Thaisa Galvão

16 de julho de 2015 às 17:50

Na mira do Ministério Público Federal, ex-presidente Lula é acusado de tráfico internacional de influência [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do G1

MPF abre inquérito para investigar suposto tráfico de influência de Lula

Após apuração preliminar, procuradores viram indícios para investigá-lo. Instituto Lula disse ter recebido notícia do inquérito com ‘surpresa’

Por Camila Bomfim

A Procuradoria da República no Distrito Federal abriu inquérito para investigar suposto tráfico de influência internacional do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para favorecer a construtora Odebrecht, uma das empreiteiras investigadas na Operação Lava Jato.

Após uma apuração preliminar, motivada por uma representação protocolada no Ministério Público Federal (MPF) que apontava suspostas irregularidades cometidas pelo ex-presidente, os procuradores da República disseram ter identificado indícios suficientes para investigá-lo.

O alvo das investigações são viagens internacionais feitas por Lula bancadas pela Odebrecht. Entre os países visitados pelo ex-presidente com patrocínio da maior construtora brasileira estão Cuba, República Dominicana, Gana e Angola.

Investigação

Em maio, a revista “Época” revelou que o Ministério Público Federal no DF estava investigando o ex-presidente da República em razão de que ele estava cometendo tráfico de influência internacional.

Na ocasião, a reportagem reproduziu o pedido de apuração preliminar que citou “supostas vantagens econômicas” obtidas, direta ou indiretamente, por parte de Lula da Odebrecht entre 2011 a 2014.

Além de abrir o inquérito, o MPF do Distrito Federal solicitou o compartilhamento de provas da Lava Jato para incluir na investigação criminal envolvendo Lula. A apuração do petista está sob a responsabilidade do núcleo de combate à corrupção.

‘Surpresa’

Ao G1, a assessoria do Instituto Lula informou, inicialmente, que não iria se manifestar sobre o assunto. Depois, por meio de nota, afirmou que recebeu com “surpresa” a notícia da abertura de inquérito para investigar o ex-presidente, na medida em que, segundo a entidade, ele “já entregou todas as informações solicitadas pela procuradora Mirella de Carvalho Aguiar”.

“O Instituto Lula recebeu a notícia da abertura do inquérito com surpresa porque já entregou todas as informações solicitadas pela procuradora Mirella de Carvalho Aguiar. Tudo o que a procuradora solicitou foi entregue pelo instituto, que chegou a apresentar além do que foi exigido inicialmente. O Instituto Lula avalia que houve pouco tempo para a procuradora analisar o material, mas, logo, entende que faz parte das atribuições do Ministério Público investigar denúncias e terá oportunidade de comprovar a legalidade e a lisura de todas as atividades do Instituto Lula”, diz a nota.

Na reportagem publicada em maio, “Época” revelou documentos que mostram que o BNDES fechou o financiamento de, ao menos, US$ 1,6 bilhão com destino final à Odebrecht após Lula, já como ex-presidente, se encontrar com os presidentes de Gana e da República Dominicana – sempre bancado pela empreiteira.

De acordo com a revista, entre os empreendimentos intermediados pelo ex-presidente, estão obras de modernização de aeroportos e portos, rodovias e aquedutos, todas tocadas com os empréstimos de baixo custo do BNDES em países alinhados com Lula e o PT.

16 de julho de 2015 às 14:58

Idearte cancela show infantil agendado para domingo por causa da interdição do Teatro Alberto Maranhão [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Por causa da interdição do Teatro Alberto Maranhão, a Idearte Produções teve que cancelar o espetáculo anunciado para domingo.

Quem já havia comprado ingresso para “O Maior Show Infantil do Ano” deve ligar para o próprio teatro, pelo telefone: (84) 3222 3669, para tratar de estornar a compra.

 

16 de julho de 2015 às 13:35

Presidente da Câmara diz que em 30 dias terá posição sobre pedido de impeachment de Dilma pelo MBL [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do Estadão:

Cunha diz que Congresso voltará do recesso ‘mais duro’ em relação ao governo

Em café da manhã com jornalistas, presidente da Câmara avalia que base eleitoral, insatisfeita com aumento do desemprego, irá pressionar deputados a reagirem ao Executivo

DAIENE CARDOSO E DANIEL CARVALHO

Brasília – Em um café da manhã com jornalistas na manhã desta quinta-feira (16), o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), disse que vê um governo perdendo a cada dia sua governabilidade e reclamou que a crise política de hoje “não termina”. “Se o Brasil vivesse o Parlamentarismo, não teríamos a crise de hoje”, declarou o peemedebista, que é defensor do modelo.

