Thaisa Galvão

20 de março de 2016 às 21:06

Servidores do governo do Rio de Janeiro estão com salários atrasados desde dezembro [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Na capa d’O Globo deste domingo, sobre o governo de Luiz Fernando Pezão, do PMDB:

  

20 de março de 2016 às 19:59

Já filiado, deputado Jacó Jácome será recebido pelo PSD nesta segunda-feira [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O deputado Jacó Jácome, já filiado ao PSD, será recebido pelo partido do governador Robinson Faria nesta segunda-feira.
O ato, com presença do governador e do deputado federal Fábio Faria, será no Hotel Holiday Inn.
Às 18 horas.

20 de março de 2016 às 19:56

Candidato do governador Robinson Faria em Parnamirim é o deputado Carlos Augusto Maia [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O governador Robinson Faria ainda não definiu quem será o seu candidato a prefeito de Natal.
O deputado Fernando Mineiro, do PT, pode ser…
Mas vários outros nomes também poderão ter a simpatia do governador no primeiro turno.
Como o Capitão Styvenson, que tem sido apontado como simpático à população, mas que ainda não é filiado a partido.
Já em Parnamirim, Robinson anunciou o apoio à pré-candidatura do deputado Carlos Augusto Maia.

“Carlos Augusto é o único representante da Assembleia na cidade, um homem de verdade, idealista, ousado, preparado para defender Parnamirim, como já tem feito na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte. Um nome natural vai surgir e o povo, que é sábio, já sabe qual é este nome. É uma honra e um privilégio receber Carlos Augusto Maia em nosso partido”, discursou o governador.

20 de março de 2016 às 19:42

Estratégia de Raniere Barbosa pode atrapalhar chegada de auxiliares do prefeito à Câmara [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Durante toda a gestão do prefeito Carlos Eduardo, o PDT, partido do prefeito, chegou a nem ter representação na Câmara.
Foi quando o vereador Raniere Barbosa se afastou para ocupar uma Secretaria Municipal.
Com o retorno de Raniere, o PDT do prefeito passou a ter um representante.
Agora, às vésperas da disputa pela reeleição, o PDT passa a ter a maior bancada na Câmara, filiando mais 3 vereadores.
Mérito do vereador Raniere, ao assumir a vice-presidência do diretório estadual do partido.
Logo que assumiu o papel de dirigente, Raniere conseguiu agregar os vereadores Júlio Protásio, Chagas Catarino e Ary Gomes.
A estratégia de Raniere tem dois vencedores: o prefeito, que ganha novos apoiadores na disputa municipal, onde vereador é peça fundamental, e o próprio Raniere, que vai viabilizando, além de sua reeleição, seu nome como o indicado do prefeito para disputar a presidência da Câmara.
Quem saiu perdendo com a estratégia de Raniere?
Os pedetistas como Kleber Fernandes e Sávio Hackradt, que deverão ser candidatos a vereador.
Com mandato, os 4 pedetistas da Câmara já partem em vantagem.
E os dois, que atuam ao lado do prefeito, tentando buscar o apoio do chefe do executivo, terão que trabalhar muito mais para tentar formar, pelo PDT, uma bancada de 6 vereadores.
Todos sabem que é difícil. Porém, pode não ser impossível.

20 de março de 2016 às 19:26

Deputado Rogério Marinho diz que PSDB terá “candidato” ou “candidata” à Prefeitura de Natal [0] Comentários | Deixe seu comentário.

No discurso de filiação dos deputados Márcia Maia e Raimundo Fernandes ao PSDB, o deputado federal Rogério Marinho, presidente de honra do partido, deixou claro que os tucanos terão candidato a prefeito de Natal.
Mas deixou no ar a curiosidade…
“Terá candidato ou candidata”.
Oi?
A nova bancada do PSDB na Assembleia Legislativa só tem uma mulher: Márcia Maia.
Que vinha discutindo com alguns partidos a possibilidade de disputar a Prefeitura de Natal.
Também está de malas prontas para o PSDB, a ex-governadora Wilma de Faria, também já cogitada para disputar a Prefeitura.
No seu discurso, Rogério deu a entender que não vai brigar para o candidato ser ele.

20 de março de 2016 às 19:25

Rogério adianta que a partir de 2017 o PSDB será conduzido pelo deputado Ezequiel Ferreira de Souza [0] Comentários | Deixe seu comentário.

E ainda no discurso do deputado federal Rogério Marinho, durante ato de filiação de deputados ao PSDB.
O presidente de honra declarou que, na próxima eleição do diretório estadual do PSDB, o partido passará a ser conduzido pelo deputado Ezequiel Ferreira de Souza, presidente da Assembleia Legislativa.

20 de março de 2016 às 19:09

TSE define que candidatos de partidos com pelo menos 9 deputados na Câmara são obrigados a participar de debates [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O TSE definiu que, em caso de veículos de comunicação, como acontece com a Rede Globo, limitarem o número de convites para os debates nas eleições de outubro, fica obrigado o convite a todo e qualquer candidato filiado a um partido que tenha a partir de 9 deputados na Câmara.
Mas os veículos estão livres, como sempre estiveram, para convidar todos os candidatos.
No caso de limite, o critério foi estabelecido.

E vale a lembrança: os 9 deputados podem ser a soma dos representantes dos candidatos a prefeito e a vice.

Abaixo os pré-candidatos em Natal e o número de deputados de seus partidos na Câmara:

Carlos Eduardo – o PDT tem 19 deputados

Fernando Mineiro – o PT tem 59

Rogério Marinho – o PSDB tem 48

Kelps Lima – o SD tem 14 parlamentares na Câmara

Luiz Almir – o PR tem 40

Professor Robério – o PSOL, 6

George Câmara – o PCdoB conta com 12

Luiz Gomes – o PEN tem apenas 1

Rafael Motta – o PSB tem 30

Professor Aristotelino – o PV só tem 6

Para participar dos debates da InterTV, o Professor Robério teria que ter um vice filiado a um partido com, no mínimo, 3 deputados na Câmara.
Mesma coisa com o Professor Aristotelino, do PV.
Já o pré-candidato Luiz Gomes, do PEN, teria que ter um vice com pelo menos 8 representantes na Câmara Federal.

20 de março de 2016 às 18:41

Datafolha: população quer Dilma afastada, rejeita Lula e não acredita em Michel Temer como solução [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Números do instituto Datafolha afirmam que os brasileiros não desejam mais ter Dilma Rousseff como presidente.
Veja os números:

Sim ao impeachment – 68%

Sim à renúncia – 65%

Não ao impeachment – 27%

Reprovação ao Governo – 68%

Segundo a pesquisa, o vice Michel Temer não tem o apoio da população para assumir o Governo no lugar da presidente Dilma.
Somente 16% acreditam que ele traria a solução para a crise no país, e 35% não apostam nele como solução.

O ex-presidente Lula também foi questionado.
A rejeição chega a 57%.

20 de março de 2016 às 18:28

Certo de que Temer assumirá governo, PSDB já discute com PMDB sobre PEC para barrar reeleição [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Da Época Negócios:

PMDB e PSDB discutem fim da reeleição

Aprovação de emenda constitucional que barra a reeleição estaria entre exigências para PSDB apoiar um eventual governo Temer

As cúpulas do PMDB e do PSDB no Senado começam a articular um acordo que passa pelo apoio dos tucanos a um eventual governo do vice-presidente da República Michel Temer, presidente nacional do PMDB, caso a presidente Dilma Rousseff sofra o impeachment no Congresso.

A negociação passa pela aprovação de uma emenda constitucional que impõe o fim da reeleição e que poderá ser votada em breve pelo Congresso.

A avaliação é de que a medida poderia permitir o apoio dos tucanos a um eventual governo Temer até 2018 sem que ele pudesse se reeleger, o que “zeraria” o jogo da sucessão presidencial.

Para o PMDB do Senado, isso seria positivo para conseguir agregar o apoio do PSDB no governo Temer, uma vez que os tucanos detém umas das maiores bancadas no Congresso Nacional e serão importantes numa eventual transição política. Também impediria que o hoje vice se mantivesse no poder por um período prolongado.

No ano passado, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), o líder do partido na Casa, Eunício Oliveira (CE), e o senador Romero Jucá (PMDB-RR) se posicionaram publicamente a favor da iniciativa. O presidente do PSDB, senador Aécio Neves (MG), também declarou apoio ao fim da reeleição.

