Thaisa Galvão

18 de março de 2016 às 23:09

Protesto em favor de Lula e Dilma aconteceu em 55 cidades do Brasil [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Até as 21h30 desta sexta-feira, 55 cidades do Brasil registraram atos pelo Brasil em defesa do ex-presidente Lula e contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Somando todas as cidades, os organizadores estimaram em 1 milhão e 300 mil pessoas. Já a Polícia Militar calculou 275 mil.

Abaixo as estimativas dos organizadores e da polícia em algumas capitais:


São Paulo:

Organizadores – 380 mil

PM – 80 mil

  
*

Brasília:

Organizadores – 50 mil

PM – 6 mil

  
*

Rio de Janeiro:

Organizadores – 70 mil

PM – Não informou

  
*

Salvador:

Organizadores – 100 mil

PM – 60 mil 

  
*

Recife:

Organizadores – 200 mil

PM – 15 mil

  
*

Fortaleza:

Organizadores – 50 mil

PM – 6 mil

  
*

Belo Horizonte:

Organizadores – 100 mil

PM – 18 mil

  
*

Porto Alegre:

Organizadores – 60 mil

PM – 10 mil

  
*

Curitiba:

Organizadores – 30 mil

PM – 5 mil

  
*

Natal:

Organizadores – 30 mil

PM – 17 mil

  

18 de março de 2016 às 21:27

Ministro Gilmar Mendes proíbe Lula de assumir ministério e devolve processo contra ele a Sérgio Moro [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O ministro do STF, Gilmar Mendes, acaba de decidir: Lula está impedido de assumir o ministério e denúncias contra ele voltam para o juiz Sérgio Moro

Lula pode recorrer ao plenário do STF.

Está nas mãos agora do Supremo ao qual classificou de “acovardado”.

Mesmo Tribunal que ontem se manifestou contra as declarações de Lula, que chegaram ao conhecimento através dos grampos telefônicos.

18 de março de 2016 às 21:08

Veja o discurso de Lula onde ele diz que voltou a ser o “Lulinha paz e amor” [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O movimento contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff e contra o ex-presidente Lula ocupou 11 quarteirões da Avenida Paulista, em São Paulo.

No protesto de domingo, foram 23 quarteirões e o ato reuniu 380 mil segundo a CUT, e 80 mil de acordo com a PM.

Lula subiu no palanque por volta das 19 horas e discursou. Marcou para terça-feira o início de seu trabalho como ministro-chefe da Casa Civil.
Ouça o discurso de Lula

18 de março de 2016 às 18:08

Mais uma liminar proíbe Lula de assumir ministério [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Da Folha:

Terceira liminar volta a suspender posse de Lula como ministro

A Justiça federal em Assis (SP) concedeu a terceira liminar contra a posse do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como ministro-chefe da Casa Civil.

O juiz Luciano Tertuliano da Silva afirma na decisão, proferida às 16h desta sexta (18), que Lula e a presidente Dilma tentaram interferir na investigação da Operação Lava Jato ao nomear Lula ministro.

Segundo o juiz, os diálogos telefônicos captados pela Polícia Federal demonstram “a arquitetura de mecanismos escusos e odiosos para interferir no resultados das investigações através de ampla atuação ilícita consubstanciada em obtenção de informações privilegiadas para frustrar operações policiais, ocultação de provas, acionamento de possíveis influências em todas as esferas públicas políticas e jurídicas, mormente no Superior Tribunal de Justiça e no Supremo Tribunal Federal”.

Ainda de acordo com o juiz federal, “o nomeado, figura pública das mais conhecidas, é investigado por ter cometido, em tese, delitos variados como lavagem de dinheiro, exploração de prestígio e organização criminosa”.

A AGU (Advocacia Geral da União) confirmou à Folha que se trata da terceira liminar contra a posse. O órgão de defesa do governo está agindo para suspender a decisão provisória.

A terceira liminar veio a público na tarde desta sexta pouco depois de o governo festejar a derrubada de uma segunda liminar suspendendo a posse.

Tribunais em todo o país já receberam mais de 50 ações tentando impedir a posse de Lula no governo, segundo dados da AGU (Advocacia Geral da União). Outras 13 foram protocoladas no STF (Supremo Tribunal Federal).

18 de março de 2016 às 17:55

Márcia Maia e Raimundo Fernandes se filiam ao PSDB que passa a ter maior bancada da Assembleia [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Os deputados Márcia Maia, ex-PSB e Raimundo Fernandes, ex-PROS, acabam de se filiar ao PSDB.

