratoriais de todo o mundo.

“O resultado desse trabalho é a soma de muito esforço e incentivo por parte do meu orientador, o professor Geraldo Barroso Júnior, e toda equipe do DNA Center, que contribuiu diretamente para a realização desse sonho”, comemorou a médica.

Em breve, a publicação vai estar disponível para consultas no site do periódico, por meio do link http://onlinelibrary.wiley.com/journal/10.1002/(ISSN)1098-2825 e também no site do DNA Center (www.dnacenter.com.br).

 

Gioconda Leão

 

1 de julho de 2013 às 10:31

Deputado Walter Alves aguarda sanção do governo para projetos de sua autoria aprovados na última sessão da AL [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O deputado estadual Walter Alves (PMDB) terminou o primeiro período legislativo de 2013 no lucro.

Dos 11 projetos de lei aprovados na última sessão da Assembleia Legislativa, que entrou em recesso, 3 foram de sua autoria.

 

Um, que garante descontos no IPVA de veículos  movidos a Gás Natural Veicular (GNV).

Outro que obriga o Itep a inserir o tipo sanguíneo dos cidadãos nas carteiras de identidade, com o objetivo de facilitar primeiros socorros por parte dos serviços de emergência.

E o outro que obriga as empresas prestadoras de serviços a inserir o número dos protocolos de atendimento nas faturas, na intenção facilitar a vida dos consumidores na hora em que precisar fazer uma reclamação.

 

“O povo potiguar pode ter certeza que vamos continuar trabalhando para legislar com leis realmente importantes e que realmente beneficiem o cidadão. Essas três leis são leis que vão reativar a cadeia produtiva do GNV no Estado, que vão garantir mais segurança aos consumidores e que vão trazer mais agilidade nos atendimentos de urgência’, explicou o deputado, que agora a posição da governadora Rosalba Ciarlini.

 

“Aguardamos agora a sanção governamental e, temos certeza, que a governadora vai ser sensível ao entender que são leis para o bem do povo, e que vai sancionar”, disse o deputado.

1 de julho de 2013 às 8:59

Domingo Espetacular mostra a festa junina que só Mossoró faz: o Pingo da Mei Dia [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O ‘Pingo da Mei Dia’, que abre o ‘Mossoró Cidade Junina’ foi destaque nacional neste domingo, no programa Domingo Espetacular, da Rede Record.

Foram 12 minutos onde a repórter Renata Alves mostrou, vestida a caráter, mostrou o que só acontece em Mossoró durante os festejos juninos.

A reportagem foi gravada no dia 8 de junho, e além do Pingo da MeiDia, também foi mostrado o Pau de Arara Eletrônico.

 

Para quem perdeu a reportagem ontem, CLIQUE AQUI para assistir ao vídeo exibido na Record.

 

1 de julho de 2013 às 8:37

#opovoquerfalar: “A violência só levará ao fracasso e, por conseguinte, fragiliza o Estado Democrático que conquistamos”, por Dom Jaime Vieira [1] Comentários | Deixe seu comentário.

#opovoquerfalar

Do Arcebispo Metropolitano de Natal, Dom Jaime Vieira da Rocha, sobre a onda de protestos no Brasil, aprovando a atitude dos brasileiros ao condenarem os desmandos administrativos, mas, condenando a forma violenta em alguns casos, como tem se registrado em todos os estados do país.

 

 

A violência só levará ao fracasso e, por conseguinte, fragiliza o Estado Democrático que conquistamos

 

Nas últimas semanas temos assistido – e até participado – das manifestações de milhares de irmãs e irmãos marchando nas ruas, de grandes e pequenas cidades, exigindo da classe política e dos gestores públicos da União, dos Estados e dos 

Municípios, maior compromisso com os interesses supremos da sociedade brasileira, no que diz respeito às políticas públicas mais elementares, como saúde, educação, segurança, transporte, entre outras, de qualidade e suficientes para a demanda da população, especialmente, a significativa parcela socialmente vulnerável.
Das ruas irrompe o clamor do povo que já não suporta mais a imposição de humilhações e aviltamento da dignidade humana dos que precisam dirigir-se aos serviços de saúde, de educação, de segurança e de transporte público. O povo, com rasgos de desespero, manifesta sua indignação pelo descaso recorrente dos que nos governam, pela ausência de uma política pública de Estado de convivência com o semiárido onde habitamos, e para com os demais desafios de outras regiões.

