Thaisa Galvão

7 de março de 2016 às 15:11

Para procurador da República, investigações contra mulher e filha de Cunha tem que estar nas mãos de Moro [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O procurador-geral da República Rodrigo Janot requereu ao Supremo Tribunal Federal que a investigação envolvendo a mulher e a filha do deputado Eduardo Cunha (PMDB/RJ) seja deslocada para as mãos do juiz Sérgio Moro, da Operação Lava Jato. 

Janot sustenta que Cláudia Cordeiro Cruz e Danielle Dytz da Cunha Doctorovich, mulher e filha do presidente da Câmara, estão envolvidas em parte dos crimes a ele atribuídos. 

O peemedebista foi denunciado nesta sexta-feira, 4, por corrupção, lavagem de dinheiro e falsidade eleitoral.

Segundo a Procuradoria, elas se favoreceram de valores de uma propina superior a US$ 5 milhões que Eduardo Cunha teria recebido ‘por viabilizar a aquisição de um campo de petróleo em Benin, na África, pela Petrobrás’.
A medida requerida por Janot põe o presidente da Câmara contra a parede. Todos temem a pena pesada do juiz da Lava Jato.
*Do Estadão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*