Thaisa Galvão

17 de fevereiro de 2016 às 16:36

A Cappella: Cantores do RN criam grupo para participar de projeto musical do programa do Faustão [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Quatro cantores do Rio Grande do Norte vão participar do projeto ‘A Capella’ do programa do Faustão que começa domingo.

Isaque Galvão, Jaina Elne, Hellena Mey e Edu Sá formaram o grupo ‘Os Carcarás’ que tem apresentação marcada para o domingo dia 28.

Estão na disputa os seguintes grupos:

Alma de Gato, de Cuiabá, que segue a linha brega. 

MP7, da Bahia, que estourou na internet com uma versão de ‘Stand by Me’ com ‘Lepo Lepo’. 

Negros & Vozes, de Niterói, que faz o estilo Jackson Five. 

Ônix, de São Paulo, cantando gospel.

SetBlack, de Brasília, com a tendência funk e soul.

Subversos, do Rio de Janeiro, com MPB. 

Vocal5, do Rio Grande do Sul, 

Os Carcarás, do Rio Grande do Norte, é um grupo que aposta na criatividade. 

Quando o estilo é música romântica, são os gaúchos da Vocal5 que entram em cena.

Conheça abaixo o grupo potiguar:
 

  

  

17 de fevereiro de 2016 às 16:28

Dilma desbanca Eduardo Cunha com vitória de Picciani para liderança do PMDB na Câmara [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A presidente Dilma Rousseff venceu o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, na disputa pela liderança do PMDB.

Por 37 contra 30 votos e 2 brancos, o líder Leonardo Picciani foi reconduzido à liderança.
Cunha apoiou o deputado Hugo Motta.

17 de fevereiro de 2016 às 14:42

Grupo de Eduardo Cunha promove baixaria na Câmara na tentativa de eleger líder do PMDB disposto a lutar por impeachment [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A baixaria domina o PMDB na Câmara dos Deputados, neste momento em Brasília.
O partido começa votação daqui a pouco para eleger seu líder.
Disputa entre a presidente Dilma Rousseff que apoia a recondução de Leonardo Picciani, e o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, que quer eleger Hugo Motta.
O vencedor de hoje não será Picciani nem Motta, mas Dilma ou Cunha.

  

Do lado de fora da Câmara, um carro de som acaba com a moral de Picciani.
A música que toca diz que Picciani vendeu a alma ao PT e chama de “moleque que faz besteira” e ainda de “sujo”, “mafioso”, “trambiqueiro”, “pau mandado”….
Coisas do grupo de Eduardo Cunha ???
Veja o vídeo:

Em frente ao Plenário 1, protesto contra o ministro da Saúde, Marcelo Castro, que se licenciou do cargo para reassumir o cargo de deputado só para votar em Picciani e amanhã retomar o cargo de ministro. Tudo isso em meio à tragédia da zika.
Veja o protesto:

17 de fevereiro de 2016 às 12:37

Deputado Dison já teve uma conversa com Robinson Faria para assumir liderança do governo na Assembleia [0] Comentários | Deixe seu comentário.

No plenário da Assembleia, o flagrante do ex e do futuro líder do governador Robinson Faria no legislativo, deputados Fernando Mineiro e Dison Lisboa.

Mineiro deixou a liderança para cuidar da pré-candidatura a prefeito de Natal.

Dison já teve uma conversa preliminar com Robinson para assumir a missão, mas o martelo ainda não foi batido.

Deverá ser.
Fotos Thaisa Galvão

  

17 de fevereiro de 2016 às 12:13

Álvaro Dias transfere título de Caicó para Natal e garante que não disputa vaga de vice do PMDB na chapa de Carlos Eduardo [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O deputado estadual Álvaro Dias (PMDB), caicoense da gema, agora é eleitor em Natal.

Transferiu o título.

Nos bastidores da campanha, se diz que a decisão foi para o PMDB ter um nome a mais para a discussão em torno da indicação do vice do prefeito-candidato à reeleição, Carlos Eduardo Alves.

Álvaro já foi vice de Carlos na disputa sem sucesso pelo governo do Estado e seria vice na disputa pela Prefeitura de Natal?

Ele jura que não.

Ao Blog, Álvaro explicou que decidiu transferir o domicílio eleitoral para acabar com a boataria em torno de que ele iria ser candidato a prefeito contra o atual prefeito Roberto Germano.

Álvaro afirmou que apóia a candidatura de Roberto, mas…não votará nele em outubro.

Perguntei ao deputado: E se Roberto Germano perder por um voto?

Álvaro riu e disse não acreditar nesse placar.

17 de fevereiro de 2016 às 10:54

Márcia Maia vai fazer pronunciamento sobre a vida de Wilma de Faria, aniversariante do dia [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A deputada Márcia Maia vai fazer um pronunciamento daqui a pouco sobre a vida da mãe, ex-governadora do RN e vice-prefeita de Natal, Wilma de Faria, aniversariante de hoje.

Márcia vai falar da política que foi prefeita de Natal 3 vezes, governadora do Estado duas vezes, deputada constituinte…e presidente do PSB por mais de 20 anos.

17 de fevereiro de 2016 às 7:40

Dilma e Cunha no par ou ímpar da liderança do PMDB nesta quarta-feira [0] Comentários | Deixe seu comentário.

E a política dos políticos continua a pensar nos umbigos próprios e a ignorar o país…

Agora a pauta é a escolha do líder do PMDB na Câmara.

A presidente Dilma Rousseff quer reconduzir o deputado carioca Leonardo Picciani, que trabalha a bancada para se posicionar contra o impeachment.

Na disputa com Dilma, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, fazendo de tudo para eleger o deputado Hugo Motta, da Paraíba.

Dilma está tão enlouquecida para vencer a queda de braço – mais uma – com Cunha, que em meio a tragédia da zika, está licenciando o ministro da SAÚDE, Marcelo Castro, para reassumir o mandato de deputado e votar em Picciani.

A volta momentânea de Castro à Câmara garante um voto ao PMDB já que o suplente que assumiu com sua ida para o Ministério, Flávio Nogueira, é do PDT.

A briga que terá início logo mais às 15 horas será questão de sobrevivência tanto para Dilma, que tenta a todo custo se livrar do impeachment que volta à Câmara, quanto para Cunha, que tenta se manter na presidência da Câmara e no mandato de deputado.

No round de hoje, quem se mostrar mais forte dará as cartas por um tempinho, até que venha uma nova disputa de interesse apenas dos políticos…

  
Arte d’O Globo

17 de fevereiro de 2016 às 5:45

Vereadores do PSB aguardam conversa com novo presidente do partido [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A bancada do PSB na Câmara Municipal de Natal aguarda uma conversa com o novo dirigente do partido, deputado Rafael Motta, para definir o rumo que tomará a partir da janela que será aberta.

O presidente da Casa, Franklin Capistrano, e os vereadores Júlio Protásio, Bispo Francisco de Assis e Júlia Arruda por enquanto permanecem no PSB.

17 de fevereiro de 2016 às 0:47

Procurador da República pede abertura de ação contra Eduardo Cunha [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Da Folha:

Janot diz ao STF que Cunha é agressivo e pede abertura de ação
MÁRCIO FALCÃO

AGUIRRE TALENTO

De Brasília
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, afirmou em manifestação ao STF (Supremo Tribunal Federal) que o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), “sempre se mostrou (…) extremamente agressivo e dado a retaliações a todos aqueles que se colocam em seu caminho a contrariar seus interesses” e que há “robustos elementos” que comprovam o recebimento de propina pelo peemedebista.
Na peça, Janot rejeita os argumentos da defesa de Cunha para paralisar o inquérito e pede que o Supremo aceite a denúncia apresentada em agosto pela PGR (Procuradoria-Geral da República), na qual o peemedebista é acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.
Ao defender a validade da delação premiada do lobista Julio Camargo, Janot classifica Cunha de “extremamente agressivo” e diz que era justificável que o delator tenha omitido o peemedebista, em um primeiro momento, por medo de retaliações. Só posteriormente é que Camargo confirmou ter pagado propina a Cunha.
O medo demonstrado por Julio Camargo ressai de inúmeros e reiterados comportamentos ilícitos de Eduardo Cunha para a efetividade e garantia de suas atividades ilícitas. Não à toa, por intermédio de terceiros, Eduardo Cunha perseguiu Alberto Youssef, fazendo com que a CPI da Petrobras buscasse o afastamento do sigilo bancário e fiscal de sua esposa e filha, bem como passou a investigar a então advogada de Julio Camargo, Beatriz Catta Preta”, escreveu Janot.
O procurador-geral rebate os argumentos de que a denúncia não teria provas de recebimento de dinheiro por parte de Cunha e que seria genérica.
Para Janot, a denúncia “está baseada em inúmeros e robustos elementos que apontam, de maneira uniforme, para o recebimento de valores por parte de Eduardo Cunha”. Segundo o procurador-geral, entre esses elementos estão depoimentos de três delatores, transferências de recursos para igrejas vinculadas a Cunha, voos pagos como forma de propina e informações de que requerimentos da Câmara foram patrocinados pelo peemedebista para achacar uma empresa que devia propina.
A manifestação da PGR é uma resposta à defesa de Cunha e será usada pelos ministros do Supremo para avaliar se aceitam ou não a abertura de ação penal contra o presidente da Câmara. Ainda não há data para que o recebimento da denúncia seja votado no STF.
A defesa de Cunha nega o recebimento de propina, diz que delatores foram pressionados pela PGR a citar Cunha e sustenta que não há provas de que o dinheiro foi para o peemedebista.
Questionado durante entrevista coletiva, o peemedebista não quis se manifestar. “Cada um escreve o que quiser”, limitou-se a dizer, acrescentando que seus advogados já se posicionaram sobre as acusações nos autos do processo.
SUCESSÃO PRESIDENCIAL
A PGR rejeita o argumento da defesa de Cunha de que, por ser o terceiro na linha sucessória da Presidência da República, o peemedebista não poderia ser processado por fatos estranhos ao exercício de seu cargo.
Janot usa como exemplo o fato de que o próprio Supremo já rejeitou estender esse benefício a governadores de Estado e escreveu, em uma decisão anterior, que essas prerrogativas “são apenas extensíveis ao presidente da República”.
Para o procurador-geral, a tese da defesa “alça patamares realmente criativos e fora de qualquer parâmetro jurídico”.
Em relação à defesa da ex-deputada Solange Almeida (PMDB-RJ), também alvo da denúncia por ter sido a autora dos requerimentos que teriam sido usados por Cunha em 2011 para pressionar Julio Camargo a pagar propina, Janot escreveu que ela tinha “consciência e vontade de produzir o resultado” e que aderiu “à vontade de seu comparsa na prática delitiva”, embora em grau diferente.
A PGR escreveu que Solange “aparentemente” não recebeu valores indevidos, mas tinha noção da finalidade dos requerimentos patrocinados por Cunha.
A defesa de Solange Almeida havia argumentado que a conduta de corrupção se consumou no momento da contratação dos navios-sonda, não sendo possível ela ter participado posteriormente, e que ela foi ouvida ilegalmente na condição de testemunha sendo que na verdade ela já era investigada –como investigada, teria o direito ao silêncio.
Sobre esse segundo ponto, Janot sustenta que não se sabia que ela era investigada quando foi ouvida, apesar de sua relação com os fatos, por isso foi informado a ela que seria apenas testemunha.

17 de fevereiro de 2016 às 0:36

Suspensos depoimentos de Lula e Marisa sobre tríplex [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Da Folha:
Decisão suspende depoimento de Lula e Marisa sobre tríplex
MÁRCIO FALCÃO

DÉBORA ÁLVARES

De Brasília
Uma decisão do CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público) suspendeu nesta terça (16) os depoimentos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de sua mulher, Marisa Letícia, ao Ministério Público de São Paulo, que estavam previstos para esta quarta-feira (17).
O ex-presidente e Marisa Letícia foram intimados a depor sobre a situação do tríplex no condomínio Solaris, em Guarujá (SP), e sobre suspeitas de irregularidades na transferência do condomínio da cooperativa Bancoop para a OAS.
Segundo a Folha apurou, a presença dos dois ainda era incerta. Apesar disso, o conselheiro Valter Shuenquener de Araújo acatou um requerimento do deputado petista Paulo Teixeira (SP), em que ele alega que o inquérito teria que ter entrado no sistema de distribuição do Ministério Público paulista. O deputado fala ainda em “flagrante perseguição política”.
Teixeira questionou a atuação do promotor Cassio Conserino, afirmando que ele não era o promotor natural para conduzir a investigação. O promotor já deu declaração dizendo ver indícios para denunciar Lula.
“É fundamental o respeito à Constituição pelos agentes públicos”, disse o deputado à Folha.
Segundo a Folha apurou, Teixeira contou com a orientação de pessoas do entorno do ex-presidente para entrar com o pedido de liminar. A ideia inicial era que Lula prestasse o depoimento, mas depois de muitos alertas de aliados, a questão passou a ser ponderada.
DISTRIBUIÇÃO
Segundo o deputado, o caso do tríplex está sendo apurado atualmente na 5ª Vara Criminal do Foro Central Criminal de São Paulo, sendo que é a 1ª Promotoria de Justiça a responsável pelos casos dessa área. Conserino seria da 2ª Promotoria.
Para Teixeira, se não fosse direcionado para a 1ª Promotoria, o caso deveria ter tido, ao menos, livre distribuição.
Araújo afirma que a representação criminal foi feita “de forma nominalmente direcionada ao requerido [Conserino] e a dois outros membros do Ministério Público, sem que se tenha notícia de qualquer distribuição ou mesmo decisão ministerial no sentido de que o requerido seria efetivamente o promotor de Justiça com atribuição na matéria”.
O conselheiro avaliou que é melhor paralisar o caso até mesmo para não colocar em risco as investigações.
“Não é recomendável a manutenção de ato a ser presidido pelo requerido [Conserino] designado para amanhã [quarta] sem que antes o plenário deste conselho possa apreciar as alegações de ofensa ao princípio do promotor natural no âmbito do Ministério Público do Estado de São Paulo. A manutenção do ato poderia, acaso se entenda, em momento futuro, pela falta de atribuição do referido membro e da necessidade de livre distribuição do feito, até mesmo ensejar uma indesejável nulidade no âmbito penal”, disse o conselheiro em sua decisão.
O conselheiro alega ainda que as notícias que grupos favoráveis e contrários a Lula protestariam em frente ao Fórum da Barra Funda poderia “comprometer o regular funcionamento e a segurança” do local.
A decisão vale até que o plenário do CNMP avalie o caso.
JUSTIFICATIVA
Sobre o tríplex, Lula justifica que comprou uma cota da Bancoop que dava direito a uma unidade no condomínio, mas desistiu de comprar o imóvel. Há a suspeita de que o tríplex, que está em nome da OAS e foi reformado pela empreiteira, estaria reservado para a família do ex-presidente e seria uma forma de favorecê-lo.
A linha de defesa do ex-presidente sobre o triplex e o sítio em Atibaia, no interior de São Paulo, ainda está sendo traçada por sua equipe de advogados, por isso, qualquer pronunciamento precipitado é considerado arriscado. Aliados e envolvidos na defesa do petista estão tomando o máximo de cautela em relação a manifestações públicas sobre as suspeitas.
Colaboraram BELA MEGALE, de São Paulo, e MARINA DIAS, de Brasília

17 de fevereiro de 2016 às 0:23

Prefeitura de Apodi contabiliza lucros com venda de camarotes durante o carnaval [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Terminado o carnaval, hora de fazer contas..

E a Prefeitura de Apodi, que promoveu a maior festa pública do carnaval no interior do Rio Grandevso Norte, fez os cálculos do apurado com a venda de camarotes.

Este ano os 45 camarotes a 3 mil e 200 reais, cada, renderam 144 mil.

A empresa vencedora da licitação montou 52 camarotes a R$ 1.100,00 cada. A montagem custou R$ 57.200,00. 

Com isso o saldo foi 86 mil e 800 reais.

“Antes da Gestão ‘Apodi Terra Querida’ os camarotes eram vendidos para a festa de Momo mas ninguém sabia o destino dos recursos. Hoje a venda dos camarotes ajuda a bancar o custo da maior, melhor, mais segura e mais barata festa de Carnaval do interior do Rio Grande do Norte” – disse o prefeito Flaviano Monteiro.

17 de fevereiro de 2016 às 0:15

Acompanhado de parlamentares e prefeitos, governador pede a ministro para não devolver repasse a mais ocorrido em 2014 [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Acompanhado da senadora Fátima Bezerra, do deputado federal Fábio Faria, secretários de Estado e de uma comissão de prefeitos do RN, o governador Robinson Faria participou nesta terça-feira, em Brasília, de uma reunião com o ministro da Educação, Aloizio Mercadante.

Robinson solicitou ao ministro que R$ 79 milhões, referentes ao repasse do Governo Federal via Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), frutos de uma divergência na prestação de contas do ano letivo 2014, não fossem devolvidos.
Em 2014 a União previu que o Rio Grande do Norte deveria receber complementação para o Fundeb, segundo cálculos realizados à época. 

Os repasses passaram a ser feitos em 2015, porém, devido a um novo entendimento, o cálculo de repasse foi refeito e verificado que o RN não teria direito a complementação do Fundo. 

Pela Lei, o Estado teria que ressarcir o montante até abril deste ano. 
O ministro se comprometeu a defender a não devolução e também a tratar da questão na Comissão Tripartite do Fundeb, formada por secretários estaduais (Cosed) e dirigentes municipais (Undime).