Thaisa Galvão

31 de julho de 2015 às 21:50

Lua Azul [0] Comentários | Deixe seu comentário.

 
Como acontece a cada 3 anos, hoje foi dia…ou noite…de lua azul.

Fenômeno visto pela última vez em 31 de agosto de 2012.

O episódio ocorre quando há uma segunda Lua cheia no mesmo mês, mas ao contrário do que o nome sugere, é bem pouco provável que a lua fique pelo menos azulada. 

O termo surgiu da expressão em inglês “once in a blue moon” (“uma vez a cada Lua azul”), usada para descrever um evento raro.

A próxima Lua azul ocorrerá em janeiro de 2018.
 

31 de julho de 2015 às 17:45

Flávio Azevedo será empossado 3ª feira no cargo de secretário de Desenvolvimento do Estado [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O futuro secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, engenheiro Flávio Azevedo, tomará posse na terça-feira.

Em solenidade marcada para 16 horas.

31 de julho de 2015 às 16:40

Homem é espancado depois de praticar assaltos no bairro Planalto [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Agora no bairro Planalto, em Natal…

Um grupo de pessoas espancou um homem que roubou uma moto, assaltou uma senhora e um comércio na Avenida Monte Rei.

Justiça com as próprias mãos, foi o que fez o grupo revoltado com tanta violência.

Errado, mas quem julgará?

A polícia chegou e acionou o Samu já que o rapaz ficou bem arrebentado. Quebraram seu rosto, de tanto bater. 

Foto Francisco Gomes

  

31 de julho de 2015 às 15:44

Vice-presidente nacional do PSDB, deputada Mariana Carvalho está no RN a convite do deputado Rafael Motta [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Vice-presidente nacional do PSDB, a deputada federal Mariana Carvalho, de Rondônia, está no Seridó a convite do amigo, o deputado federal potiguar Rafael Motta (PROS).

Ontem Mariana participou da feirinha de Santana, em Caicó, e hoje foi almoçar em Serra Negra.

Mariana e Rafael foram recebidos pelo pré-candidato a prefeito de Serra Negra do Norte, Serginho Fernandes (PSDB).

Serra Negra concentra o 2º maior pólo boneleiro do Brasil.

  

31 de julho de 2015 às 14:59

Fátima Bezerra garante apoio ao projeto de Maurício Marques para eleger Naur Ferreira prefeito de Parnamirim [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O prefeito de Parnamirim, Maurício Marques recebeu essa semana a visita da senadora Fátima Bezerra.

Visita de cortesia onde o prefeito aproveitou para pedir ajuda à senadora para interceder junto ao governo federal para as obras do parque industrial e para construção das 7 unidades de saúde que já estão sendo tocadas com recursos próprios enquanto o cofre federal está fechado.

A conversa rendeu e Marques adiantou a Fátima o nome de seu pré-candidato a prefeito no próximo ano: o secretário de Obras do Município, Naur Ferreira.

Em retribuição ao apoio de Maurício na sua eleição para o Senado, Fátima reafirmou sua aliança com o prefeito de Parnamirim.

 
Foto da campanh passada: Naur, Fátima e Maurício Marques 

31 de julho de 2015 às 14:46

Celular de jornalista é furtado em pleno altar da igreja em Caicó [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Jesus!

Até entre fiéis fervorosos de Santana, daqueles que chegam bem perto do altar na hora das celebrações…se encontra gente desonesta.

Infelizmente.

Ontem à noite, quando fazia fotos no altar da matriz de Santana, registrando o encontro da ex-governadora Wilma de Faria com Dom Heitor, a jornalista Elaine Vládia fechou o zíper da bolsa onde guardou o celular, e pendurou a bolsa no seu ombro.

Quando terminou os clics com a máquina fotográfica, ali mesmo no altar, olhou a bolsa e viu que estava aberta.

E que seu celular tinha sido levado.

Em pleno altar.

“Nunca imaginei que seria roubada dentro de uma igreja”, disse assustada a jornalista.

“Me desorientei e nem tirei outras fotos”, disse Elaine.

31 de julho de 2015 às 8:39

Ex-governadora Rosalba Ciarlini discursa em palanque ao lado do ex-aliado Garibaldi na feirinha de Santana [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Na feirinha de Santana, em Caicó, registro dos encontros de ex.

As ex-governadoras Wilma de Faria e Rosalba Ciarlini, que se alfinetam e se criticam, se cumprimentaram sob as bênçãos da padroeira da cidade seridoense.

Foto Heitor Gregório

  
Depois o encontro se deu entre os ex-governadores Rosalba Ciarlini e Garibaldi Filho, ex-aliadíssimos, e agora adversários.

Rosalba já foi a senadora de Garibaldi e Garibaldi já foi membro do conselho político de Rosalba, mas hoje…

Os dois estiveram juntos em um momento em que a médica Rosalba teve direito a discursar.

Foi numa barraca da feirinha, ao lado da igreja matriz.

Ela agradeceu ao povo de Caicó pela acolhida, disse que estará sempre lutando pelo seu povo, seja de qual região for, e que voltou a atenDer como pediatra.

Disse que se o povo de Caicó precisar, terá uma médica à sua disposição.

O discurso não passou pela política, mas o clima era de palanque, com Rosalba de um lado e Garibadi e o deputado Álvaro Dias do outro.

Depois de discursar, a ex-governadora se despediu dizendo que precisava terminar sua visita para voltar a Mossoró onde daria plantão médico.

Fotos Ricardo Morais

  
Para quem ficou fora da política, sem direito a palanque nas eleições do ano passado, até que a ex-governadora tem se mantido acesa pelo Rio Grande do Norte afora.

31 de julho de 2015 às 8:10

Retorno de acesso mais rápido ao Walfredo Gurgel deverá ser fechado [3] Comentários | Deixe seu comentário.

A STTU está fazendo testes para fechar, definitivamente, o único acesso da Salgado Filho ao Hospital Walfredo Gurgel, o maior pronto-socorro de Natal.

Trata-se do retorno em frente ao Midway Mall e IFRN, que deverá ser fechado.

Um problema a mais, além do trânsito já caótico, para as ambulâncias que fazem o retorno para chegarem mais rápido ao hospital.

Um problema maior ainda para quem estiver sendo socorrido contando com o tempo como maior aliado.

A solução até agora encontrada pela STTU é o retorno irregular – para ambulâncias – no sinal de um dos cruzamentos mais movimentados de Natal: o da Salgado Filho com a Bernardo Vieira.

Com isso, a secretaria de mobilidade pretenderia legalizar uma irregularidade e, de quebra, expor os ocupantes de uma ambulância, entre eles um doente em situação de socorrido, a um risco de acidente.

A sugestão pode ser besta, mas tá valendo.

Por que não deixar o retorno exclusivamente para ambulâncias?

Se colocaria uma placa bem visível e deixaria os amarelinhos orientando por uns dois meses até que os motoristas compreendessem a necessidade da exclusividade.

É que, enquanto uma pessoa em estado normal de saúde pode dispor de 10 minutos a mais para encontrar uma solução para o seu caminho, um doente socorrido pode ter, nesses 10 minutos a mais, o tempo que faltava para morrer.

Caldo de galinha e bom senso nunca fizeram mal a ninguém.

31 de julho de 2015 às 7:52

E Eduardo Cunha continua comandando [0] Comentários | Deixe seu comentário.

