Thaisa Galvão

24 de abril de 2016 às 23:00

Arquivo confidencial do Faustão com José de Abreu já está disponível no portal da Globo [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Depoimentos do ator petista global José de Abreu, há pouco no Faustão:

“Nossa presidenta Dilma foi eleita com 54 milhões de votos, é um fato concreto. O ministro Marco Aurélio Mello, do STF, diz que é golpe. Metade do Brasil acha que é golpe”.

“Vão entregar o cofre para a raposa com a desculpa de que estão acabando com a corrupção? 
“Temer foi citado quatro vezes na Lava Jato. É ele que vai assumir a presidência, se o impeachment passar. Pode tudo, só não pode juiz ladrão. Onde já se viu o Cunha ser juiz da Dilma? O Cunha é ladrão. Então o Cunha não pode ‘impichá’ a Dilma, gente! É um negócio absurdo!”.

*
No site GShow, da Globo, estão disponíveis os vídeos da entrevista de José de Abreu.

O último, o mais político.

Veja:

http://gshow.globo.com/tv/noticia/2016/04/jose-de-abreu-se-emociona-no-arquivo-confidencial-do-domingao.html

Quem tentou postar no youtube…

  

Só tentou…

  

24 de abril de 2016 às 21:55

No Faustão, José de Abreu defende Dilma, acusa PMDB de Temer, chama Cunha de ladrão e provoca políticos e jornalistas [2] Comentários | Deixe seu comentário.

Virou polêmica nas redes sociais o Arquivo Confidencial do Faustão, na Rede Globo, com o ator José de Abreu, que há dois dias, em um restaurante de São Paulo, cuspiu na cara de um casal.

Petista, Abreu defendeu a presidente Dilma Rousseff, e disse que o Brasil está querendo tirar Dilma para entregar ao PMDB…

E tome acusações ao PMDB…

Disse que o vice-presidente Michel Temer é citado na Lava Jato e que o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, é “ladrão”.

No twitter…a polêmica que vai render…

A lua-de-mel do PT com a Globo…

O fim do romance da oposição com a emissora…

O trabalho de muitos advogados contra a TV.
Do deputado federal do PSB, Beto Albuquerque:

  

Do deputado federal do PSDB, Rogério Marinho:

  
  
  

Do ex-deputado federal, ex-ministro e candidato a um cargo no governo do PMDB, Geddel Vieira:

  

Do irmão de Geddel, deputado federal Lúcio Vieira, do PMDB:

  

Do repórter invisível do Fantástico, da Rede Globo, Eduardo Faustini, que combate a corrupção no Brasil:

  
  

  

Da deputada federal do PT, Jandira Feghali, do clube do “abaixo a Rede Globo”:

  

Da jornalista da Rádio Gaúcha, Kelly Matos:

  

Do ex-deputado Roberto Jefferson, presidente do PTB, que denunciou o mensalão:

  

Do colunista da Veja, Felipe Moura Brasil:

  

Da repórter de TV e comentarista política em Brasília, Christina Lemos:

  
  
  
  
  
  
Mais que rapidamente o PMDB, numa reação “nem é comigo”, postou no twitter o “era uma vez” de Michel Temer.

  

24 de abril de 2016 às 19:21

Deputado Antônio Jácome vai procurar direção do HUOL para tentar viabilizar abertura da UTI pediátrica [1] Comentários | Deixe seu comentário.

O deputado federal Antônio Jácome (PTN), ao ler notícia no Blog, com denúncia do médico Madson Vidal em seu twitter sobre a UTI pediátrica do Hospital Onofre Lopes, disse que amanhã vai procurar o hospital.

Jácome, que é médico, disse que vai manter contato com a direção do HUOL e a partir daí tentar buscar “todas as formas de viabilizar a abertura da UTI pediátrica”. 

24 de abril de 2016 às 18:37

Lava Jato começa a semana com Acarajé e Xepa nas mãos [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A semana começa com a pergunta:

O que vai fazer a força-tarefa da Lava Jato (procuradores da República, PF e juis Sérgio Moro), depois que o ministro Teori Zavascki, do STF, mandou de volta para Moro as investigações das fases Xepa e Acarajé, que tiveram como alvo o marqueteiro João Santana e sua mulher Mônica, que está negociando delação premiada?

O que poderia seguir em silêncio no Supremo, volta para as investigações compartilhadas e barulhentas…

24 de abril de 2016 às 17:06

Mudanças na Assembleia Legislativa já representam economia de 20 milhões por ano [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Na Tribuna do Norte de hoje, o presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira de Souza, reafirma os cortes no número de cargos comissionados, já informados, e fala na economia que a Casa vem conseguindo fazer.

Veja trechos da entrevista concedida ao repórter Ricardo Araújo:

  

Tribuna do Norte – No mês de março houve um elevado número de exonerações na Assembleia Legislativa, mas o valor de redução da folha de pagamento é relativamente pequeno quando analisado o valor global. Essa redução ficou dentro do projetado pela presidência?

Ezequiel Ferreira de Souza – Ao assumir a Presidência da Assembleia Legislativa junto com a nova Mesa (Diretora) e com a concordância e apoio de todos os deputados, nós fizemos uma leitura. Já naquela época, há um ano e quatro meses atrás, havia a necessidade de mudar o modelo de gestão. Isso passava por alguns pilares. Daí, nós elaboramos um planejamento estratégico e já no final de fevereiro estávamos com esse planejamento estratégico que tem alguns pilares de sustentação, que são: a economicidade, a transparência e a modernização da Casa Legislativa. Eu tive a oportunidade de entregar esse trabalho ao Poder Executivo, ao governador (Robinson Faria), entreguei a Cláudio Santos, presidente do Tribunal de Justiça, ao procurador-geral de Justiça e ao Tribunal de Contas do Estado, mostrando o que a Assembleia tinha se programado a fazer.

 
Quantos pontos compõem o planejamento estratégico e como estão sendo implementados?

Elencamos 36 itens nisso. Na economicidade, nós tivemos a oportunidade de fecharmos dois anexos que eram alugados, tendo uma economia considerável; fizemos, pela primeira vez, grupos de gestão de contratos na Casa Legislativa e o resultado desse grupo de gestão de contratos é que conseguimos uma diminuição da ordem de 20% dos contratos já existentes na Casa Legislativa trazendo uma economia considerável. Ao mesmo tempo fomos trabalhando, porque havia necessidade de fazermos a transparência da Casa Legislativa e fizemos um portal que é considerado hoje, nacionalmente entre as Assembleias Legislativas, um portal de absoluta e total transparência.

 
E a redução de cargos comissionados?

Diante disso, um dos itens que estava elencado era exatamente o corte de cargos comissionados. O que é importante dizer é que do total de cargos a administração, a presidência com o apoio total da Mesa (Diretora) e dos demais deputados, só pode cortar nos comissionados. Não pode cortar nos efetivos e aposentados, somente nos comissionados. E a Casa Legislativa, diferente de outros poderes, tem uma particularidade que é a temporalidade. Cada deputado estadual tem o prazo de chegada e o prazo de término de seu mandato. Ele traz consigo um número de cargos de confiança, que na hora que o parlamentar não se elege, quando ele sai da Assembleia, ele leva esses cargos.

 
Existe um número para cada parlamentar?

Existe o número que nós temos nos gabinetes que pode ser transformado. Você tem um valor ‘X’ que pode ser transformado de 12 a 38 cargos, isso com o mesmo valor (de salário), a critério do deputado.

 

Os cortes anunciados atingiriam esses cargos de livre nomeação dos parlamentares?

Diante dessa complexidade e em comum acordo com os deputados, nós tínhamos previsto fazer um corte nos cargos comissionados dentro dos 36 itens elencados no planejamento estratégico. Eu anunciei que iríamos cortar algo em torno de 700 cargos e conseguimos uma redução efetiva de 930 cargos comissionados, com economia real da ordem de R$ 20 milhões/ano, que não é uma economia pequena. Se alguém analisar o que a Assembleia já fez no ano passado com cortes que chegaram a esse valor e agora somente com a redução de cargos comissionados, nós estamos conseguindo economizar mais R$ 20 milhões, é uma economia significativa numa Casa Legislativa. 

 
E a Reforma Administrativa?

Fora a Reforma Administrativa, que não vai parar aí, e está em curso. Dentro das próximas semanas nós deveremos assinar o contrato com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), que irá redimensionar, avaliar, analisar a estrutura organizacional da Assembleia Legislativa e poderá haver novos cortes.
 

A partir de quando veremos a real diminuição no valor da folha, oriunda das exonerações? A folha de abril será mais fiel à redução?

Esse dado que eu informei, de 930 cargos, vai aparecer agora no mês de abril. Todos verão que haverá a diminuição. E a conta que deve ser feita é em cima da redução que pudemos fazer, que é em cima dos cargos comissionados. Não é no geral. Eu não posso mexer nos efetivos, nos aposentados, então a conta não pode ser feita no global. O correto é fazer em cima do que se pode mexer, que é no cargo comissionado. E aí, perceberá que a redução será de 36%. Nós estamos com uma economia de 36% nos cargos comissionados da Casa Legislativa.

 
Além da redução do número de comissionados houve a preocupação de reduzir salários?

Não. Nós extinguimos um tipo de pagamento que é a gratificação. Alguns servidores que trabalham, que carregam a Assembleia e eu louvar vários servidores dessa Casa Legislativa que nos acompanham, nos ajudam e trabalham diariamente. Esses servidores que recebiam por essa modalidade foi feita a transferência para a nova modalidade de pagamento. Então, em alguns casos que se vê exoneração e nomeação, é porque os cargos foram extintos e nomeados.

 
No mês de março, houve uma significativa movimentação de exonerações e nomeações. Em alguns momento, a segunda se sobrepôs à primeira. Isso foi necessário para o enxugamento, para as adequações aos novos parâmetros?

O que é importante dizer é que a Assembleia Legislativa está em consonância com a sociedade, entendendo o momento de crise que passa o Brasil. É importante colocar que esse sentimento vem desde o ano passado e está dentro do planejamento estratégico. Naturalmente, a saída de alguns servidores foi feita a partir do entendimento da Casa, que precisava enxugar. Mas foi feito, acima de tudo, ouvindo os setores, fazendo a análise do trabalho de cada pessoa e vendo a necessidade de enxugar. Esse número de nomeações é porque exatamente essa permuta de pessoas que ganhavam nessa modalidade que foi extinta e não poderiam ficar sem recebimento.

24 de abril de 2016 às 12:45

Médico que cuida de crianças cardiopatas diz que hospital tem UTI pediátrica  “belíssima e equipada” mas sem funcionar [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O médico anestesiologista Madson Vidal, que comanda a AMICO (Associação Amigos do Coração da Criança), que cuida de crianças cardiopatas, começou o domingo denunciando a falta de leitos de UTI pediátrica no Rio Grande do Norte, mas lembrando que leitos estão prontos, mas sem funcionar, no Hospital Universitário Onofre Lopes.

Eis o desabafo:

  
  

  
  
  
  
  
  
  
  
  

24 de abril de 2016 às 11:38

Mensagem enviada a Dilma por secretária de Comissão para América Latina está sendo divulgada como nota da ONU [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Uma mensagem enviada à presidente Dilma Rousseff por Alicia Bárcena, secretária executiva da Comissão Econômica para a América Latina (CEPAL), uma das cinco comissões regionais das Nações Unidas, está sendo reverberada pelo Brasil afora como nota oficial da ONU.

A mensagem enviada à presidente Dilma Rousseff, e não emitida como nota oficial, presta solidariedade à presidente.

“Nos violenta que hoje, sem julgamento ou prova, servindo-se de vazamentos e uma ofensiva midiática que já decidiu pela condenação, tente-se demolir sua imagem e seu legado, ao mesmo tempo que se multiplicam as tentativas de minar a autoridade presidencial e interromper o mandato conferido pelos cidadãos nas urnas.”
Na mensagem, a secretária executiva da CEPAL – Comissão que tem escritório em Brasília e é sediada no Chile, diz ainda que os processos vividos no Brasil neste momento “ilustram para o conjunto da América Latina os riscos e dificuldades a que ainda está exposta a nossa democracia”.
A mensagem foi enviada diretamente à presidente e não é subscrita pela ONU nem por outros organismos que integram as Nações Unidas.

A própria Alicia Bárcena não publicizou o assunto nas suas redes sociais nem nas da CEPAL.

24 de abril de 2016 às 5:32

Temer e a Lava Jato [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Prestes a assumir o governo, além das muitas dificuldades, o vice-presidente Michel Temer vai ter que se safar da Lava Jato.

Por enquanto, é citado em delações

O lobista Júlio Camargo cita Temer em sua delação.

O nome de Temer está numa planilha da Camargo Correia. Teria recebido 80 mil dólares.

O vice foi citado em delação de Delcídio do Amaral.

Em mensagem do ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro, Temer é citado como tendo recebido 5 milhões.

A defesa de Temer nega tudo.

Confirma só que o vice-presidente recebeu 5 milhões, mas o valor está registrado no Tribunal Eleitoral.

24 de abril de 2016 às 5:17

A penitência de Michel Temer se assumir o governo [1] Comentários | Deixe seu comentário.

D’O Globo:

  
  
  
  

24 de abril de 2016 às 5:06

Crise: Depois de Sergipe, RN foi o estado que menos elevou gastos entre 2009 e 2015 [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O jornal O Globo hoje mostra a crise nos Estados causada pelo aumento desenfreado dos gastos.

Aumento que oscila, na maioria dos Estados, entre 30 e 60% de 2009 a 2015.

  
A situação do Rio Grande do Norte, que não esconde o tamanho das dificuldades, ainda é das melhores.

Foi o Estado, depois de Sergipe, que menos aumentou despesas no período que compreende os últimos anos dos governos Wilma de Faria/Iberê Ferreira de Souza (2009 e 2010), os quatro anos de Rosalba Ciarlini (2011 a 2014) e o primeiro ano do governo Robinson Faria (2015).

Nesse período, o RN só aumentou os custos em 12

  

Veja os outros estados:
  

24 de abril de 2016 às 4:27

O que pode tirar o sono de Michel Temer [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Para quem acha que além de Dilma, Michel Temer tem que ir junto e o povo votar de novo pra ver se acerta…

De Lauro Jardim, n’O Globo de hoje.