Thaisa Galvão

25 de abril de 2016 às 21:55

De Miss Bumbum a 1ª dama do turismo do Brasil, mulher de novo ministro de Dilma também tem pretensões políticas [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Quem é o novo ministro do Turismo do governo Dilma Rousseff, que substituiu o potiguar Henrique Alves?
Conto até três para você responder…
1…

2…

3…
Não conseguiu?
Mas…
E a mulher dele?
  

 Milena Santos. Assim como ela mesma faz questão de se apresentar.

Você foi rápido!!!
Como rápida foi a mulher de Alessandro Golombiewski Teixeira, ex-assessor especial da Presidência da República, e nomeado, sexta passada, ministro do Turismo.
Milena foi ligeira em deixar para trás o título de “Miss Bumbum Estados Unidos”, e se autonomear “Primeira Dama do Ministério do Turismo do Brasil”.
   
“Primeira Dama do Ministério do Turismo do Brasil”.

Se o governo ainda não tinha esse cargo, agora tem.
Milena Santos é de Salvador, como mostra seu perfil no facebook, e não costumava posar com o marido na rede social.

Até que ele virou ministro, e o ensaio fotográfico foi postado.

  
 

Que Golombiewski que nada…

Quem é notícia mesmo no Ministério do Turismo e na mídia nacional é Milena.

A “poderosa” Milena.

Daqui pra frente será o cartão postal do turismo brasileiro…

  

Pelo menos enquanto Dilma Rousseff for presidente.

Detalhe: as fotos ousadas fazem parte do estilo de Milena Santos no seu facebook aberto.

Além de bela e poderosa, Milena também tem pretensões políticas, e já queria ser candidata este ano.

Mas, como ela própria narra no facebook, deixou o projeto para depois.

CLIQUE AQUI E CONHEÇA O PROJETO POLÍTICO DE MILENA.

25 de abril de 2016 às 21:08

Candeeiro: Ex-diretores do Idema Gutson Johnson e Clebson Bezerril são condenados [0] Comentários | Deixe seu comentário.

O juiz Guilherme Monte Pinto anunciou há pouco a sentença da operação Candeeiro.
O ex-diretor do Idema, Gutson Johnson, foi condenado a 17 anos e um mês de prisão e à devolução de 13 milhões e 700 mil reais.
O ex-diretor financeiro do órgão, Clebson Bezerril, a 9 anos e 5 meses.
Ambos permenecem presos em regime fechado com direito a recorrer quanto à pena.
Veja trecho da sentença:

  

25 de abril de 2016 às 17:45

Deputado Rogério Marinho diz que gestão do prefeito Carlos Eduardo é “medíocre” [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Pré-candidato a prefeito de Natal, o deputado federal Rogério Marinho (PSDB), fez críticas à administração do prefeito Carlos Eduardo (PDT).

“Nós do PSDB, e esse é um pensamento coletivo, achamos que essa é uma administração medíocre, o governo Carlos Eduardo tem deixado muito a desejar. Natal é uma cidade vibrante que não tem prefeito a sua altura neste momento de crise. Deve meses de pagamentos a terceirizados, tem dificuldade para investimento próprio, faz processo de maquiagem na cidade e esquece da infraestrutura, saúde, educação, geração de emprego e renda, falta criatividade, e o PSDB vai se colocar para fazer esse debate”, disse Marinho durante entrevista na TV Tropical.

25 de abril de 2016 às 17:22

Consultora canadense fará palestra em Natal sobre imigração [1] Comentários | Deixe seu comentário.

Como já é mais do que real que brasileiros, diante do caos econômico e político registrado no país, estão cada vez mais indo embora, a e-Visa Immigration, empresa de imigração canadense, está enviando a vários estados do Brasil, a consultora em imigração, Marilene Quintana, para fazer palestra no seminário “Os Caminhos para Imigração Canadense”.

É que a procura dos brasileiros pelo Canadá tem sido crescente.
Em Natal, o seminário ocorrerá no dia 6 de junho.
Marilene Quintana também falará sobre o assunto em João Pessoa (10 de junho), Recife (15 de junho), São Paulo (20 de junho), e Rio de Janeiro (21 de junho).

O evento irá abordar as possibilidades de imigração para as principais províncias do Canadá, incluindo British Columbia, Toronto, Nova Scotia e Saskatchewan. Entre os assuntos incluídos na programação, estão:

Por que imigrar para o Canadá?
Você está pronto para imigrar?
Opções para você que já está preparado
Não está preparado? Saiba como se preparar
Quais os caminhos através de um programa de estudos?
Carreira – como se preparar para o mercado?

Marilene Quintana é consultora em imigração credenciada pelo governo canadense e vive em Vancouver.

O site oficial do evento é http://www.caminhosparaocanada.com.br
E nas redes sociais, facebook/caminhosparaocanada.
Os ingressos são limitados.

25 de abril de 2016 às 16:36

Senador Ricardo Ferraço diz que “Eduardo Cunha se tornou o que é nos governos Lula e Dilma” [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Em discurso no plenário do Senado, que já atrasa em mais de meia hora a votação para eleição da comissão de impeachment, o senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES) disse que para ele, “golpe é crime de responsabilidade sem impeachment”.
Ele rebateu o discurso da senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) que falou que vai ser provado que “os dois crimes acusados contra a presidente Dilma Rousseff não constituem crime de responsabilidade”.
Ferraço também rebateu as críticas feitas pela parlamentar ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB).

“Foi durante os governos do presidente Lula, foi durante os governos da presidente Dilma, que o deputado Eduardo Cunha se tornou o que é”, afirmou Ferraço.
O senador disse que o governo do PT “estabeleceu a delinquência como estratégia”.

25 de abril de 2016 às 16:25

Antônio Jácome visita HUOL e amanhã vai cobrar liberação de recursos para viabilizar abertura da UTI pediátrica [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Como informou ontem ao Blog, o deputado federal Antônio Jácome (PTN) foi hoje ao Hospital Universitário Onofre Lopes para tratar da abertura da UTI pediátrica.

Com o superintendente do HUOL, Stênio Gomes da Silveira e equipe, visitou a UTI pediátrica e foi informado que o sistema de climatização ainda não instalado, e que está impedindo o funcionamento, já está sendo licitado e o mobiliário em fase de levantamento de preços. 

Jácome foi informado que o hospital aguarda a liberação orçamentária para a compra de material permanente e a chamada dos médicos concursados pela EBSERH, a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, vinculada ao Ministério da Educação e responsável pela gestão dos hospitais universitários.
“Amanhã vou à direção nacional do órgão para pleitear as duas demandas”, disse o deputado ao Blog.

  

25 de abril de 2016 às 16:04

Senadora Fátima Bezerra preside sessão que antecede votação para escolha de comissão do impeachment [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Programada para daqui a pouco, às 16 horas, a votação para eleição da comissão especial do impeachment, no Senado.
A sessão que antecede a votação está sendo presidida pela senadora Fátima Bezerra (PT-RN).
  
Em seu discurso, o senador Humberto Costa (PT-PE) criticou o processo de impeachment.

A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) disse que a Câmara teve um juízo eminentemente político no processo de impeachment e que espera que o Senado possa ter um debate mais elevado sobre o assunto do que o ocorrido na Câmara.

O senador José Medeiros (PSD-MT) discursou chamando de desrespeito chamar o processo de impeachment de golpe.

O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) disse em sua fala no plenário do Senado que é um escândalo haver um processo de impeachment presidido por Eduardo Cunha.
Farias criticou a indicação do senador Antônio Anastasia (PSDB-MG) para a relatoria da comissão do impeachment.

O senador Telmário Mota (PDT-RR) chamou o vice-presidente Michel Temer de “conspirador” e disse que ele está colocando pessoas que são alvo de processos de corrupção em seu futuro governo.

A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) declarou que não há tipificação dos crimes no processo de impeachment.

O senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO) questionou se a presidente Dilma ou qualquer outro governo pegou dinheiro emprestado com uma empresa estatal.

Num aparte, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) disse que o Brasil está “diante de uma fraude fiscal sem precedentes na história do país”, e que isso é crime de responsabilidade, passível de impeachment.

25 de abril de 2016 às 14:40

Sessão para eleição da comissão começa e Fátima Bezerra diz que impeachment não passará no Senado [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Já começou, no plenário do Senado, a sessão que vai eleger os 21 membros titulares e 21 suplentes da comissão especial de impeachment.
A eleição está prevista para ocorrer a partir de 16h
Primeira oradora, a senadora Fátima Bezerra (PT-RN) disse há pouco que a fala da presidente Dilma Rousseff na ONU foi “digna de uma estadista esperançosa de que a democracia vai permanecer nesse processo injusto a que ela está submetida, e voltou a dizer que o impeachment sem crime é golpe”.
Segundo Fátima, não será fácil tirar Dilma do cargo, “rasgando a Constituição, assassinando a soberania popular”…
Fátima falou em golpe à democracia comandado pelo “réu” Eduardo Cunha, referindo-se ao presidente da Câmara.
“Quero só dizer aqui que já dissemos que não haverá golpe sem resistência”, reagiu Fátima à possibilidade de impeachment.
A eleição da comissão do impeachment ocorre em meio à polêmica sobre quem deverá assumir a relatoria do processo.
O PMDB indicou o senador Raimundo Lira (PMDB-PB) para a presidência e o PSDB quer indicar o senador Antônio Anastasia (PSDB-MG) para a relatoria.

Fátima Bezerra concluiu seu discurso dizendo que “o golpe travestido de impeachment não passará no Senado”.

25 de abril de 2016 às 14:26

Leitor pede que prefeitura retire entulhos de obras da frente da casa dele [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Thaisa, por favor me ajude

É que a Prefeitura de Natal, através da Semov, andou fazendo uns reparos no calçamento na rua Otavio Mangabeira no Barro Vermelho, isso há mais ou menos um mês.
Só que até hoje não tiraram os entulhos, e olha que eu já liguei (3232-8118) umas trinta vezes.
Só dizem que um dia vão tirar.
Esses entulhos deixaram em frente da minha casa (nº667).
Deixaram também na rua Calixtrato Carrilho, no mesmo bairro.
Por favor dê uma forcinha através do seu conceituado Blog.

Agradeço desde já.
Giovanni Augusto de Oliveira Freire

25 de abril de 2016 às 14:16

tvTG: Coordenador do Marcco e presidente da Assembleia falam sobre transparência e economia de gastos com pessoal [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Depois de reunião sobre cortes de gastos e redução de cargos comissionados, o coordenador do Marcco (Movimento Articulado de Combate à Corrupção), Carlos Augusto Lima e o presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira, concederam entrevista coletiva
Carlos Augusto Lima – Marcco/Ministério Público


Ezequiel Ferreira de Souza – presidente da AL

25 de abril de 2016 às 14:05

Carlos Augusto Rosado presenteia deputados com melões, mamões…e abacaxis [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Huummm…
O ex-primeiro-damo do Estado, Carlos Augusto Rosado, andou presenteando os deputados estaduais…
Para todos, mandou uma caixa de frutas com um cartão de cumprimentos assinado por ele e pela ex-governadora Rosalba Ciarlini.
Para a maioria, uma caixa com seis melões…
Um parlamentar do PMDB recebeu uma caixa de mamões ainda…verdinhos…
Mas…para o presidente da Casa e o vice, deputados Ezequiel Ferreira de Souza e Gustavo Carvalho, Rosado enviou uma caixa de abacaxis….
Frutas mais difíceis de serem descascadas.

Ao Blog, Carlos Augusto disse que o critério para a escolha das frutas para quais deputados era…o néctar.
“O doce”.

Segundo Carlos Augusto Rosado, as frutas são produzidas pela empresa Nolem, em Mossoró, que fica do lado do Sítio do Canto, onde ele e Rosalba moram.
A fruticultora exporta para o exterior pelos portos de Cabedelo, na Paraíba, Pecém e Recife, em Pernambuco, e Fortaleza, no Ceará.

As contas do último ano da gestão do governo Rosalba Ciarlini serão votadas nos próximos dias na AL.

  

25 de abril de 2016 às 14:04

Carlos Augusto diz que mossoroense quer votar em Rosalba para prefeita [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Em Mossoró, o ex-deputado e ex-primeiro-damo do Estado, Carlos Augusto Rosado, disse que o processo eleitoral está muito interessante…
Segundo Rosado, é grande a intenção do mossoroense de votar em Rosalba Ciarlini para prefeita.
Ele disse que a mulher está trabalhando como médica pediatra.
Depois de um tempo atendendo no hospital local, agora dá plantão no consultório da Unimed.

25 de abril de 2016 às 11:06

Presidente da Assembleia apresenta ao Marcco o número de cargos exonerados e os valores economizados [1] Comentários | Deixe seu comentário.

O presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira de Souza, recebe agora os membros do Marcco-RN (Movimento Articulado de Combate à Corrupção).

Na pauta de discussões, o número de cargos exonerados na AL, os recursos economizados…

Tudo resultado do Planejamento Estratégico da atual mesa diretora da Casa, que implantou medidas de contenção de despesas e lançou o portal da transparência.
Fotos Eduardo Maia

  

25 de abril de 2016 às 7:59

PMDB na mira da Lava Jato [1] Comentários | Deixe seu comentário.

D’O Globo:
  
BRASÍLIA — Integrantes da força-tarefa da Operação Lava-Jato estão investigando aliados do vice-presidente Michel Temer, como os ex-ministros do Turismo Henrique Eduardo Alves (que já foi alvo de mandado de busca e apreensão) e da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima. Os investigadores já trabalham com a hipótese de que eles virem ministros num governo do PMDB. Assim, retomariam o foro privilegiado e passariam para a esfera do Supremo Tribunal Federal (STF) saindo da alçada do juiz Sérgio Moro.

Caso o deslocamento ocorra, Alves e Geddel se somarão a três alvos centrais da Lava-Jato, também próximos a Temer. O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), é réu numa ação por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no esquema de desvios da Petrobras; denunciado em inquérito que apura quatro contas mantidas na Suíça; e investigado em outro procedimento devido a mais nove contas no exterior. O senador Romero Jucá (PMDB-RR) é investigado no inquérito que apura formação de quadrilha e num segundo procedimento no STF. O senador Valdir Raupp (PMDB-RR) também é investigado por formação de quadrilha e alvo de um segundo inquérito.
Fontes com acesso às investigações relatam que o caso de Alves é o mais avançado. Em dezembro de 2015, quando era ministro do Turismo, a Polícia Federal cumpriu um mandado de busca e apreensão em um apartamento dele, em Natal. Investigadores relatam haver indícios de uma atuação casada de Alves e Cunha na arrecadação de recursos para campanhas eleitorais. Essa é uma das linhas de investigação do inquérito aberto para investigar o presidente da Câmara a partir das delações premiadas dos donos da Carioca Engenharia. Os empreiteiros detalharam nove contas bancárias no exterior cujos depósitos teriam beneficiado Cunha.


TROCA DE MENSAGENS

A força-tarefa em Curitiba tem em mãos relatórios com as trocas de mensagens entre o ex-ministro do Turismo e executivos da construtora OAS. Pelo teor das mensagens, Alves promete favores à empresa em tribunais de contas. Os torpedos registram pedidos de doações a Léo Pinheiro, ex-presidente da empreiteira. Henrique Alves foi derrotado na disputa pelo governo do Rio Grande do Norte em 2014.

O caso de Geddel é semelhante. A força-tarefa em Curitiba também analisa a troca de mensagens entre ele e Léo Pinheiro. O GLOBO revelou, em janeiro, que o ex-ministro da Integração Nacional atuou na Caixa Econômica Federal, na Secretaria da Aviação Civil da Presidência e na prefeitura de Salvador para atender a interesses da OAS. Ele foi vice-presidente de Pessoa Jurídica na Caixa.
Além do lobby no governo, Geddel pediu recursos à empreiteira para campanhas de aliados na Bahia e para sua candidatura derrotada ao Senado em 2014.

Já os senadores Jucá e Raupp são investigados no principal inquérito da Lava-Jato no STF, que apura formação de quadrilha. Além disso, cada um é alvo de um segundo inquérito. A PF apontou indícios de corrupção passiva e lavagem de dinheiro em pedido de doação de campanha em 2014 feito por Jucá ao dono da construtora UTC, Ricardo Pessoa. Conforme relatório da PF, doações de R$ 3 milhões, solicitadas aos filhos de Jucá e do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), podem se configurar propina de um pacote de R$ 30 milhões acertado entre o empreiteiro e o senador Edison Lobão (PMDB-MA).


PROPINA EM ANGRA 3



A PF sustenta que a propina teria sido acertada a partir de contrato obtido pela UTC nas obras da usina nuclear Angra 3, em Angra dos Reis. Jucá também aparece nas trocas de mensagens dos executivos da OAS. Ele apresentou uma emenda a medida provisória de interesse da empreiteira, de acordo com os torpedos.
Jucá e Raupp, também foram citados na delação do senador Delcídio Amaral (sem partido-MS). Segundo Delcídio, propinas foram pagas a partir das obras da usina hidrelétrica de Belo Monte para o “grupo de José Sarney, do qual fazem parte Edison Lobão, Silas Rondeau, Renan Calheiros, Romero Jucá, Valdir Raupp e Jader Barbalho”. Delcídio fez menção aos ex-ministros Moreira Franco e Eliseu Padilha, aliados de Temer. O senador afirmou que foi diretor de Gás e Energia da Petrobras com apoio do PMDB da Câmara e do Senado, o que incluiu Padilha e Moreira. 

(Colaborou Eduardo Bresciani)


INVESTIGADOS NEGAM QUE HAJA IRREGULARIDADES

O ex-ministro do Turismo Henrique Eduardo Alves afirmou que as doações recebidas por sua campanha foram legais. Já o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, negou ter recebido propina e disse que apresentou defesa sobre o caso em que é réu, refutando as acusações em relação às contas da Suíça. No caso da Carioca Engenharia, explicou que não há a atribuição das nove contas a ele.
— Toda arrecadação da nossa campanha está declarada no TSE. E assuntos do interesse do meu estado sempre tratei de forma institucional — disse Alves.
— Desminto toda acusação de recebimento de vantagem indevida — afirmou Cunha.

Eliseu Padilha ressaltou que em 1999 era ministro dos Transportes e que participou de uma reunião em que a indicação de Delcídio Amaral foi debatida:
— Não fiz indicação nenhuma. Numa reunião do partido (PMDB), eu estava casualmente lá, e o partido discutia se indicaria ou não para diretor. Não foi assinado nada. Foi uma indicação do partido, não minha.
O senador Romero Jucá informou que as doações respeitam a legislação e foram aprovadas. Ele nega que tenha recebido propina para incluir emendas a medidas provisórias.
O senador Valdir Raupp disse que as doações foram legais. Sobre a delação de Delcídio, informou que nunca fez indicações no setor elétrico. Moreira Franco disse que apoiou o nome de Delcídio para uma diretoria da Petrobras por ele ter sido um bom ministro de Minas e Energia no governo Itamar Franco. Geddel Vieira Lima não foi localizado. Em janeiro, disse ao GLOBO que considerava “natural” a proximidade com Léo Pinheiro, por ele ser um “um grande empresário”.

25 de abril de 2016 às 0:58

Em texto enviado à Globonews, Bolsonaro disse que não admitia invasão à sua casa e que sua mulher e filhas não seriam reféns de manifestantes [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Manuscrito enviado pelo deputado Jair Bolsonaro à Globonews, após emissora pedir informações sobre o manifesto de petistas em frente O condomínio onde ele mora:

  

25 de abril de 2016 às 0:37

Como disse advogado tributarista ao Blog, Brasil não deve se livrar de imposto [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Da coluna Painel, da Folha de S. Paulo, neste domingo…
  

 

Aí eu trago à tona trecho de uma entrevista com o advogado tributarista potiguar, Robson Maia.

Robson tem escritório respeitado em São Paulo onde atende políticos e empresários donos de grandes fortunas.

Veja o que ele disse ao Blog no dia 19:
“Parece-me que, considerando o avanço da crise, uma medida é certa: corte de despesas com o custeio da máquina pública. Só depois dessa medida, caso ela não surta os efeitos desejados, é que a classe política poderá pensar em aumentar a arrecadação. Neste caso, duas medidas são possíveis, em conjunto ou separadamente: revogar alguns incentivos e benefícios fiscais e/ou aumentar ou criar novos tributos. Aqui, poderíamos pensar numa CPMF ou em eventual imposto sobre grandes fortunas, ou ainda, em aumento dos tributos já existentes. São medidas impopulares e que podem provocar a ira das ruas. Qualquer governante terá sérias dificuldades. Estamos em estágio avançado de estrangulamento com a alta carga tributária, baixa atividade econômica e alta rejeição política. Quem se habilita? Eis a questão”.
Perguntei se o empresariado que pediu a saída da presidente Dilma, que hoje combate a criação de impostos – a campanha do ‘quem vai pagar o pato foi encampada pela Fiesp – não seria a primeira parcela da população a se rebelar…

“Não tenha dúvida. Quando falo nas ruas, falo do empresariado”, respondeu o advogado Robson Maia.
*
O presidente da Fiesp, Paulo Skaff, esteve com o vice-presidente Michel Temer neste domingo durante mais de 5 horas.

CPMF foi pauta da conversa.

Depois de Skaf, Temer recebeu o senador José Serra, cotado para o ministério do planejamento

25 de abril de 2016 às 0:16

Mulher de João Santana cita atuação de Palocci em caixa dois [0] Comentários | Deixe seu comentário.

D’O Globo:
Palocci intermediava caixa dois, diz Monica Moura


Segundo mulher de João Santana, petista é o ‘italiano’ mencionado em tabela da propina da Odebrecht
POR THIAGO HERDY
  

SÃO PAULO — O ex-ministro Guido Mantega não foi o único integrante de alta cúpula do PT a intermediar pagamento de caixa dois para campanhas presidenciais do partido, segundo Monica Moura, mulher do marqueteiro João Santana. Em depoimento a procuradores federais de Brasília para tentar fechar um acordo de delação premiada, ela disse que o ex-ministro da Casa Civil Antonio Palocci e o ex-tesoureiro petista João Vaccari Neto teriam desempenhado o mesmo papel nas últimas campanhas presidenciais. Os dois teriam indicado a ela executivos de empresas para contribuir em dinheiro. São recursos que não passaram por contas oficiais do PT, sem serem declarados à Justiça Eleitoral. 
As empresas do casal Santana prestaram serviços na campanha à reeleição de Lula, em 2006, e nas disputas vencidas por Dilma Rousseff, em 2010 e 2014. 

Nas três eleições, eles receberam, em contas oficiais, cerca de R$ 110 milhões. Monica diz ter registrado numa agenda, não apreendida pela PF, detalhes de encontros em hotéis e restaurantes para obter recursos adicionais, entregues em malas de dinheiro por interlocutores de executivos indicados pelos três petistas.
TABELA INCLUIRIA DIRCEU
A mulher de Santana também diz ser capaz de ajudar a PF a esclarecer informações da planilha nomeada “posição-italiano”, apreendida na caixa de e-mail do então diretor da Odebrecht Fernando Migliaccio. 

O italiano citado como referência para os pagamentos da tabela seria Antonio Palocci. O documento é considerado um prova contundente sobre o pagamento de propina a agentes políticos pela empreiteira. Migliaccio era lotado no Setor de Operações Estruturadas da Odebrecht, área responsável por operacionalizar repasses ilegais no Brasil e no exterior.
A tabela traz a indicação de fontes para pagamentos e siglas de destinatários, como o casal Santana e o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu. 

Em depoimento prestado logo após ser presa, em fevereiro, Monica foi perguntada se sabia dizer quem era o “italiano”; na época, disse que não.
A relação de proximidade com Migliaccio, o autor da tabela, já era admitida por Monica neste mesmo depoimento. Na ocasião, reconheceu ter sido orientada a procurar Migliaccio para receber colaborações não contabilizadas de campanhas feitas no exterior. E confirmou ter mantido contato com ele entre 2011 e 2014. 

Em março, a ex-secretária da Odebrecht Maria Lúcia Guimarães Tavares reforçou o vínculo do dirigente da empreiteira com Monica. Segundo ela, a mulher de Santana indicava a ele e a outros dirigentes suas contas para receber pagamentos ilegais.
A tabela traz um balanço de como foram repassados, entre 2008 e 2012, cerca de R$ 200 milhões a projetos como as eleições municipais de 2008, a disputa presidencial em El Salvador e valores pagos a JD, que a PF acredita ser Dirceu, e Santana. 
A planilha termina indicando haver, em 2012, um saldo de R$ 79 milhões. A curto prazo, R$ 6 milhões estariam comprometidos com “Itália” e R$ 23 milhões com o “amigo”, não identificado na tabela. Os demais R$ 50 milhões iriam para o “pós-Itália”.
Em nota ao GLOBO, Palocci nega “com veemência” as acusações, “feitas contra ele por uma pessoa submetida ao constrangimento da prisão”. 

O ex-ministro afirmou não ter participado da arrecadação de campanhas em 2006, 2010 ou 2014 e “jamais” ter indicado “a qualquer pessoa meios pelos quais pudessem ser arrecadadas contribuições ilegais”. Vaccari também negou a acusação.
Palocci disse que não tem “qualquer relação com a tabela” de Migliaccio. Segundo a nota, o petista “vê com muita estranheza que seja atribuído a si o codinome ‘italiano’, já que este apelido foi vinculado a várias outras pessoas em materiais apreendidos pela PF”. 

O ex-presidente da Odebrecht Marcelo Odebrecht também cita um “italiano” em e-mails a executivos, mas não é possível saber se é o mesmo citado por Migliaccio.

Palocci já é investigado na Lava-Jato desde junho de 2015, em inquérito que apura denúncia de que ele teria pedido ao ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa R$ 2 milhões para a campanha de Dilma, em 2010. Seu nome foi citado pelo doleiro Alberto Youssef e pelo operador Fernando Baiano. Este mês, o Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou pedido da defesa de Palocci para anular as duas delações.

25 de abril de 2016 às 0:01

Morre Billy Paul [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Do Correio Braziliense:
Lenda do soul, Billy Paul morre aos 81 anos
  

Ícone do soul e do R&B, o cantor norte-americano Billy Paul morreu em casa, neste domingo(24/4), em Nova Jersey. A informação foi confirmada pelo site oficial do artista. Em entrevista à imprensa americana, o empresário do cantor disse que Paul foi diagnosticado com câncer e chegou a ser internado na última semana, mas que não houve tempo suficiente para um tratamento.
Um dos grandes nomes da música negra mundial, Billy Paul ganhou notoriedade a partir do sucesso da canção Me & Mrs. Jones, que alcançou o primeiro lugar da Billboard em 1972. Ao todo, foram 15 álbuns lançados em mais de cinco décadas de carreira. Ironicamente, um dos hits de Billy Paul foi a releitura da faixa Purple rain, clássico do cantor Prince, que morreu na última quinta-feira. 
Billy Paul chegou a se apresentar em Brasília em duas ocasiões. Em 2001, subiu ao palco da antiga casa de espetáculos Americel Hall. Três anos depois, participou de uma festa de ano-novo de um hotel da cidade. Em 2013, uma nova apresentação foi marcada, mas acabou cancelada por problemas logísticos. 

 

Confira o comunicado no site de Billy Paul: 
“Lamentamos informar que Billy faleceu hoje, em sua casa, após séria condição médica. Gostaríamos de estender as nossas mais sinceras condolecências a sua mulher Blanche e família pela perda, enquanto eles e o mundo choram a perda de outro ícone musical que ajudou a música pioneira R & B de hoje. Billy fará falta verdadeiramente. Por favor, compartilhem os pensamentos, mensagens e histórias de Billy como nos lembramos deste lendário artista, membro da família e amigo” 
*
Do Blog – Em agosto do ano passado, Billy Paul se apresentou em Mossoró. Fez show no Hotel Thermas.