Especialistas em direito constitucional ouvidos pelo Estadão consideram que, se houver um impeachment da presidente Dilma Rousseff e o vice Michel Temer assumir o governo, ele poderia concorrer nas próximas eleições gerais. A aprovação de uma PEC até lá impediria que Temer concorresse novamente.

O senador Antonio Carlos Rodrigues (PSB-SE), relator da proposta de emenda à Constituição (PEC) que trata da reforma política na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, disse à reportagem que vai propor em breve o fim da reeleição no seu parecer.

Um dos principais senadores do PSDB contrários ao fim do instituto da reeleição, Aloysio Nunes Ferreira (SP) afirmou que essa discussão, no momento, é “inteiramente inoportuna”. “O problema político imediato é o fim do governo”, disse. “É uma mesquinharia que não ajuda na busca da unidade que precisamos para enfrentar o impasse”, completou.

Doutor em Direito Constitucional pela PUC de São Paulo, Erick Wilson Pereira disse que, somente com a aprovação da PEC, é que Temer não poderia concorrer em 2018. Ele destacou o fato de que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) tem entendimento formado que um vice quando assume durante o mandato do titular pode concorrer a uma eleição. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

20 de março de 2016 às 17:52

Avião de Roger Agnelli era experimental e não tinha caixa preta [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do Globo:
Avião de Agnelli não passou por testes de segurança da Anac


Aeronave era experimental e também não possuía caixa-preta
POR MARIANA SANCHES E ALESSANDRO GIANNINI
  

SÃO PAULO – Nos registros da Agêncial Nacional de Aviação Civil (Anac), o ex-presidente da Vale Roger Agnelli aparece não apenas como proprietário, mas como operador e até mesmo fabricante da aeronave de matrícula PRZRA, que caiu instantes depois de decolar sobre uma casa na zona norte da capital paulista, por volta de 15h20m de sábado. 

Sete pessoas, entre elas o próprio Agnelli, morreram na queda. 

Por ser experimental, o avião, um monomotor turbohélice que pertencia a Agnelli desde 2012, não possuía caixa-preta, dispositivo que grava a voz do piloto e os comandos e condições técnicas do avião, não passou pelos testes de segurança da Anac, que garantiriam a capacidade da máquina de voar, nem possuía os seguros contra acidentes de aviões homologados pela agência.
A montagem do avião tampouco sofreu algum tipo de supervisão, não existiam gráficos sobre o comportamento da aeronave que poderiam orientar o piloto em caso de emergência e nem um check-list pré-voo.
— Esse avião é como um remédio que não passou pelo teste da Anvisa. Podemos achar que ele cura, mas não temos certeza. Do mesmo jeito, ninguém garante que esse avião vá voar, mas sua operação não é proibida pelo governo porque a ideia do avião experimental é desenvolver a tecnologia. Na origem, era esperado que apenas o cientista voasse em sua máquina feita no fundo de quintal. O problema é que o Brasil passou a produzir industrialmente esses aviões — afirma Jorge Filipe Almeida, consultor da Aeronáutica e ex-investigador do CENIPA.
De acordo com Almeida, das 17 mil aeronaves que voam no Brasil hoje, quatro mil são experimentais. Ainda assim, aeronaves não testadas da capacidade e tamanho do avião de Roger Agnelli são pouco comuns. Há cerca de quatro anos, a Anac passou a proibir a linha de montagem de aviões não testados, cujo preço chega a ser 40% mais baixo do que daqueles com certificação de segurança. Os testes são custosos. 

Para um avião semelhante ao acidentado no sábado, a Anac cobra em torno de R$2,5 milhões, cerca de 1/4 do preço total da aeronave. Além disso, todos os testes levam até dois anos para serem concluídos.
Técnicos do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aéreo (Cenipa) estiveram no local do acidente na manhã deste domingo para fazer perícia e recolher partes da fuselagem e outros materiais que possam ajudar a elucidar as causas do acidente. 

Eles esperam ainda obter a comunicação do piloto Paulo Roberto Bau com a torre de comando do aeroporto Campo de Marte, de onde o avião partiu. 

Para Almeida, no entanto, é grande a chance de que as investigações não se alonguem e nem cheguem a conclusões definitivas.
— No Cenipa é praxe não investigar acidentes com aviões experimentais porque é gasto muito dinheiro com pouco retorno. Como o avião do Roger Agnelli só existia um no Brasil, o dele. Então, o conhecimento que se obtenha com a investigação, não poderá ser aplicado à indústria aeronáutica — diz o consultor.
De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, todos os corpos já foram identificados e liberados para que as famílias possam fazer o sepultamento. 

Ainda não há informações sobre como e onde será o enterro da família Agnelli. 

Já o corpo de Bau será levado para São Manuel, no interior do estado, a 300 quilômetros da capital paulista, onde será realizado o enterro.
A Defesa Civil ainda mantém interditada a casa atingida pela aeronave mas já não há mais risco de o sobrado de três andares desabar.
Em nota, a presidente Dilma Rousseff destacou a contribuição de Agnelli à economia do país: 
Agnelli dedicou sua carreira profissional a grandes empresas brasileiras, sempre comprometido com o desenvolvimento do País. Perdemos um brasileiro de extraordinária visão empreendedora. Neste momento, manifestamos nossa solidariedade a seus parentes e amigos“, escreveu Dilma.

20 de março de 2016 às 17:36

Astrônomo da UFRN que descobriu estrelas gêmeas do sol tem novo estudo divulgado em publicação científica [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do Globo:

Sol jovem destruiu atmosfera de Marte e quase acabou com a da Terra


Estudo liderado por brasileiro mostra como nosso planeta se protegeu da atividade solar

  

RIO – O Sol que possibilita a vida na Terra por pouco não tornou o nosso planeta inabitável. Em estudo publicado nesta terça-feira, astrônomos brasileiros mostram como a atividade solar pode ter destruído a atmosfera de Marte há bilhões de anos. A pesquisa também sugere que a dinâmica da estrela só não fez o mesmo com a Terra porque nosso campo magnético, mais forte, protegeu o planeta azul.

Nas últimas duas décadas, cientistas confirmaram a existência de mais de dois mil planetas extrassolares, com outros milhares aguardando verificação. Destes, umas poucas dezenas foram classificados como dentro da chamada “zona habitável” de suas estrelas, isto é, orbitando-as a uma distância em que teoricamente sua temperatura não seria nem quente nem fria demais de forma a permitir que tenham água em estado líquido na sua superfície, condição considerada essencial para o desenvolvimento ou manutenção de vida como conhecemos.

Mas embora a questão da temperatura seja importante, ela não é suficiente para saber se um planeta (ou uma eventual lua rochosa em sua órbita, caso seja um gigante gasoso) pode ser habitável ou não, e provas disso estão no nosso próprio Sistema Solar. Dependendo do critério usado, além da Terra, tanto Vênus quanto Marte estariam na zona habitável de nossa estrela. O primeiro é um inferno alimentado por um efeito estufa descontrolado de sua densa atmosfera, o que faz com que a temperatura na sua superfície seja alta o bastante para derreter chumbo. Já o segundo é um deserto gelado, com uma atmosfera extremamente rarefeita e incapaz de gerar um efeito estufa forte suficiente para esquentá-lo.
A atmosfera marciana, no entanto, nem sempre foi tão tênue. Estudo liderado pelo astrônomo brasileiro José Dias do Nascimento mediu pela primeira vez a intensidade do campo magnético e do vento estelar de uma estrela que pode ser considerada como uma versão mais nova do Sol, demonstrando como a alta atividade de nossa estrela há bilhões de anos pode ter destruído a atmosfera de Marte, enquanto a Terra conseguiu manter a sua graças justamente ao fato de ser maior e ter um campo magnético mais forte para protegê-la.

– Para ser habitável, um planeta precisa de calor e água, mas ele também necessita ser protegido de um Sol jovem e violento – diz Nascimento, professor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), pesquisador visitante do Centro de Astrofísica Harvard-Smithsonian (CfA), nos EUA, e primeiro autor de artigo sobre as medições da magnetosfera da estrela, batizada Kappa Ceti, e sua teórica interação com um planeta parecido com a Terra que estivesse na sua órbita, publicado nesta quarta-feira no periódico científico “The Astrophysical Journal Letters”.
Localizada a cerca de 30 anos-luz de distância da Terra na direção da constelação de Cetus (Baleia), Kappa Ceti é notavelmente similar ao Sol, com praticamente a mesma massa, raio e composição de nossa estrela. Ela, no entanto, gira muito rápido, completando uma rotação a cada nove dias, numa indicação de que é muito jovem, com idade estimada em apenas 400 milhões a 600 milhões de anos (o Sol tem idade calculada em cerca de 4,6 bilhões de anos, e completa uma rotação aproximadamente cada 25 dias na altura de seu equador).
A alta velocidade de rotação de Kappa Ceti faz com que a atividade magnética da estrela seja muito mais intensa que a do Sol. Assim, sua superfície é coalhada de gigantescas manchas, muito maiores e numerosas do que na nossa estrela. Seu vento estelar também é muito mais intenso, 50 vezes mais forte que o do Sol. Por fim, ela também está sujeita a fenômenos conhecidos como “superflares”, enormes erupções que liberam de 10 milhões a 100 milhões de vezes a energia dos maiores episódios do tipo já observados no Sol.

Segundo os pesquisadores, neste clima espacial tão turbulento, um planeta na sua zona habitável certamente perderia sua atmosfera, a não ser que tivesse seu próprio campo magnético e ele fosse forte o bastante para protegê-lo. Diante disso, Nascimento e equipe criaram um modelo de como o intenso vento estelar de Kappa Ceti afetaria uma Terra em sua juventude, justamente na época que se acredita que as primeiras formas de vida surgiram em nosso planeta. Levando em conta indicações de que o campo magnético da Terra quando tinha apenas cerca de 500 milhões de anos de idade era tão forte ou só um pouco mais fraco do que é hoje, eles concluíram que este escudo protetor teria apenas a metade a um terço do tamanho atual, mas ainda assim seria o suficiente para evitar que nosso planeta perdesse sua atmosfera.

– A Terra antiga não tinha tanta proteção quanto tem agora, mas ainda tinha o bastante – conta Nascimento.

*
Do Blog – O resultado de mais um estudo do astrofísico potiguar José Dias Nascimento, publicado no dia 16 n’O Globo, foi publicado no dia seguinte pelo americano The Washington Post.

   
 

20 de março de 2016 às 16:38

Mossoró: Prefeito Francisco José garante apoio de 15 partidos e segura 3 vereadores aliados de Rosalba [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Desgastado administrativamente, o prefeito de Mossoró, Francisco José Júnior, mostrou que, politicamente, vai bem, obrigada.

No encontro do PSD realizado essa semana no Hotel Vila Oeste, o prefeito garantiu à sua base o apoio de 15 partidos.

E segurou 3 vereadores que estão no seu grupo, mas são aliados históricos da ex-governadora e pré-candidata à prefeita, Rosalba Ciarlini (PP).

Sempre rosalbistas, os vereadores Manoel Bezerra, Flávio Tácito e Claudionor dos Santos trocaram de partido, mas se filiaram a legendas da base de sustentação do prefeito.
Manoel deixou o DEM pelo PRTB.

Flávio trocou o DEM pelo PPL.

E Claudionor trocou o PMDB pelo PEN.
Na base do prefeito, além do PSD, estão integrados o PMN, SD, PV, PTN, PEN, PMB, PRTB, PSC, PROS, PPL, PT, PTdoB, PTdoC, PTB e PTC.
Hoje, pré-candidsto à reeleição, o prefeito Francisco José conta com o apoio de 14, dos 21 vereadores.
Tinha 16, mas perdeu dois: Tássio Mardonny e Narcízio, que se integraram ao grupo de empresários que apóia a pré-candidatura de Tião da Prest, do PSDB.
Com Rosalba, apenas o vereador Francisco Carlos, que se filiou ao PP da Rosa.

  

20 de março de 2016 às 16:33

Rosalba faz campanha…para Betinho [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Em Mossoró muito tem se falado.
A ex-governadora Rosalba Ciarlini, que ainda não teria vencido as questões jurídicas, trabalha como se fosse candidata à prefeita, mas na realidade vende a candidatura do ex-deputado Betinho Rosado.
Rosalba vai para as ruas para manter sua popularidade, que vai precisar para transferir votos para Betinho.
Isso é o que se diz em Mossoró.
Ontem a ex-governadora foi ao supermercado..onde fez feira e campanha.
  

20 de março de 2016 às 16:24

Pré-candidatura de Rosalba e a ‘insegurança jurídica’ [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do blog do jornalista Bruno Barreto:
Situação de Rosalba no TSE ainda não está resolvida

Foram quatro meses de espera para que finalmente fosse publicado o acórdão do julgamento que devolveu os direitos políticos da ex-governadora Rosalba Ciarlini (PP). Isso aconteceu somente no dia 10 de março. A relatora será a ministra Luciana Lóssio.
No dia 14 de março, o advogado Marcos Araújo entrou com embargos de declaração (um instrumento jurídico pelo qual uma das partes de um processo judicial pede ao juiz (ou tribunal) que esclareça determinado(s) aspecto(s) de uma decisão proferida quando há alguma dúvida, omissão, contradição ou obscuridade nessa decisão) questionando o resultado do julgamento de novembro que devolveu a elegibilidade da ex-governadora.
Para o causídico há contradições entre essa e outras decisões do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre o mesmo caso de abuso de poder econômico (relativo ao uso excessivo do avião do Governo do Estado para fazer campanha política em Mossoró) que resultou em punições em outros processos e afastou a inelegibilidade da ex-governadora. 

“11. É de se chamar a atenção que esses mesmos fatos foram narrados como abuso do poder econômico por ocasião da propositura de uma outra AIJE, de uma Ação de Impugnação de Mandato Eletivo e do Recurso contra a Diplomação, processos que foram julgados nesta Corte Superior Eleitoral por meio dos Recursos Especiais n°s 243-58.2012.6.20.0033, 4-17.2013.6.20.0034 e 1-62.2013.6.20.0034. 12. 

Os acórdãos proferidos por esta Corte nos três RESPE´s acima mencionados já transitaram em julgado, com reconhecimento do abuso do poder econômico. Constituem o que a doutrina chama de COISA JULGADA MATERIAL”, argumentou.
No recurso, Marcos Araújo cita um dos acórdãos do TSE que reconhece o uso abusivo de bens públicos para Rosalba fazer campanha política para Cláudia Regina nas eleições de 2012. 

Abaixo o trecho:
“Como se vê, o Tribunal de origem, soberano na análise das circunstâncias fáticas da causa, com base na apreciação profunda do conjunto probatório dos autos, concluiu que, na espécie, diante das condições em que se deram os atos analisados, ficou comprovada a perpetração da conduta vedada prevista no art. 73, I, da Lei das Eleições, porque a Governadora Rosalba Ciarlini Rosado, de forma inequívoca e contundente, utilizou bens do Estado do Rio Grande do Norte em favor da campanha de Cláudia Regina Freire de Azevedo e Wellington de Carvalho Costa Filho.”


O advogado argumenta ainda a contradição desse julgamento que converteu a cassação de Cláudia Regina em multa. 

“Agora, revolvendo indevidamente a coisa julgada consubstanciada em três acórdãos anteriores, o Tribunal vem a dar provimento ao recurso dos embargados para, afastar a hipótese de abuso do poder econômico em relação à Governadora, e tratar sob o viés da conduta vedada, aplicando apenas multa, e, em relação aos candidatos, abrandar a condenação da cassação dos mandatos e a declaração de inelegibilidade, aplicando, como consequência, uma mera penalidade de multa”, lembrou.
Marcos ainda lembrou que o caso provoca insegurança jurídica sobre os casos de conduta vedada. “27. Trazendo o entendimento acima para o caso em comento, é perceptível as decisões conflitantes, principalmente quando se observa a coisa julgada da matéria a qual aduz que Rosalba Ciarlini utilizou a aeronave do Estado do Rio Grande do Norte para fins estritamente eleitoreiros”, concluiu.

20 de março de 2016 às 11:57

Próximo parlamentar do RN a receber movimento pró-impeachment será a deputada Zenaide Maia [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O movimento em favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff já anunciou: o próximo parlamentar do Rio Grande do Norte será a deputada Zenaide Maia (PR).

Zenaide é membro titular da Comissão de Impeachment na Câmara.

E apesar do PR ser governista, a deputada já declarou que seu voto será técnico.

Ou seja, só se posicionará depois de avaliar as justificativas jurídicas sobre o afastamento da presidente.

Porém, a presença da filha da deputada no movimento em favor da presidente Dilma Rousseff, deu gás ao grupo.

20 de março de 2016 às 11:44

Garibaldi recebeu o Pixuleco com bom humor [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Os líderes do Movimento “Força Democrática” não conseguiram a declaração do senador Garibaldi Filho em favor  do impeachment de Dilma, como queriam.

Mas, terminaram o café satisfeitos com o papo bem humorado de domingo de Garibaldi.

Até o mini-Pixuleco levado foi bem recebido pelo senador.

  

20 de março de 2016 às 11:26

Movimento pró-impeachment em Natal cobra posição de Garibaldi e não aceita que senador espere decisão do PMDB [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Por Thaisa Galvão



Os integrantes do movimento “Força Democrática”, de Natal, que defende o fim do governo Dilma e a saída do PT do Governo, foi hoje para a frente do prédio onde mora o senador Garibaldi Filho (PMDB).

Eles vão cobrar de toda a bancada federal do Rio Grande do Norte, o voto contra o impeachment.

O grupo se instalou na frente do prédio e levou um farto café da manhã, como Garibaldi gosta.

Mesmo anunciado, o Pixuleco não foi.

   
 
Garibaldi é senador, e o processo de impeachment começa pela Câmara.

E na Câmara, o deputado Walter Alves, filho de Garibaldi, já se pronunciou:

“A presidente perdeu as condições de governabilidade e deve ser afastada”, defendeu publicamente o deputado em suas redes sociais.

E Garibaldi foi cobrado para assumir a mesma posição do filho.

E todo mundo sabe que todo mundo sabe, que Garibaldi assina embaixo a posição do deputado Walter, maaasss….se mantém silencioso em respeito à posição do primo-ministro e presidente do PMDB, Henrique Alves.

Henrique é auxiliar de Dilma e não pode pedir ainda o afastamento da presidente, sob pena do afastado ser ele.

E Garibaldi faz o papel de aliado.

E como o que vale é o voto, e não a declaração, no caso de Garibaldi, ele se mantém dizendo que acompanhará o partido, mesmo sabendo que, se o voto no Senado fosse hoje, acompanharia a posição de Walter.

Garibaldi disse aos líderes do movimento que aguarda a posição do partido. Eles não gostaram. Queriam a posição individual de Garibaldi.

Que é pelo impeachment, todo mundo sabe. Mas, assim como fez Walter, Garibaldi não tuitou.

A posição do próprio Henrique também é pelo impeachment.

Sem Dilma, sem Lula, e com Michel Temer presidente, Henrique será muito mais forte.

Tem perfil para ocupar o cargo que está sendo entregue a Lula hoje: a Casa Civil.

É amigo antigo íntimo de Temer. Foi ele, inclusive, quem articulou a candidatura de Temer à presidência da Câmara. 

O PMDB quer a saída de Dilma, mas falta peito para se pronunciar agora.

Vai esperar o desenrolar do processo de impeachment na Câmara, e só se peonuncia quando tiver certeza que o processo vai passar.

Falta coragem para o PMDB se pronunciar agora, e melhor, para o partido, é esperar as águas de março correrem para o mar.

20 de março de 2016 às 0:59

Papa Francisco no Instagram [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O Papa Francisco está no Instagram.

E justificou: sua entrada na rede social é para ficar mais perto do povo.

O Papa publicou um vídeo com tradução – em texto – para vários idiomas.

No Brasil é assim:

  
Veja o discurso do Papa para o Instagram:

20 de março de 2016 às 0:00

Delcídio diz que indicações políticas na Petrobras vem de outros governos [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Em entrevista ao Jornal Nacional, o senador Delcídio do Amaral confirmou que do governo Lula para cá todos os diretores da Petrobras passavam por Lula.

E foi mais além: disse que as indicações políticas vem de outros governos.

Sempre foi assim…

Aí tiram Dilma e colocam Michel Temer que vem de outros governos…

E vai começar tudo de novo.