 

Causa-nos perplexidade assistir o retroceder da velha indústria da seca, verdadeira serviçal da corrupção que inibe o
desenvolvimento do Nordeste, fonte perene de pilhagem da coisa pública, neste momento de mais um ciclo de seca.
Temos convicção do direito que temos de expressar nossa insatisfação. O Brasil pertence aos brasileiros. Suas riquezas são fruto do trabalho árduo de todos os que labutam para construí-lo e fazê-lo mais próspero. A coisa pública está para servir às
necessidades coletivas do povo brasileiro. As lideranças políticas investidas de cargos públicos, nas três esferas de poder do Estado, devem atuar como guardiãs diligentes de tudo o que está aos seus cuidados, como bons administradores do Bem Comum. Jamais como usurpadores dos bens e das esperanças do Povo.

 
Somos um Estado republicano, plasmado nos valares da Democracia, que vimos construindo nesses últimos 25 anos. Daí emerge, pois, nossa responsabilidade com que estamos fazendo e participando neste momento histórico do Brasil. Jamais temos o direito de faltar com o respeito, zelo e cuidado para com as instituições, sejam públicas ou privadas. Sejam as organizações da sociedade civil, sejam os partidos políticos, ambos, indispensáveis à Democracia. Devemos, sim, lutar e trabalhar para melhorá-los, aperfeiçoá-los, limpá-los, resgatando-os das mãos dos aproveitadores da boa-fé da nossa
gente.

 
Alertemo-nos uns aos outros acerca dos atos de violência contra as pessoas, as instituições públicas e empresas privadas. Esses atos insanos em nada contribuem para conquistarmos o que todos almejamos. A luta se dá e se funda no desejo de um Brasil melhor para todos. A violência só levará ao fracasso e, por conseguinte, fragiliza o Estado Democrático que conquistamos. Não nos esqueçamos que os adeptos do autoritarismo estão à espreita, também esperançosos de mais uma vez se apropriarem do Estado. Essas atitudes, que espalham divisões, ódio, guerra e cizânia nas boas intenções e desejos que nos movem, restringem as possibilidades de sucesso e felicidade.

 
Ofereçamos, pois, o que temos de melhor, partilhemos nossos sonhos e desejos.
Definamos melhor as bandeiras que empunhamos nas ruas e, com elas, nomeemos as lideranças capazes de unir o que está disperso, dar rumo e direção, sem perder a fortaleza e a espontaneidade que nasceram e se alimentam da vontade de cada cidadão que se apresenta como sujeito ativo e protagonista do Brasil que queremos. Que nossas manifestações estejam repletas de cidadania, de atitudes de paz, de respeito, de tolerância, de zelo e extrema atenção pela sacralidade da vida e integridade física de cada pessoa.

“A violência nega a ordem querida por Deus.” A Paz é fruto da Justiça”(Is 32,17). No Deus da Paz e de todo bem!

 
Natal-RN, 30 de junho de 2013
Dom Jaime Vieira Rocha

1 de julho de 2013 às 8:18

Padrão Fifa falhou na Copa das Confederações [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Nas arenas que sediaram jogos da Copa das Confederações, o teste já foi feito. E o que não deu certo, já deve ser alterado.

No caso de Natal, que vai estrear a casa já na Copa do Mundo, é bom cuidar de discutir com o tal Padrão Fifa sobre as falhas dos outros estados-estádios…

Em Salvador, numa das partidas, uma família, com crianças, chegou ao estádio pela manhã para a partida que aconteceria às 16 horas.

Por volta das 13h, não havia mais uma garrafinha de água no estádio. A família ainda conseguiu comprar os 6 últimos hot-dogs…

Detalhe: ninguém pode entrar na arena com lanche.

E não adianta justificar que está com criança que a entrada será vetada, recolhida.

 

Em Fortaleza, na partida desse final de semana, além da deficiência nas lanchonetes do estádio, problemas graves de acesso.

Como a área em volta do estádio é interditada, os táxis só circulam até o ponto dos ônibus que têm acesso.

Uma família seguiu à risca. Do táxi para o ônibus, e a chegada ao estádio.

Quando o jogo acabou, cadê os microônibus para tirar a multidão dali?

Em quase duas horas passaram 3.

Longa espera e longas caminhadas para sair da área do estádio e…finalmente, pegar um táxi.

 

O Padrão Fifa andou falhando na Copa das Confederações…

 

1 de julho de 2013 às 8:08

Presidente do TSE reúne presidentes dos TREs antes de informar a Dilma sobre prazo do plebiscito [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral do RN, desembargador João Rebouças, segue para Brasília.

Nesta terça-feira, junto a presidentes de Tribunais de todo o país, se reúne com a presidente do TSE, ministra Cármen Lúcia, que quer ouvir a opinião de todos os Estados sobre prazo de realização do plebiscito sugerido pela presidente Dilma Rousseff.

Na quarta-feira a presidente do Tribunal Superior deverá informar a Dilma em quanto tempo a Justiça Eleitoral é capaz de planejar e executar o plebiscito sobre reforma eleitoral.

 

O Congresso já deixou claro que não concorda com o plebiscito.

A opinião das ruas certamente vai divergir com a do Parlamento.

1 de julho de 2013 às 7:56

Quem cedo madruga…pode perder o bonde [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Quando se lança uma candidatura faltando um tempo longo para uma campanha eleitoral, são os marqueteiros os primeiros a se pronunciarem: está cedo.

Quem se lança cedo, tem tempo de sobra para se queimar, caso não mantenha o fogo e o fôlego iniciais.

Deve ser com base nisso que o marqueteiro da presidente Dilma, o baiano João Santana, está afirmando, categoricamente, que Dilma será reeleita, e reeleita no primeiro turno das eleições do próximo ano, apesar das pesquisas apontarem para uma queda vertiginosa nos seus índices de aprovação administrativa e eleitoral.

É que, como as pesquisas refletem o momento, e o momento é de guerra contra os políticos, quem for pesquisado, cai na mesma ribanceira.

Os movimentos de protestos nas ruas do Brasil alimentaram os institutos de pesquisas e a tendência é de queda generalizada.

Mas…se os movimentos nas ruas têm o intuito de ‘trocar tudo que está aí’, não teriam estes iniciado cedo demais?

Seria esta a visão de João Santana?

Se tiver fôlego para chegar ao meio do próximo ano, quando a campanha realmente começa, os movimentos sociais poderão mudar muita coisa, eleitoralmente falando.

Mas…daqui para lá, deixarão cansada a população brasileira.

Não seria a hora de dar um ‘pause’ nas caminhadas e gritos de guerra?

A conquista de agora é administrativa.

Troca ministro, faz plebiscito, transforma corrupção em crime hediondo…mas não baixa a carga tributária…

Se os brasileiros têm a intenção de trocar tudo, e agora eles sabem que podem, devem deixar a onda de protestos para o começo da campanha…e para o dia das urnas.

Se levarem às ruas a bandeira de “vamos deletar o Congresso, vamos mudar o Brasil”, por exemplo, eles conseguirão, caso consigam convencer a população a votar em quem já tem mandato.

Isso sim, seria uma conquista primorosa.

Mas, para isso, têm que esperar a hora certa.

Começar cedo tem suas vantagens, mas também suas grandes desvantagens.

A onda de protestos que tira de cena os nomes da política hoje, podem estar fortalecendo estes mesmos nomes no futuro que começa em 2014.

E deve ser com essa justificativa que João Santana promete a Dilma sua reeleição no primeiro turno.

1 de julho de 2013 às 7:56

Corrupção será crime hediondo até que ‘brecha’ na lei prove o contrário [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Ah…

Corrupção é crime hediondo.

O Senado já aprovou, agora só falta a Câmara.

Mas…e se ali na frente, diante de mais um caso escabroso da política, a Justiça determinar que não se trata de corrupção?

Aí, claro, não haverá crime.

Não seria a hora da reforma política vir acompanhada de uma reforma jurídica?

Vai ter sempre uma ‘brecha’ na lei para livrar o corrupto do inferno.

Ê, Brasil difícil de acreditar…

 

 

1 de julho de 2013 às 7:17

“Dilma ganha no primeiro turno”: palavra de marqueteiro [3] Comentários | Deixe seu comentário.

O marqueteiro da presidente Dilma Rousseff, do ex-presidente Lula, e um dia, por aqui, do ex-governador Garibaldi Filho, João Santana, não tem dúvida.

As pesquisas que apontam sua cliente despencando não passam de fogo de palha passageiro.

Para ele, Dilma não deixará o Palácio do Planalto no final do próximo ano.

Veja o Contraponto da coluna Painel de hoje, na Folha:

1 de julho de 2013 às 7:11

Aécio Neves: o Plano B do PMDB? [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O senador Aécio Neves seria um Plano B para o PMDB que anda meio sem crédito com a presidente Dilma Rousseff?

Conversa com o mineiro-presidenciável não tem faltado.

No Rio de Janeiro, para onde foi assistir à final da Copa das Confederações, o presidente da Câmara, deputado Henrique Alves, se encontrou com o candidato.

Como revela Vera Magalhães, na coluna Painel, da Folha de hoje: