Thaisa Galvão

21 de julho de 2015 às 23:50

Estlista Wagner Kallieno apresenta em Natal projeto de moda que o levou às passarelas do São Paulo Fashion Week [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Estilista do Rio Grande do Norte que conseguiu ultrapassar barreiras e ganhar espaço no calendário de moda do Brasil, sendo incluído na seletíssima lista dos profissionais que lançam suas coleções no São Paulo Fashion Week, Wagner Kallieno apresentou, nesta terça-feira, em Natal, uma mostra do que ele levou para a passarela mais badalada do país.

Wagner reuniu um grupo de fashionistas, jornalistas, e mais ‘istas’ formadores de opinião, além de uma lista de clientes, para um almoço com direito a desfile.

Fotos Thaisa Galvão

   

O lugar escolhido foi a Pinacoteca, no Palácio da Cultura, antigo Palácio do Governo.

“Esse projeto é uma iniciativa da Lei Câmara Cascudo, da Fundação José Augusto e da Cabo Telecom, que foram os 3 apoiadores pra esta edição do São Paulo Fashion Week, e a gente resolveu reunir pessoas pra contar um pouco da parceria e pra mostrar o que foi apresentado no São Paulo Fashion Week”, disse Kallieno em entrevista ao Blog antes do almoço de lugares marcados e assinado por Rogéria Costa.
  

“A coleção fala de recortes assimétricos de arquitetura, de tudo que a marca sempre gostou de falar durante essa trajetória de 4 anos, e aí a gente separou os melhores looks, a gente não conseguiu trazer os 30, mas trouxe os melhores. Mas é uma coleção que, o que tem de novo nela? Minha roupa é sempre muito dura, muito rígida, uma roupa estruturada, eu usei muita seda pura, então vem uma roupa muito fluida, e é o diferencial, não é o de costume. Tá tudo muito solto, muito fluido, vocês vão perceber que eu me soltei mais, saí um pouco daquela roupa rígida, pra uma roupa mais leve, disse Wagner, explicando sua coleção.

  

“Tudo fluiu muito natural, eu não sei dizer qual é o segredo do sucesso, mas sei que tem muita noite de sono, muita dedicação, muito trabalho, fazer moda não tem glamour, é muito duro, e eu me dediquei muito, eu me esmero, eu pesquiso, estudo muito. A coleção ela não é só um vestido bonito, cada vestido tem uma história, um porquê de acontecer, e desde o começo eles (a equipe so SPFW) estão de olho em mim, eu falo que eu tive muita sorte na verdade porque o São Paulo Fashion Week namora comigo desde que eu estreei, eles estavam sempre me olhando, em contato comigo. Esperaram amadurecer um pouco a marca pra me fazerem o convite pra entrar no calendário”, disse Wagner, explicando sua história das passarelas de Natal às passarelas do Brasil.

21 de julho de 2015 às 23:37

Robinson Faria e Carlos Eduardo: de amigos a mais do que adversários [0] Comentários | Deixe seu comentário.

No grupo político do governador Robinson Faria, o que tem se falado, como constatação, é que o grande adversário do governador, hoje, é o prefeito Carlos Eduardo.

Que não tem feito muito esforço para fazer parcerias entre capital e Estado, e ainda tem mantido nos quadros da Prefeitura de Natal, agentes especializados em ataques. 

Ataques que vão da gestão ao lado pessoal.

No grupo do governador, o que se diz é que o próprio consegue identificar os DNAs…

Amigos desde sempre, vizinhos de prédio e de casa na praia, Carlos Eduardo e Robinson Faria hoje parecem mais do que simples adversários.

Coisas que a política (não) consegue explicar.

21 de julho de 2015 às 21:02

Robinson Faria recebe grevistas mas eles decidem continuar acampados na Governadoria [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Apesar dos grevistas da Saúde afirmarem que deixariam a Governadoria se fossem recebidos pelo governador Robinson Faria…isso não aconteceu.

Robinson recebeu a categoria…mas agora eles definiram que vão continuar acampados dentro da Governadoria.

21 de julho de 2015 às 20:25

Robinson recebe grevistas, ouve cada um, e impedido de dar aumento por causa da LRF, pede que prédio seja desocupado [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O governador Robinson Faria fez um apelo há pouco à sindicalista Simone Dutra, para que os servidores da Saúde que estão em greve desocupem o prédio da Governadoria, vez que os grevistas condicionaram a saída do local ao recebimento da categoria pelo governador.

Robinson recebeu uma comitiva, e lembrou que não é a primeira vez que se dispõe a conversar com eles, e nem será a última, mesmo tendo os mesmos se reunido ontem com os secretários de Saúde, Ricardo Lagreca, de Planejamento, Gustavo Nogueira e a chefe da Casa Civil, Tatiana Mendes Cunha.

Na reunião de hoje, que terminou há pouco e durou duas horas, Robinson repetiu o que os três secretários disseram ontem: que conceder aumento, que é a reivindicação da categoria, incorrerá, por parte do governador, em crime de improbidade administrativa, vez que o Estado está no limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal.

Apesar de alguns membros do grupo estarem nervosos com a situação, e do acampamento dentro da Governadoria, o governador ouviu cada um, pacientemente, e questionou se a categoria tinha algum caminho jurídico que o Estado pudesse seguir para atender, e terminar a greve que afeta a população.

Na reunião de ontem, ficou acertado que até o dia 28 o Governo apresentaria um parecer jurídico sobre o reajuste reivindicado.

Os grevistas acataram, porém, hoje invadiram o prédio da Governadoria.

O Governo ainda aguarda a definição dos grevistas, se vão deixar a Governadoria, já que o governador recebeu os grevistas.

Participaram da reuniãos os deputados Fernando Mineiro e Galeno Torquato, e novamente os secretários de Saúde, Planejamento e Casa Civil.

  

21 de julho de 2015 às 17:15

Rompimento pré-datado: Temer volta a dizer que PMDB pode romper com o governo e ter cansidato em 2018 [0] Comentários | Deixe seu comentário.

D’O Globo:

Temer diz que PMDB examinará saída do governo por candidatura em 2018

Em Nova York, vice-presidente foi aplaudido por empresários quando elogiou Joaquim Levy

por ISABEL DE LUCA, CORRESPONDENTE

NOVA YORK — Em viagem oficial a Nova York para vender uma agenda positiva, assim como fez a presidente Dilma Rousseff no fim de junho, o vice-presidente Michel Temer disse nesta terça-feira que o PMDB pode deixar o governo e lançar candidato próprio à presidência em 2018. 

O assunto foi levantado pelo próprio peemedebista durante uma palestra para advogados americanos, pela manhã. À tarde, em rápida entrevista à imprensa depois de participar de um almoço com investidores, Temer voltou ao tema.
“Perguntaram se o PMDB teria candidato (em 2018), eu disse que sim”, afirmou, evitando comentar se ele seria o postulante do partido. “Faltam no mínimo três anos…”

Mais cedo, o vice-presidente havia citado em seu discurso na NYC Bar Association, uma espécie de OAB local, o pleito do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, para que o partido acompanhasse a sua decisão de partir para a oposição.
“Ele (Cunha) falou que vai trabalhar muito para que o partido possa desvincular-se do governo. É claro que nós, do partido, reiteramos que a decisão é pessoal, mas o partido tem instâncias, e essas decisões são tomadas pelas instâncias partidárias. É uma questão que será examinada daqui pra frente”, afirmou. “Evidentemente que pode ocorrer um dia qualquer em que o PMDB resolva deixar o governo, especialmente em 2018, quando entender ter uma candidatura presidencial”.

Temer chegou a ser aplaudido no almoço que reuniu dezenas de pesos pesados do mercado financeiro — como JP Morgan, BlackRock, Goldman Sachs, Pimco e Morgan Stanley — quando defendeu a escolha de Joaquim Levy para o Ministério da Fazenda.
“Eles perguntaram o que eu faria se fosse presidente, e eu disse que manteria o Levy, claro. Ele está fazendo um belo trabalho”, relatou à saída do estrelado restaurante de cozinha nórdica, Aquavit.
Ainda na conversa com jornalistas, Temer atribuiu a “uma inferência da Polícia Federal” a citação das iniciais MT, que constariam de anotações no celular do empreiteiro Marcelo Odebrecht, como sendo suas. Ele frisou que “dezenas de iniciais” foram listadas na análise de dados armazenados no iPhone apreendido na casa do executivo, e garantiu não ter “nenhuma relação com fatos delitosos”:
“Foram dezenas de iniciais. Eu não tenho a menor ideia. Eu nem sei se a Odebrecht colaborou com o partido, com o PMDB. Várias empresas colaboraram, eu até mandei verificar se colaborou. Mas não tenho a menor ideia. É uma inferência da Polícia Federal, não sei se legítima ou ilegítima. Eu conheço o Marcelo Odebrech. Não sei por que está lá. Esse MT pode ser tanta coisa, é uma sigla de muitos nomes e de muitas instituições, quem sabe. É preciso perguntar a eles, assim como atribuíram a outros tantos que eu não quero mencionar aqui. Mas eu não consigo entender e não tenho nenhuma relação com fatos delitosos”.
Questionado sobre a defesa das chamadas pedaladas fiscais que o governo entrega nesta quarta-feira ao Tribunal de Contas da União (TCU), o vice-presidente foi breve:
“Conheço juridicamente, acho que está muito bem montado. Agora, o que o Tribunal vai decidir cabe ao Tribunal, né?”
Sobre a pesquisa CNT que indicou mais uma queda na aprovação do governo, para 7,7% — a pior desde 1999 —, Temer minimizou:
“Isso é cíclico, né, de vez em quando há essas avaliações, isso aconteceu em muitos governos e a avaliação depois melhora. Vamos aguardar o futuro”.

21 de julho de 2015 às 17:14

Sai lista de aprovados para vagas de conselhos tutelares de Parnamirim [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (COMDICA) divulgou nesta terça-feira, a lista dos aprovados na prova de conhecimentos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), realizada no último domingo (19). Para concorrer as vagas de conselheiros tutelares, os candidatos precisaram preencher os seguintes requisitos: reconhecida idoneidade moral; não ser menor de 21 anos; estar no gozo de seus direitos políticos; ter concluído o ensino médio; comprovada experiência, no mínimo de dois anos de atuação na área de defesa, promoção e atendimento dos Direitos da Criança e do Adolescente.

Os candidatos aprovados vão se submeter ao voto direto, secreto e facultativo dos cidadãos maiores de 16 anos, inscritos como eleitores de Parnamirim, no dia 4 de outubro. Serão eleitos cinco membros efetivos e cinco suplentes em cada uma das duas unidades do Conselho Tutelar municipal.

A comissão eleitoral irá se reunir com os aprovados nesta terceira fase para explicar as regras da campanha unificada. A data ainda será definida pelo Comdica.

Confira os aprovados na prova de conhecimentos do ECA:

Conselho Tutelar I:

1. Adaulirisson Silva Santos

2. Adriana da Silva Damasceno

3. Alesandra de Lima Leitão

4. Amanda Patricia Costa Melo

5. Andréia Lourenço da Silva

6. Claydianne dos Santos Freitas

7. Daniella Carolina Silva Miranda

8. Diego Henrique dos Santos Lima

9. Eloise Magna de Souza Varela Nery

10. Felipe Hiago Gomes

11. Lenice Cardoso Neves Félix

12. Lucineide Paulino Paiva

13. Márcia Praxedes de Sá

14. Maria Jucineide da Silva Oliveira

15. Marinalva do Nascimento de Almeida Pereira

16. Maurílio de Souza Anacleto da Silva

17. Paulo Florêncio Neto

18. Tiana Gerlayne Peres da Silva

Conselho Tutelar II:

1. Catarino Barreto dos Santos

2. Claudécia de Souza Bezerra

3. Francilene Simplício do Nascimento Marques

4. Gabriela Silva Costa

5. Ricardo Freire Rodrigues Costa

6. Suzete Trigueiro da Rocha

21 de julho de 2015 às 17:00

Ministério Público comanda operação de busca e apreensão na Câmara de Apodi [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Com apoio do Grupo Tático Operacional – GTO, O promotor de Justiça da comarca de Apodi, Sílvio Brito, comandou operação de busca e apreensão na Câmara de Vereadores do município.

A operação faz parte de processo de investigação de contratos suspeitos na Câmara e segue em segredo de justiça.

O mandado de busca e apreensão, pedido pelo Ministério Público, foi autorizado pela juíza Kátia Cristina.

Há 6 anos a Câmara de Apodi é presidida pelo vereador João Evangelista.

*Com foto e informações do blog de Jair Gomes

  

21 de julho de 2015 às 11:23

Acampados na Governadoria, grevistas chamam atenção de Dilma, Robinson e Carlos Eduardo [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Depois da Prefeitura de Natal, agora a Governadoria é invadida por servidores em greve que acampam, desde ontem, no Centro Administrativo.

Servidores da Saúde do Estado, com apoio dos grevistas do Município e do governo federal, protestam contra a falta de dinheiro para que os governos cumpram os acordos salariais.

Os grevistas chamam atenção da presidente Dilma, do governador Robinson e do prefeito de Natal, Carlos Eduardo, alegando que o funcionalismo não pode pagar pela crise do Brasil.

Fotos Márlio Forte

   
 

21 de julho de 2015 às 11:06

OAB repudia violência em ato do movimento Revolta do Busão [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A OAB-RN se pronunciou através de nota sobre a violência registrada no protesto de ontem do grupo Revolta do Busão, contra o aumento da tarifa de ônibus em Natal.

Um rojão foi soltado durante o percurso do shopping Via Direta ao Midway Mall, e uma pessoa foi ferida e socorrida por uma equipe do Samu.

Eis a nota da OAB:

Nota

A Ordem dos Advogados do Brasil no Rio Grande do Norte (OAB/RN), por intermédio de sua diretoria, vem a público externar absoluto repúdio ao ato de violência praticado no transcorrer da manifestação contra o aumento das passagens de ônibus, realizada ontem (20) em Natal.

A Seccional Potiguar reafirma o seu compromisso com a defesa intransigente da democracia e entende que a manifestação, quando pacífica, expressa o mais alto sentido de liberdade da nossa Constituição. Nesse contexto, ao advogar o exercício do direito constitucional de liberdade de expressão, rechaça os atos e as condutas que violem a integridade do ser humano e do patrimônio público e privado, como aconteceu na noite desta segunda, quando uma cidadã foi atingida em seu carro por um rojão disparado por um manifestante.

Desta forma, a OAB/RN defende a responsabilização civil e penal do autor do disparo do rojão, visto que esse tipo de ação afeta a manifestação e sua vivência democrática.

Natal, 21 de julho de 2015.

Ordem dos Advogados do Brasil no Rio Grande do Norte

21 de julho de 2015 às 7:46

Estudantes se negam a assinar TAC e Sethas não tem como repassar dinheiro para Casas sem correr risco de improbidade [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O Governo, através da Secretaria de Assistência Social tem tentado, mas não tem conseguido, através de uma forma legal, manter a Casa do Estudante masculina de Natal.

É que, legalmente, sem correr risco de incorrer em improbidade administrativa, a Sethas não tem como repassar dinheiro à Casa.

Para isso, é necessário que Governo, representante da Casa e Ministério Público assinem um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) elaborado pelo MP.

O documento, construído a partir de discussões com os estudantes, permitiria o fornecimento de refeições, limpeza e manutenção do prédio.

A assinatura do TAC seria hoje, às 14h.

Porém, os estudantes se recusaram a assinar o Termo.

Sem a legalização da manutenção, a Sethas continuará fornecendo o almoço para os moradores das duas casas dos estudantes, masculina e feminina, de Natal, por meio dos restaurantes populares.