De Vera Magalhães, na coluna Painel, na Folha de hoje:

Cunha deve distribuir comando de novas CPIs entre PMDB, DEM e PSDB

Na “ceia” para a qual convidou líderes partidários logo após o jantar oferecido por Dilma Rousseff, na segunda-feira, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) tratará da divisão do comando das quatro novas CPIs que promete instalar na reabertura dos trabalhos na Câmara. A presidência da CPI do BNDES deverá ficar com o PMDB. A dos fundos de pensão, considerada a mais explosiva, será ofertada ao DEM, com um peemedebista na relatoria. O PSDB comandará a investigação de crimes cibernéticos.
Cafezinho De um palaciano sobre a coincidência de eventos: “Os líderes sairão do Alvorada direto para contar tudo para Cunha”. Para evitar a interpretação, o peemedebista pode transformar a reunião em almoço na terça.
No lucro O DEM gostou de comandar a CPI dos fundos. Acha que pode se aproximar do funcionalismo público, enquanto a apuração sobre o BNDES tem potencial de atrito com empreiteiras.

30 de julho de 2015 às 23:57

Dilma não assume responsabilidade pela instabilidade e convoca governadores para barrar pauta-bomba [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Da Folha:

ANÁLISE

Dilma manda a governadores recado que eles não queriam ouvir

VERA MAGALHÃES

EDITORA DO PAINEL

 
Os dias que antecederam a reunião de Dilma Rousseff com os governadores foram cercados de certo desconforto por parte dos convidados.
Diante da crise econômica e política e da popularidade em franco derretimento da presidente, os chefes dos Executivos estaduais temiam ser chamados para dividir o fardo pesado que Dilma carrega desde que se reelegeu.
Mais: os que foram reeleitos no ano passado guardavam ainda fresca na memória a experiência pós-junho de 2013, quando Dilma chamou os 27 governadores para assistirem ao famoso discurso dos “pactos” nacionais –eram cinco, no fim nenhum deles se concretizou.
Os oposicionistas temiam cair na cilada de serem convidados a ajudar numa governabilidade que nem lhes interessa nem é sua responsabilidade. E os dos partidos aliados, que sentem no dia a dia a dificuldade de apoiar um governo impopular, também não queriam se tornar sócios nessa empreitada.
Foi com essa (pouca) disposição que a maioria dos 27 viajou a Brasília. Some-se a isso as trapalhadas de cerimonial, que só distribuiu os convites poucos dias antes do encontro, com pauta genérica e sem deixar claro quem falaria ou não, e dá para se ter ideia do clima pré-encontro.
Pois bem. Com todos dispostos em volta da mesa no Palácio da Alvorada, Dilma se pôs justamente a fazer um discurso genérico sobre várias áreas do governo, seguido de um chamado para que os ministros das áreas fizessem em seguida uma “rápida” explanação sobre projetos de suas pastas.
TRUQUE RETÓRICO
Na parte televisionada do encontro, a presidente leu um papel sem olhar nos olhos dos convidados. Citou de forma ensaiada um ou outro dos presentes, para afetar alguma intimidade e consideração –o efeito foi nulo, o truque retórico é manjado e não funcionou com o pouco traquejo de Dilma para o improviso.
E, já no finzinho, mandou o recado que os governadores não queriam ouvir: precisa da ajuda deles para barrar a pauta-bomba no Congresso. Pior: insistiu que a crise é uma “travessia”, sem assumir nenhuma responsabilidade pela instabilidade econômica, e repetiu várias vezes que ela atinge “to-dos”, assim mesmo escandido, os governos.
Equivaleu a dizer aos que se abalaram a Brasília: me ajudem a embalar Mateus porque não pari sozinha.
Acontece que os governadores pensam o contrário: a crise é do governo federal, que a criou e a agravou. Se Dilma quer ajuda para o ajuste fiscal, algo que muitos estão dispostos a ofertar, deveria pedir especificamente para isso e assumir a responsabilidade que lhe tange, sem tergiversar.
Na parte aberta do encontro, no entanto, a presidente passou longe disso.
Resta saber se os políticos que faziam reparos ao modelo da reunião nos bastidores terão coragem de explicitar as críticas diante de Dilma, se for dada a palavra a todos. O mais provável é que também eles se atenham a observações genéricas.
Nesse caso, o encontro terá sido mais uma reunião longa, cansativa e inócua, como aquela de 2013 e tantas outras. Dilma sairá dela tão impopular e desgastada quanto entrou, os governadores voltarão para seus Estados sem recursos e perspectivas de investimentos e a pauta-bomba continuará à espreita quando o Congresso retomar os trabalhos na segunda-feira. 

   
Governador Robinson Faria presente à reunião com a presidente 

30 de julho de 2015 às 23:24

Ameaçada por parlamentares, advogada fecha escritório e desiste da carreira para preservar segurança dos filhos [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do G1 e Jornal Nacional

Advogada diz que encerrou carreira devido a ameaças de membros da CPI

Comissão convocou Beatriz Catta Preta para explicar origem de honorários. Presidente da CPI disse que convocação foi unânime e não há perseguição

 
 A advogada Beatriz Catta Preta afirmou em entrevista ao repórter César Tralli, na edição desta quinta-feira (30) do Jornal Nacional, que decidiu deixar os casos dos clientes que defendia na Operação Lava Jato porque se sentia ameaçada e intimidada por integrantes da CPI da Petrobras. Ela disse que, devido às supostas ameaças, fechou o escritório e decidiu abandonar a carreira.

Após a aprovação no último dia 9 do requerimento que a convocou para depor à comissão, a advogada desistiu de continuar defendendo três clientes que fizeram acordo de delação premiada no âmbito da investigação do esquema de corrupção na Petrobras. A CPI quer que ela explique a origem do dinheiro recebido a título de honorários.

Indagada sobre quais eram os autores das supostas tentativas de intimidação, Catta Preta respondeu: “Vem dos integrantes da CPI, daqueles que votaram a favor da minha convocação”, declarou.

Sem citar nomes, Catta Preta, especializada em acordos de delação premiada, disse que decidiu encerrar a carreira a fim de zelar pela segurança da família.

“Depois de tudo que está acontecendo, e por zelar pela segurança da minha familia, dos meus filhos, eu decidi encerrar a minha carreira na advocacia. Eu fechei o escritório”, declarou.

A advogada disse na entrevista ao JN que recebeu ameaças de maneira “velada”. “Não recebi ameaças de morte, não recebi ameaças diretas, mas elas vêm de forma velada, elas vêm cifradas”, disse.

Beatriz Catta Preta atuou em nove dos 18 acordos de delação premiada firmados por investigados da Operação Lava Jato com o Ministério Público. Esses nove delatores são os executivos Júlio Camargo e Augusto Mendonça (Toyo Setal); o ex-gerente de Serviços da Petrobras Pedro Barusco; o ex-diretor de Abastecimento da estatal Paulo Roberto Costa, a esposa dele, as duas filhas e dois genros. Embora tenha atuado nesses nove casos, se mantinha na defesa de três – Barusco, Julio Camargo e Augusto Mendonça.

Membros da CPI contestam

O deputado Hugo Motta afirmou por meio da assessoria que a convocação para depoimento não significa perseguição à advogada.

“O requerimento de convocação da advogada Beatriz Catta Preta foi aprovado por unanimidade no plenário da CPI da Petrobras. A vontade de investigar a origem dos honorários da advogada é suprapartidária, o que afasta de vez a acusação de perseguição”, declarou em nota.

O autor do requerimento de convocação da advogada, deputado Celso Pansera (PMDB-RJ), disse que apresentou o pedido dentro do seu direito de cidadão e de deputado e afirmou que a aprovação foi consensual. Segundo ele, Beatriz Catta Preta não será intimidada pela CPI.

Júlio Camargo

Catta Preta afirmou na entrevista que passou a sofrer intimidação depois que o empresário Júlio Camargo, que ela defendia, mudou o teor do que tinha afirmado.

Inicialmente, em depoimento do acordo de delação premiada, ele disse que não tinha conhecimento de envolvimento no esquema de corrupção da Petrobras de pessoas com foro privilegiado. Depois, declarou que o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), tinha pedido US$ 5 milhões de propina – o deputado nega.

Depois da revelação, Catta Preta foi convocada para depor à CPI. “Vamos dizer que [depois do depoimento de Júlio Camargo] aumentou essa pressão, aumentou essa tentativa de intimidação a mim e à minha família”, declarou.

Indagada sobre o motivo pelo qual Júlio Camargo não tinha mencionado Eduardo Cunha inicialmente, a advogada disse que foi por medo. “Receio. Ele tinha medo de chegar ao presidente da Câmara”, disse. Segundo ela, ele mudou de ideia devido “à colaboração dele, a fidelidade, a fidedignidade da colaboração, o fato de que um colaborador não pode omitir fatos, não pode mentir”.

De acordo com a advogada, Camargo apresentou provas. “Todos os depoimentos prestados sempre vieram respaldados. Com informações, dados, documentos, provas definitivas. Nunca houve só o dizer por dizer”, declarou.

Eduardo Cunha

Nesta quinta, Eduardo Cunha não quis falar sobre o assunto. “Eu não comento sobre isso. Eu não comento isso. Então, pergunte à CPI. Sobre isso eu não falo”, declarou.

O advogado do deputado, Antonio Fernando de Souza, disse que as declarações de Beatriz Catta Preta não fazem sentido, uma vez que Júlio Camargo já havia negado o envolvimento de Cunha publicamente. No entendimento do advogado, as declarações da advogada dão a impressão de “coisa montada”.

Antônio Fernando voltou a negar veementemente o envolvimento do presidente da Câmara nas fraudes e disse ter certeza de que Júlio Camargo não tem nenhum documento que ligue Eduardo Cunha às irregularidades.

Honorários

Catta Preta negou ter recebido mais de R$ 20 milhões de honorários. “Esse número é absurdo. Não chega perto da metade disso”, disse. Segundo ela, o dinheiro foi recebido no Brasil por meio de transferência bancária ou em cheque, com emissão de nota fiscal e recolhimento de impostos.

Nesta quarta, a pedido da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, criticou a convocação pela CPI e autorizou a advogada a não se manifestar à comissão sobre assuntos que envolvam sigilo profissional, como o recebimento de honorários advocatícios. A data do depoimento da advogada à CPI ainda não foi marcada.

“Se eu tiver que ir à CPI, infelizmente tudo o que eu vou poder dizer a eles é que eu mantenho o sigilo profissional e não vou revelar nenhum dado que esteja protegido por sigilo”, declarou.

Estados Unidos

A advogada também afirmou na entrevista que não se mudou para Miami (EUA) em razão das supostas ameaças, mas viajou de férias com os filhos para os Estados Unidos, onde permaneceu por 34 dias.

“Nunca cogitei sair do país ou fugir do país como está sendo dito na imprensa”, disse.

30 de julho de 2015 às 23:04

Ex-governador Fernando Freire recebe visitas no Quartel da PM [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Discretamente, e de acordo com o permitido pelas regras da polícia militar, o ex-governador Fernando Freire, que está preso em Natal, recebeu visitas…

Foram ao Quartel Geral da PM, o senador Garibaldi Filho, de quem Freire foi vice por dois mandatos, o deputado estadual Ricardo Motta, o ex-prefeito de Francisco Dantas, Carlito Meireles e o ex-assessor de governo, Cid Montenegro.

30 de julho de 2015 às 22:17

Ney Júnior e Cyrus Benavides trocam os cargos nas diretorias do Ipem e Procon [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Mudanças no Governo 1

Ipem e Procon farão um cruzamento.

O títular do Ipem, ex-vereador Ney Lopes Júnior, advogado com experiência em Direito do Consumidor e ex-diretor geral do Procon estadual, reassumirá o cargo.

O atual do Procon, Cyrus Benavides, vai para o Ipem.

A troca é consensual e Ipem e Procon atuarão em conjunto.

A troca será oficializada na próxima semana.

30 de julho de 2015 às 22:12

Detran e Engern: Marcos Freire e Júlio César trocam os cargos [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Mudanças no Governo 2

O ex-vereador de Ceará-Mirim, Júlio César, cotado para disputar a Prefeitura no próximo ano, deixa a Engern e assume o comando do Detran.

O atual diretor geral do Detran, Marcos Freire, assumirá o lugar de Júlio na Engern.

30 de julho de 2015 às 22:04

Vice-prefeito de Mossoró acelera processo de disputa entre PT e PSD [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A declaração do vice-prefeito de Mossoró, Luiz Carlos, do PT, dizendo que seu partido deverá disputar a Prefeitura no próximo ano, e colocando seu nome à disposição, pode ser apenas o primeiro passo de um racha muito maior entre o PT e o PSD.

Luiz Carlos, do PT, é vice de Francisco José, do PSD, e em vez de seguirem unidos na sucessão municipal, deverão dividir o palanque.

Em nível estadual, Fátima Bezerra, do PT, é senadora aliada do governador Robinson Faria, do PSD.

E em 2018…já se fala em palanques opostos.

Fátima nega, porém, em Mossoró Luiz Carlos acelera o processo.

30 de julho de 2015 às 21:21

Ao assumir gestão, vice-prefeito de Mossoró coloca nome à disposição para disputar eleição com Francisco José Jr [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Em Mossoró, a interinidade da Prefeitura, pelo vice Luiz Carlos (PT), foi marcada, pasme….pela traição do vice ao titular.

Em entrevista ao jornal Gazeta do Oeste, que será veiculada domingo, o vice anunciou que seu nome está à disposição do PT para disputar…a Prefeitura.
Isso mesmo: o vice pode ir para a disputa com o atual titular, Francisco José Júnior, desfazendo, a partir de agora, a aliança firmada na eleição suplementar de maio do ano passado.
  

No Palácio da Resistência poucos entenderam porque na interinidade do cargo, o vice-prefeito não tentou articular o fim da greve dos servidores, vez que o movimento é comandada por companheiros de partido do vice.
Já são 60 dias de paralisação.
O pior de tudo nessa história é que, poucos dias antes do prefeito interino se apresentar como provável pré-candidato-adversário do prefeito Francisco José Júnior, o PT emitiu nota desautorizando um assessor de Luiz Carlos a falar em nome do partido.
O episódio causou um mal-estar grande, deixando o vice-prefeito em maus lençóis, mas agora é o vice-prefeito que deixa o prefeito em maus lençóis.
Luiz Carlos integra uma das seis correntes do PT de Mossoró e se tornou vice-prefeito por escolha de Francisco José, e não pelo apoio das alas de sua legenda.
Em Mossoró se diz que, nos dez dias de interinidade, o vice-prefeito serviu mais à oposição do que à própria gestão da qual faz parte.
A interinidade do vice-prefeito Luiz Carlos terminou hoje.
O prefeito reassume, certo de que, a partir de agora, terá um inimigo ao seu lado.

30 de julho de 2015 às 16:50

Deputado Tomba Farias lembra missa de 30 dias de morte do fundador da rádio Santa Cruz, o poeta Hugo Tavares [1] Comentários | Deixe seu comentário.

O deputado estadual Tomba Farias (PSB) quer reunir a colônia de Santa Cruz em Natal, mais os amigos e admiradores do poeta, músico e ativista político, Hugo Tavares Dutra, para a sua missa de trigésimo dia de morte.

A missa será celebrada neste sábado, dia 1, na Igreja Matriz de Santa Rita de Cássia, em Santa Cruz, às 19 horas.

Hugo Tavares morreu no dia primeiro deste mês, na Policlínica de Natal. Hugo destinou boa parte da vida à comunicação, tendo fundado em Santa Cruz a Associação Rádio Comunitária Santa Rita AM. 

  

30 de julho de 2015 às 16:43

Carlos Eduardo e Garibaldi Filho circularam em Caicó tão aliados como estiveram em 2014 [0] Comentários | Deixe seu comentário.

E os palanques de Natal que prometem dividir o prefeito Carlos Eduardo da vice-prefeita Wilma de Faria nas eleições do próximo ano, já começaram a dividir hoje em Caicó.

Onde Wilma circulou de um lado…e Carlos Eduardo do outro.

Wilma com o ex-prefeito de Caicó, Bibi Costa.

Carlos com o senador Garibaldi Filho (PMDB), com o deputado Álvaro Dias (PMDB), o presidente da Fecomércio, Marcelo Queiroz (PDT) e o diretor do Procon e pré-candidatíssimo a vereador em Natal, Kléber Fernandes, presidente do PDT/Natal.

Carlos e Garibadi deram entrevistas e reafirmaram o que já vem dizendo quando abordados: a intenção é permanecerem aliados no próximo ano, como estiveram no ano passado.

  

30 de julho de 2015 às 14:32

Em Caicó, Wilma de Faria disse que palanque de Natal não será o mesmo da eleição de 2012 [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Presidente do PSB no Rio Grande do Norte, a vice-prefeita de Natal, Wilma de Faria disse há pouco, em Caicó, que o pessebista Bibi Cota foi um excelente prefeito…

O que não significa que ele poderá ser o candidato do partido no próximo ano.

Nas entrevistas que concedeu, Wilma disse que o partido ainda vai analisar.

Sobre sucessão em Natal, Wilma disse que será outra eleição, deixando claro que o palanque de 2016 não deverá ser o mesmo do de 2012, e que o PSB está discutindo com outros partidos.

Mas ele disse que a reforma política, que ainda não foi concluída, poderá influenciar na tomada de decisões para a próxima eleição.

Questionada sobre o governo Robinson Faria, Wilma disse que espera que ele faça a boa gestão que o povo do Rio Grande do Norte está precisando.

  

30 de julho de 2015 às 14:10

Justiça acata ação do MPF e determina retirada do ar do site Tudo Sobre Todos [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Da assessoria do Ministério Público Federal no RN:

A Justiça Federal deferiu integralmente a liminar pedida pelo Ministério Público Federal no Rio Grande do Norte (MPF/RN) e determinou a retirada do ar do site que disponibilizava informações pessoais de brasileiros, o “tudosobretodos.se”. A decisão do juiz federal Magnus Delgado determina às empresas brasileiras que atuam com a Internet que insiram obstáculos tecnológicos para inviabilizar o acesso à página, até o julgamento definitivo do processo.
O magistrado também determinou que o Ministério da Justiça solicite ao Reino da Suécia a retirada provisória do site, uma vez que seu domínio pertence àquele país. Magnus Delgado requereu ainda os dados completos das pessoas físicas que criaram e mantêm o Tudo Sobre Todos, inclusive números de IP, logs de acesso e endereço de e-mail, atendendo a pedido do MPF.ê
“A empresa demandada, ao disponibilizar, através do site http://tudosobretodos.se, dados de caráter pessoal, sem que tenha autorização dos seus titulares para tanto, viola a Constituição Federal, atingindo-lhe o núcleo dos direitos e garantias individuais, mais especificamente, os direitos à intimidade e à vida privada”, escreveu o magistrado na decisão.
A ação cautelar do MPF, que deu origem à decisão judicial, é de autoria do procurador da República Kleber Martins e tem como ré a empresa Top Documents LLC, sediada na República de Seicheles e que mantém o site. As investigações sobre as irregularidades relacionadas ao Tudo Sobre Todos continuam e novas ações judiciais ainda poderão ser propostas.
O processo tramita sob o número 0805175-58.2015.4.05.8400 na 1ª Vara Federal do Rio Grande do Norte. Confira a íntegra da ação clicando aqui.