Cunha atribuiu ao vice-presidente Michel Temer a aprovação do pacote de ajuste fiscal e a minoração da crise, mas voltou a defender a saída do peemedebista da articulação política do governo assim que as medidas estiverem consolidadas, que sua “missão” no ajuste fiscal for cumprida. “Temer não pode ficar cuidando de coisas menores”, pregou.
O presidente da Câmara enfatizou que essa é a primeira vez na história recente que um governo não tem maioria no Congresso. Ele acredita que após o recesso parlamentar, os deputados devem voltar “mais duros” em relação ao governo, já que a expectativa é que haja pressão da base eleitoral, que está insatisfeita com o aumento do desemprego. “A instabilidade não é boa para ninguém. Não desejo o insucesso de nenhum governo”, afirmou. 

Impeachment

Durante o encontro, o presidente da Câmara admitiu que está consultando juristas – além de assessores da Casa – sobre o pedido de impeachment apresentado pelo Movimento Brasil Livre (MBL) e que pretende ter uma opinião sobre o assunto em 30 dias. “Não pode acontecer com o Brasil o que aconteceu com o Paraguai. O Brasil não é o Paraguai”, concluiu.
Cunha afirmou que o pedido de afastamento não pode ser tratado como “tábua de salvação” para o problema da impopularidade da presidente Dilma Rousseff ou do agravamento da ingovernabilidade. Ele revelou que já indeferiu entre três ou quatro pedidos de afastamento da petista.
“Só posso falar com fato real. Na tese, minha posição é que o impedimento tem de ser tratado na Constituição e não como recurso eleitoral”, observou.
Neste aspecto, o presidente da Câmara considerou que o pronunciamento do Tribunal de Contas da União sobre as pedaladas fiscais deveria ser técnico e está sendo supervalorizado. “A decisão é política”, comentou o peemedebista. Ele lembrou que quem aprova contas do governo é o Congresso e que, na primeira semana de agosto, pretende colocar na pauta de votações as prestações de contas aptas para o plenário.

Economia 

Cunha também criticou o governo por não ter capacidade de assumir uma agenda na área econômica e concluiu que o segundo mandato da presidente Dilma Rousseff nem sequer começou. “O governo não diz qual sua agenda para a economia. Precisa assumir sua ação. O governo neste segundo mandato não começou”, declarou.
Aos jornalistas, Cunha defendeu o projeto que trata da remuneração do FGTS e disse que a proposta não tem impacto sobre o gasto público. Ele ressaltou que não tem histórico de apoiar “causas que comprometam as contas públicas”.
Sobre a proposta de reformulação do PIS/Cofins, o peemedebista deu um recado ao governo: “Se houver aumento de carga tributária, não vai passar”.

16 de julho de 2015 às 12:01

Instituto do Bem apresenta resultados positivos com pacientes de transplante [0] Comentários | Deixe seu comentário.

As palmas do Blog vão para o Instituto do Bem e seus resultados positivos

  
O Instituto do Bem é presidido por Raquel Macedo, e tem como diretores Francisco Pandolphi, Ana Flávia Azevedo e Maurício Galvão.

16 de julho de 2015 às 11:49

Robinson embarca hoje à noite para encontro de governadores em Teresina [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O governador Robinson Faria embarca hoje à noite para Teresina, no Piauí.
Vai participar do 4º Encontro dos Governadores do Nordeste, que começou hoje com encontro de secretários.

Desenvolvimento, captação de recursos, segurança, previdência, investimentos e seca são os temas em pauta.

Foram a Teresina para discutir sobre os temas o secretário de Desenvolvimento Paulo Cordeiro, o adjunto da Segurança, Caio Bezerra, o presidente do Ipern, José Marlúcio e a secretária de Comunicação, Juliska Azevedo.

16 de julho de 2015 às 11:48

Governador e secretário previsto para ser exonerado deverão se encontrar no Piauí [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O secretário Paulo Cordeiro, que deverá deixar a pasta do Desenvolvimento, já que o governador Robinson Faria convidou para a Secretaria o engenheiro Flávio Azevedo, ainda não conversou com Robinson.Oportunidade para um tête-à-tête: hoje em Teresina.

Robinson chegará ao Piauí à noite para o encontro de governadores. Cordeiro já está em Teresina.

16 de julho de 2015 às 11:46

Flávio Azevedo se submete a cirurgia hoje em São Paulo [0] Comentários | Deixe seu comentário.

E o convidado para a Secretaria de Desenvolvimento do Estado, engenheiro e ex-presidente da Fiern, Flávio Azevedo (PMDB), se submete hoje a uma cirurgia.Flávio está em São Paulo e após deixar o hospital deverá voltar a conversar com o governador Robinson Faria.

16 de julho de 2015 às 11:45

Adjunto da Sedec continua trabalhando enquanto o novo titular da pasta não é anunciado oficialmente [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Enquanto isso na Secretaria de Desenvolvimento, que passará por mudanças, o secretário adjunto Orlando Gadelha, continua trabalhando.
Gadelha, que não se afina, por questões familiares antigas, com o futuro titular da pasta, Flávio Azevedo, deixará o cargo. E o governo.
Mas aguarda as alterações no Diário Oficial.
Com Orlando, deixarão o governo a chefe de gabinete Luciana Costa e a coordenadora jurídica, Trícia Rosado.

Ambas na pasta por intermédio de Gadelha.

16 de julho de 2015 às 11:12

Mulher é assassinada dentro do carro, na frente do marido [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do Portal BO

Mulher de 50 anos é executada no Alecrim

Vítima foi morta dentro de um carro na frente do marido

Sérgio Costa

 
 Uma mulher identificada apenas como Joana Dark da Silva Ramiro, de 50 anos foi morta a tiros, na manhã desta quinta-feira (16), na Avenida Interventor Mário Câmara, no bairro do Alecrim, zona Leste de Natal. A vítima estava dentro de um veículo tipo Ford Fiesta acompanhada do marido quando foi surpreendida pelos tiros.
De acordo com informações repassadas por um policial, que terá a identidade preservada, o casal trafegava pela Avenida em direção ao centro do comercial do Alecrim quando o veículo que era dirigido pelo marido da vítima, foi trancado por outro carro modelo Celta, em seguida uma pessoa não identificada atirou diversas vezes usando uma pistola.
Joana morreu ainda dentro d carro antes da chegada do socorro, já o marido dela, conhecido como Vicente, sofreu um tiro de raspão, mas passa bem. As razões para a execução ainda são desconhecidas, porém a polícia irá trabalhar com informações colhidas no local com o companheiro da vítima. 

16 de julho de 2015 às 9:18

MST interdita BR-101 e candidatos a cargo de professor do IFRN de Canguaretama ficam presos e perdem provas [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Candidatos ao cargo de professor substituto do IFRN de Canguaretama estão prejudicados.

A prova teve início às 9 horas mas alguns candidatos estão presos na BR-101, altura de São José de Mipibu, onde manifestantes do movimento Sem Teto interditaram a pista e dizem que só saem do local com a presença do prefeito Arlindo Dantas, e da imprensa.

 Que o prefeito esteja sendo chamado, tudo bem, já que o problema é problema do poder público.

Mas não cabe à imprensa atender à convocação dos sem teto.

Na hora que a imprensa aparecer porque o movimento convocou, será refém para sempre.

Não cabe à imprensa solucionar. Cabe à imprensa divulgar para que o poder público solucione.

Agora o alerta maior é para o IFRN: como fica a situação dos profissionais que se inscreveram para a seleção, mas não conseguiram chegar em tempo?

Um grito de socorro dos candidatos para a senadora Fátima Bezerra, que tem acesso ao IFRN e ao Movimento.

  

16 de julho de 2015 às 8:22

Psicóloga especialista em comportamento no campo do autismo ministrará curso em Natal  [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Uma das maiores especialistas na área de comportamento no país, a psicóloga Meca Andrade virá a Natal para ministrar um curso voltado para os cuidados com o portador de autismo.

“Autismo: Técnicas para comportamentos agressivos”. Este é o tema do curso de aprimoramento que será realizado nos dias 30 de julho e 1º de agosto, no hotel Golden Tullip Inter Atlântico, em Petrópolis.
Meca Andrade tem formação em Psicologia pela Puc São Paulo, com mestrado em Análise do Comportamento e mestrado pela Northeast University de Boston, e está concluindo doutorado pela Western New Englan University, em Massachussets, nos Estadoa Unidos.

Ela trabalha com análise do comportamento aplicada (ABA) no campo do autismo desde 1996, com experiência de trabalho na área nos Estados Unidos e Uganda.  

Atualmente atua como consultora de escolas, associações e famílias de autistas no Brasil.

O curso é destinado a profissionais da psicologia, psiquiatria, educadores, terapeutas, familiares de autistas, estudantes e interessados no tema. 

O curso está sendo trazido pela neuropsicóloga Katia Nogueira.

As vagas serão limitadas a 35 participantes e as inscrições podem ser feitas através do email: cursoautismo natal@gmail.com
Maiores informações podem ser adquiridas pelo telefone (84) 998550195 e no facebook.com/cursoautismonatal

16 de julho de 2015 às 8:06

Michel Temer oficializa que PMDB agora é adversário de Dilma [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A presidente Dilma Rousseff passará 3 anos e meio dormindo com o inimigo.

Digo 3 anos e meio porque não acredito que seu mandato seja interrompido por impeachment.

Não que acredite cegamente que a presidente esteve alheia nos últimos 12 anos, a tudo o que aconteceu no país.

Mas, porque tudo o que aconteceu no país, aconteceu com aval e participação de quase todo mundo, de quase todos os partidos.

Se gritar pega…pega mais do que se imagina.

E jogar Dilma na cova dos leões, será se jogar junto.

E quem é o inimigo ao lado de Dilma nos próximos 3 anos e meio?

O PMDB do seu vice Michel Temer.

Ontem o companheiro de governo de Dilma, a quem ela entregou a missão de articular – e pelo jeito tem articulado muito bem – informou com todas as letras que o PMDB trabalha para ser “cabeça de chapa”.

Trabalha para ser adversário da presidente, que trabalha para manter o PT na cadeira que ela ocupa hoje.

Mais precisamente, o ex-presidente Lula, que já anda em campanha para retomar o cargo que ocupou por 8 anos.

Vantagem de Lula sobre Dilma: a roubalheira do mensalão levou bem menos dinheiro do que a roubalheira da Petrobras.

Pois bem, enrolada no meio de aliados, Dilma vai se mantendo refém de Temer, que não teve a menor cerimônia em anunciar que a partir de agora, será adversário da presidente.

Resta saber se com os mesmos poderes e cargos que já tem e conquista a cada dia.

Ou Dilma teria coragem de romper com o adversário PMDB?

16 de julho de 2015 às 7:41

Ministro diz que doação legal pode ser crime se beneficiado souber origem do dinheiro [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Da Folha de hoje, palavras de ministro do governo do PT:

Contrariando PT, Cardozo admite que doação legal pode ser crime

AGUIRRE TALENTO

Contrariando discurso político do PT e do governo Dilma Rousseff, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmou nesta quarta-feira à CPI da Petrobras que doações eleitorais registradas legalmente podem ser criminalizadas como fruto de propina caso o recebedor tenha ciência da origem ilegal.
Ressaltando se tratar de sua opinião jurídica pessoal, Cardozo diz que seria necessário que o recebedor dos recursos tenha ciência da origem delituosa, mas admitiu que a doação legal pode ser criminalizada.
“Começam a surgir teses de que doações de campanha legais poderiam ensejar situações criminosas se tivessem uma origem ilícita. Eu pessoalmente não creio que seja necessária somente uma origem ilícita [do dinheiro], mas seria necessária uma ciência daquele que recebeu a doação”, afirmou.
Seguindo o raciocínio, ele disse que seria necessário comprovar a cumplicidade do recebedor da doação para que pudesse “ser enquadrada efetivamente em uma conduta dolosa que pudesse ensejar responsabilização”.
“Não podemos nunca culpar alguém sem a demonstração inequívoca de que soubesse ou participou da obtenção de dinheiro”, completou.
O principal argumento de defesa do PT em relação à acusação feita por delatores da Operação Lava Jato é que as doações recebidas foram legais e registradas na Justiça Eleitoral. Petistas têm sustentado que não seria possível “criminalizar” doações legais. Delatores, porém, afirmam que as doações eram uma forma de pagar propina ao partido.
A resposta de Cardozo foi justamente à pergunta de um petista, o deputado Leo de Brito (AC).

*

Do Blog – Ninguém é obrigado a conhecer origem de dinheiro.

Mas, e no caso onde o tesoureiro do partido do governo garante a renovação de um contrato em troca de dinheiro para campanha?

E quando o tesoureiro conhece a origem do dinheiro?

Certamente isso não foi perguntado ao ministro da Justiça .

16 de julho de 2015 às 7:16

Festival de Serra de São Bento será lançado daqui a pouco em Natal [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O prefeito Emanuel Faustino lança agora pela manhã, em Natal, o festival cultural e gastronômico de Serra de São Bento.

  

16 de julho de 2015 às 6:55

Deputados desistem de esticar mandatos e mantém data de posses de presidente e governadores [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do G1

Câmara resgata mandato de quatro anos para presidente e demais cargos

Deputados analisam propostas de alteração à PEC da reforma política. Texto ampliava mandato para 5 anos para compensar fim da reeleição

Por Nathalia Passarinho

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (15), ao analisar propostas de mudança à PEC da Reforma Política, resgatar o mandato de quatro anos para presidente da República, governador, deputado e demais cargos eletivos. Os parlamentares excluíram do texto-base trecho que instituía mandato de cinco anos, o que, na prática restitui o mandato de quatro. No caso de senador, volta a ser de oito anos.

A proposta de emenda à Constituição da reforma política já foi votada em dois turnos pela Câmara, mas os deputados ainda analisam destaques que visam modificar a redação. A ampliação do mandato para cinco anos para cargos majoritários havia sido uma forma de a Casa “compensar” a aprovação do fim da reeleição para presidente, governador e prefeito.
Ao analisar o mesmo destaque, os deputados também restituíram a data atual de posse do presidente da República e governadores, que é em 1º de janeiro. O texto-base havia alterado a data para 5 de janeiro, no caso de presidente, e 4 de janeiro, para governadores.

Defensor de manter o prazo atual de quatro anos, o líder do DEM, deputado Mendonça Filho (PE), disse que a ampliação do mandato “afastaria o eleitor do representante”. “Quatro anos é de ótimo tamanho. Não é tão longo que afaste o eleitor do deputado, nem tão pequeno que nos obrigue a submeter a eleições em períodos curtos”, disse.

O deputado Samuel Moreira (PSDB-SP) argumentou que o eleitor precisa ter o direito de mudar de representante em quatro anos, se o governo for ruim. “Imagine o eleitor que tem um mal governante, tem de esperar cinco anos?”, criticou.

Já o PT se manifestou contra manter o mandato em quatro anos. O deputado Henrique Fontana (PT-RS) argumentou que a ampliação do tempo de governo havia sido uma das condições para que o partido apoiasse o fim da reeleição.
“É um ato coerente que, se a gente muda o sistema para fim da reeleição, que haja mandato de cinco anos. E agora, em uma votação de quórum baixo, aprovamos mandato de quatro anos. Estamos caminhando para um modelo de votação da reforma política que se assemelha a um Frankenstein”, disse o petista.

Mais cedo nesta quarta (15), os deputados derrubaram destaque, de autoria do DEM, que visava manter a reeleição para presidente da República. Com a decisão fica mantida a proibição de dois mandatos consecutivos para todos os cargos majoritários – presidente, governador e prefeito.

No total, desde o início da análise da PEC da reforma política, os parlamentares aprovaram 11 modificações à legislação atual, entre os quais o fim da reeleição e mandato de cinco anos para todos os cargos eletivos:

– fidelidade partidária;

– prazo para desfiliação do partido sem perda de mandato;

– novas regras para projeto de iniciativa popular;

– possibilidade de policiais e bombeiros voltarem à ativa após mandato;

– emissão de recibo em papel nas urnas;

– fim da reeleição;

– mandato de cinco anos para todos os cargos eletivos (derrubado na votação desta quarta)

– redução da idade mínima para candidatos a senador, deputado e governador;

– restrições de acesso de pequenos partidos ao fundo partidário;

– alteração na data da posse de presidente e governador; (derrubada)

– permissão de doações de empresas a partidos.

Além dos itens aprovados, os parlamentares também rejeitaram algumas mudanças estruturais no modelo político brasileiro:
– instituir o voto facultativo nas eleições do país;

– obrigar o candidato a registrar programa de campanha;

– autorização para candidatura a mais de um cargo na mesma eleição;

– alterar o atual sistema proporcional com lista aberta para escolha de deputados;

– proposta de eleições simultâneas para todos os cargos eletivos;

– proposta que previa o fim das coligações entre partidos nas eleições para a Câmara;

– cota para as mulheres no legislativo;

– perda de mandato a parlamentar que assume cargo no Executivo;

– criação do cargo de “senador vitalício” para ex-presidentes da República;

– voto em trânsito para todos os cargos eletivos;

– formação de federações partidárias.

*

Do Blog – o cargo de senador vitalício para ex-presidente foi uma ideia de jerico que, felizmente, não foi aceita.

Agora não foram aceitos aí propostas que são defendidas pela sociedade, como o fim do voto obrigatório e o fim das coligações.

16 de julho de 2015 às 6:36

Prefeitos do RN vão ao gabinete do ministro Henrique Alves e pedem dinheiro para conclusão de projetos [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Três prefeitos do Rio Grande do Norte foram ao gabinete do ministro do Turismo, Henrique Alves, levando projetos, para os quais pediram dinheiro.

O prefeito Lawrense Amorim, de Almino Afonso, quer liberação de dinheiro para concluir as obras de urbanização do acesso à cidade, já iniciadas, e ainda para obras de acesso ao mirante de São José, onde tem uma capela.

Júnior Rocha, de Goianinha, quer o dinheiro prometido pelo Ministério, alegando que já começou as obras do terminal rodoviário e turístico do município, com os 300 mil de contrapartida da Prefeitura. O prefeito quer concluir as obras até dezembro.

E o prefeito Josifran Lins, de São Vicente, pediu, além de verba do Ministério, a liberação de emendas parlamentares para urbanizar uma praça e a avenida principal na saída para Tenente Laurentino Cruz. 

O prefeito quer dinheiro do Ministério do Turismo para pavimentar a ladeira de acesso à Serra de Santana.

Os pedidos foram anotados pelo ministro que já havia adiantado que a pasta do Turismo foi duramente afetada pelos cortes do governo.

Tanto que os 4 milhões e meio anunciados pelo ministro Henrique Alves há mais de um mês, para ratear com 27 prefeituras, ainda não foram liberados.

  

16 de julho de 2015 às 6:13

Sociedade civil recorre ao STF para tirar nomes de Henrique e Aldo Rebelo do Conselho de Comunicação [0] Comentários | Deixe seu comentário.

De Ilimar Franco, n’O Globo:

  
Do Blog – Henrique e Rebelo foram indicados pela Câmara para integrarem o Conselho de Comunicação do Senado. Em nota, ignorada pelo Senado, a Federação Nacional de Jornalistas – Fenaj – pediu a retirada dos nomes dos ministros, alegando que as vagas são da sociedade civil.

16 de julho de 2015 às 0:49

PMDB: Depois do senador Garibaldi, deputado Walter Alves se integra à luta pelo hub da TAM no RN [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Provando que desceu do palanque do ano passado, mesmo tendo levado o crédito de ter sido eleito o deputado federal mais votado do Rio Grande do Norte, Walter Alves se integrou à campanha pela instalação do hub da TAM no Rio Grande do Norte.

Nas redes sociais, Walter seguiu a posição do pai, o senador Garibaldi Filho, e postou que também está na luta pelo desenvolvimento do RN.

  

16 de julho de 2015 às 0:37

Walter Alves mantém proximidade com lideranças para tentar repetir o título de mais votado em 2018 [0] Comentários | Deixe seu comentário.

E na semana em Brasília, o deputado Walter Alves, do PMDB, seguiu recebendo prefeitos e lideranças do Rio Grande do Norte.

Toda semana é assim.

Ou eles estão no gabinete do deputado ou o deputado está no interior.

Trabalho de deputado mais votado no ano passado, para repetir o pódio nas eleições de 2018.

 
Lideranças de Tibau; prefeito de Almino Afonso, Lawrence Nóbrega; prefeito de Frutuoso Gomes, Dr Lucídio 

16 de julho de 2015 às 0:05

Assembleia presta homenagem ao deputado Agnelo Alves que faria 83 anos hoje [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O deputado Agnelo Alves seria o aniversariante desta quinta-feira.

Completaria 83 anos.

Neste 16 de julho, no ano passado, festejou com os funcionários do gabinete num café da manhã presenciado pelo Blog.

Dos amigos, ganhou o relógio que marcaria as horas durante seu último ano de vida.

Um presente que pedia..tempo.

Fotos Thaisa Galvão

  
Hoje Agnelo será lembrado na Assembleia Legislativa.

O deputado Tomba Farias presta homenagem ao aniversariante que partiu há 25 dias