Holiday
Holiday

Thaisa Galvão

5 de agosto de 2017 às 18:01

A vaia pronta para Agripino no Festival de Inverno de Martins [0] Comentários | Deixe seu comentário.

A classe política deve começar a mudar a vibe de visitas a cidades do interior.

Se for em dia de festa e subir em palanque festivo, já deve ir preparado para uma vaia.

Vai ter sempre um grupo adversário e organizado para não receber bem, seja se que lado for.

Vai ter sempre uma militância pronta para vaiar os descendentes de Michel Temer e Lula, ambos apontados no Brasil como símbolos – de direita e esquerda – da corrupção.

Ontem, na abertura do Festival de Inverno de Martins, no Oeste do Rio Grande do Norte, a vaia puxada por um grupo irritado com o apoio ao presidente Michel Temer, foi dirigida ao senador José Agripino Maia (DEM).

A prefeita Olga Fernandes (DEM) até tentou fazer defesa do parlamentar que tem destinado emendas para Martins, mas…
Tirando a vaia, o senador circulou pela festa com Olga e com os prefeitos Leonardo Rêgo, de Pau dos Ferros; Bernadete Rêgo, de Riacho da Cruz e Ciro, de Itaú.

De Mossoró, acompanharam o senador a ex-prefeita Cláudia Regina e o vereador Petras Vinícius, ambos do DEM.
O deputado Gustavo Fernandes (PMDB) também foi ao evento e foi recebido pela prefeita

Dos governadoráveis, presença ao lado de Agripino, do desembargador Cláudio Santos, na foto ouvindo um cochichado da mulher, Regina.

5 de agosto de 2017 às 8:56

PSD fortalece nome de Julianne, mesmo impedida de ser candidata, durante o encontro do PSD Mulher [0] Comentários | Deixe seu comentário.

Com o governador Robinson Faria candidato à reeleição, a primeira-dama e secretária de Assistência Social, Julianne Faria, não pode ser candidata a nada.

Aliás, Julianne só pode ser candidata se o marido governador renunciar ao mandato até abril do próximo ano.

Nenhuma cogitação sobre isso, mas a constatação de que o nome de Julianne vem se fortalecendo cada vez mais politicamente.

E a simpatia da primeira-dama, bem aceita por onde passa, vem sendo vista como cartão postal do governo Robinson, que asim como em outros estados, enfrenta dificuldades para governar.
Ontem Julianne deu mais uma demonstração de seu carisma durnte o encontro o I Encontro Estadual do PSD Mulher, comandado por ela e com a presença de Robinson.

O evento abordou através de palestras a importância das mulheres na política e discutiu as ações que já foram implantadas no estado por meio da gestão do partido.
O encontro aconteceu no Hollyday Inn e contou com a presença da presidente do PSD Mulher Nacional, Alda Marco Antônio, e de lideranças do partido como prefeitas, vereadoras, secretárias estaduais, deputados e representantes de núcleos femininos.
“O Rio Grande do Norte é o estado com o maior número de mulheres eleitas no PSD, sendo 16 prefeitas e 69 vereadoras. Além disso, temos oito mulheres ocupando cargos de titular no Governo Estadual”, revelou Julianne que ainda falou sobre os programas sociais que está desenvolvendo à frente da Sethas, gerando oportunidades para as mulheres. 

Ela citou o Artesanato, Microcrédito, Moradia Cidadã, Central do Cidadão, Vila Cidadã e Restaurante Popular.
“Nossa luta é criar um ambiente saudável e favorável para que as mulheres militem verdadeiramente. Alguns partidos são até hostis à presença feminina e nós queremos que o PSD seja diferente. O Rio Grande do Norte é um ótimo exemplo na história nacional da participação feminina na política”, disse Alda Marco Antônio.

“Cuidar da população é prioridade na gestão do PSD. E para cuidar de gente é preciso ter sensibilidade. As mulheres são fortes, guerreiras e sensíveis às questões humanas”, definiu o governador Robinson.



5 de agosto de 2017 às 3:20

Delação de Eduardo Cunha incriminando Temer volta a ser discutida [0] Comentários | Deixe seu comentário.

De Maurício Lima, sobre mais problemas para Michel Temer…

Na Veja – coluna Radar:

5 de agosto de 2017 às 3:13

Colunista da Veja diz que delator da JBS mentiu ao falar em repasse para o governador Robinson Faria e o deputado Fábio [0] Comentários | Deixe seu comentário.

E ainda de Maurício Lima, na coluna Radar (Veja):