Na sede do partido, com presença do presidente Valério Marinho e do presidente de honra, Rogério Marinho, também participam do ato os deputados já filiados ao partido dos tucanos: presidente da Assembleia, Ezequiel Ferreira, ex-PMDB, Gustavo Carvalho, ex-PROS e José Dias, ex-PSD.

Com 5 deputados estaduais, o PSDB tem agora a maior bancada da Assembleia Legislativa.

  

18 de março de 2016 às 17:40

Senadora Fátima Bezerra comanda ato em favor de Dilma e Lula [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A senadora Fátima Bezerra (PT) comanda neste momento em Natal o protesto em favor da presidente Dilma Rousseff e do ex-presidente Lula.

O movimento que começou na frente do Midway Mall segue agora para a zona Sul pela BR-101.

   
 

18 de março de 2016 às 17:31

TRF-2 derruba liminar e Lula pode tomar exercer cargo de ministro da Casa Civil [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do G1

TRF-2 derruba liminar que impedia posse de Lula como ministro

Nesta quinta o TRF-1 já havia suspendido outra decisão contra posse

O vice-presidente do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2), desembargador Reis Friede, no exercício da presidência, derrubou nesta sexta-feira (18) uma liminar da 6ª Vara da Justiça Federal no Rio de Janeiro que suspendia a nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para a chefia da Casa Civil. A decisão foi proferida em pedido apresentado pela Advocacia Geral da União (AGU).

Segundo a assessoria da AGU, com a derrubada da segunda liminar, a situação de Lula no governo fica regularizada e ele pode exercer o cargo de ministro-chefe da Casa Civil efetivamente.

Um recurso da AGU, que faz a defesa do governo na Justiça, pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF), nesta quinta-feira, a suspensão de todas as ações do tipo que tramitam no país — mas ele ainda não foi julgado.
Esta foi a segunda liminar derrubada por um TRF que impedia o ex-presidente Lula de assumir a Casa Civil. Na quinta-feira, uma decisão do TRF da 1ª Região derrubou uma liminar da 4ª Vara do Distrito Federal.
Até o momento da publicação desta reportagem, não há informação outra liminar que suspenda a posse.
Decisão
Em sua decisão, Reis Friede ressaltou que o Judiciário deve se limitar a observar a correta aplicação das leis e da Constituição.
“Não se pode olvidar, principalmente em um momento de clamor social como o que vivemos, que os atos administrativos gozam de presunção de legalidade, veracidade e legitimidade, a qual somente pode ser afastada mediante prova cabal, constante nos autos, acerca de sua nulidade”, diz na decisão.

O vice-presidente acrescentou ainda que a liminar poderia acarretar grave lesão à ordem e à economia públicas, “tendo em vista o risco de agravamento da crise político-social que a nação atravessa”.
A liminar havia sido concedida em ação popular. Nos termos da decisão do desembargador, o juízo de primeiro grau não é competente para analisar o pedido apresentado na ação popular, “uma vez que este impugna ato privativo de Presidente da República, o qual deve ser apreciado pelo Supremo Tribunal Federal”.
Liminar citava blindagem de Lula
De acordo com o texto da liminar concedida nesta quinta, a juíza Regina Coeli Formisano entendia que havia tentativa de “blindar” Lula nomeando-o como ministro. “Fere de morte o princípio constitucional do juiz natural e o sistema jurídico brasileiro”, diz na liminar.
Ainda segundo a juíza, os fatos revelados na Operação Lava Jato “maculam de forma indelével” a reputação de Lula.
“Não se afigura razoável que a presidente da república deste país tente obstruir o curso da Justiça em qualquer grau de jurisdição […] Uma vez retirado o sigilo dos processos oriundos da operação Lava Jato, tenho que os fatos ali veiculados maculam, de forma indelével, a reputação do referido cidadão que pretende agora o cargo de ministro de estado, para obter o privilégio de foro.”
Ela afirmou que houve tentativa de direcionar o processo contra Lula para o Supremo porque lá “sete, dos onze Ministros atuantes, foram indicados pelo partido do governo”.

18 de março de 2016 às 14:16

Para presidente do DEM, impeachment de Dilma “está sacramentado” [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Na opinião do senador José Agripino Maia, o impeachment da presidente Dilma Rousseff está “sacramentado”.Ele lembra que na comissão escolhida na Câmara onde está “o extrato do mais forte de governo e de oposição”, a oposição é maioria.

Sem falar no barulho das ruas, que para Agripino, é quem está dando a palavra final

Hoje Agripino foi a Equador para almoçar com a prefeita Noeide Sabino, e disse ao Blog que segunda-feira tem uma conversa com o presidente do Senado, Renan Calheiros.

18 de março de 2016 às 12:30

Agripino diz que DEM cresceu 30% com a janela partidária [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Presidente nacional do DEM, o senador José Agripino Maia faz os cálculos do partido depois ds janela eleitoral.

O DEM saiu de 21 deputados federais para 27, crescendo em 30%, podendo ainda filiar mais um parlamentar hoje.

Só no Rio de Janeiro, segundo Agripino, o DEM passou de 1 para 3 deputados, podendo chegar a 4.

O partido, com suas bancadas federal e estadual, passou a ser o terceiro maior no estado.

Na bancada federal também se filiaram deputados de São Paulo, Maranhão, Roraima e Rondônia.

“O relator da comissão de cassação, deputado Marcos Rogério, que era do PDT, também se filiou ao DEM”, disse Agripino.

18 de março de 2016 às 8:48

Deputado José Adécio permanece no DEM [1] Comentários | Deixe seu comentário.

E o deputado José Adécio, como o Blog havia acenado, permanece no DEM.

Como o senador José Agripino já tinha dito ao Blog…

Eis a carta enviada ao Blog pelo deputado:
OPÇÃO PARTIDÁRIA

                   

Dirijo esta nota, a todos meus conterrâneos do Estado do Rio Grande do Norte, especialmente aqueles que me conhecem e conhecem minha história e meu comportamento na condução de minha vida privada e na política do nosso Estado.

Começo agradecendo ao Presidente Estadual do PSDC Joanilson Rêgo, pelo convite que me formulou abrindo as portas do seu partido numa demonstração de respeito e amizade. Agradeço também pelo convite, pela consideração e gentileza ao meu colega Deputado José Dias, ao Deputado Rogério Marinho e toda a cúpula Nacional do PSDB e finalmente agradecer ao Suplente de Deputado Federal Abraão e a toda a cúpula nacional do Partido Republicano Brasileiro PRB pelo gentil convite de dirigir o Partido em nosso Estado. 

Também, como todos sabem, quero deixar claro que, por mais de uma vez fui convidado pelo Governador Robinson Faria para fazer parte do seu PSD com participação no Governo.

Em vários momentos, nos últimos dias, a imprensa noticia a possibilidade de eu sair do DEM, sigla e liderança Partidária que segui por quase quatro décadas de vida pública. 

Conversei várias vezes com o Senador José Agripino e numa destas conversas entreguei uma carta na qual expunha minha insatisfação com o direcionamento de algumas decisões partidárias, na minha região, e outras angustias que motivavam essas insatisfações. 

Neste dia especialmente, conversei com o Senador por mais de duas horas e todas as questões levantadas foram entendidas, o Senador não só entendeu os meus motivos como me deixou livre para escolher o que fosse melhor para mim, sem que isso interferisse em nossa amizade, prova inconteste de despreendimento e consideração.

Nesses últimos dias pensei muito, me cerquei de amigos, correligionários e familiares, ponderei conselhos e depois de avaliações amparadas e alicerçadas pela minha experiência e coerência na política, comunico a todo o povo do Rio Grande do Norte a decisão de continuar no DEM, pela minha história de fidelidade e amizade com o Senador José Agripino, amizade construída ao longo de quase quatro décadas que somente a maturidade nos faz entender e saber valorizar.

 

JOSÉ ADÉCIO

DEPUTADO ESTADUAL

18 de março de 2016 às 5:49

Rogério Marinho e Zenaide Maia na comissão do impeachment [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Dois parlamentares do Rio Grande do Norte foram escolhidos para a Comissão de Impeachment: os deputados Rogério Marinho (PSDB) e Zenaide Maia (PR).

Rogério como suplente, Zenaide como titular.

Se Rogério votar, se posicionará a favor do impeachment. #foradilma

Zenaide vota, e seguirá a linha do PR, favorável ao governo. #ficadilma

18 de março de 2016 às 5:43

Em nota, CNI mostra preocupação com a “deterioração” do Brasil [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Da Confederação Nacional da Indústria: